MENU

3 de maio de 2011 - 10:34F1

A crise da Williams

SÃO PAULO | Crise na Williams, estão gritando por aí em todas as partes do mundo, quando não se fala em Osama bin Laden, sobre quem matou, com que arma e em que lugar ou até se mataram, mesmo. Bastou um trio de corridas fora do eixo europeu para que Grove chacoalhasse. Sam Michael, diretor-técnico, e Jon Tomlinson, aerodinamicista-chefe, vão pedir o boné no fim da temporada. Adam Parr, atual presidente da equipe, chegou a se demitir, mas Frank Williams não aceitou. E o cofundador Patrick Head vai se aposentar.

A solução que encontraram foi chamar Mike Coughlan, um dos pivôs daquele caso de espionagem em 2007 que culminou em sua expulsão da McLaren e seu banimento por dois anos na categoria. Bafo!, definiu Flavio Gomes.

A derrocada da Williams em 13 anos é algo que merece uma minuciosa análise, depois do ápice vivido entre 1992 e 1997 e apenas um esboço de pico em 2003 e 2004.  Villeneuve deixou o time depois da primeira temporada ruim, Zanardi foi um fiasco, Button era um principiante e nada pôde fazer, Ralf Schumacher nunca teve a capacidade do irmão, Montoya — quem mais chegou perto — se cansou depois de três anos, Heidfeld e Webber foram ritos de passagem, Rosberg até tentou e deu um sopro de esperança e, agora, Barrichello é quem pega esta fase. 

Barrichello foi contratado pela Williams numa condição bem diferente da destes demais. De todos, é o único que apresentava uma ficha de vasta experiência, com os itens ticados rápido, acima da média e, principalmente, grande acertador de carros. Rubens vinha em evidência pela disputa de título contra o companheiro de Brawn, Button. O contrato acabou juntando, num termo popular, a fome e a vontade de comer.

A Williams não teve como fazer um carro ao gosto de Barrichello em 2010 por o acordo ter sido tardio, com o projeto do carro engatilhado. O brasileiro foi desenvolvendo o modelo ao longo do ano, mas como resultado final ficou só o gosto de ter vencido a Force India, ex-Jordan, a equipe que lhe promoveu à F1 há 18 anos. Desde então, teve tempo para conhecer bem seu funcionamento e evidentemente foi peça fundamental na concepção do FW33, carro que veio definindo na pré-temporada como melhor do que o do ano passado e que lhe devolveu o discurso de que poderia voltar a vencer.

Mas com um 13º lugar e dois abandonos (Maldonado também não completou duas provas), Barrichello e todo mundo já notou que a coisa não é bem assim. O carro é muito ruim. A Williams de hoje é só melhor que as três novatas — e por pouco da Lotus. Hoje, Parr falou assumidamente em fracasso, e o time precisou promover todo esse remanejamento. Barrichello, o cara que dá as informações do que tem de ser feito para melhorar, tem sua parcela de culpa — que seja mínima, mas tem —, e com a casa caindo, deve se transformar no pedreiro-chefe para reconstruí-la quase que do zero até o fim do ano.

E num lado mais pessoal, Barrichello vai ter de se superar para que naquele seu extenso currículo de ótimos serviços prestados não conste um carimbo de fracassado em sua passagem pela Williams e evite começar a dar um triste e nem um pouco merecido contorno final à sua carreira na F1.

57 comentários

  1. luisfernando-rj disse:

    o barrichello merecia um final de carreira mais decente,mais por sua teimosia isso não irá acontecer o que ele achou que a williams poderia lhe oferecer?o camarada esteve na ferrari e na brown que faziam um campeonato a parte e não se criou e agora acha que ia fazer frente a alguém?

  2. Raphael disse:

    É hoje a rede bobo falou do problema da Williams… trabalharam com a altura errada no carro… coisa de principiante… agora o ilustre jornalista aqui falou que o Barrichello tem sua parcela de culpa… pelo que se pressupõe deve ter sido ele que rebaixou o carro… lamentável o jornalista querer acrescentar uma parte da culpa da ruindade do carro ao Rubinho.

  3. Jose Roberto Roberto disse:

    INFELIZMENTE O BRASIL NÃO TEM UM REPRESENTANTE PARA SER CAMPEÃO A MUITOS ANOS , SINTO MUITO POR ISSO.

  4. Eric Bemkis disse:

    Cara não tem jeito, quando o Barrica estava na Ferrari, andava não so na rabeira do Schumy, como de muito outros, que em todos os titulos do Schumy…qtos vice teve o Barrica? creio q deveria ter o mesmo numero sendo Vice? ou não?
    Agora na equipe pequena…..da até dó….e Massa segue o mesmo caminho………..pro fundo do poço.

