MENU

12 de junho de 2010 - 15:30F1

Blame Canada, 5

SÃO PAULO | Até se pode dizer que a Red Bull abriu mão da pole e da supremacia no quesito na temporada para pensar na corrida de amanhã. Mas é que Hamilton foi tão melhor em todas as fases da classificação que isso desmereceria a conquista que enfim veio na oitava etapa do Mundial. No começo, 0s240 à frente de Vettel; depois, foi perto, 0s028 de vantagem para o alemão; e na superpole, 0s268, desta vez sobre Webber.

Aos fatos: a McLaren é muito rápida, e aí vão os aplausos ao caríssimo inventor deste duto mega ploft booster de velocidade. Mas mesmo assim, no papel, a McLaren não é melhor que a Red Bull. Está no máximo no mesmo pé que a Red Bull. Os taurinos poderiam ter ido à forra, sim. Primeiro, andaram com os pneus mais duros porque vão ter de largar com eles amanhã. Pneus duros em Montreal tem andado em média 0s2 mais lento que os moles, justamente a diferença no cronômetro de Hamilton para Webber. Outra: a falta de gasolina que se viu na sequência, quando Hamilton fez daquele modelo uma espécie de carrinho de compras de luxo ao arrastá-lo em direção à gôndola chamada box, também mostra que precisou estar mais do que leve para conseguir a vantagem sobre a RBR.

Aliás, uma perguntinha: vale? Vale acabar a classificação sem gasolina? O que é estranho é que, se valer, por que ninguém fez isso antes? Estranho. Sei não…

Li uma entrevista feita com Norbert Haug, diretor da Mercedes, que apontava para uma corrida de estratégias bem diferenciadas em relação às anteriores. Haug acredita que vai ter gente parando com cinco ou seis voltas. Justamente aqueles que largarem com estes pneus molengas que se desmancham como manteiga no pão das seis da matina. Assim, Hamilton, se não for aos boxes logo de início, pelo menos troca de calçados antes de Webber e Vettel.

Alonso pôs a Ferrari em quarto, enquanto Massa foi só sétimo, 0s2 pior. No Q2, a diferença chegou a 0s8. Felipe não tem andado no ritmo do companheiro por motivos já bem especificados — Alonso é mais rápido —, mas é possível fazer um comparativo da situação com a da Austrália. O clima era semelhante ao do Canadá, tempo nublado e relativo frio. Massa então reclamava do aquecimento dos pneus, que não os conseguia apropriadamente. É algo que também pode explicar essa disparidade — não a de 0s2, que seria comum, mas as demais que veio tomando ao longo do fim de semana.

Button em quinto foi apagado demais. Não reparei nos pneus que utilizou na classificação, confesso, mas a se julgar pelos 0s4 de diferença, presumível que tenha usado os duros; do contrário, foi mal. Agora Liuzzi em sexto demonstra uma Force India com força, com trocadilho e tudo. Sutil em nono confirma a boa fase da equipe que outrora era pequena e hoje começa a ousar a dar um passo à frente além de mediana. Kubica em oitavo e Rosberg em décimo foram mezza boca pelo que poderiam ter feito. Pelo menos Nikita, como adora dizer João Paulo Borgonove, conseguiu passar à superpole, coisa que seu velhusco companheiro, Schumacher, não fez.

Lá no fundão, a Lotus ficando a 0s2 da Sauber demonstra, a priori, que o time de Peter é um fiasco. No meio do pelotão, Barrichello ficou na boca para estar entre os 10 primeiros. No fim das contas, a atualização da Williams ainda se mostra insuficiente para voos mais altos. Senna e Di Grassi, nesta ordem, só superaram Chandhok, que mal andou.

A corrida se desenha interessantíssima, ainda mais se vier a chuva. O símbolo de tempestade impera aqui na tela do computador ao se referir à previsão de domingo, máxima 25ºC. Acho, apenas acho, que não chove. E se for assim, a corrida fica nas mãos do taurino que pular na frente na largada. E creio que será Webber.

12 comentários

  1. Brown disse:

    O que próprio criador do post nao atentou. É que a McLaren mais uma vez, assim como na china, está apostando na Chuva. E, quando se usa pneus de chuva, automaticamente está anulada a regra que obriga o uso dos dois compostos.

