MENU

30 de junho de 2011 - 17:03Stock Car

O luto da Red Bull

SÃO PAULO | A resposta da Red Bull da Stock Car veio agora há pouco, também por nota. Com o título “Estamos de luto”, eis a mensagem da equipe.

Há nove temporadas, a Red Bull acredita e investe no automobilismo brasileiro, com um único objetivo: brigar por vitórias. Desde seu nascimento, no Brasil e no mundo, a Red Bull tem o esporte a motor como uma paixão que beira o vício.

Infelizmente, uma série de episódios acontecidos nos últimos anos – culminando com a punição dupla por excesso de velocidade em Campo Grande – nos dão a convicção de que a gestão desportiva fora das pistas, realizada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), não está à altura do alto nível de profissionalismo dos pilotos e equipes que participam das competições no Brasil.

Para que isso finalmente aconteça, acreditamos que seja necessária a implementação, com urgência, de importantes mudanças:

1) Profissionalismo dos Comissários Desportivos:
Em qualquer corrida, as decisões dos Comissários têm o poder de consagrar ou jogar por água abaixo o trabalho dos profissionais que arriscam suas vidas dentro da pista. Trata-se de uma responsabilidade imensa, e que portanto deve ser exercida por indivíduos altamente capacitados e com ampla experiência, não por afiliados políticos de Federações estaduais. Como exemplifica a Fórmula 1 atual, o recrutamento de grandes ex-pilotos é uma das melhores soluções possíveis nessa situação;

2) Consistência e coerência nas punições:
A consequência maior de não possuir Comissários profissionalizados é a repetição frequente de casos de “dois pesos, duas medidas”, em que infrações idênticas são sancionadas de formas diferentes – já que, a cada corrida, diferentes membros de uma respectiva Federação estadual são convocados a atuar como comissários, sem necessariamente ter acompanhado os critérios anteriores utilizados em etapas do mesmo campeonato acontecidas em outros estados. Sem consistência nessas decisões, o espírito esportivo dos resultados fica comprometido;

3) Regulamentos mais claros:
A melhor maneira de evitar “zonas cinzas” nos regulamentos técnicos e desportivos é fazendo uma redação completa e coerente dos mesmos. Textos redigidos da maneira atual, deixando decisões sobre diversos pontos “a critério dos Comissários”, inevitavelmente causarão inconsistências;

4) Transparência nas decisões:
Quando pilotos ou equipes são injustamente punidos por erros que não os seus, o que se espera em um campeonato transparente é que esses erros sejam tornados públicos, de modo a preservar a imagem das partes prejudicadas.  

Estamos pedindo demais? Acreditamos que não, e que todas as pessoas que realmente gostam e vivem de corridas em nosso país também adorariam ver esses quatro pedidos atendidos. O automobilismo brasileiro merece – e precisa, para continuar a crescer – ser elevado a um novo patamar de profissionalismo fora das pistas.

Afinal de contas, corrida é na pista.

Abaixo, a pintura ‘fúnebre’ para este fim de semana da Stock Car em Jacarepaguá. Significa.

E pegando carona na rápida conversa que tive com o amigo Diogo Kotscho há pouco, pergunto a vocês: é uma atitude exagerada, um mimimi, ou se faz necessária uma posição deste tipo?

Comentem. E me sigam no Twitter aqui.

41 comentários

  1. Gabriel disse:

    Se vai surtir algum efeito não sei… mas que os carros ficaram bonitos com esse preto fosco.. show de bola

  2. katia disse:

    Será que Carlos Cool seria capaz de dar o braço a torcer e contratar a Cronomap como cronometragem oficial da Stock Car novamente ?
    Pois quando a Cronomap era a cronometragem oficial da Stock nunca ouvi falar em erros de cronometragem!