  5. k2 disse:

    Parcela de culpa de Barrichello? Talvez, mas, se sim, mínima. Nao dá pra definir o “erro preponderante”. O carro nao anda o suficiente pra isso. Mas, o cambio “revolucionário”deve ter muito a ver com esse péssimo desempenho. Pior ainda é andar de Cosworth…alguém aí já parou pra pensar nisso?? Nao é o Barrichello que decide assinar por 3 anos com a fornecedora de motor e o Sir Frank já tava tentando um motor Renault…só que nao deu…Aí fica difícil: pneus novos, sem muita referencia; cambio que nao tem confiabilidade e um motor que nao empurra…Nao dá pra saber nem se o chassis é tao ruim assim…
    Só milagre com este Cosworth e de morro abaixo…e com o Parr, do jeito que é, ninguém vai conceder….

  6. Allan disse:

    Victor, vou discordar da “atenção” dispensada ao Barrichello. Até onde eu vi, ninguém noticiou que o mesmo estava p*to da vida com o carro, dizendo que fez e aconteceu e o carro não anda, etc. Desnecessário apontar a “culpa”, que SEMPRE é de todos, já que é uma equipe. Basta lembrar que Senna não brigou pelo título de 93 também por sua culpa, ora com performances menores (para o que tava guiando naquele ano), ora batendo. Mas se não tivesse isso, teria sempre chegado em 2º ou 1º.
    Agora, acredito que isso é passageiro. O carro tem lá suas particularidades, como o cambio, que quebrou nas 2 primeiras provas. Rubens mesmo é mais culpado da cagada ao não saber usar o Kers (falta de costume, talvez, ele SEMPRE teve esses problemas de demora em habituar – vide embreagem Honda, hans na Ferrari, etc.) e tentar passar o Rosberg onde não dava. Certamente ali ele teria chegado entre os 8 primeiros.
    É muito cedo pra tudo. Não é pra quem vai brigar com Vettel, que se não correr atrás o cara vai embora, já que a diferença de pontos lá em cima é grande entre os 5 primeiros. Mas pra quem vai brigar por, no máximo, pódio, dá tempo.

  7. Ricardo disse:

    COSWORTH ninguem mereçe!! O Rubens não tem culpa de terem feito um carro horrivel com um motor pior ainda. O trabalho dele é sugerir regulagens nos carros e nessa parte pode até ser que ele esteja errando em alguma coisa, o que eu duvido, ja que é o piloto mais experiente na F1. Esse pessoal tem que parar de ficar criticando ele e deveriam começar a criticar o babaca do Massa, que só tem nome porque o Galvão Bueno só sabe puxar saco dele. Quando o Rubens esteve na Ferrari era uma pressão absurda pra conseguir um mundial e tudo mais….agora ta la o Massa que ninguem fala mal. Pareçe uma bonequinha intocavel…

  8. wilson stelitano disse:

    O Barrichello é um excelente piloto e acertador de carros,infelizmente parte dos brasileiros não conseguem entender isto, se só o piloto ganhasse a corrida o schumacher continuaria a sua carreira vitoriosa.
    entendo que a unica vez que o barrichello teve carro para ser campeão,a ferrari não deixou.
    tenho certeza que o problema da willians não o Barrichello,ele é parte da solução.

  9. gralcorp.com.br disse:

    Eu ja vi esse filme com a Honda em 2007 o carro ruim, sera que em 2012 vem um carro campeão como braw 2009 ?

    wwwgra

  10. Georgy Diniz disse:

    Sim, mas nem tanto…

    Podemos listar vários problemas que a Willians quis trazer para esta temporada: o câmbio, um projeto ousado de aerodinâmica, o Kers (maldição de negócio!) e outros detalhes… Mas o bom é saber que o veterano leva no braço o carro, e que tem capacidade de dar a volta por cima… Barrichelo é antes de tudo um excelente piloto (com ctz ele seria campeão numa Red Bull do ano passado).

  11. Cláudio Eduardo disse:

    Excelente comentário. O Barrichello não tem culpa de nada.

  12. valdemir disse:

    ninguem fica tantos anos na formula 1 sem competencia,como
    rubinho esta todos estes anos

  13. Marcelo disse:

    “grande acertador de carros”

    De “boca” o Rubinho é mesmo, mas na prática…

    Na Jordan Rubinho nunca venceu uma corrida, mas D.Hill, Frentzen e Fisichella anos depois conseguiram vencer por essa equipe! Na Stewart Rubens fez pole no GP da FRA em 99, liderou grande parte da corrida, que aliás, foi na chuva!!! Curiosamente quem venceu foi Frentzen 5º no grid justamente com Jordan, Rubinho chegou em terceiro.

    No GP da EUR 99 Hebert(companheiro de Rubens) largou em 14º, Rubens largou em 15º, Frentzen em ótima fase na Jordan foi o pole, mas abandonou por quebra! Advinha quem venceu a corrida? Hebert, companheiro de Rubens…O brasileiro sempre sendo superado por pilotos considerados “medianos” e com equipamento do mesmo nível.

