MENU

11 de setembro de 2011 - 13:21F1

Itálico, 5

SÃO PAULO | A corrida seria interessante sob um principal ponto de vista: o momento de ativação da asa móvel. Normalmente, dar-se-ia, com mesóclise e tudo, entre as voltas 2 e 3, não fosse o curling em gramado que Liuzzi vez com sua vassoura hispânica. O cenário imaginado era Vettel na ponta com as McLaren, mais velozes em reta, atrás. Mas Alonso fez seu belo brilhareco e apareceu ali na frente do alemão assim que o safety-car se pôs no seu lugar nos boxes.

Como a Ferrari vinha em média 0s7 mais lenta que a Red Bull, não tardou a Vettel jantá-lo e comê-lo com farofa. A McLaren via-se em problemas: Hamilton não conseguia passar Schumacher, terceiro, e Button teve um problema na largada. Cai o pano, fim de corrida, vencedor definido.

Vettel é um piloto estupendo, e me causa certa espécie e espanto ver alguns comentários, aqui e ali, que o desmerecem e carregam o mimimi de que ele é assim só por causa do carro que tem. Porque Fangio, Senna, Schumacher e Prost, puxa vida!, foram campeões com carros medianos, muito inferiores aos demais. Eram simplesmente interplanetários. Comparações? Vamos a elas. Está melhor que Hamilton e Alonso, indubitavelmente. É melhor que Hamilton? Sim, tem já alguma margem à frente. É melhor que Alonso? Sinceramente, é, é melhor que Alonso. Pode ser melhor que Schumacher e Senna? Vão muitos degraus ainda. Mas está no caminho. Não é pecado se igualar ou passar gentes que a patuleia põe como mitos inalcançáveis, na maioria das vezes por patriotismo latente.

Aí Button foi se recuperando, naquele tipo de corrida que ele parece gostar. Enquanto Schumacher era exímio em segurar Hamilton, Jenson colou em ambos. Na rádio — sim, estou metido hoje, comentei na Globo —, eu disse ao Oscar Ulisses que não demoraria para que passasse os dois. O Oscar brincou, em tom de desafio. E lá foi Button, lorde e estelar, para as cabeças brigar com Alonso pelo segundo lugar, como acabou acontecendo depois da segunda parada. Pilotaço, como é bom sempre destacar, Button. Se Vettel é hors-concours no campeonato, o título deveria ser de Jenson.

Uma hora não ia dar, e Schumacher se viu ultrapassado por Hamilton. Mas foi a atração da corrida. Que depois disso passou a não ter mais graça, afinal as posições já estavam bem definidas, na ordem Vettel, Button, Alonso, Hamilton e Schumacher. Se a corrida tivesse mais algumas voltas, Hamilton roubaria o lugar do espanhol no pódio, mas azar de Lewis, mais um, se não teve habilidade e/ou competência para não ver a vida além de uma Mercedes. Vai mal, mesmo, Luisão.

Massa hoje tem a desculpa de ter sido abalroado por Webber, esse fraco, que proporcionou à Red Bull seu primeiro abandono no ano. Mas não iria além do sexto lugar, as always. Alguersuari chegou em sétimo e faz por merecer sua permanência na F1 já há algum tempo. Tem mandado muito bem, o eletrônico Jaimito. Di Resta carimbou mais uns pontinhos para a Force India, e aí veio Senna.

Um bom nono lugar, óbvio, mas que poderia, sei lá, ser sétimo — afinal largou à frente de Alguersuari —, mas se viu envolto indiretamente no enrosco da primeira volta, ao ter de desviar do strike liuzziano. Não pontuaria, em condições normais: Webber e Rosberg ocupariam seus postos não tivessem abandonado e ainda tinha Pérez andando bem na zona de pontos. Mas tudo é hipótese, e Senna foi lá buscar seu lugarzinho. Foi um fim de semana importante, sem erros, e eles se sobrepõem aos arroubos que não existiram. O que vale a Bruno é pegar experiência nestas corridas, aprender e ser exigido e, com maestria, evitar toda a patacoada nacionalista e blazê que colocam sobre si a cada ultrapassagem ou ação. Por ora, vai bem. E para o torcedor aflito, ó, Senna há de ser o nome do país na F1.

Vettel já tem mais de uma centena de pontos sobre a rapa e pode ser campeão em Cingapura. Não vai porque a combinação é meio complicadinha, mas do Japão não escapa. Se eu fosse a Red Bull, o jogava de volta para a Toro Rosso e fazia Alguersuari e Buemi andar na equipe principal algumas corridas, só para dar e fazer graça.

68 comentários

  1. Estevão disse:

    “Compará-los até aí tudo bem, mas dizer que hoje ele é melhor depois de tudo que o Alonso já fez é coisa de quem não entende de automobilismo”. (2)

  2. Estevão disse:

    Parei de ler o (triste) texto quando o escrevinhador disse que Vettel é melhor que Alonso…
    Coloca Vettel na porqueira que está a Ferrari esse ano. Quero ver se tiraria leite de pedra como faz o inigualável, inalcançável, imbatível, Fernando Alonso Díaz!
    Abs.

  3. Nelson Weiss disse:

    Vitor:pensei que tivesse perdido o comentario e fiz de novo.Tenho certeza que exagerei na tinta.Me desculpe.Abraços,Nelson.

  4. Rodrigo disse:

    Bom piloto o Vettel é sem dúvida! Dai ser melhor que Alonso, tem muito o que fazer ainda, sentar num carro e acelerar é uma coisa! Chegar num time (sem ter o melhor projetista) e desenvolvendo o carro ano a ano é outra coisa! Falta ao Vettel é fazer uma equipe se tornar vencedora! O que ele faz com o carro da Reb Bull, Alonso e Hamilton fariam a mesma coisa! Além de estar correndo sem adversários diretos.

  5. Nelson Weiss disse:

    Esqueci de completar:não me considero patuleia e muito menos patriota latente,pois sempre falo que esporte individual não pode ter patria,tem o INDIVIDUO.E para sua informação em 75 estava na Inglaterra correndo quando voce talvez não tivesse nascido.P

  6. Nelson Weiss disse:

    Vitor me desculpe,mas esta nave em que voce está deve ser interplanetária pois o que esta zonzo não é brincadeira.VETTEL melhor que Alonso,Hamilton,Prost,Mansel,Lauda,Peterson,Stewart,e já a caminho de encostar em Senna e Schmmy? Volte para a terra porque falta de gravidade na extratosfera rareia o oxigenio no cérebro.Schummy tambem passou por fora na mesma curva e com um carro super instavel de traseira.Resumindo:falta ainda muita estrada para VETTEL e para VITOR.