  3. Truco, 6! disse:

    Automobilismo “profissional” tupiniquim… Sempre foi assim: uma miniatura de Brasília, onde poucos mandam, muito roubam e somente se preocupam com a quantia que vão receber e não com os interesses da maioria. Neste caso automobilismo.
    O automobilismo brasileiro sempre foi comandado por cartolas, uma politicagem suja e nojenta, onde já vi muitos apaixonados pelo esporte, com idéias maravilhosas, cheios de vontade pelo automobilismo, serem prejudicados por não fazer parte das “panelas”, ou por um ou outro cartola simplesmente não ir com a sua cara. Aí, essas idéias e essas pessoas cheias de vontade de fazer um automobilismo profissional e decente, são boicotadas, cortadas, execradas.
    Já ouvi histórias parecidas de pessoas do Brasil inteiro, ficando difícil de saber se essa nojeira começa de cima (CBA) ou vem de baixo (Federações, clubes e equipes).
    O protesto da Red Bull é totalmente válido e importante para todos abrirem os olhos para tudo o vem acontecendo há décadas no automobilismo brasileiro.
    O profissionalismo é algo de extrema importância, mas também muito difícil de se conseguir, num país onde ninguém quer PAGAR ($$$) por isso. Para se ter uma boa corrida não basta somente bons pilotos, são também necessários bons sinalizadores de pista, vulgo bandeirinhas, bons bombeiros, pessoal bem treinado para o resgate, comissários desportivos e técnicos que acompanhem os campeonatos brasileiros a temporada toda. O problema é que isso tem custo! Custo de treinamento, de transporte, de acomodação, entre outros. Quem quer pagar a conta???? NINGUÉM!!!! Para onde vai o dinheiro??? Lembram de Brasília? Pois é!
    Vamos a números vergonhosos. Sabem quanto ganha um “bandeirinha” para ficar o dia todo, normalmente das 6:30/ 7hs até umas 17:30/ 18hs, debaixo de sol ou chuva? De R$ 50,00 a R$70,00. Um cara de resgate R$ 100,00 a R$150,00 pelo mesmo período. A Alimentação, transporte geralmente fica por conta de cada um. E aí? Quem quer uma vaga?
    Claro, que com esses valores, esse pessoal tem seus empregos fixos e nos finais de semana fazem automobilismo como bico, por paixão ao esporte ou para ajudar na renda da família. Como e com que cara pedir profissionalismo para essas pessoas? Apesar de muitos, mas muitos mesmo surpreenderem com tanta responsabilidade.
    Comissários técnicos e desportivos? Normalmente são amigos e parentes dos cartolas. Isso lembra alguma coisa?
    Cronometragem… Amigos e parentes tem preferência, não importando se são capacitados ou não.
    Já diretores de prova… Destes tenho dó! Nem sempre conseguem fazer seu trabalho como gostariam ou precisariam, pois normalmente são obrigados a acatar ordens dos promotores/ organizadores do evento, mas quando dá algum problema, são neles que as bombas estouram. Isso quando não são retirados do cargo quando um piloto, teoricamente, profissional (Caca Bueno) não gosta de alguma atitude que ele tenha tomado em uma prova ou outra. Como aconteceu com Carlos Montagner e recentemente com Sergio Berti, ambos excluídos da mesma Stock Car que a Red Bull hoje pede mais profissionalismo. Controverso!?!?!?
    Precisamos sim, de mais profissionalismo, coerência e transparência no automobilismo brasileiro. Talvez uma forma de começar isso, seja fazendo um plano de carreira para todos que trabalham pelo esporte. Treinando, preparando e transformando simples mecânicos em comissários técnicos, bandeirinhas e resgate em comissários desportivos, preparando todos para chegarem a diretores das organizações e/ou de competição.
    Desta forma teremos um dia pessoas apaixonadas pelo esporte, capacitadas e com uma boa bagagem para fazer um trabalho bem feito por um AUTOMOBILISMO PROFISSIONAL E DECENTE.