    Em 2000 Rubinho foi para a Ferrari, mas o carro já vencia corridas com frequência, até disputava títulos, tudo graças ao trabalho de Schumacher que “levantou” a equipe desde 96. Nem pode dizer que Rubens ajudou Schumacher na conquista do título em 2000, Rubinho mal conhecia o carro e a equipe, o carro era muito bom, mas Rubens deu vexame ficando atrás de Coulthard nos mundiais de 2000 e 2001. Em 02 e 04 a Ferrari não teve adversários, mas Rubens nem “sombra” fez ao alemão, muitos reclamam do jogo de equipe, mas se for trocar todas as dobradinhas entre Rubens e Schumacher, mesmo assim o alemão seria campeão, portanto Schumacher nunca dependeu de um ÚNICO ponto do brasileiro. Schumacher até entregou mais vitórias que Rubens na F1, para Irvine em 99 na MAL e Rubens em 02 no USA, Rubinho só entregou uma vitória, o eterno e CANSATIVO GP da AUT02, Rubens nunca falou de outra corrida, mas sempre esquece que Schumacher devolveu a vitória no USA 02. Lembrando que, Coulthard entregou pelo menos 3 vitórias na carreira e nunca ficou na choradeira. Em 2003, Rubinho com 11 anos de F1 ficou atrás dos promissores Kimi e Montoya que tinham apenas 3 anos de F1. Em 2005 Rubinho foi MEDONHO, ficou atrás de Trulli, Ralf, Montoya e M.Schumacher(que teve um carro muito ruim no início de temporada, estava até empatado nos pontos com Rubens, o alemão acabou em 3º no mundial, Rubinho foi 8º). Esse Rubinho “muito bom de chuva e grande acertador de carros” tomava pau de tudo quando é jeito, de pilotos novatos até os medianos. Rubinho nunca brigou com Hakkinen, Schumacher, Kimi ou Alonso pelo título, seus rivais sempre foram Coulthard, Ralf, Button(04 pelo vice) e Montoya, brigava apenas por pódios e vitórias, e muitas vezes chegou atrás. Querer colocar Rubens entre as feras nos meados dos anos 2000: Kimi, Schumacher e Alonso chega ser piada…

    Em 2006, Rubens já MUITO RICO, acabou indo para a Honda(não mudou muita coisa), acabou vendo Button fazer história pela equipe, o inglês fez pole na AUS, e venceu o fantástico GP da HUN. Detalhe, Button largou em 14º(perdeu 10 posições no grid), Rubinho largou em 3º, o inglês deu show na chuva passando vários carros em uma pista complicada para ultrapassar, Rubinho chegou longe em quarto 45 segundos do vencedor. Foram 3 anos de Honda chegando atrás de Button em 06/07. Na Brawn GP em 2009 viu novamente Button fazer história logo na estréia da equipe, Button foi pole e venceu na AUS, Rubinho em 2009 apanhou o ano todo do carro e do companheiro, Button foi campeão com sobras, Rubens nem vice foi, perdeu a posição justo para outro novato, Vettel. Rubinho em 18 anos de F1, NUNCA venceu uma corrida a frente de seu companheiro de equipe.

    Falam tanto do Schumacher, mas Rubens também NUNCA bateu um companheiro forte na equipe, chega ser até BIZARRO as últimas 11 temporadas, Rubens chegou atrás do companheiro em 9 temporadas: 00/01/02/03/04/05/06/07/09, muita coisa não? Superar Huck e Maldonado é pura OBRIGAÇÃO, mas…

    Na Williams em 2010 Galvão em seu MUNDO VIRTUAL vivia destacando Rubens a frente de Huck, acabou vendo o alemão fazer pole na chuva justo no GP do Brasil. Se for comparar a Williams de 2009 com Rosberg e 2010 com Rubens a “queda” da equipe é grande. Sinceramente, esse Rubinho “muito bom de chuva, grande acertador de carros” eu não vi até hoje, até o Button venceu mais corridas na chuva que o Rubinho, e o inglês não teve problemas com os freios em 09.

    Rubinho nunca conseguiu vencer com equipe inferior, mas observando desde 1996, vários conseguiram esse feito: Panis/96, Hill/98, Frentzen/99, Heberth/99, Alonso/03, Fisico/03 e Vettel/08.

    A verdade é uma só, fizeram muita propaganda enganosa (Galvão) em cima do Rubinho, ele nunca foi esse GRANDE PILOTO! Nada disso, foi apenas um piloto mediano no nível de Berger e Patrese, nunca foi mais veloz que os adversários e fora do carro nunca teve ATITUDE de um Schumacher, Alonso, Hamilton ou Vettel! Rubinho tem que dar GRAÇAS A DEUS por correr ao lado do Schumacher na Ferrari, se fosse companheiro do Senna nem vitórias teria, olha o caso dos companheiros de Lotus ou Berger na Mclaren, D.Hill ao lado do Senna em 94 nem existia na equipe.

