MENU

19 de fevereiro de 2010 - 16:45F1

Campos Parte, a venda

SÃO PAULO | Sobe som. Os tambores rufam. O anúncio veio.

E veio nos moldes do que se previa. José Ramón Carabante, o então sócio de Adrián Campos, dono da Meta, outrora interessado em comprar o Real Murcia, agora é dono da equipe. Colin Kolles vai ser o diretor-geral, o chefão, e tudo está na base dos 100 metros rasos para que tudo esteja tinindo para o Bahrein.

Campos Parte ainda não chega ao fim. Porque tem uma questão importante: Bruno Senna. O comunicado que confirma o adeus da Campos estranhamente não menciona que o piloto continua na equipe. Uma pessoa ligada ao caso afirmou que “imagino que a compra tenha sido completa, inclusive os contratos em vigor”.

Ainda temos os capítulos derradeiros, pois.

18 comentários

  1. chulas disse:

    Nooossa a Campos era uma roubada mesmo, e pior, porque a turma do Bruno Senna na oviu isso? Gente, os caras sao amadores em tudo, tentaram colocar o Bruno no primeiro acento que apareceu, e sem pagar? Só o nome nao ajuda…..faltou profissionalismo da equipe do Bruno, e muito mais do Adrian Campos que é fraquinho fraquinho.
    Acho que a Meta correrá com dois pilotos ‘pagantes’.

  2. Juliano disse:

    O que vai acontecer é o seguinte:

    José Maria Lopez formará dupla na Meta com Pastor Maldonado. A USF1 será extinta, sem nunca ter existido de fato e a Stefan alinhará no seu lugar com Kazuki Nakajima e Karun Chandhock. Bruno Senna vai para o EUA correr na Luczo-Dragon/De Ferran.

  3. Guerwin disse:

    Colocar dois pilotos inexperientes em termos de F1 é dar um tiro no pé. O Bruno que trate logo de arranjar uns euros para injetar na equipe ou perde a vaga. Tem de acabar com esse negócio de não ser piloto pagante. O heptacampeão entrou como na categoria, de graça? Tira o escorpião do bolso, Senna!!!!

    • João disse:

      Inexperiência não é decididamente um dos problemas que lhes tirem o sono.. a falta de euros é claramente aquilo que os preocupa.. e também a falta de tempo.. Segundo aquilo que diz o Collin Kolles nunca viu um projecto de F1 tão mau, não existe nada na fábrica, apenas 8 engenheiros que nunca viram um carro de F1 na vida e que apenas estão a fazer um programa de simulador.. enfim, quero ver como é que eles vão resolver os problemas (se é que conseguem..)

  4. Eudes disse:

    Olha, com o retorno de Shumi talvez os sobrenomes Senna e Piquet não sejam tão necessários assim. Ainda mais talvez volte o Villeneuve, que gostemos ou não é um campeão mundial. De qualquer sorte torço pelo Senninha, mais até do que torcia antes porque vai ser azarado assim na casa do car.&$#%¨ Ia entrar e a equipe Honda fecha, depois a coisa quase se repete com a Campos, aí tem a volta de shumi que ofusca qualquer um …
    De qualquer sorte é mais um brasileiro na F1 e estamos necessitando de pilotos lá, pois em época de 26 carros do grid e invasão de alemães e espanhóis, quanto mais brazucas melhor.
    No caso do Piquet pelo que vi na corrida da NASCAR não acredito que ele volte, só se pintasse um bom lugar agora ou caso ele faça relativo sucesso lá alguma equipe média o chame. Porque se fizer muito sucesso … aí vai ficar difícil mesmo.

  5. Glailson disse:

    VM, o Bruno tá confirmado na equipe. Fique tranquilo quanto a isto. Abraços.

  6. fcojrarq disse:

    completando a frase:
    Campos Parte para o Bahrein.

  7. Léo Machado disse:

    Concordo com o RVC!
    Se foi o Nanico Eclestone q ajudou nisso, nao acredito q o B. Senna seja descartado! O nome dele e forte e a F1 precisa disdo, mesmo com a volta do Shumi! Mas fica aquela pulga atras da orelha pelo silencio a respeito dos pilotos!

  8. Edgard disse:

    http://www.oconsumidoremdebate.blogspot.com

    Como a vaga foi ‘garantida’ tendo por base a grana que o primeiro-sobrinho levou (leia-se 21, o da incrivel coincidência de sua numeração), talvez a coisa não desande…mas eu li em mais de uma fonte que a coisa não tá garantida, não…como diz o dono do blog, mais um capítulo a frente…

    • Junior disse:

      Pelo que vi o Bruno vai correr de graça, não paga nem recebe da Campos. O que a Embratel é é um patrocinador pessoal do Bruno, que nem a Veja é ro Rubinho. Eles vão pagar uma mixaria para ele fazer propaganda no capacete e utilizar um boné com o símbolo da embratel sempre que possível.

    • Junior disse:

      Corrigindo meu comentário, Bruno correria de graça, pois parece óbvio que agora não vai mais correr, a não ser que pague.

  9. @giu0804 disse:

    Eu acho que não vão dispensar o Bruno, não tenho certeza, mas ele entrou com algum dinheiro de patrocinio? se entrou não faria muito sentido dispensa-lo e ter de “devolver” essa grana?

  10. Carlos disse:

    O Bernie agora vai dar a outra vaga para o Half e quem dançou foi o argentino (Lopes), vai ser piloto reserva.

  11. RVC disse:

    Se foi o Bernie que ajudou, duvido que ele permita que a equipe dispense o B.Senna.

    Marketing fala mais alto.

  12. Fernando M.A. disse:

    Neste instante nem tem lógica dispensar o Bruno Senna, para dispensar precisaria colocar alguém no local e como ainda tem uma vaga em aberto pode colocar um piloto pagante nela e só depois para pensar em substituir o brasileiro e mesmo assim com outro pagante, pois não pagante não vejo ninguém sem contrato para substituir e tenha talento equivalente ou melhor.

  13. marcos disse:

    Ei Victor, não tem nenhuma mulher no meio deste rolo ai não?
    Uma novela desta , precisa.

    temos de tudo.. mocinhos. piratas russos,
    mega empresários , falências, prorrogação de boleto.
    so falta uma mulher !! ora pois !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>