  7. Roberto Andrade disse:

    E você continua a falar mal de mim?????????????? Obviamente, você está errado!!!!!!!!!!!! Assim como todas as pessoas pensam que QUAL QUER SER HUMANO (QUAL QUER EU DISSE!!!!) PODE SIMPLISMENTE SER COMPARÁVEL A SCHUMACHER!!!!!!!!!!!!!

    Outra coisa, você fica dizendo que eu “não vi senna correr”, da onde???????????Eu vi a temporada de 1994 inteirinha, e vi como ele AFINOOOU PRO SCHUMACÃO, e ainda tem a choradeira de carro irregular!!!!!!!!!!! Não, foi tudo NO BRAÇO, NO TALENTO, NO TRABALHO, NO SUOR, sENNA tinha o melhor carro e perdeu!!!!!!!!!!!!!!

    • Victor disse:

      VM responde: Isso. Qual quer. Agora já deu.

    • Pedro Cuenca disse:

      É, Senna afinou para o Schumacher em 1994. Até bateu no muro e morreu só para não enfrentar o concorrente.

    • Bruno Terena disse:

      Deus do Céu!! Nunca vi tanta merda escrita em um comentário só.

    • Paulo Scopa disse:

      Você é doente. Vai se tratar. Você não tem nem conhecimento histórico para falar alguma coisa. Vai ver um pouco de vídeo antes de dar uma de retardado.

      Dá uma olhada na temporada de 84, onde o Lauda (que ficou fora 3 anos “aposentado” como a sua nega Schumacher) foi campeão por MEIO ponto em cima de um tal de Alain Prost com o mesmo carro (naquela época companheiros de equipe competiam, não era como na Ferrari onde a equipe trabalhava só pra um). Ou então dá uma olhada em 86, com a disputa entre Prost, Piquet, Senna e Mansell. Ou vê a disputa em 88, Senna e Prost. Aliás, aproveita para ver o que o Senna fez no GP do Japão.

      Schumacher nunca fez uma corrida como aquela – o Rubinho fez, na sua primeira vitória.

    • Lauro disse:

      “Schumacher nunca fez uma corrida como aquela – o Rubinho fez, na sua primeira vitória.”

      “Nunca” é forçar um pouco a barra, não? Pelo que lembro, Schumacher:

      Espanha 94 – Mesmo largando da pole, passou boa parte da corrida apenas c/ a 5a marcha, chegando em 2o.
      Brasil 2008 – Sair de P18 c/ 11 voltas completadas e chegar em 4o, em tempo seco.

      —-

      “(1994) sENNA tinha o melhor carro e perdeu!”

      Pelo que lembro, a Williams de 94 demorou até entrar nos eixos justamente porque dependia *muito* da eletrônica que foi banida. No começo da temporada (c/ Senna) ela ainda era bem instável.

  8. Gilles_Senna disse:

    Penso que Bruno Senna tinha andamento para terminar em nono ou até no oitavo lugar sem o acidente que afastou Rosberg e Petrov. Sem o tempo que perdeu com esse acidente poderia ter terminado na frente de Alguersuari e di Resta e embora eu ache que o mais certo seria terminar atrás de Petrov, também não podemos ter a certeza absoluta relativamente a isso. O certo
    é que o Bruno fez a quarta volta mais rápida da prova, apenas a 7 décimos do autor da volta mais rápida, Lewis Hamilton. Tanto o Bruno como o Lewis estiveram ao ataque nas últimas voltas, o Lewis na perseguição ao Alonso, o Bruno na perseguição ao di Resta, ambos com carros já com muito pouca gasolina. Seria interessante saber se o Lewis (e já agora o Button e o Vettel) estavam com os pneus macios (tal como o Bruno) ou não, para se ver em que ponto vai a evolução do brasileiro. Este ficou a cerca de 6 décimos de Button e a 3 décimos de Vettel na tabela das voltas mais rápidas da corrida de Monza.

    Seja como for, foi pena (mesmo para o Bruno) o que aconteceu ao Petrov, pois este seria a sua melhor referência durante a corrida.

  9. Eric Winkler disse:

    As vezes caio na besteira de perder minutos preciosos do meu dia lendo os comentários aqui, no blog do FG e em outros sítios como o do Ico.

    Cada vez que faço isso, perco a esperança na humanidade. Não é uma questão de ignorância generalizada, não. É de mediocridade, mesmo.

  10. Roberto Andrade disse:

    Descobri que estou sendo humilhado por você no twitter!!!!!!!! só pode ser mais uma viúva de Senna, achei que vocês fossem mais sérios!!!!!!!!!!!!!!! pelo jeito, tudo igual!!!!!!!!! agora entendi porque você comentou na Rádio DA GLOBO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vettel, nem ninguém, nem Fangio e Clark juntos, NADAAAAAAAAAAAAAA< MuITO MENOS ESSE SENNA, QUE SÓ GANHAVA COM O MELHOR CARRO E SENDO BENEFICIADO, superarão schumacher em qualquer dia!!!!!!!!!!!!!!!

  11. Julio disse:

    Pen sei o mesmo neste final de semana, seria muito bom ver o Vettel na Toro Rosso depois de colocar o campeonato no bolso!!

  12. Conrado Andrade disse:

    Sou dos que acha que vc pegou um pouco pesado na comparação com Alonso, VM. Mas gosto de compará-lo ao “gênio” Hamilton: o alemão é mais frio, mais inteligente, mais rápido, mais maduro e mais completo que o inglês. As aspas foram irônicas mesmo: Lewis foi campeão muito cedo, na minha opinião. Tudo pra fazer o primeiro negro campeão da categoria, se quer saber… mas enfim, teoria da conspiração minha… (campeonato muito estranho o de 2008: Kimi recém-campeão “desmotivado”? Mclaren com carro roubado da Ferrari? Kovalainen na Mclaren? Renault e suas falcatruas? sei não… muito estranho!)
    -
    Agora… qnto ao Vettel em relação ao Alonso… acho que ainda faltam “os degraus” que vc citou. Pois assim como Withmarsh e Domenicali disseram, Alonso é o “ùnico capaz de fazer um time funcionar pra ele”. Isso significa que, em termos de desenvolvimento, a grosso modo, Alonso é quem faz a melhor leitura do carro. Isso tb significa que os mecanicos e engenheiros, sabem o que fazer com o que ele diz. e mais importante, confiam nele. Creio que Alonso nunca teve a velocidade do Vettel (ou do Hamilton) e se tem, é no máximo, igual ao do alemão. Em compensação, é mais frio, mais inteligente, tem um ímpeto que vc não vê em piloto nenhum; é de uma força mental, absurda e tb é muito rápido. Além do talento incrível que ele tem… é um piloto extremamente limpo na pista! Embora muitos discordem…
    -
    E realmente… se vc pegar o Alonso novato… não sei… mas lembro daquela corrida em Ímola 2005… Turquia em 2006… onde ele ficou se defendendo de tudo que é jeito do Schumacher… aquilo ali sim foi digno de gênio. Foram mais de 20 voltas no total, se defendendo com carro mais de 1s mais lento, do maior de todos os tempos com o melhor carro!!! E se vc viu aquilo, vai lembrar que vc nao o via frenando igual em volta alguma! Aquilo me deixa arrepiado até hoje, enqnto lembro disso. Não foi uma passada (como a que ele fez na Eau Rouge em cima do Hamilton)… foram com aquelas defesas que ele disse para o que veio na F1.
    -
    Fernando Alonso é sim um piloto para a galeria dos melhores de todos os tempos. Não por conta dos títulos, mas sim, pelas corridas que fez na F1.
    -
    A única vitória de gênio do Vettel, na minha opinião, até agora, foi a primeira em Monza. Mas não desdenho do garoto não… é um absurdo e gostaria de ver sim, quebrando tudo que é recorde!
    -
    Depois disso, é o carro mais rápido e confiável nas mãos de um piloto extremamente rápido e talentoso.
    -
    Não tem erro!