  4. Fã do Fangio disse:

    A Red Bull, como equipe no Brasil, tem menos de 9 anos. Começou com o automobilismo mundial (F-1, NASCAR, etc) há nove anos. Porém no Brasil, não faz tanto tempo.
    O profissionalismo desses pilotos é meio sem ética. Afinal qual profissão não tem algum profissional sem conceitos éticos e morais?
    Mais uma vez, a RED BULL e somente ela, reclama de outra punição em Campo Grande. Ano passado, foi a “pataquada” do Sr. Bueno parando na pista sem motivos aparentes. Foi desclassificado por isso. Passado o episódio, o mesmo Sr. Bueno, para variar, reclamou, esperneou, mostrou a real criança birrenta que é e bradou aos ventos (leia-se imprensa escrita, falada, filmada, internet, etc) citando o regulamento que dizia mais ou menos assim:
    O carro que não conseguir chegar aos boxes, deverá ser conduzido ao mesmo pelo resgate.
    O que ele não citou foi o parágrafo seguinte que falava mais ou menos:
    O carro deverá ser conduzido aos boxes por meios próprios, sempre que o veículo tiver condições para tal.
    A parada foi porque o carro deve terminar a prova com 3 litros de combustível no tanque. Esses litros devem ser disponibilizados para a CBA a fim de serem analisados
    Se os 3 litros não estiverem disponíveis, o carro/piloto será desclassificado.
    Não tinha os 3 litros. Cumpriu-se o regulamento e ele foi desclassificado. Resultado: choradeira.
    Sobre a dupla penlização da RED BULL em Campo Grande, por que só aconteceu com eles? Será que o equipamento da cronometragem foi doutrinado a cometer erros somente com os carros 0 e 29?? Será que a equipe RED BULL desenvolveu um equipamento que visa embaralhar o sinal da cronometragem a fim de esta não marcar a velocidade de seus carros na entrada de box? O que seria o mais provável? Um computador errar ou um piloto/equipe tentar burlar a regra? Para mim, está claro.
    Os comissários, direção de prova, sinalizadores e todos os envolvidos devem tomar suas decisões nos resultados e informações oficiais que recebem uns dos outros. Foi isso o que fizeram: penalizaram os dois por uma informação oficial da cronometragem. Os comissários desportivos erraram???
    Com relação às mudanças, tenho a dizer:
    1) Os comissários, diretores de prova, sinalizadores, integrantes de resgate, médicos, enfermeiros, seguranças, faxineiros, todos os envolvidos são sim profissionais. E muito. Alguns deles atuam na função há mais de 30 anos. 30 anos fazendo errado e só um piloto, o maioral, o melhor, o mais importante da história poderia perceber. Claro que foi o Sr. Bueno. Só como complemento, os ex-pilotos que atuam na Fórmula 1 hoje, são consultores e não comissários. Mais uma coisa: o ex Diretor de Prova, Sr. Sérgio Berti foi sumariamente excluído de sua função, pois afirmou que o automobilismo é um esporte de risco. Agora que interessa ao Sr. Bueno, essa afirmação passou a valer.
    2) As punições são consistentes e coerentes. Por uma acaso, seria justo punir um piloto que deixou os pits com o tanque de reabastecimento atado ao carro, tendo este se soltado dentro dos boxes ainda, sem nenhum tipo de incidente maior sendo causado, da mesma forma que outro que, na mesma situação o tanque solta-se na pista, acerta outro carro, faz o piloto rodar, bater e abandonar a prova? Se a punição deve ser a mesma, os sistemas judiciários ao redor do mundo devem ser todos revistos. Afinal apenas um piloto, o maioral, o melhor, o mais importante da história poderia descobrir que “assassinato” e “tentativa de assassinato” são a mesma coisa e merecem a mesma pena. Isso não é “dois pesos, duas medidas”. Isso é interpretação de fatos e conseqüências.
    3) A melhor maneira de evitar “zonas cinzas” nos regulamentos é os pilotos e equipes parassem de desonestidade e seguirem o que está escrito. Se foi colocado no regulamento, tem algum motivo. Não “foi gratuito”. Aliás, falando em regulamentos, quem auxiliou a escrever esses foi um ex-piloto. Talvez por esse motivo, não tenha ficado claro como o piloto, o maioral, o melhor, o mais importante da história exige.
    4) Finalmente uma: Com essa, eu concordo.
    Se corrida é na pista, por que a palhaçada toda acontece sempre depois que ela acaba?
    Trocam-se diretores de prova (o Sr, Montagner foi substituído pelo Sr. Sérgio Berti e esse foi trocado pelo Sr. Mirnei), colocam-se os comissários fixos que os pilotos tanto exigiram e o resultado não muda: RED BULL e Sr. Bueno reclamando e descontentes com a CBA. Sou só eu que acho que o problema são eles???
    Sobre o Sr. Daniel Serra, não tenho muito a declarar. Somente que, para mim, ele é apenas o filho de um grande piloto da Stock Car: Chico Serra.

  5. EduardoRS disse:

    Mimimi pra chamar a atenção para o problema. Mas acho que a intenção deles é séria, e vão pular fora se a coisa continuar assim.