    Rubinho teve a grande chance de calar o mundo em 2009, mas FRACASSOU!!! Falam muito mal do D.Hill, mas pra mim o Rubinho não chega nem perto do inglês. Hill foi vice em 94 e 95, mas ninguém lembra que Prost também perdeu 2 campeonatos antes de ser campeão (83/84). Hill só é era fera nos GPs do BRA 93 e EUR 93 quando Senna era vivo, depois sempre foi taxado de fraco, mas D.Hill pelo menos fez o BÁSICO em 96, superou seu companheiro de equipe e foi campeão, Rubinho nem pra isso teve CAPACIDADE em 2009:

    Sou mais o Hill Galvão:
    D.Hill
    115 largadas
    1 título
    2 vices
    22 vitória
    42 pódios
    20 poles
    19 M.Voltas

    Rubinho
    302 largadas
    0 título
    2 vices
    11 vitórias
    68 pódios
    14 poles
    17 M. Voltas

    E ainda falam que os “números” não dizem nada…

    Em 2011 o carro Williams se mostra muito ruim, mas Rubens tem sim sua parcela de culpa, e isso não tem nada haver com desempenho do carro, digo sobre as BESTEIRAS do piloto na condução do carro!

    Só no final de semana na AUS foram 4 BARRICHELADAS:

    1- Errou feio nos treinos e jogou uma boa classificação fora.
    2- Na corrida, largou mal e perdeu posição para o Heidfeld.
    3- Depois, erro bizarro saindo reto na curva primeira volta, erro dele colocou roda na grama.
    4- Finalmente, erro grotesco tirando o Rosberg da prova.

    *O Rubinho errou 3 vezes na mesma curva nesse final de semana na AUS ou é impressão minha? Pelo que vi todos os erros foram na mesma curva.

    Na MAL Rubinho perdeu 3 posições na largada(Rubinho sempre foi muito ruim de largada), se recuperou na primeira volta, mas isso não elimina a péssima largada.

    Na CHN, Rubinho não cometeu erros, mas também não apareceu na corrida, Rubinho continua o mesmo de sempre, quando não bate…quebra. A equipe Williams esta ruim, mas Rubinho também tem sua parcela de culpa nos PÉSSIMOS resultados até aqui, esta errando muito na pista, se continuar assim, pode sair da equipe antes do final do ano.

    Boto mais fé no Schumacher, nas largadas pelo menos o véio continua fera como antes, estava sem ritmo nas corridas em 2010, mas houve melhoras, além disso o alemão não erra toda hora, e o melhor de tudo… não chora, até já admitiu que não é mais o mesmo.

    • Alberi disse:

      Senhor Marcelo, mais uma vez o senhor veio com respostas forçadas, tentando desmerecer o Rubinho, todo mundo sabe que o senhor é amigo íntimo do Piquet, você previu o grande crescimento do Schumy e deu tudo errado, depois tentou em outro blog, botar culpa na idade, você só entra em contradição, por isto, seus comentários são tendenciosos, por que você não fala mal do Nelsinho Piquet que apanhava feio dos seus companheiros de equipe, e fez em Cingapura o maior escândalo da história da F1, por que você não fala mal do Massa, que é um piloto tão fraco quanto o Barichelo, por que você não fala da diferença de tempos entre o SennaXNakajima e PiquetXNakajima os 3 na Lotus, o Gerard Ducarouge quando saiu da Lotus (por pressão do Piquet que disse que ele tinha ca**do o carro) o Duca falou que eu posso ter feito um carro ruim, mas as diferenças de velocidade entre o Senna e o Piquet são muito grande, se os Lotus 100T tivessem um Senna ou um Prost, nós estaríamos disputando o título de 1988 com a Mclaren, você fala até mal do Berger, mas na Ferrari correndo ao lado de Mansell em 1989, houve muito equilíbrio e o Berger só não venceu o Mansell em 1989 por causa da batida de São Marinho, logo na segunda corrida, por culpa daquele pneu furado, que fez ele respirar muita fumaça e por 5 corridas ele não esteve bem, mas no final do ano o Berger já era mais rápido que o Mansell, Tudo por que o Piquet não gosta do Rubinho, do Berger, do Senna e aí você, Marcelo, vai nos Blogs dar a “opinião do Piquet”. Que coisa feia ainda bem que o Lívio desmascarou você em outro Blog, e olha que o Lívio é muito amigo do Piquet e do Senna, ele disse que se o Senna estivesse vivo ele desmentiria quase todas as besteiras que você diz, você é da imprensa marron.