    • Victor disse:

      VM responde: Proponho uma pergunta que vale um longo debate, Conrado: será que este carro da Red Bull é, digamos, do nível do Webber e Vettel tira dele o tanto quanto Alonso supostamente faz com a Ferrari? Vai um adendo ao fato a classificação desta última corrida em Monza: Vettel foi 0s7 melhor que o companheiro numa pista extremamente simples.

    • Conrado Andrade disse:

      Não gosto de pensar que o carro é do nível de alguem; no máximo, mais adaptado a um estilo de guiar e isto, claro, levando em consideração a pista. Lembra quando Fisichella foi pra Ferrari no meio de 2009? Ele tinha a Force India na mão, um bom carro e sofreu com uma Ferrari, teoricamente um pouco melhor… ou mais rápida. São carros completamente diferentes e é um dos melhores exemplos atuais pra se filosofar na relação carro x piloto.
      -
      Entretanto, olhando para a forma como Vettel guia esta RedBull, parece até fácil. É nítido o quão na mão o carro está com ele em praticamente todas as pistas. Webber não tem tido essa sutileza este ano, não é? Ano passado, tinha, mesmo com carro desatualizado! E Vettel não tanto quanto tem neste ano. Pegando esses dois anos, dá pra notar o quanto mais rápido Vettel foi e é.
      -
      Ano passado, creio que foram raras os treinos em que Vettel tenha tirado 7 décimos do Webber. Isso pq até uns anos atrás, Webber era parafraseado como um “leão de treino” pelo próprio Galvão Bueno.
      -
      E quanto ao adjetivo “simples”, discordo completamente: Monza é uma pista extremamente atípica! Levando em conta minhas horas em simuladores, creio que se trata de uma das pistas mais difíceis de definir um setup adequado. Suspensão dura e sem asa. O traçado é simples mas as frenagens são terríveis! E sem downforce, com um carro desequilibrado, fica muito dificil retomar velocidade nas saídas das curvas de baixa. Parece simples, mas não é!
      -
      Qnto a relação de Alonso com esta Ferrari, eu diria que ele tira algo de muito próximo ao 100%. É dificil dizer… pq a impressão que se tem do Massa, é que ele tira 60% do carro. É difícil alguem tirar 100% de um carro não tão equilibrado!
      -
      Abrçs

  13. Frank disse:

    Ta bom,
    mete Alonso ou Hamilton na RBR, pra ve se o Vettel aguenta o repuxo, ai sim vai dar para ver o verdadeiro valor do Alemão, o fato é que ele é o primeiro piloto da melhor equipe então os privilégio são todos dele,no tempo de Senna e Prost, Manssel e Piquet havia a concorrencia interna que deixava os campeonatos mais dificieis para ambos, agora Vettel oncorre com Weber ja era.

    • Conrado Andrade disse:

      Vettel não tem culpa nenhuma se Webber não “casou” com o carro deste ano. Isto, mesmo levando em consideração, a hipótese de este carro ter sido desenvolvido pra ele.
      -
      Ano passado Webber deu muito mais trabalho. Não é pq um era melhor que outro; é questão de adaptação ao carro.
      -
      A “sorte” de Vettel, aliado ao seu talento natural, é a chave pra sua performance neste ano. E o carro deste ano, é melhor pra Vettel do que o do ano passado. Não desdenhe Webber por causa de um ano não tão bom.

  14. Cláudio Sobral disse:

    Senna um piloto mediano? Por acaso, vocês que falam isso, viram Senna, Prost e Piquet em ação? Viram? Pelo visto, não. Até porque, como foi dito, assistem F1 desde 94. E de 94 para cá, qual foi o grande piloto que teve? Só Schumacher, sem ninguém para bater de frente ao nível máximo, durante anos. Né?

    Vettel é um baita piloto? É. Mas ainda tem muito que aprender. Para mim, ainda não é melhor que Alonso, que faz milagres com uma Ferrari totalmente pífia.

    E Button, para mim, é um dos pilotos mais técnicos da atualidade. O que ele consegue fazer em corridas de recuperação, é incrível. E ainda dizem que ele é medíocre. Pode Arnaldo?

    • Conrado Andrade disse:

      Com todo respeito, já vi muita gente nova que entende muito mais de F1 do que o próprio Galvão Bueno… aliás, ta aí um exemplo de quem assiste F1 desde “sempre” e não aprende pombas nenhuma!!! Nem com o Reginaldo ao lado. Experiência não é nada sem inteligência.
      -
      A questão “só existiu o Schumacher no pós-Senna” é MUITA falácia… afinal de contas, convenhamos: o alemão entrou na F1 fazendo historia com a Jordan; depois, em 93 fez frente pra todos esses “mitos” que vc citou… depois de 95, tivemos 4 anos com outros pilotos sendo campeões… Villeneuve e Hakkinen sempre foram muito bons tb. Melhores que Berger, Coulthard, Alesi, Herbert e até o próprio Mansell, se vc me perguntar. Ponho meu dinheiro no Villeneuve mas não ponho no Mansell.
      -
      Assisto F1 desde essa época tambem, 93. Tivemos vários e bons campeonatos depois da morte do Senna. Dou muito valor as opiniões de quem vê F1 desde essa época, pois raramente ficam falando com saudosismo e fanatismo da “época de ouro” da F1. Aliás, já vi muitas corridas inteiras dos anos 80 e não entendo tamanho saudosismo: a competitividade era MUITO menor que hoje em dia; pelo menos 1/5 do grid não acabavam as corridas; a diferença entre um carro e outro, era na maioria das corridas, gritante. A questão das ultrapassagens nem era tanta assim, como o pessoal mais velho costuma dizer… então, realmente não entendo: entendo que houveram várias corridas memoráveis; entendo que houveram vários pilotos brasileiros para torcer… mas corrida por corrida, hoje em dia é muito mais acirrado; muito mais rápido e os pilotos são todos formados até chegar na F1.
      -
      Tá certo que antigamente eram carros…
      …mas hoje são naves!
      -
      Vettel é sim um grande piloto e mostrou que TAMBEM sabe tirar leite de pedra, qndo botou uma Toro Rosso no lugar mais alto do grid em 2008, no ano de estréia. Isso é para POUQUISSIMOS. Alonso faz “milagres” na Ferrari sim… mas Vettel tb já conseguiu este tipo de proeza!
      -
      Button… pra mim e, pelo que escuto tanto, é o Emerson de hoje em dia! Piloto cerebral, sabe como fazer leitura de corridas como poucos; tem velocidade; guia o carro com uma finesse inacreditável. Sabe ganhar pontos sem se matar pra chegar na frente! Jim Clark dizia que o mais importante “é vc ser o cara mais lento… na frente”. É assim que enchergo o Button. É um dos mais técnicos realmente… mas pra ele ganhar dessa turma da frente, de duas, uma: ou ele aprende a ser mais agressivo; ou ele precisa estar com um carro feito pra ele. Se não, dificilmente vai ser campeão de novo. De qualquer forma, vai ser sempre um dos pilotos mais legais de acompanhar!
      -
      Abrs