    Mas o que me deixa um tanto abismado é que mesmo que a última volta tenha sido incrível, ainda não foi mérito exclusivamente de Lewis. E sim do pouco combustível e dos pneus macios. Mas não falou que a diferença dos pneus duros para os macios são de 2 décimos. Lewis pôs 2.6 nos carro de Webber, se tivesse também apostado nos pneus duros, ainda assim, teria feito a pole. E o mais curioso é que Button com o mesmo equipamentos e pneus só conseguiu o 5° tempo. Impressionante, não? É… deve ser a McLaren conspirando contra o Jenson. :p

  2. The Quiet Storm disse:

    Pois é … A verdade verdadeira é que a única equipe que esta tentando o pulo do gato é a Red Bull …. Todos os demais do TOP 10 fizeram as suas respectivas voltas rápidas com os pneus macios … Ou você se enganou legal nesta brother ou esta com ma vontade em relação ao Hamilton.
    Hamilton foi simplesmente fenomenal na sua volta de pole ! 0,265 de diferença não se justifica simplesmente pelos pneus. E tem mais, o Alonsito, que sai com macios também, esta’ mais feliz do que pinto na poeira é já conta com um podium … Pelo jeito a RBR não gosta nem um pouco dos macios … Acho que começa a entrar água nas latinhas dos energéticos. Mas carreras son carraras e veremos.

  3. J.O. disse:

    Victor, salve ! li em algum lugar que tem que acabar o treino com 1 litro no tanque, vai ver foi esta a razao de mandarem o cara desligar o motor e empurrar, pois se chegar no box para vistoria com menos de 1 litro, tem punicao.

  4. jamilton souza disse:

    FELIPE MASSA É O NOVO BARRICHELO, EMBUSTE PURO, SAUDADES DO SENNA ESTE SIM VERDADEIRO PILOTO.

    • Anderson disse:

      Não gosto do Massa, acho ele fraco, mas se pensar assim, seria melhor ter só 4 carros em cada corrida? Só os que podem ganhar? Essa mentalidade do brasileiro é ridícula.

  5. Angelot disse:

    Por tudo que li hoje nos sites (infelizmente nao tive a chance de ver o treino ate o fim) a McLarem, fez a coisa certa, andou no limite de gasolina para a qualificação, e garanto que o Hamilton quem botou a pressao para o carro ficar assim mesmo e ter o desempenho que teve. E ele, so pagou 10.000U$ de multa e sai na frente sem perder a pole.

    Quanto a diferença entre McLaram e Red Bull, acho que o coelhinho na manga foi a gasolina. Pq com certeza os caras dos energeticos tem o melhor carro da temporada imaginem se tivessem com o mesmo gole de gasolina que o Hamilton, estariam longe.

  6. adilson disse:

    Não tive tempo de assirtir o treino. O Massa e o Alonso estão com pneus moles?
    Abraço.

  7. Raphael Bastos disse:

    O carro tem que ter o peso minimo sem gasolina. Entao nao vejo o problema de acabar sem gasolina o treino ou a corrida. Vejo conspiracoes contra a Mclaren. Ninguem se queixou quando o Massa deu 1 volta a mais depois do qualifying no Brasil em 2008.

    • Victor disse:

      VM responda: Mas… quem é que está falando que a questão se refere a peso? Tsc, tsc.

    • Fernando disse:

      Vale sim Victor, só que não restará combustível para a inspeção e o tempo do piloto será anulado, ou o próprio será desclassificado. A ordem dos pits foi para que com o motor desligado sobrasse gasopa para a inspeção, genial.

      A multa foi por atrazo mesmo.

    • Fernando disse:

      Complementando.
      Mas que é uma brecha no regulamento é, já imaginou todos fazendo isso? Certamente irão mudar isso.

    • Fernando disse:

      Corrigindo e complementando, na realidade isto só é vantajoso se feito na última volta do treino pois ficar sem gasolina no meio do treino é burrice. Então se todos fizerem na última volta não haverá problema algum, nem vantagem.

      Mas acho que a FIA vai mudar alguma coisa sim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>