      • Alberi disse:

        Desculpe a sinceridade, mas você não fala mal dos amigos do Piquet, como o filho, o Massa, o Cristian Fittipaldi, o Reginaldo Leme, você fala mal dos que não são fã do Piquet; como o Rubinho, o Senna, o Galvão, o Berger etc…

  14. João Maurício Pimentel disse:

    Péssimo artigo, catador de público.
    Coisa feia.

  15. Braga disse:

    Gostei do texto, porem ainda acredito que faltam mais dados para entender o que acontece de verdade na equipe. Motores?Investimento?credibilidade dos engenheiros? Não podemos analisar emotivamente o caso, Rubens é um otimo piloto, tem sensibilidade para corrigir carros, mas não é o responsavel pelo projeto! Apenas como piloto, provavelmente passou suas opniões e dicas para aplicar em novo carro. Se algo esta errado no projeto, não podemos agora supor que suas informações tambem estejam erradas. Portanto, concordo com boa parte do texto, porem, não vejo razão para afirmar que exista responsabilidade, mesmo que minima de Rubens neste fracasso.

  16. Rafael Assis disse:

    Quem não entende de F1, só fala besteira. O Piloto passa as informações de como quer o carro, mas quem cuida de toda a parte fisica e tecnologica são os engenheiros. O que difere um piloto acertador de carros é a sensibilidade e a qualidade que ele passa a informação do comportamento do carro, tanto no acerto, quanto na construção. Acredito que o problema da Wiliiams seja Tecnico dos engenheiros, que não souberam construir um carro na concepção que Rubens passou para eles. E tem outra, alguem discute que o maior acertador de Carros da F1 foi o Nelson Piquet? E então proque cargas d’agua ele não deu um jeito na carroça de 1989 o Lotus 101?Então o Piquet tambem tem parcela de culpa naquele carro??

  17. norton disse:

    Agora falando sério,não sei como andam os orçamentos das equipes,principalmente willians,mas é uma pena essa equipe estar andando tão atras.Mas f1 é isso grana,muita grana e competência.

  18. norton disse:

    Seria bom contratar o Briatore e o Symonds,aí eles armavam uma para colocar pelo menos os patrocinadores no primeiro lugar no podium.A willians esta no caminho errado novamente.

  19. Charly disse:

    É verdade, Rubens é um grande acertador de carros, em 2010 não opinou em nada e o carro era melhor que o desse ano, já agora foi baseado nas informações dele que a Willians confeccionou o carro e só é melhor que as três nanicas. Parabéns ao Rubinho. É o sonho de consumo de qualquer equipe.

  20. diogo disse:

    A willians está passando por uma crise que começou com o fim da parceria com a Renault que fornecia os motores vencedores.

    Ela ainda não acabou mas se algonão for feito para se reverter essa crise, será então chegado o momento de Rubens pensar em buscar uma outra equipe ou talvez dizer adeus a f-1 e ou se aposentar de vez ou correr pra indy.Afinal ja se cogita correr no ultimo GP , que além da grana , seria uma experiência, se for bem pode rumar pra lá.

    A RG é quem não gostar nada disso hehehehhehehee

  21. S.Rabello disse:

    Concordo que falta de grana dificulta tudo, mas daí a contratar o cara que precisou “colar” o projeto do time rival para poder botar a McLaren para andar, e ainda por cima com o Rory Byrne dando sopa na aposentadoria, podemos concluir que existe falta de visão também.

  22. LUIZ_RJ disse:

    se o rubinho é um ótimo acertador de carro? está no lugar errado, devia ajudar os mecanicos, ele sempre foi chorão e perdedor, e a willians vai de mal a pior com corredor dessa estirpe. to com pena do frank. tem um piloto que nunca sera alcançado em numeros de gps, em compensação… nunca vera sua equipe campeã kkkkkkkkkkkkkk

  23. Bob Smith disse:

    Aprendemos com bons exemplos, observando como se deve fazer e aprefeiçoando nossa técnica.

    Rubens Barrichello mostrou a todos, brasileiros e não brasileiros como NÃO se deve fazer ao longo de sua estória na Fórmula 1. Ele é alguém que “forçou a barra”, por teimosia mesmo, em continuar em uma categoria do automobilismo em que ele não tinha (tem) aptidão. Rubens Barrichello não serve para ser piloto de Fórmula 1.

    Montoya saiu da F1 e hoje é uma dos nomes fortes da Nascar Sprint Cup. Nelsinho Piquet, depois do vexame na Renault, seguiu seu caminho também para a Nascar, em particular para a Camping Truck Series e, até o momento, está se dando bem.

    Outros pilotos, brasileiros ou não, seguiram seu caminho quando notaram que a F1 não era a categoria em que deveriam apostar suas fichas.

    Rubens Barrichello foi e é imaturo para perceber que deve mudar, mudar para melhor e não insistir no erro. Ele é alguém que não amadureceu como pessoa, ser humano, piloto.

    Devemos aprender com nossos erros e ser lembrados por nossos méritos.