  15. André disse:

    Eu discordo sobre as comparações.
    É melhor do que Hamilton? Ainda falta um pouco mais de combates diretos pra saber, mas a princípio não.
    É melhor que Alonso? Não, nem a pau, com certeza ainda não.
    É um grande piloto? Com certeza é, mas ainda faltam alguns desafios pra ser considerado o melhor de sua geração.
    André / Piloto no http://www.f1bc.com

  16. Marcelo disse:

    Ninguém pode meter o pau nas 18 vitórias, 25 poles e no bicampeonato de Vettel só porque ele tem Newey como projetista, o alemão não começou por cima com Mclaren e Ferrari, começo por baixo de Toro em 07, depois de RBR em 08 (como Schumacher fez na Benetton 91 e Ferrari 96), na RBR veio evoluindo até o domínio! Lembrando que Senna não conseguiu evoluir o Lotus, para ser campeão foi pelo mais fácil, mudou para a melhor equipe da época, a Mclaren, assim é mole…Senna só sentou e pilotou!

    Senna em 88 e 89 fez 13 poles, mas contou com o “mago” Gordon Murray que projetou as imbatíveis Mclarens! Mansell fez 14 poles(recorde) em 92, mas também contou com o mesmo Newey que projetou o famoso “carro do outro mundo”. Piquet, Senna, Mansell e Prost também dependeram de grandes projetistas em suas épocas!!!

    Murray projetou os carros que ajudaram Piquet nos títulos de 81 e 83, pra quem não sabe Murray era o Newey da época.

    Prost teve Barnard em 85/86!
    Senna e Prost tiveram Murray em 88/89!
    Mansell teve Newey em 92!
    Prost teve Newey em 93!
    Senna teve Newey em 94!
    Schumacher teve Byrne e Brawn!

    Anos 60/70:
    Clark teve Chapman 63/65!
    Rindt teve Chapman em 70!
    Fittipaldi teve Chapman em 72!
    Andretti teve Chapman em 78!

    São vários os casos, portanto, não justifica meter o pau em Vettel(distorcem muito os fatos sempre colocando os grandes do passado como “gênios” sempre fazendo tudo no “braço”, enquanto os pilotos das últimas gerações só ganham por causa da equipe, puro engano!).

    Lembrando que Newey só começou a vencer depois que teve Vettel ao volante em 08. Ou seja, um grande projetista depende de um grande piloto. Newey era da Mclaren nos anos de “ouro” da Ferrari com Schumacher e nem assim ganhou títulos. O que prevalece é o trabalho em conjunto, Schumacher sempre destacou esse lado, outros campeões preferiam as glórias todas pra sí…pura ilusão! Senna mesmo fez 15 poles entre 85/86 graças ao espetacular motor especial de clasisficação com 100 cv a mais que os rivais, que duravam apenas 15 minutos!

    Na época Prost foi questionado porque Senna era tão rápido em treino com um carro inferior as Mclarens e Williams, Prost respondeu:

    “Meu motor tem 1.100 cv, o dele (Senna) tem 1.200, esta aí a diferença, em corrida a realidade é outra. Ele larga na frente, mas na bandeirada chega atrás”

    Sem esse motor espetacular Senna só fez 1 pole em 87, o motor foi proibido nesse ano, Williams e Mclaren não usaram esse motor em 85/86 por achar o custo-benefício muito alto, e era mesmo, tanto que motores especiais em treinos(e mais tarde os turbos) foram banidos da F1. Senna era o piloto mais rápido em treinos, isso não há dúvidas, mas sempre contou com “ajudinhas”, caso do motor de treino especial, e em 88/89 pilotou um carro que sequer ajudou a desenvolver chassi ou motor, pegou um carro já PRONTO pra ser campeão!!!

    Em clasisficação Senna nunca teve um único adversário a altura, mesmo caso de Vettel em 2011, basta ver as 13 poles em 88/89 em 16 GPs. Em corrida Prost equilibrava as coisas por que Senna fazia muita besteira, pelo menos em 5 vezes largou mal em 88 e 89, fora as CAGADAS que Senna fazia durante as corridas, como Mônaco e Itália em 88. E o que dizer de 89, Senna fez uma temporada MEDONHA cheio de erros, largou 13 vezes na pole, mas vivia fazendo besteiras, Prost na época até cutucou:

    “Senna sem duvidas é rápido, mas…erra, e quando errar, estarei por perto”

    Besteiras de Senna em 1988 e 1989:

    MON/88-Pole,era líder fácil, não soube levar o carro até a vitória, baita vexame acabou batendo, Prost agradece.
    ITA/88-Pole,era líder, final de prova bateu em retardatário, os segs que tinha davam para chegar a frente de Berger.

    BRA/89-Pole,largou mal, afobado, perdeu o bico depois na primeira curva, Prost agradece.
    ING/89-Pole,era líder, mas rodou e ficou na brita, Prost agradece.
    POR/89-Pole,na corrida foi muito burro, comprou briga com Mansell de bandeira preta, Prost agradece.
    ITA/89-Pole,novamente sem “cérebro” para administrar vitória, era líder com vários segs a frente, foi pé pesado como sempre, forçou o equipamento causando a quebra do motor! Era final de prova, era só aliviar o acelerador, mesmo que perdesse 1 seg por volta ia vencer fácil, novamente Prost agradece.
    AUS/89-Pole,liderava tranquilo na chuva, mas novamente bateu com retardatário, nesse GP Prost abandonou logo na primeira volta com medo da chuva, já era campeão, e mereceu o título, porque em 89 foi disparado o melhor na pista, raramente errava, deu uma SURRA de regularidade em cima de Senna.