    Mas se essa turma que resmunga continua só no mimimi e não toma atitude, a coisa continua igual. Pra arrancar essas ervas daninhas do comando do automobilismo brasileiro, só fazendo uma ação coordenada muito grande: uma “debandada geral” ou coisa do tipo. Porque se os pilotos daqui continuarem pagando pra fazer carteirinhas e tirar super-licenças, nada vai mudar.

  6. Jáder, O Pitoresco disse:

    Mimimi não! Muito pelo contrário! É o tapa na cara da CBA/Vicar que alguém tinha de dar! Assistir à uma corrida da estoque com um protesto tão evidente de uma das maiores equipes da categoria vai ser de lavar a alma!

    Porém, embora eu não conheça o calendário de transmissões da RGT, tenho quase certeza de que ela não transmitirá essa etapa só por conta desse protesto. Ainda bem que existe o vertvonline.

  7. Celso disse:

    Se a punição fosse para outra equipe, aposto que estavam quietinhos.
    Lá não existe anjinhos, onde tem $$$$$envolvido, tem intereses em jogo e estes intereses estão bem acima do cunho esportivo.
    Não existe mais esportes no mundo, só ontereses financeiros, vide NBA.

  8. Igor D. disse:

    Um MEGA mimimi, mas nesse caso é totalmente compreensível.

  9. Zezinho, o verdadeiro disse:

    Bá tche! A coisa está finalmente pegando vulto e se continuar assim poderemos ter uma CBA mais decente e séria. O pessoal reclama a presença de comissários pilotos, coisa que eu acho que não funciona, na FIA os ex pilotos –comissários são usados para ajudar na analise de toques ou batidas com intuito de evitar punições erradas exatamente nesses dois casos, no resto a tecnologia não deixa duvidas para os comissários pois os regulamentos são claros e não se tem noticia, desde a saída do Balestre, de perseguição a pilotos e NÃO EXISTE A LEI DA MORDAÇA e nenhuma equipe/piloto concordaria com os termos do regulamento da VICAR (Stock/”marcas”/etc.).

    Alias acho que o tribunal da Fia seria o primeiro a se manifestar, diferentemente do que esta ocorrendo com o tribunal da CBA (não podemos esquecer que a OAB tem dois ou três representantes no mencionado tribunal)

    No Brasil o erro esta na base, ou melhor, no CTDN, ou melhor ainda, na pessoa do REI VALDUGA, que quando o conheci era “dono” de um estacionamento em Bento Gonçalves comprando e vendendo carros usados e ninguém sabe até hoje o seu grau de instrução, acho que sabe ler mas já provou que escreve muito mal.

    Como a maior parte das equipes estão distante do RGS não conhecem os “novos” VALDUGA comissários que estão atuando nos campeonatos brasileiros, em sua maioria são os membros da nossa federação gaucha e fazem parte da diretoria ou do Conselho Fiscal. E sabem porque? Pois são os que aprovam as contas da federação em troca de um dinheirinho da CBA é claro, ou seja, estão também na mão do REI VALDUGA e do DEUS gaucho. A merda que foi feita pela cronometragem foi graças a iniciativa do REI VALDUGA que tinha e tem uma enorme bronca do Aldo Pastore quer pela sua capacidade quer por nunca ter se vendido ao REI, mesmo sendo reconhecidamente a melhor cronometragem da America Latina o REI VALDUGA conseguiu convencer a Vicar (Carlos Col) a investir no “mosquito” comprando os equipamentos, só esqueceram que tratorista não pilota avião a jato e é aí que a experiência, faz a grande diferença. Dispensaram o Aldo Pastore e contrataram o mosquito um desconhecido nacionalmente, mas bem conhecido no RGS pelos erros praticados nos regionais, só poderia dar no que deu.

    Há pouco li que o Pedro Gomes vai participar da formula truck. Não tenho duvidas que é um trabalho do diretor de marketing da CBA (acho até que é seu primeiro trabalho para a “CBA”).Como já ouvi dizer que suas viagens são bancadas pela CBA com certeza a despesas irão aumentar e ninguém vai falar nada pois os presidentes das federações estão quase todos com o rabo preso, ou já receberam “favores” do boneco do ventrilogo ou estão aguardando por suas promessas.

