MENU

31 de julho de 2009 - 11:42F-Indy

Rio, RP ou RIP

SÃO PAULO | Desde o começo da tarde de ontem tive conversas a respeito da novela da Indy, a da corrida brasileira, que pode ter seu fim hoje, com o anúncio do calendário da temporada 2010. Digo pode porque há uma pequena chance de o GP do Brasil, em aparecendo, vir com um asterisco. 

A primeira informação que tive foi que o contrato não fora assinado nem pela prefeitura de Ribeirão Preto nem pela do Rio de Janeiro. Nenhuma das duas havia assegurado o aporte financeiro de US$ 21 milhões que a Indy requereu para garantia da realização da corrida.

Contatei Carlo Gancia, um dos representantes da Indy no Brasil, que estava entrando em reunião justamente para definir os rumos da etapa. “Nenhuma novidade”, pôde me dizer então, por volta das 19h.

Liguei para Eliezer Guedes, assessor da prefeita de Ribeirão Preto, que não trouxe muitos esclarecimentos. Desviou ao falar de onde viria a grana, disse que estava no aguardo e que acreditava que disputava “de igual para igual” com o Rio.
 
Mais tarde, uma informação vinda dos EUA dava conta de, segundo Willy Hermann, ex-comentarista e outro representante da categoria no Brasil, “as coisas estavam fortes para o Rio”.

Agora de manhã, o Speed Channel, via jornalista Robin Miller, disse que a corrida será realizada no Rio, abrindo o calendário, sem data definida, em março.

Conversei com uma fonte bem ligada ao caso, que garantiu que o contrato ainda não foi fechado, que as assinaturas estão sendo colhidas e que é possível o calendário ser divulgado hoje incluindo o Brasil, mas sem o local definido, o tal GP do Asterisco.

É tudo parte do making-of da atração. O fim trágico — exceto pela notícia do Speed — é possível. E se isso acontecer, muita gente nunca mais vai descansar em paz.

3 comentários

  1. Lucas Paulo disse:

    Fernando, até discordo de você com relação a um usar um circuito de rua ao invés de Jacarepaguá… O autódromo, segundo consta, está sucateado… Fazer uma corrida com algumas tomadas legais da cidade, um cenário como o Rio, seria muito mais interessante do que um autódromo caindo aos pedaços. Quem sabe até ajude na história do Rio 2016, mas aí, já são outros quinhentos…
    O que enche é essa mania de ficar especulando… Rio, Ribeirão, Goiânia, Brasília, São Paulo, Campinas, Salvador, Virmond, Porto Barreiro… É muita especulação… Chega uma hora que cansa de acompanhar…

  2. arnold disse:

    se for pra fazer algo e ficar com rombo no orçamento é melhor nem fazer nao é mesmo???

  3. Fernando C disse:

    Victor

    Moro em Ribeirão Preto, mas não tenho ídeia de onde vão colocar esses carros para correr. Suspeito que seja na Avenida Castelo Branco que esta em reforna a pouco mais de 1 ano, por causa do fluxo de carro ser intenso na região. No Rio acho que seria muito mais interessante para os participantes da Indy por motivos claros. Mas um circuito de rua, quando se tem um oval quase inteiro em Jaguarepaguá. Cada um sabe o que faz com o seu dinheiro público.
    Abraços

Deixe uma resposta para Fernando C Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>