    Adciona as largadas ruins de Senna, foram várias em 88/89, muita coisa não? E o Galvão ainda tem a CARA DE PAU de falar dos erros de Vettel ou Hamilton, principalmente Vettel em 2010, oras era apenas a terceira temporada completa do alemão na F1, quem tinha a obrigação de errar menos era Senna em 89, já era a sexta temporada na carreira. O brasileiro não era esse “deus” na pilotagem, errava muito na pista, isso sempre aconteceu, basta lembrar 1994. Rodou em Interlagos jogando a corrida fora, largou mal em AIDA, em seguida foi atingido na primeira curva por Mikka, se largasse bem não teria acidente. Em IMO Senna já estava sob pressão, rodou nos treinos, enquanto isso o novato Schumacher era veloz e preciso vencendo tudo. Fazem marketing muito forte que Senna na pista era do tipo “perfeito”, mas a realidade não é bem assim, era muito arrojado, mas longe de ser eficiente como Prost.

    Senna era Veloz, arrojado, mas era muito afobado, tinha dia que dava show, mas tinha dia que fazia cada besteira! Vettel atualmente é Veloz, arrojado e preciso, segue a mesma balada de Schumacher nos tempos de Ferrari.

    Senna era fera, mas também contou com a sorte, em 91 o motor Renault era mais rápido, mas quebrava muito junto com o câmbio, Senna ganhou pela regularidade graças ao motor que não era tão rápido, mas era muito confiável, portanto não teve essa de carro inferior em 91 e 90, motor Honda nessa época perdia em potência e velocidade, mas dava surra no Renault em confiabilidade. E Mansell não era essa coisa toda, pra campeonato era um desastre, já tinha perdido em 86/87, e repetiu em 91, pra campeonato Mansell era fraquíssimo.

    Além disso, Senna contou com a ajudinha de Berger, que SEMPRE foi CAPACHO em 90/91/92. Quando era mais veloz que Senna não ultrapassava para não tirar pontos do brasileiro, isso também é jogo de equipe. Vettel começou por baixo na Toro-Rosso, sempre foi o foco na equipe, na prancheta Newey faz a diferença, mas na pista quem pilota é Vettel, em 2011 pelo menos 2 vezes a equipe errou nos boxes, mas Vettel fez a diferença, o mesmo aconteceu em SPA quando os pneus estavam com problemas, Vettel novamente carregou o carro nas “costas”, esses detalhes ninguém lembra.

    A verdade é uma só, a pachecada esta novamente se CAGANDO DE MEDO de ver outro alemão ultrapassar os grandes do passado nas estatísticas. O melhor campeonato dos anos 80 foi vencido por Prost, mas ele só bateu um bicampeão na pista. Vettel em 2010 bateu um bicampeão e dois campeões, fora Webber que foi “osso” como companheiro. Coulthard já comentou, se Vettel vencer mais títulos disputados como foi em 2010, e outros por domínio a frente de Lewis, Alonso e Button. A Alemanha lá na frente pode ter o melhor e o maior de todos os tempos.

    Imagina Vettel e Schumacher no topo, Galvão se joga no rio ROXO DE RAIVA!!!

    O que vão falar dessa vez para MINIMIZAR os feitos do “outro” alemão? Que ele pegou adversários fracos, que ele é arrogante, chato, trapaceiro? Vettel até agora não jogou nenhum campeonato fora por excesso de erros(se notar, aconteceu com Senna em 89), também não jogou carro em cima do adversário para ser campeão, como aconteceu com Prost, Senna e Schumacher. Gostando ou não, o jovem alemão esta sim caminhando para ser o melhor de todos, e ele tem ainda muitos anos de F1, no futuro pode ganhar corridas com carro inferior e até título como aconteceu com Prost em 86.

    Senna foi campeão em 88 com carro pronto e graças ao regulamento de descartes! Em 90 foi bi jogando o carro em cima de Prost, em 91 foi tri com ajuda do carro confiável, ajuda de Berger, e quebras no carro Williams, além de erros de Mansell e da equipe nos boxes. Mansell pra mim nunca foi melhor que Hakkinem, esse nunca jogou título fora.

    Curioso Senna ser considerado esse “deus” todo, seus títulos não foram essa coisa toda, tem muito marketing a favor, os “podres” do piloto fica no ABAFA! Senna também tem uma lista bem suja dentro e principalmente fora da pista, mas isso é outra história…

    • Roberto Andrade disse:

      Grande Marcelo!!!!!!!!!!!!! Finalmente!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Obrigado por começar a postar aqui também!!!!!!!!!!!!! esse teu texto acho que é o seu melhor até hoje, por isso vale muito á pena você reproduzi-lo em outros lugares além do blog do Victor!

      Você está certíssimo, foi perfeito ao desmistificar Ayrton Senna, isso aí, piloto mediano, “só sentou e pilotou”, como você disse, magnífico!!!!!!!!!!!!!!

      Acho que você está certo quanto a Vettel, mas se acalme ao compará-lo a Schumacher, nãoa cha que exagerou um pouco nesse aspecto????????????? Nosso Schumacher sempre e eternamente ficará num trono!!!!!!!!!!!!!!

      http://4.bp.blogspot.com/_OpjJ_Azim6I/TNDMN3PyyvI/AAAAAAAAA3o/_3xFAXAnDVc/s1600/tronomnb.jpg

      Não se pode comparar Vettel a ele, por motivos que você inclusive já citou!!!!!!!! mas, tudo bem, ele será o segundo, e com certeza o Galvão terá ódio!!!!!!!!! galvão que é o único motivo por perpetuar a ideia de que senna possa ao menos ter sido comparável ao Schumacher!!!!

      Como você falou, ficou com medo na Lotus!!!!!!!!!!!!

      Schumacher, não!!!!!!!!!!!!!!!!

      Abraço meu querido, escreve textos novos agora pra gente apreciar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Abraço!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • joakineto disse:

      O Marcelo foi muito claro na sua linha de pensamento. EU só começei a acompanhar a F1 em 2001, por isso nunca vi Senna em ação, mas ele é realmente UM MITO na mídia Brasileira, e se não fosse Marcelo não imaginaria que ele errava tanto. Pelo que falam dele parecia que foi absoluto. Mas agora soube que não.

