MENU

20 de setembro de 2010 - 16:21Stock Car

De quem vem a má-fé?

SÃO PAULO | Para encerrar por hoje a série sobre patacoadas que acontecem na Stock Car — e desta vez devem ser atribuídas à CBA e ao CTDN —, cabe aqui a explicação do episódio contado por duas fontes de ótimo gabarito.

Não há no regulamento esportivo nem técnico nenhuma obrigação para que o piloto apresente uma explicação por não conseguir levar o carro por seus próprios meios ao parque fechado assim que a corrida acaba. De modo que, qualquer punição que foi aplicada a Serrinha, Cacá, Xandinho e Zonta neste sentido torna-se inapropriada, unicamente dada por interpretações e julgamentos pessoais.

Assim que um chefe de equipe apontou que não havia, de fato, uma linha sequer que cobrava explanações, Nestor Valduga, presidente do CTDN, pediu que fosse escrito um problema qualquer dos carros para que fosse apresentada uma prova assinada. Assim que recebeu o documento, então, o dirigente solicitou uma fiscalização nos veículos que não foram ao ‘parc fermé’. Sem encontrar a falha identificada, julgou que os pilotos e seus respectivos times agiram de má-fé.

Daí vieram as desclassificações. Daí eu pergunto: de quem vem a má-fé?

Acréscimo: o post ‘A arbitragem da Stock Car/CBA’ conta outra parte da história.

11 comentários

  1. Nair Rissato disse:

    Com certeza a culpa é da CBA do senhor Nestor Valduga, pois nesta gestão do senhor Marionete Pinteiro, ele tem a força. Os comissários que atuavam frente a Stock até 2009 não eram perfeitos mais não cometiam erros grotescos como esses protegidos do Valduga tem cometido nas provas deste ano. Não sei onde este senhor pretende chegar, até porque ele já participou na gestão de robalheira do Sr. Reginaldo Bufaiçal, foi Vice do Dr. Paulo Scaglione nas duas gestões e agora é “Braço Direito” do “Marionete” Pinteiro. Já tirou o Magrão Regal e o Toninho Silva da F1 no ano passado para colocar seus “estagiários” que até capotar trator no GP Brasil de 2009, capotaram. Tirou comissários desportivos e técnicos que atuavam a anos na Stock para colocar seu conterrâneos. Tirou o Montagner da Truck e da Stock para colocar como diretores de provas pessoas sem a menor experiência. Não sei de onde vem tanto poder!!! Agora só falta ele tirar o vice presidente da CBA Antonio Santos Neto da cadeia!!!

  2. Pedro disse:

    Muita falação e a coisa é tão simples de resolver, só entrar no site da CBA e ver o regulamento.
    Tá claro que a CBA poderá punir caso o carro não chegue ao parque fechado depois que cruzar a linha de chegada, artigo 71. Ai depois sim é falado que se o carro não puder chegar com os próprios meios e bla bla bla ( e se não chegar pelos próprios meios é claro que eles querem dizer se o carro quebrar ou tiver algum problema técnico)
    Poxa é tão dificil ler? Agora qual é a punição disso é outros 500…
    E a Sky não saiu por causa disso com certeza.
    E a Sra Red B… em nenhum lugar do mundo se manifestou dessa maneira. Fica claro que está apelando, e com certeza se a informação chegar na Áustria ai a o bixo pega pro lado da turma que notificou publicamente o descontentamento com a CBA. E independente de pessoas etc que estejam na CBA uma empresa séria não desrespeita um orgão.
    Se ela não concorda com a punição que entre com uma ação contra essa punição ( que é o meio profissional), agora se manifestar publicamente antes de entrar com os procedimentos corretos.
    Só mostra que a turma está desesperada, porque uma clausula do contrato da Red B mundial, preza muito pela imagem e se o carro foi desclassificado é porque está fora do regulamento ou de alguma forma não obedeceu o regulamento e isso a Red B toma muito cuidado com a imagem veiculada com escândalos ou atitudes que degrinem a imagem.
    Ai pode se dizer que alguém vai perder o emprego isso é a única coisa certa de tudo isso….

  3. petrafan disse:

    aliás, Fiorella.

    (Fiorella é bem nome de concessionária Fiat hehehe…)

  4. petrafan disse:

    o Andreas Matheis é pai da Mirella Matheis?

  5. Eduardo Miler disse:

    E qual a equipe/preparador Campeão que não rouba/trabalha com o regulamento???? Todo preparador de corrida rouba, e isso é fato…Só qdo supostamente pegam algum que fazem esse “boroxoxo” todo…Sem um roubinho não existe nenhum Campeão…Abs

  6. Pedro e Binno disse:

    Cara, o comentário do amigo Col ai de cima, foi forte………………………………!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. ELINALDO disse:

    ESTE TAL DE MATHEIS VIVE FAZENDO ROLO E ANDANDO FORA DO REGULAMENTO . DE VEZ EM QUANDO CAIIIIIIIIIIII .

  8. Wallace disse:

    Primeiro isso não é corrida de carros, é um passeião de carros com motor mexido.
    Segundo, bem avacalhada e coisa de amador…. Tá com os dias contados.

  9. @tslovac disse:

    A má-fé vem das equipes obviamente, que de fato ficaram sem combustível. Mas acaba aí. Nesta ação não cabe uma punição, não porque é uma sacanagem leve, mas porque não existe conforme o tal artigo 19.1.5.

    Na jogada do Cacá menos ainda, porque a idéia partiu do próprio piloto, não da equipe nem de ninguém. Não colocando a vida de ninguém em risco à atitude do piloto só cabe a ele mesmo. No máximo dar explicações para a equipe. Mas como está literalmente tudo em família, não será o caso.

  10. Alan Magalhães disse:

    Quem viveu viu. O automobilismo brasileiro morreu. Sobraram cacos espalhados que são polidos e valorizados como pedras preciosas. Virou uma nau sem rumo. Os autódromos estão virando pó – literalmente, o de Goiânia virou filial de Amsterdã – categorias acabaram, o kart está capengando e não há categorias/escola no país desde os anos 90. O Rally tem alguma força ainda, graças a seus praticantes, que são organizados, mais unidos que os de pista e apaixonados pelo esporte, só por isso. Uma pena. O episódio de Campo Grande mostra, mais uma vez, despreparo e “otoritarismo”. Ladeira abaixo, uma pena. Temos hoje quase vinte montadoras no Brasil e nem um campeonato de marcas temos. O que falta? Para mim, credibilidade, planejamento, projeto. E essa credibilidade se abala cada vez mais com episódios como esse. Um forte patrocinador que também está no volei e no futebol já confirmou a saída e outro, de importância mundial, que dá credibilidade ao evento devido sua grandeza, ameaça tomar o mesmo rumo. O automobilismo brasileiro está com a marcha a ré engatada e não é de hoje.

  11. Fausto Trentini disse:

    ah, sei não, Vitónez… Dar espaço pra essas besteiras é tudo que esses dirigentes querem… Pra mim é mais um episódio da já tão conhecida megalomania à brasileira. Ainda mais em tempos de eleições, parece que fica essa necessidade de ficar competindo quem tem o maior pau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>