    A posição da Red Bull é louvável porem deveriam ter questionado o regulamento e o contrato/inscrição antes de assinarem, pois assim nem precisariam se desgastar tanto como agora, afinal quando a coisa começa errada e mais difícil consertarem.

    INGO gosto barbaridade de você e acho que ta na hora de acordar.

    ##Victor, conversei com uns pais de pilotos que estão se preparando para ir prá São Paulo participar do Brasileiro de Kart e os guris estão preocupados, pois parece que a coisa lá está preta. Sei que não é sua praia, mas envolve promessas de campanha do boneco do ventrilogo e deve ter coisas erradas por lá também.

  10. hugo disse:

    “deve ser exercida por indivíduos altamente capacitados e com ampla experiência, não por afiliados políticos de Federações estaduais”

    UI!!! No fígado…

  11. Marcelo Ivo disse:

    Estão de sacanagem né?!
    Vivem falando mal dos organizadores da Estoque e quando alguém toma uma atitude chamam de mimimi?

  12. Ricardo Arcuri (Paddock Press) disse:

    Em varias situaçoes que vi em mais de 20 anos, eu diria que seria mais um chororo de quem perdeu. Mas nesse caso, estou com eles e nao largo. É transparente que os comissarios brasileiros nao tem o devido preparo, que pensam que é so ir la, olhar a coisa e aplicar as puniçoes.

    A Red Bull está certa sim! Eles tem sua marca correndo nas maiores categorias do mundo, e vencendo em varias delas. Eles querem continuar por aqui, pq interessa a eles. Agora, se continuar essa palhaçada que vimos em nossas pistas, ate eu acho que ele deveriam sair. Como falei, eles tem sucesso no mundo todo. Se sairem, o maior prejudicado sera a propria Stock Car.

    Espero que eles se manquem dessa vez…

  13. Rafael disse:

    Olha…concordo com o que diz o texto, uma compilação de notícias e comentários deste blog e do blog do Flavio Gomes.
    Mas digo aqui, a stock ta uma bosta, as equipes e pilotos deveriam fazer uma greve geral……. fica sem correr por duas etapas pra ver se sobra alguém de pe lá na CBA!

  14. Alexandre S disse:

    Do que a equipe está reclamando? Falta de profissionalismo dos cartolas? Pera aí, todas as equipes e inclusive essa que está de luto, aceitaram inclusive que a emissora dona dos direitos de transmissão da stok cars tirasse as provas da tv aberta, a stock car que chegou a se tornar a categoria automobilistica nacional mais popular agora vai ficar escondida na tv pega e contando com a bondade da globo para mostrar alguns flashs das provas no programa esporte espetacular do domingo, patético, deviam se preocupar mais com isso do que com decisões de comissários. A stock Car está cavando sua propria cova e a culpa não é apenas dos cartolas mas das equipes, pilotos que não percebem o risco que estão correndo da categoria deixar de ser popular por conta de se sujeitarem aos interesses da TV Globo.

  15. Phillipe disse:

    E outra: aposto 10 centavos que eles não corrrem (por qualquer circunstância) no RJ com esse layout, do jeito que está na foto. Depois alguém me conta como foi.

  16. Phillipe disse:

    Grandes coisas, não vai passar ao vivo na Globo mesmo…

  17. Lago disse:

    mas báh, tchê!!! os rubro taurinos acham que estam a descobrir as asas que povoam a américa???? que essa merda é uma esculhambação total todos já sabemos a muito mais tempo que os nove anos em que passaram a investir em busca de retorno a marca. talvez, digo, talvez, caso o Ministério Público passe a fiscalizar essa zona promíscua dos clubes, federações e confederação privatizadas mas tão poderosas quanto autarquias, talvez, repito, talvez, saiamos um dia da estagnação cartorial bragantina a qual somos (pois aceitamos) submetidos. a trincheira da imprensa, talvez por não ser uníssona, não nos é suficiente. pilotos, então, só sabem recolher taxas e tarifas, e tirando os poucos que levam um tanque cheio, quase todos fazem fila para abastecer com aquele álcool sem qualidade pago pelo dobro do preço da rua {que já é agiado- (agiado????-)}… báh tchê, tô perdendo tempo aqui… a merda vai continuar e se bobear ainda suspendem meu direito de acelerar… báh tchê!!! más que merda….