    • Segafredo disse:

      Marcelo! tenho 38 anos e acompanho F1 desde 1985. Vamos por partes:PRIMEIRO: Newey era da Ferrari com Schumacher então porque não ganharam um titulo sequer? isso prova que bom projetista sem piloto não ganha nada! SEGUNDO: Senna só sentou e pilotou em 88/89? ridiculo! pois quem levou o melhor motor do mundo(honda) pra lá, foi Senna! E outra, não sentou sozinho pois tinha Prost ao seu lado, e mesmo assim deu show no francês. TERCEIRO: Se o motor de Senna tinha 100cv a mais, porque o De Angelis(85) e o Dumfries(86) não faziam tempo parecido? com o mesmo motor? Será que Prost o faria? então porque não fez em 88/89(Levava pau direto). QUARTO: sobre as burradas concordo que elas aconteceram, assim como acontece com todos pilotos que buscam o limite, aqueles medianos que só vencem sem se arriscarem não fazem história. QUINTO: Senna não tinha adversários a altura em classificação? Prost, Mansell e Piquet não o eram.?? SEXTO: Estava sob pressão em IMO/94? Sim! como em toda sua carreira foi sob pressão e ainda rodando e tudo na classificação bateu Schumacher….(e não tinha controle de tração e suspensão trabalhada como foi apontado nas benneton) Ah!! e não me lembro de um motor com 100cv a mais em 94!! SETIMO: Ninguem contesta os numeros de Schumacher ou Vettel! E garanto que: quem acompanhou a carreira de Senna jamais se preocuparia com estes numeros pois: Ele foi o melhor, mais rapido, mais arrojado, mais TALENTOSO, engajado e espetacular piloto de F1 de todos os tempos……….e não sou eu quem diz: Foi feito a enquete NA EUROPA e só pilotos e entendidos do esporte votaram. Então meu amigo reveja a história que vc contou acima………………Abraços

    • Segafredo disse:

      Bom Caro Marcelo……….pensando bem até entendo sua frustração com pilotos brasileiros, pois, com certeza, vc não acompanhou a carreira de Senna.! Só sabe por videos e nrs. não assistiu em loco. Daí sua predileção por Schumacher, naturalmente foi quem brilhou após a morte de Senna. O fato de vc ser fã do Dick Vigarista explica toda sua pesquisa no texto sobre Senna e onde que podia achar pontos fracos p/ tentar justificar os Alemães………….

      Lamento por vc Amigão nunca ter visto uma corrida como a de Brands hatch, Monaco(esta talves vc deva ter visto em documentários) e estoril em 1984, ou então Belgica e portugal novamente em 1985………

    • Anderson disse:

      Deve ser jornalista. Defender sua opinião ao invés de defender a verdade, mostrando prós e contras.

      Porque não falou dos diversos episódios que o Xumi foi extremamente desleal, que ele quis levar vantagem a todo custo? Os comissários não punindo a Ferrari em diversas ocasiões nas quais os outros eram punidos?

      Em 2 horas sou capaz de fazer um texto bem parecido com o seu, falando do Dick Vigarista. Acho bem engraçado quando um fanático ou um jornalista-fã vai defender sua opinião como se fosse a mais pura verdade.

      Exagera até quando fala que Galvão não gosta do Schumacher… ele é quase tão fanático por Schumacher quanto foi por Senna… se não percebeu isso, não assistia corridas na Globo!

    • Segafredo disse:

      Cadê o Marcelo?????????

      Sumiu?????????

    • Nelson Weiss disse:

      Marcelo:este Segafredo deve ser café FREDO,precisa ver mais ,aprender mais.O pessoal continua confundindo gostar de corridas com fâ clube de cantorzinho.Pelo amor de deus,essa de pilotos estrangeiros não existe a bastante tempo.Tem o bom e o ruim.Acha que o Bernie iria tirar um Piquet na melhor fase para colocar um Martin Brundle?A Williams ia tirar o Montoya na boa fase para colocar o Mark blundel?Parem com isso.Massa é ruim,Barrica também.Azar deles e não do Brasil.Tem piloto do mundo todo correndo,até russo e que ele seja melhor que o Bruno poia senão roda.Simples assim.Chega de patriotada de futebol.EM TEMPO: Senna não chega no chinelo do Schummy.Isto é e sempre será fato,gostem ou não.

  17. José Augusto disse:

    Melhor que o Alonso forçou. Não há base para comparação. Sempre que um piloto top pega um carro superior aos outros, domina. Isso é regra em automobilismo.
    O Webber não conta, pois é medíocre. Só conseguiu vitórias por causa do carro da RBR.

  18. Rafael Prete disse:

    haha boa, invertam as duplas red bull e toro rosso – pra buemi e jaiminho: quem vencer, fica; webber nao fará nada de diferente e vettel é capaz de chegar no top 5! mas logico, todos atras do schumacher… hahahah o cara acompanha f1 faz 15 dias e acha que ja viu de tudo (é cada uma que aparece) – ps: boa analogia no curling liuzziano =p

  19. Felipe Mazorca disse:

    Victor, deve ser foda aguantear certos comentários, hahaha.

    Acho que Vettel tem potencial para ser multicampeão e, concordo, já é um dos melhores.

  20. Guilherme disse:

    Gostei da ideia de trocar o Vettel pelos dois da Toro Rosso nas ultimas corridas… daria mais graça ao campeonato, e tambem para ver realmente em que nivel estao os 4 pilotos ( Red Bull e Toro Rosso ). De cara adianto: acho que o Alguersuari deixaria o Weber olhando seu aerofolio traseiro!

  21. Roberto Andrade disse:

    Meu deus cara, você exagerou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Beleza, melhor que Hamilton e Alonso, tranquilo, que pode chegar no nível de Senna, acho que já passou (pergunte ao flávio, seu chefe), mas… CHEGAR NO NÍVEL DE SCHUMACHER?????????????

    CARA, ISSO NUNCA VAI ACONTECER, É HUMANAMENTE INPOSSIVEL!!!!!!!!!!!!!! ESCUTA O QUE EU ESTOU TE FALANDO, EU, ROBERTO GONÇAVLVES ANDRADE, QUE VEJO F1 DESDE 1994, TE DIGO: NADA PODE SE COMPARAR A SCHUMACHER, O CARA FOI CAMPEÃO SENDO ROUBADO EM 1994- PUNIDO, DESCLASSIFICADO – DEPOIS SOZINHO TIROU A FERRARI DUMA FILAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!

    Nada, nem ninguém, ouviu??????????? NINGUÉMMMMMMM se compara a Schumacher!!!!!!!!!!!!

    • Felipe Portela disse:

      QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994, QUE VEJO F1 DESDE 1994.

    • Albert disse:

      Putz, vc manja muito hein? Vê F1 desde 1994… Nossa… Fiquei com inveja agora…

  22. lubbi disse:

    Concordo com este post do Bruno,

    O Vettel é mto bom mas o Alonso esta fazendo milagre com a Ferrari atual, o cara hoje em dia é o mais completo da Formula 1, sempre no limite, quase nao erra.