    Rubens Barrichello peca e peca de maneira grave em continuar em um lugar que não é para ele.

    Completo fracasso.

    PS.: E ainda dizem que ele tem bom currículo. Meu Deus!

  24. Luis disse:

    Olha, Vitonez … acredito que creditar ao Barrichello responsabilidade no mal projeto é o mesmo que fazê-lo ao Alonso em relação à Ferrari 2011 que ainda não se encontrou – dadas as devidas proporções. Embora o piloto traga sempre uma série de inputs para a construção do carro, os seguintes fatores são preponderantes pra fazer a coisa toda acontecer:

    1) Infraestrutura
    2) Equipe técnica
    3) Parcerias técnicas (especialmente, motor)

    Tudo isso requer dinheiro – algo pouco abundante nesses últimos tempos de Williams.

    A Williams é uma equipe que me é muito simpática – gosto dela desde os tempos com Reutimann e Rosberg, verde e branca, patrocínio da Saudia. Espero que consigam reverter essa situação ruim

  25. XistoQuente disse:

    As potencias dos motores aproximadamente, segundo um forum tecnico de F1:

    Cosworth CA2010 = 770
    Mercedes FO108x = 760 (x = S, 2006; T, 2007; V, 2008; W, 2009; X, 2010)
    Ferarri 056 = 750
    Renault RS27-20xx = 740 (xx = Year from 2007 to 2010)
    Toyota RVXx = 730 (x = 6, 2006; 7, 2007; 8, 2008; 9, 2009)
    Honda RA80xE = 745 (x = 6, 2006; 7, 2007; 8, 2008)
    BMW P98/x = 765 (x = 6, 2006; 7, 2007; 8, 2008; 9, 2009)

    O Cosworth é o mais potente pois deixaram ele ser desenvolvido ao longo do ano passado e o resto congelado.

    O problema é o carro mesmo, que é muito inovador, ai tem esses problemas de confiabilidade mesmo.

    Lembrando que potencia final, nao é tudo. Vide as Lotus Verde com motor Renault no fundo do grid ainda.

  26. R.CASAGRANDE disse:

    É lamentável ver uma equipe histórica como essa terminar desse jeito. Não acredito que estarão no grid por muito tempo, e a experiência de Barrichello não deve adiantar de nada da forma como as coisas vão. Pelo menos, ela tem isso, história. Frank Williams é apaixonado por automobilismo, e sempre levou isso a sério. É um dos grande nomes da F1, jamais vai deixar de ser, mas agora está tudo acabado. Obrigado, Sir. Frank Williams.

  27. Guilherme disse:

    SAbe o que eu fiquei sabendo?

    Que, para tentar sair da crise, o Frank Williams mandou colocar um S do Senna no bico dos carros da equipe.

    É verdade?

  28. FTrack disse:

    Taí a maior prova que aquele melhor tempo da semana, feito pelo Rubens em Barcelona na pré temporada, era pra turbinar o lançamento das ações da equipe na bolsa de Frankfurt.
    Também não sei se Rubens vai além dessa temporada lá. Quem elogiou abertamente seu trabalho, sem entender como não tinha sido campeão é justamente quem tá demitido no fim do ano….

  29. Winston disse:

    Esse papo de bom acertador de carros enche o saco. Se fosse bom mesmo acertaria o carro ao gosto dele, exemplo? que tal Emerson ou Piquet? agora bom acertador de carros pros outros ganharem dele? nunca vi. Alias pior de não ter brasileiro pra torcer só mesmo ficar com esse papo de que o Rubinho é bom. Rubinho deve ser muito bom funcionario daqueles que sabe exatamente o que o chefe ouvir, mantem sempre o sorriso no rosto e muda de opinião sempre que o chefe muda, acreditem não tolero isso, mas acho que é “competencia”.

    • Fernando disse:

      Concordo. Esse papo de “Rubinho bom acertador de carros” é lenda! Expliquem esse negócio, como um cara é acertador de carro mas nunca conseguiu extrair nada de bom aonde ele corria, sempre ficando atrás dos seus companheiros de equipe… sinceramente, acertar carro pra equipe e pros outros e não acertar pra si não existe. Ou se acerta para todos, ou só para si, ou para ninguém. “Rubinho acertador de carros” é uma sandice sem tamanho.

  30. Evandro Silva disse:

    Da licença gente. O Melhor carro da categoria 2010 e 2011 corre com motor produzido por uma fabrica que tem outras com seus motores e não chegam nem perto deles. A Mercedes esta apanhando da McLaren que leva seu motor. Esquece o Rubens. É impressiomante. Se o carro é bom ou melhorou durante o ano ele não se envolveu na construção, agora o carro é ruim tem o dedo dele.

  31. Daniel disse:

    Falar “do sofá” é muito fácil, mas acho que o principal problema da Williams é “só um”: grana.

