MENU

1 de fevereiro de 2011 - 11:27F1

Mais 4

SÃO PAULO | 4 carros vieram ao mundo hoje em Valência, e cada um com sua característica, um bem diferente do outro. A Red Bull partiu para uma evolução do carro do ano passado — não tinha por que partir para uma revolução sendo campeã — e apresentou algumas peculiaridades. É, por enquanto, a única a manter uma barbatana na cobertura do motor, formando um ângulo de 90º onde cabe o rabo do touro que a sustenta. E ainda há uma pequena peça no meio da asa traseira do RB7 que representaria a continuidade da asa-bigorna, também com a função de suporte para o movimento da lâmina. O carro é bonitão e nada indica que não vá brigar novamente pelo título com Vettel.

Depois veio a Toro Rosso com um carro aparentemente conservador. Seu bico é até que alto, mas dentre todos o que tem menor altura. Não tem barbatana nem uma peça sobre a asa traseira, mas a equipe garante que o STR6 é o melhor carro projetado desde 2008 — quando permitiu a Vettel vencer em Monza. Sei lá, mas tá com cara de quem vai ficar em nono no campeonato, e olhe lá.

A Mercedes lançou o W02 levemente diferente daquela imagem computadorizada vista dias atrás. Visto de lado e em diagonal, percebe-se um bico diferenciado. Se sua ponta segue o padrão Red Bull que foi seguido por grande parte das rivais, seu formato como um todo lembra um bico de pato. A equipe abandonou a entrada de ar da cobertura do motor dividida e partiu para um desenho mais tradicional. Em termos de pintura, é um dos mais bonitos. É carro para incomodar o trio-de-ferro da categoria.

Por fim, a Williams mostrou em poucos minutos o FW33 com uma pintura interina das mais atraentes, com um carro todo em azul escuro e os logotipos dos patrocinadores em branco, além do número do carro em tom vintage. Chama atenção por ser um modelo compacto, sem que o bico ultrapasse o limite da asa dianteira. O problema é o passado recente da Williams, meio que sem cumprir o que promete.

E hoje já veio a informação de que o escapamento da Lotus Renault fica logo abaixo da entrada de ar das laterais. O ar quente que é expelido vai para baixo do carro e, a caminho do difusor, gera maior downforce.

9 comentários

  1. Jonas disse:

    A Mercedes não abandonou a entrada de ar bipartida e voltou atrás, aquela entrada de ar foi proibida pelo regulamento, li o site da F1 por 10 min e sei isso, voces fazem isso o dia todo e nao sabem! Jornalismo é uma piada nesse país mesmo.

  2. g. b. disse:

    Uma pergunta idiota: porque o logo da Volkswagen está aparecendo dentre os apoiadores/patrocionadores da Toro Rosso?

  3. marcos disse:

    Qual lotus.a verde ou a preta que ta com o tal escapamento..

  4. Danilo Candido disse:

    Alguém vai chiar dizendo que o escape da “Lotus” Renault é irregular (as tais brechas de regulamento).
    P.S.: Escrevo “Lotus” entre aspas pois a verdadeira Lotus, na verdade, foi para o túmulo junto com o seu fundador… nem essa nem a outra juntas valem um cisco do que a original foi um dia.

  5. Lucius disse:

    Problema da Willliams nos últimos anos foi mais de desenvolvimento do carro do que de projeto ruim. Além disso, só o Rosberg pontuava, o japa que tinha lá não ajudava nas pistas.

  6. Hugo Leonardo disse:

    Vamos ver o quanto a Lotus Renault vai esconder o jogo nos testes =P

  7. Felipe disse:

    E depois de fazer este comentário tonto, apareceu normalmente a foto da toro rosso. E não, eu não bebi nada ainda.

  8. Felipe disse:

    Que estranho. Quando abro o seu blog aparecem a foto da red bull no lugar da toro rosso. Eu já ia reclamar, mas quando cliquei em comentar apareceu normalmente. Ai voltei para ver todas as postagens e aparece de novo a foto da RBR.

    A mercedes ficou linda e a williams podia manter esta pintura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>