    Alonso o mais completo

    Vettel esta quase lá

    Hamilton o mais rápido, mais falta cabeça.

    abraços

  23. Segafredo disse:

    É Victal…………Vettel é muito bom piloto mesmo. Está fazendo o que se espera dele, nada mais. Assim como se esperou de Mansell(92) e Prost(93), este último ainda levou uma canseira danada no inicio daquela temporada. Melhor que Alonso?…….? Vamos imaginar Alonso ao lado de Vettel na RBR………….não tenho duvidas sobre qual seria campeão….
    Parabéns pelos comentários sempre abertos, sem o politicamente correto! Grande Abraço

  24. Eli Dias disse:

    Fala Victor,

    Cara, concordo com muitos de seus comentários e respeito os que não concordo, como é o caso da afirmação de que Vettel é melhor que Alonso. Não é, de jeito nenhum, não falo nem pela questão do carro, dizer que é melhor porque tem o carro melhor, falo pela tocada, técnica e arrojo. Vettel pra mim está no mesmo patamar de Hamilton. Se Alonso e Hamilton estivessem na Red Bull, estariam passeando como Vettel. São 3 excelentes pilotos, mas na minha modesta opinião, de quem acompanha F1 desde 1981, Alonso está acima dos 2.
    Abração!!!

  25. Cassio Diniz Hiro disse:

    Capitalismo podre

    No mesmo domingo em que vemos os Estados Unidos “comemorando” os dez anos do 11 de setembro (que até setores da intelectualidade americana desconfiam que os atentados sejam uma grande farsa), presenciamos mais uma etapa da manipulação mesquinha para construção de ídolos e – por tabela e motivada por isso – a possibilidade de faturamento alto. Estou me referindo ao fenômeno chamado Bruno Senna.

    Não questiono aqui a capacidade enquanto piloto do jovem. Aliás, para estar na ainda principal categoria do automobilismo mundial é preciso ser um bom piloto de corrida. Mas é visível a grande jogada de marketing por detrás da presença do sobrinho de Ayrton na Fórmula 1.

    Até o ano passado, Bruno era um aspirante que conseguiu uma vaga na Hispania graças ao seu nome e aos milhões de dólares que seu nome carrega. Mas como todo bolso tem fundo, ele ficou sem vaga para 2011, mesmo nas pequenas equipes do mundial. Mas com uma boa assessoria, profissional e competente, Bruno conseguiu manter-se no circo como segundo piloto de testes da Renault – equipe de fábrica que tem se desenvolvido após a queda visível pós-Alonso – aguardando a chance de ocupar uma vaga de titular. Chance essa próxima quando Robert Kubica se acidentou em sua brincadeira de rali (por isso não vemos pilotos de F1 correndo em outras categorias, como nos anos 1970). Por questões contratuais – e financeiras também – Bruno Senna não conseguiu a vaga e continuou como reserva.

    O fator surpresa: a outrora poderosa Rede Globo de Televisão, temerosa da falta de resultados e destaque dos brasileiros na categoria – e a queda da audiência – resolve colocar em prática suas cartadas e construir um ídolo que garanta o lucrativo espaço de anúncios de sua grade televisiva. Em aliança com a também poderosa Família Senna, consegue convencer os patrocinadores do sobrinho a aumentar suas cotas (leia-se Embratel e Gillete) e convidam Eike Batista para entrar na jogada (com a sua marca OGX). Resultado: uma vaga garantida na equipe Renault, limando a carreira do Nick Heidfeld.

    E para completar, já dizia o Ministro da propaganda do Terceiro Reich, Joseph Goebbels, um mentira contada mil vezes se transforma em realidade, temos um Galvão Bueno (oportunista, mesquinho, estúpido e muitas vezes se faz de idiota para garantir seu poder) que repeti mil vezes como Bruno Senna é um grande piloto, que seus feitos são dignos de seu tio e que seus primeiros pontos em sua segunda corrida na Fórmula 1 (?!) é uma mostra de seu talento. Não vejo mais televisão, mas entre um flash ou outro diretamente do WTC, veremos referencia à ótima corrida do novo herói brasileiro.

    Não é novidade – e nem surpresa – essa situação na Fórmula 1. Como qualquer espetáculo do capitalismo, presenciamos a construção de mitos que possibilite ou a manutenção cultural do status quo, ou o aumento da taxa de lucros de um determinado grupo econômico. Adoro automobilismo (meu vício pequeno-burguês), mas é triste ver que o capitalismo não perdoa o esporte e o talento, e que num mundo corporativo heróis e bandidos são criados em nome do acumulo de riquezas.

    PS: Por isso que continuarei a ir a Interlagos assistir as corridas do campeonato paulista e a Classic Cup. Talvez seja o último espaço onde posso encontrar a verdadeira paixão pelo automobilismo.

    • Segafredo disse:

      Concordo com o “Politico Capitalismo Sujo ” Cassio……….Só tem uma coisa…….só funciona se o cara for muito bom e tiver muito talento, e, sob esta pressão da farsa montada que vc falou, ter que mostrar resultado. Ou seja, não existe mito criado p/ pilotos medianos, o cara tem que ser bom…….Senna é um mitto porque foi extraordinário em sua época…..

    • Rodrigo Silva Rodrigues disse:

      Sugiro que não assista Formula 1!
      Independente do que pensa ou afirma, creio que quem gosta mesmo de acompanhar as corridas sabe o que acontece e continua assistindo pois é um espetáculo!
      Claro que é mais legal se tiver brasileiro correndo…
      E que esporte hoje não tem um mar de dinheiro por trás? Vai dizer que no futebol é diferente? Basquete? Até o campeonato de bolinha de gude tem interesses envolvidos…
      Devemos nos preocupar é com o dinheiro que nos roubam mensalmente com impostos! E querem criar mais! (vide CPMF… disseram que daquela vez não era pra valer, agora será! sei…)
      Se não tiver brasileiro na F1 pra compensar a transmissão pela TV nacional, há a internet pra isso (aliás, uso há alguns anos pra evitar comentários imbecis)!

  26. flying_jap disse:

    Victor, concordo que tem muita gente desmerecendo injustamente as vitórias do Vettel, que é um pilotaço. Não gosto do mimimi do Alonso, mas creio que dentre aqueles em atividade seja aquele que mais consegue tirar leite de pedra. Quais seriam seus argumentos para considerar, hoje, o Vettel melhor do que o Alonso?

  27. Bruno Z disse:

    Melhor que o Alonso? Pare um pouco e se lembre das temporadas do Alonso na Renault, bicampeão com um carro inferior à Mclaren e Ferrari (com Schumacher no auge) e com uma idade muito proxima à de Vettel. Compará-los até aí tudo bem, mas dizer que hoje ele é melhor depois de tudo que o Alonso já fez é coisa de quem não entende de automobilismo.