    Não acho que o pessoal técnico seja tão ruim como estão pintando. Até onde me lembro, nos últimos anos, sempre conseguiram implementar bem as novidades técnicas, como o difusor double-decker e o F-Duct.

    Com o orçamento limitado, não tem o mesmo poder (e velocidade) de reação dos times de ponta. Desenvolver peças novas gasta muita grana e sem isso, não se vai pra frente.

    Infelizmente, enquanto Frank Williams e cia não arranjarem um excelente “title sponsor” ou vários bons patrocinadores, a coisa não vai melhorar. Admiro a persistência dele, que mesmo depois de perder vários patrocinadores em 2005, não desistiu do objetivo de manter sua equipe na F1 e isso deve ser valorizado.

  32. Anderson Nascimento disse:

    Texto muito bom, mas discordo um pouco. Não é uma crise tão séria como estão propondo. É grave, mas a Williams já passou por desempenhos piores e sabemos que a péssima campanha neste começo de ano também se deve um pouco de crédito ao azar. Essas mudanças aconteceriam uma hora ou outras, mas diríamos que foi antecipada, por conta de três corridas ruins.
    Quanto ao que estão falando de Sam Michael, vale lembrar que ele esteve na equipe em seues tempos de glória, quando ainda ela vencia corridas. É melhor que as pessoas pensem antes de critica-lo como ando lendo por aí.
    Mais do que um desejo eu realmente acredito que a equipe de Grove passará por essa reestruturação e se levantará de vez. Não é exagero, acho que irão radicalizar e melhorar muita coisa. E isso fará bem ao time. Abraços!

  33. Alexander Ferreira disse:

    È NÍTIDA A CURVA DESCENDENTE QUE A OUTRORA GLORIOSA WILLIAMS VEM DESCREVENDO AO LONGO DOS ÚLIMOS ANOS , CONCORDO QUE PARCERIAS NO MÍNIMO SOFRÍVEIS , COLABORARAM PARA ESTA SITUAÇÃO DESAGRADÁVEL ,MAS, É NECESSA´RIO TAMBÉM QUE SE INJETE ALGO DE NOVO POIS PODE-SE EM UM CURTO ESAPÇO DE TEMPO , ENTRAR EM UMA ROTA AINDA MAIS DESCENDENTE DE MODO A NÃO SE LEVANTAR MAIS … O QUE SERIA UMA LÁSTIMA

  34. antonio disse:

    È A MALDIÇÃO DE AIRTON SENNA

  35. @smontani disse:

    Victor, pegou pesado na análise. Mas temos respeitar.
    Acho que todos tem sua parcela de culpa, mas a concepção de um carro, creio eu, que o peso maior seja do projetista e da direção da equipe, pois o piloto entende mais do acerto do conjunto da obra.
    O Barrichello fez uma opção de carreira que o levou a dirigir grandes carros, mas sempre com um sombra e hoje, onde ele pode ser o indivíduo a assombrar, tem um carro que nasceu muito ruim e que vem parecedo que não tem solução.
    Vamos valores nossos esportistas!
    Abraço.

    • Marcio disse:

      Puxa, o salário do Barrichello deve ser muito alto, porque além de piloto, ele também é projetista, presidente da equipe, engenheiro, dono da equipe. Você está certo, realmente a culpa é toda do Barrichello. Eu nem sei porque vcs comentam sobre ele, será que é pra dar ibope e ter alguns comentários no blog? Se o cara é tão ruim assim pra que comentar, bobagem e perda de tempo. Acho que vc poderia falar algumas coisas mais interessantes para nós leitores. Só que sempre tem que dar uma cutucada no Barrichello. Chega a ser estranho isso, uma perseguição idiota que não leva a nada. Principalmente porque o cara tá lá na Formula 1 e tem muito tempo, se fosse realmente ruim não estaria lá concorda? Será que os gringos são tão burros assim que não percebem que o cara é ruim, só vcs que tem muita experiência na formula 1 sabem fazer uma boa análise do cara e acham que tudo que ele faz está errado?

    • Walter disse:

      Acho que devemos valorizar nossos esportistas sim, mas chamar o Barrichelo de esportista é piada né, um piloto que se sujeitou a tudo na Ferrari por causa do dinheiro, e fala sério o Maldonado nos primeiros treinos foi mais rapido que ele.

  36. Felipe disse:

    Olha, pra mandarem o Sam Michael (que é muito amigo do Adam Parr) embora, no mínimo os caras fizeram uma cagada homérica na construção do carro, o Rubinho não tem muita culpa, o piloto não projeta a aerodinâmica do carro, não é engenheiro de performance de motores, não projeta câmbio… o carro tem uma porção de aspectos falhos… mas ainda acho que chega no nível da Force India, Sauber e cia nas próximas corridas.