  18. Alexandre Alves Andrade disse:

    A CBA e a Stock-Car gosta de por cabresto nos pilotos e censurarem os mesmos, impedindo de cada um dar a sua opinião sobre o que está de errado na categoria. Agora eu quero ver o que a Globo vai dizer na transmissão da corrida, se vai citar o fato deles estarem correndo de preto ou vai deixar passar em branco (com perdão do trocadilho).

  19. Maikon disse:

    Pelo que conheço da história no automobilismo brasileiro, a CBA sempre foi vilã… isso é feio e vergonhoso para o automobilismo nacional…

  20. Rafael Borges disse:

    Difícil não torcer pra RED BULL ..

  21. Renato disse:

    O protesto da Red Bull é plenamente válido e sua validade se concretiza em um único ponto. Em qualquer regulamento (leia-se LEGISLAÇÃO) não deve haver possiblidade para a discricionariedade, se houver que seja a mínima possível. Ao deixar grande parte do regulamento “ao critério dos comissários”, inevitavelmente a categoria ficará a mercê de interesses e paixões pessoais.

  22. peembaixo disse:

    Parabens para a gang da CBA que vai conseguir mandar o maior patrocinador do mundo de motorsport para fora. Vcs da CBA sao bandidos. Esse Valduga é ladrão!!! Safado. O Slaviero um pau mandado do Col que agora achou um testa de ferro.

    Boa redbull!!!!!

  23. Luiz Dranger disse:

    Stefan meu amigo presidente da Red Bull. Olha isso cara e joga pesado com esses caras!
    Abração, Luiz

  24. Junior disse:

    A culpa é da Vicar pelo erro de cronometragem e da CBA por confiar em uma informação absurda de velocidade.

  25. Lucas disse:

    “mimimi”?!?!?!?! Isso é qualquer coisa, menos mimimi. Parabéns à Red Bull por ser a primeira a peitar as pessoas que destroem o automobilismo brasileiro.

  26. André disse:

    Tem de se observar que na Fórmula 1 o regulamento também prevê penalizações a critério dos comissários, dentro de um espectro de tipos de penalizações, como drive thru, perda de posições no grid seguinte, acrescimo de tempo no final da corrida, etc.

  27. andre disse:

    Vicar assume logo que a cronometragem é de vocês, e que fizeram M,…..
    ficam ai tirando o corpo fora……são tão burros que estão prestes q perderem o principal patrocinador da categoria por besteira…..não sabem reconhecer erros……
    Se liga Slavieiro voce não faz nada direito…alias acho que faz sim por baixo dos panos faz que é uma beleza……..

    Tiraram o Cronomap para dizer que a Cronometragem eh da Tag heuer, de tag heuer só tem a logo…….

    Ai Ai um pouco mais de humildade seria bom para todos….Né Slavieiro….

  28. Felipe Garcia Garcia disse:

    Ficou bonito o preto fosco. boa redbull

  29. Tiago S. disse:

    Acho muito bom que alguém ao menos tenha tomado alguma atitude. Mas a atitude foi meio “mimimi”, porque é muito simples, se a categoria é uma bagunça, basta retirar-se.

    • Jáder, O Pitoresco disse:

      Assim seria muito fácil pra Vicar! A equipe se retira da categoria, fica tudo por debaixo dos panos e nada muda! Tem que reclamar mesmo!

  30. Wilson disse:

    A Red Bul está dando um cartão amarelo, o proximo pode ser o vermelho !!!!!!!!

  31. Leonardo disse:

    Mimimi para aparecer mais na mídia.
    Isso vem acontecendo faz tempo e a choradeira deles sempre visou ter mais espaço de mídia!

  32. marcão disse:

    CBA???? Vc mexeu com um vespeiro danado…
    Olha só o que a red bull está falando…..
    “”””””nos dão a convicção de que a gestão desportiva fora das pistas, realizada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), não está à altura do alto nível de profissionalismo dos pilotos e equipes que participam das competições no Brasil.