  28. Pedro Mendes disse:

    Ah, Victor, sei não. Eu considero o Vettel um fenômeno do esporte, um candidato a gênio. O Alonso, em minha opinião, já chegou ao patamar dos maiores em todos os tempos. Talvez seja mera questão de tempo até o tedesco atingir o nível de um Lauda, um Schumacher, um Alonso. Acho que ainda falta um bocadinho. O espanhol é realmente supremo no que faz.

  29. Lubacris disse:

    Não concordo que o Vettel é melhor que o Alonso. Ano passado, com carros mais próximos, ainda que com o carro que era o pior dos melhores, o Alonso quase foi campeão.

    Esse ano a Ferrari é MUITO pior que a Red Bull, dai não tem como o Alonso fazer as mesmas mágicas do ano passado.

    Se o Alonso estivesse no lugar do Mark Webber tenho certeza que o campeonato não seria essa moleza pro Vettel e que o Alonso estaria na frente da tabela!

  30. Adriano Reis disse:

    Galvão Bueno insistia em dizer que a ultrapassagem de Vettel sobre Alonso tinha sido na Segunda de Lesmo. Disse e repetiu várias vezes… quando a ultrapassagem foi na Curva Grande…

  31. Demétrius disse:

    Olá Victor!!!!

    Realmente, devemos URGENTEMENTE, acabar com essa chatisse de buscar a todo custo heróis míticos baseados em pilotos fantásticos, porém, DO PASSADO!!!! Acho que a Formula 1 está virando um esporte chato de se assistir, onde existem tantas regras, e tanta eletrônica que a emoção, a disputa a todo momento por posição, NA PISTA, está ficando escassa, gostaria de saber o que tiha de errado com o modelo de Formula 1 de quando Schumacher conquistou seus títulos? Sobre a corrida de hoje: Barrichello, como sempre creditando uma péssima atuação às circunstâncias e ao carro; Massa, mantendo o melhor estilo, nem lá nem cá; e Bruno Senna……pilotando….e adquirindo experiência…..Abraços

  32. luiz disse:

    Cara, vc está viajando na maionese com suas comparações. Vc pode entender de futebol, pois é palmeirense igual ao papai aqui, mas de F…Escrever que o Vettel é melhor que o Hamilton e o ALONSO…e que o alemãozinho está a alguns degraus de Senna e Schumacher! Vc tá delirando cara! O que diferencia o Vettel dos demais é sim o CARRO. Veja que o Webber só não foi o segundo porque saiu da corrida. É O CARRO MEU CHAPA. O ALONSO SÓ PRECISA TER SUA FERRARI AJUSTADA PARA 2012 E AÍ SEUS PONTOS DE VISTA VÃO POR TERRA. PIOR É QUE TEM GENTE QUE ACHA QUE VC ESTÁ CERTO. DÊ ESSE CARRO DO VETTEL PARA O BRUNO SENNA GUIAR QUE VAMOS VER SE O GAROTO NÃO FAZ E ACONTECE. A QUESTÃO É CARRO CAMARADA. PRA FINALIZAR VOU ARRISCAR UM PALPITE: ALONSO TRI-CAMPEÃO EM 2012.

  33. Raphael F1 disse:

    Seria legal ver o Vettel na STR. Será q ele consegue fazer o carro andar mais do q tem feito o Alguersuari??? rs

    • Pablo disse:

      Procure no You Tube GP da Itália de 2008

    • pierre themotheo disse:

      seria legal ver o vettel na toro rosso? ele veio de lá, não lembra? até venceu corrida. não entendi a colocação. vc acha o alguersuari melhor que o vettel, é isso?

    • Raphael F1 disse:

      Vamos desenhar para ver se os dois entendem. rsrs

      Esse campeonato de 2011 já está ganho pelo Vettel. Portanto, ele poderia ir correr na STR só pode diversão e para dar mais emoção. Tenho certeza que ele consegue tirar mais do carro q o Alguersuari.

      E sei que ele veio da STR, inclusive venceu em Monza lá em 2008.

    • pierre themotheo disse:

      áááá, agora entendiiiii. que ideia estúpida essa em raphael f1, foi você mesmo quem imaginou isso?

  34. @MarceloSCamara disse:

    Belo trabalho na rádio, Victor.
    Depois avisa ao Oscar Ulisses que o Perez é Sergio e não Sebastian… rsrs
    E é bom segurar este oba-oba da TV em cima do Bruno Senna. Se começarem a querer criar um herói nacional desde agora, como tenta o Galvão, só vai prejudicar o cara… quanto maior a expectativa, maior a decepção depois, como ocorreu com o oba-oba global no passado em cima do Massa e do Rubinho.

  35. Zé Eduardo Morais disse:

    Mas olha só o Victor terminando seu texto claramente baseado no que eu disse durante a corrida, apenas levemente editado: http://twitter.com/#!/zezinhodudu/status/112871406018105344

    Brincadeiras a parte, gostei bastante da transmissão na CBN/Globo. Como o som do rádio chega bem antes do que no HD, assistia a corrida no sinal normal para sincronizar com a CBN. Ficou bem legal, teus comentários foram à altura dos textos e dos argumentos utilizados no blog. Melhores do que os do Alex Dias Ribeiro.

    Quanto à corrida, viu-se a confirmação da ascensão de Schumacher no campeonato. Eu estava entre aqueles que achava que o alemão era um piloto aposentado em atividade. No entanto, além de emparelhar e, eventualmente, superar o Nico em classificações – tônica reversa a do ano passado -, tem se mostrado muito competitivo durante a corrida. O que falta é um pouco mais de sorte – uma corrida com mais abandonos da trinca Red Bull-Mc Laren-Ferrari e/ou chuva – para atingir um merecido pódio.

    Alguersuari já há algum tempo tem se mostrado mais piloto que o insosso Buemi e acho que o suíço zarpa no final do ano – e sem deixar saudades. Bruno Senna fez exatamente o que disseste: uma corrida boa. Perdeu tempo na largada com a batida provocada por Liuzzi, fez uma parada cedo, mas ao contrário do que aconteceu em Spa, não perdeu tempo atrás das nanicas e fez algumas ultrapassagens no pelotão intermediário. Pontuação justa.

    Seu ritmo foi bom, e sua pilotagem, agressiva. Suas declarações não têm entrado no oba-oba de parte da impren$a e$pecializada. Apenas aquele 8,5 foi deveras exagerado

  36. Plinio disse:

    Dr, a corrida foi demais hoje. Apesar dos pilotos, agora tenho mais um motivo para acompanhar a F1. Belo trabalho! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>