  37. Carlos Roberto da Silva Junior disse:

    O Rubens Barrichello já está na hora de ir para casa por que o seu tempo de F1 já acabou e ele ano que vem já se tornara vovô com 40 anos de idade e o seu destino na F1 é perder e levar surra de parceiros competitivos e andar em carros mediocres como o seu Willians de mão.

  38. Arilton de Oliveira disse:

    Não vamos começar a culpar o Rubinho agora né?Só faltava isso!Não foi ele quem construiu o carro , nem o motor,nada!Ele “só” tem que acertar o que os outros fizeram ,Excelente piloto que é senta e acelera,agora magica………………………

    • Walter disse:

      Falou tudo “excelente piloto” , coisa que o Barrichelo nunca foi, ele é tão bom quanto todos os que chegam na F1, agora excelente?

  39. Askjao disse:

    Belíssimo texto, VM.

  40. Itamar Morais disse:

    Muito bom o texto, Victor. É muito difícil saber quanto há de perda com os Cosworth em relação aos demais motores? Esse dado seria interessante.

  41. Julio Previero disse:

    Tbem acho..

  42. Batista Haddad disse:

    Foi o que eu disse no Blog do Gomes:

    ANDAR DE COSWORTH NÃO DÁ!!!!!! Poderíam ter fechado com outra montadora de motores, arriscado com outro motor, mas esse aí o lixo dos lixos!

    Se tivesse um motor bem mais potente (Mercedes, Renault) talvez a coisa não seria tão ruim assim…

  43. André disse:

    Eu sempre achei sem graça essa cúpula da Williams, que agora está de saída. O Sam Michael é o tipo de cara que tem sucesso suficiente pra chegar na F1, mas não pra ser vencedor. Parece até com os pilotos que a Williams tem.
    André / Piloto no http://www.f1bc.com

  44. Leandro Santos disse:

    Belas e sábias palavras.
    Sintetizou muito bem a situação da Williams.
    É uma pena, mas já faz um tempo que a Williams dá sinais de decadência sem retorno.

  45. Erick Breder disse:

    Acho que o buraco é mais embaixo. O Barrichello pode ter sim sua parcela de culpa na Williams, mas ano passado, não foi ele o “grande desenvolvedor” do carro da Williams?

    Outra coisa, qual foi o último piloto que passou pela Williams e fez o time vencer um campeonato de construtores? O time vem em constante queda ano pós ano, essa é a realidade.

    Por lá passaram Montoya, Webber, Button, Ralf Schumacher, Nick Heidfeld, Rosberg e não conseguiram tal feito.

    A Williams, pra mim, vem errando não só no carro, mas em parcerias, também. Essa tal parceria com a Crosworth, vejo como um problema. Equipe que quer ser de ponta, tem que ter um motor mais forte, melhor. Ou é só eu que reparo, que até a Force India, quando corre em pistas que exigem mais motor, com longas retas, etc.. anda melhor? Será que é porque o motor Mercedes empurra?

    Já faz algum tempo, que em conversas com amigos, com meu pai, defendia uma mudança mais profunda no time. Deixar os mesmos caras durante tanto tempo, e eles não conseguirem construir um time vencedor é porque algo não dá certo, não funciona.

    Vejamos.. quando a Williams ganhou pela última vez, quem estava ali projetando também os carros? Adrian Newey!!! Onde ele está hoje? Red Bull? Ah tá…

    Deixar caras lá a 10 anos, fazendo as mesmas coisas, faz qualquer time entrar em decadência. Qualquer empresa grande aí, sempre contrata “gente nova” para “trazer algo novo” pra empresa. Animo novo, novo modo de pensar.. etc..

    Então acredito, que antes até da questão equipe de F1… o problema da Williams é como “organização”. Tem coisas que não funcionam como deveria ali e o resultado você vê nas pistas.

    • Sanzio disse:

      Concordo com o Erick, principalmente no que se refere ao motor. Quantos carros foram campeões com um Cosworth e quantos foram com um Renault, por exemplo? Não dá pra querer ser grande com um motor que está retornando à F1 após anos.
      O carro do ano passado provavelmente era muito bom, pois por vezes chegou ao Q3 mesmo tendo um motor nitidamente fraco.
      Muito provavelmente esse carro da Williams seja até melhor que o do ano passado. O problema é que enquanto ela melhorou um pouco, as outras melhoraram mais. Nessa ela acabou ficando pra trás.
      Acho meio injusto colocar o Barrichello nessa conta. Teria que ver onde a equipe estaria sem ele.
      Não sei por quantas anda o ânimo dentro da Williams, mas acredito que vai sobrar até para o Barrichello nessa história. Não sei se ao final do ano renovarão (ou ele vá querer renovar) seu contrato. Como dito pelo Victor, uma pena terminar a carreira assim.

  46. roger v disse:

    Na minha reles opinião…o Rubens vai até 2013 qdo entra a nova configuração da F1! Trabalha este ano para o 2012 e 13 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>