MENU

12 de setembro de 2010 - 12:23F1

Giro d’Italia, 3

SÃO PAULO | A F1 bem que tentou acabar com essa história de decidir as corridas nos pits eliminando o reabastecimento. Até que surtiu algum efeito no sentido de incentivar os pilotos a terem mais ação. Mas em Monza não tinha como ser diferente hoje. Estava bem claro, depois das primeiras voltas que Alonso ficou preso atrás de Button, que só a estratégia da Ferrari recolocaria o espanhol na posição de onde ele largou. Button era melhor de curva e impedia que Alonso entrasse colado para tentar superá-lo.

De forma geral nesta temporada, parar antes tem sido vantagem porque se aproveita melhor o novo jogo de pneus. Mas como na Itália os dois tipos de compostos fornecidos pela Bridgestone estavam funcionando de forma similar, era melhor para a Ferrari que esperasse a McLaren chamar seu lorde inglês para os pits. Não deu outra, e assim Alonso foi para la gallera numa corrida sem sal, aproveitando que acabo de ver a igual reportagem sobre Bonneville…

Massa não tinha muito que fazer a não ser manter seu terceiro lugar, mesmo, até porque não teve com quem disputá-lo. O adversário natural seria Hamilton, que destruiu sua suspensão ao tentar superar Massa na quinta curva da prova. Um erro consequente dos erros cometidos na classificação de ontem e uma performance totalmente adversa à que teve na Bélgica. Já é a terceira vez que Lewis fica sem pontuar no ano — mesma quantidade de Vettel e Alonso, por exemplo. Completou a cota.

Vettel se saiu totalmente no lucro. Digamos que aquele problema no motor realmente tenha sido um problema no motor, com documento juramentado da Red Bull e de Santa Lúcia de Viterbo de que, sim, Vettel tinha um problema no motor — os taurinos especulam um problema nos freios ou uma sobreviseira que foi parar na saída de ar. O alemão vinha em oitavo e, com um pit só na volta final, superou Webber — que havia, oh!, se aproveitado do problema de Vettel —, Kubica, Hülkenberg e Rosberg. O quarto lugar acaba o mantendo ali, na bica, 163 pontos, 24 atrás do companheiro, que volta a ser líder do campeonato. Seb tem de partir para a vitória em Cingapura para sair da lanterna do G5 do título — Hamilton manteve-se nos 182, Alonso foi a 166 e Button pulou para 165.

No mais, ótima prova de Hülkenberg, corroborando o que tem feito nas classificações, e andando neste fim de semana melhor que Barrichello, empacado a maior parte da corrida em Buemi. Como diz o velho amigo Helmuth Rogano, Hülkenberg já está sendo o micuim do brasileiro, décimo neste domingo. Rosberg e Kubica vieram na toada, nem bem nem mal, e até Schumacher pontuou, no mesmo esquema.

Acabou a Europa para a F1 neste ano, e agora é Ásia e Brasil. Cinco corridas e cinco pilotos. Todos bons, mas Vettel está um degrau abaixo e Webber vem com uma força celestial. Bem capaz que neste ano Interlagos não veja a decisão de título. Os xeques e califas de Abu Dhabi esfregam as mãos e dão risada.

8 comentários

  1. Cristiano disse:

    Muito se falou do Button ter usado asa “normal” e duto frontal. Impressão minha ou a Renault também usou? Ao menos parecia bem mais inclinada que os outros, e manteve aquele “nariz” na “bigorna”…

  2. ba disse:

    Victor, não entendo: Mônaco é aquela pista travada e ninguém passa. Como deixaram que em Monza acontecesse a mesma coisa? Pelamor, diga que ano que vem essa babaquice engenharística da aerodinâmica acaba!
    Abraço!
    PS: Reitero: Cultura do Bourbon é melhor.

  3. Fernando disse:

    Vettel obedecendo ordens de equipe, não sei não, o alemão parece que não é chegado nessas, tá mais para mandar a equipe a merda do que obedecer.

  4. Müller disse:

    A corrida foi pra mim, razoável, mas o q eu ñ entendo é pq a fabricante de pneus levou esses compostos “duros” e “super duros” será q eles ñ percebem como deixam as corridas sem emoção, é só lembrar do GP do Canadá; até parece q voltamos alguns anos quando ñ haviam trocas de pneus. O Vettel praticamente fez a corrida inteira com os pneus q largou “macios” teoricamente.
    E o Alonso só levou essa pelo trabalho de equipe nos Box. Estava torcendo para o Button.

  5. Fernando Soethe disse:

    Se esse problema de motor ocorre na Ferrari, hoje a brasileirada ia estar alvoraçada hehehhee

  6. Paulo disse:

    A prova até que foi boazinha. Um pouco melhor que a média do campeonato. O Barrichelo estava com motor velho e o Hulk com novo. Talvez por isso a diferença grande entre os dois neste fds.

  7. Fabiano Almeida disse:

    Victor, acho que você se enganou. Jenson optou SIM pelo duto frontal e bastante asa; assim, nas retas o Alonso não tinha gás pra passá-lo. As imagens do grid feitas pela FOM inclusive focaram a entrada de ar do Jenson, enquanto que a de Lewis estava fechada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>