MENU

24 de julho de 2010 - 7:37F1

Pastor alemão, 3

SÃO PAULO | Se o terceiro treino livre for apenas um aperitivo do que está por vir na classificação, o torcedor que está em Hockenheim e todos os demais que acompanhavam pela TV já podem esfregar as mãos para um espetáculo dos mais animadores. Porque a briga que se viu ontem entre Red Bull e Ferrari repetiu-se na manhã deste sábado (24). Mas com muito mais ação e intensidade. Os quatro pilotos foram se misturando nas posições de destaque até que a bandeira quadriculada desse fim à sessão e declarasse Sebastian Vettel como o vencedor da batalha.

Vettel precisou do ‘tempo extra’ da volta final após o encerramento oficial para tirar o companheiro Mark Webber da primeira colocação, trazendo Fernando Alonso, que vinha na sequência, para o segundo lugar. Felipe Massa acabou ficando com o quarto tempo, mas nada distante do grupo.

Mercedes e McLaren acabaram como subforças, ainda que não se possa em definitivo descartá-las da briga. Nico Rosberg ficou com o quinto lugar, precedendo Lewis Hamilton e um finalmente combativo Michael Schumacher. Só Jenson Button que não seguiu o comboio — ficou num distante 13º lugar.

Primeiro que os serviços de meteorologia precisam rever seus conceitos. Enquanto todos apontavam pimpões que a chuva não afetaria o treino, eis que a cinco minutos de seu começo os vários torcedores apaixonados em Hockenheim abriram seus guarda-chuvas e ajeitavam suas capas pela água da densa nuvem plúmbea sobre o circuito. Enfadados, os mecânicos ajustavam os carros para a nova condição, ao passo que os pilotos faziam cara feia por não poderem apropriadamente andar em condições de piso seco.

As primeiras voltas surgiram na casa de 1min29s, no caso com Vettel, ao passo que a chuva dava uma trégua. Encorajados, os pilotos começaram a vir em bando. Assim, não demorou muito para que um trilho fosse formado, permitindo que todos já viessem de slicks faltando 20 minutos para o fim das atividades.

E o revezamento na ponta que se viu ontem repetiu-se, com os quatro pilotos de Ferrari e Red Bull participando. Ora era Massa, que logo era superado por Webber, que via Vettel ultrapassá-lo, que tomava de Alonso, que então perdia terreno para a Red Bull… até depois da bandeirada os quatro iam evoluindo, até que Vettel acabou com a brincadeira estabelecendo 1min15s103, colocando 0s605 no companheiro Webber, que aparecia em primeiro. Segundos depois, Alonso tomava do australiano o segundo posto.

Rubens Barrichello tornou a aparecer bem, terminando em oitavo, a 0s008 de Schumacher. Robert Kubica colocou a Renault, que não vem tão forte assim, em nono. E Nico Hülkenberg começa a dar sinais de evolução ao andar no ritmo de Barrichello e colocar a segunda Williams no décimo lugar.

A classificação está marcada para 9h. Diz a tal da meteorologia que vem chuva, o que pode ser um sinal claro de que tudo pode acontecer com pista seca. De qualquer forma, até os institutos afirmam que o espetáculo será dos melhores. A aposta de hoje será difícil. Mas como no BRV eu fui em Vettel, sigo com ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>