    Para que isso finalmente aconteça, acreditamos que seja necessária a implementação, com urgência, de importantes mudanças:”””””””””

    Vai ter que se explicar direitinho tudo tudo tudo, que esta por vir á tona…Eles não falam simplesmente em comissáriado técnico que atua nos fins de semana, eles falam em
    “””GESTÃO”” GESTORES””” PRESIDENCIA<, O REINO TODO!!!!
    E mesmo assim agora não é mais piloto, chefe de equipe.. Agora é quem paga a conta quem banca o esporte..
    E quem divulga o esporte….
    Eles falam em mudanças na CBA, .
    E agora??? Vão encarar essa que vcs mesmos armaram? Como é que se sai dessa????
    Querem um conselho????
    Saiam de fininho, mas antes deixem a carta de renuncia em cima da mesa, e podem usar a porta dos fundos…Por favor…Há,,, deixem as chaves na portaria…..

    Red Bull??? Parabens pela atitude e coragem.. Vcs estão passando na categoria um desinfetante daqueles…. Agora acho que a categoria sobrevive….

    A gente espera o pronunciamento pra ontem certo CBA??? E toda a corja que ela sustenta….
    Íííííí
    Sr Dr. em confusões e prepotencia Nestor Valduga… Pega a troxinha põe nas costas, baixa a cabeça e o facho… VC já era…. Tchau tchau…Asta lá vista…. Vão arrumar outros pra esculhambar….
    A Red Bul, agora tem um sério caso nas mãos, o de não deixar mais que essas pessoas façam digam ou simplesmente compareçam nessas praças de esportes…Mesmo como espectadores… Eles tentaram de todas as formas destruir e manipular o campeonato, como já o fizeram antes, em outros anos… O basta chegou!!!
    Que seja o esporte o unico soberano a reinar….
    Vamos usar nossas vasouras pra varrer esse lixo, esse entulho humano que gerencia a cba hoje pra fora de nossos autodromos para sempre….

    Quero só ver com que moral esses patetas vão usar a camisa da confedração agora???
    Eleições na segunda??????? Pode marcar a hora por favor?????
    E vamo que vamo.. A fila """TEM""" que andar….

  33. Leo disse:

    Pelo menos um se manifestou! Aleluia! mas precisou se sentirem prejudicados diretamente pra fazer isso, penso não terão nenhum apoio de outra equipe porque essas são refens da Vicar, mas a Red Bull viveria muito bem sem a Stock, por isso faz mimimi sem pensar muito em concequencias.

  34. luiz disse:

    É uma previa de que estão indo num futuro bem proximo embora da categoria. Pouco a pouco a CBA vai matar o Automobilismo, está fazendo em doses omeopaticas. Anotem agora o que vou dizer hoje, o proximo Presidente da CBA será Carlos Coll, dono da Vicar , eleito será por obra de seu funcionário Nestor Valduga. Podem me cobrar depois, e ai só existirão no Automobilismo as categorias exploradas pela Vicar. isso é pule de dez. E o Dr. Pinteiro, que será traido por seu braço direito, ficará com cara de b……. Pobre Automobilismo. E o Ministério Publico federal que não acaba com essa merda toda? eu imagino se não existisse o Grande Premio. abç

  35. Americo Teixeira Junior disse:

    Na difícil arte de exercer a sabedoria do silêncio, não sei quem foi mais inábil: se a Vicar, hoje, ou se Tarso Marques, semanas atrás.

  36. Georgy Diniz disse:

    A CBA tornou Automobilismo Brasileiro falido… Se preocupa com sócios e campeonatos de amigos há muito tempo. Infelizmente, o melhor que seria é acabar com a Stock, criar uma organização nova, e decente e começar do zero, igual ao que aconteceu com o NBB!
    A Stock é grande, mas a estrutura dela não é: continua precária como há 30 anos atras…

  37. Andre disse:

    oportunismo, apesar de terem razão…só acreditaria se deixassem os carros sem patrocinio nenhum… do jeito que está, fica parecendo que estão usando o acontecimento da ultima prova pra darem um belo golpe de marketing…

  38. Lucas Ribeiro disse:

    Podem falar o que quiserem da Red Bull, mas os caras são os únicos que estão no meio dessa zona, que é o automobilismo brasileiro, e demonstram a sua insatisfação contra essa administração rídicula da CBA. Nesse momento, o apoio das outras equipes é fundamental, para que isso não caia no esquecimento.

  39. Danilo Candido disse:

    Por enquanto estão apenas avisando. Mas pelo andar da carruagem não passam de 2012 (quiçá 2011) na Estoque.
    A categoria não fará falta nenhuma à marca dos energéticos. Para a Estoque, no entanto, será uma perda irreparável. E estes sim deverão ficar de luto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>