MENU

4 de dezembro de 2011 - 14:36Stock Car

Passo à frente

SÃO PAULO | E ontem no finzinho da tarde, a Stock Car confirmou uma série de mudanças para o ano que vem.

A categoria resolveu acabar com a palhaçadinha do playoff, ainda que a justificativa tenha sido a mesma de sua inclusão anos atrás, para dar mais justiça e premiar quem faz um campeonato mais regular e tal, bem como o fim do reabastecimento obrigatório. Uma nova pontuação será feita, portanto ainda não foi divulgada. As 12 corridas serão transmitidas ao vivo e na íntegra pela Globo.

Enfim, passos certeiros. Todas as medidas são úteis para que a Stock Car, em franca queda nos últimos anos, dê uma guinada — de 180º — e volte a ocupar um lugar de relevância no automobilismo nacional, com competição e senso nas pistas, atraindo patrocinadores — desde que não encareça o custo para pilotos e equipes e tendo uma cobertura decente na TV — e que a Globo faça da forma correta, ampla, de promoção, sem as baboseiras de carrinho corzinha-não-sei-do-quê e sem interferir no andamento das provas.

Acima de tudo, que a CBA coopere.

23 comentários

  1. Adelino Iglesias disse:

    Parabéns pelo seu comentário Vitor, concordo com você!
    Quero aproveitar para “COBRAR” a Associação dos Pilotos da Stock sobre o assunto que comentei há alguns meses no seu blog, época do último acidente fatal em Interlagos.
    Voces viram que interessante a última etapa da Stock Car, onde de acordo com as imagens o ‘famoso piloto Cacacá Bueno”, mudou deliberadamente a trajetória e jogou o Marcos Gomes para fora da pista e ainda achou ruim dizendo na entrevista que o Marcos Gomes não tem nível para correr na categoria e que não fazia jus ao pai que tinha. Fico impressionado que em pleno 2011 ainda existam pilotos que usem da “balança de feira”, um peso par um ato e outro peso para seu prórpio ato, não é Caca? Quero ver se você e seus companheiros de categoria vão fazer uma vistoria em todos os autódromos e se posicionarem em não correr em pistas realmente suicidas(preciso falar quais são? Acho que não) e realmente se preocuparem coma verdadeira segurança sem com isso tornar a categoria uma corrida para a Penelope charmosa. Corida é corrida e todos os pilotos de verdade tem consciência de que toda a profissão tem seus riscos como qualquer outra(que tal ser motorista de ônibus e ser responsável por 400 vida por dia, ganhando num ano o que vocês ganham num mês com mais de1000% responsabilidade que voces. Aproveitem as mudanças e se auto reformulem com seriedade e profissionalismo. Pare de se aproveitar da posição do papai na GLOBO efaça menos política, ajude mais sua associação, você tem competência de sobra para fazer as coisas da maneira correta. Você vai aparecer e fazer história no automobilimo. Estamos precisando de gente assim para mudar essa pobre história de nossas corridas…

  2. Antônio disse:

    É isso aí. A rgt só quer faturar, seja qual for a atração, não há um comptrometimento de verdade com o telespectador fã de automobilismo. Se ela pudesse reprisar uma de suas novelas ***&%!@$ no horário ela faria sem qualquer cerimônia e respeito pelos fãs de automobilismo, assim, na minha opinião se a cba não quiser afundar de vez a SC em 2012 deveria mesmo é deixar a Band transmitir as provas. A Band é o verdadeiro canal esportivo aberto, olha como eles têm feito a F-Truck crescer em audiência e público sem interferir imbecilmente (até aqui) no horário das provas, se transmite VTé VT se é ao vivo é ao vivo e ponto. Quanto ao regulamento esportivo da categoria aí a coisa pega porque do outro lado tem a cba (ai meu Deus!!!) que tb não tem qq comprometimento com o automobilismo nacional e sim em encher os bolsos de seus administradores (é o que parece) através de esquemas de corrupção. Acho que deveria haver a criação de um regulamento próprio com base no que ja vinha dando certo e usando a INTELIGÊNCIA de quem realmente entende de automobilismo, ou seja os próprios pilotos ou ex-pilotos. Essa é minha humilde opinião.

    • Fernando disse:

      A Band é o verdadeiro canal esportivo aberto? Acho que quem gosta da Indy discorda.

      • Antônio disse:

        Sim meu caro. A Indy é que tá com ares de categoria em decadência (com exceção da Indy 500), fazer o quê? A categoria tá em franca decadência, como a F1, já começou a perseguir o desempenho de brasileiros na categoria pra poder se manter com os patrocínios dos gringos. A Band já identificou esse fenômeno.

  3. César Cabral disse:

    Acredito que se a categoria seguisse a linha da v8 super challenge, teríamos um campeonato melhor!

  4. Georgy Diniz disse:

    Será que agora vai ?
    Vou esperar as 3 primeiras etapas para opinar….

  5. Fabiano Monteiro disse:

    A categoria volta a correr em Campo Grande-MS depois de um longo e tenebroso inverno!

  6. Pra mim isso é bem pouquinho.
    Deviam mexer no tempo de corrida, passar pra 1h20.
    Sobre as transmissões, bom, isso de passar todas ao vivo saiu na imprensa um tempo atrás e vimos no que que deu.

  7. Eduardo disse:

    Já estão preparando o terreno para a chegada do Barrichello

  8. Marcelo disse:

    Quando a pilotos da F1, vão mal, isso é bom para a Stock, se vão bem, a Stock perde espaço. a RGT só vender um produto, ou um ou o outro, os dois no mesmo status nunca vai acontecer.

  9. flavio_perillo disse:

    Duvido se na hora da corrida tiver um jogo de futebol de praia ou um vôley sei lá do que, eles vão passar ao vivo. Corto minhas bolas!!!

  10. Ricardo Arcuri disse:

    Gostei do fim do playoff. Esse sistema so funciona com “tempo habil” de disputa, ou seja, apenas na NASCAR. Vai continuar bom o famoso pontos corridos.

    Nao gostei do fim do abastecimento. Ainda era a favor de um pit stop completo obrigatorio, muda bem a dinamica da corrida (tb acho que deveria ser mais longa, mas tudo bem…). Esse tipo de mudança pode deixar a corrida previsivel e cansativa, principalmente se a pista nao permitir ultrapassagens e/ou tiver um carro dominante no FDS.

    Enfim, isso é a minha opiniao. Se estou certo, so saberemos mais perto do fim do mundo

    • Glauter disse:

      Concordo com sua opinião sobre os pitstops. O que deveria mudar seria transformar as paradas de box em algo real, e não apenas em algo que o regulamento exige.
      Por exemplo, o tanque de combustível poderia ter uma capacidade inferior ao necessário para uma corrida inteira sem reabastecer, e os pneus com um nível de desgaste que tornasse impraticável ir do início ao fim sem trocá-los. Aí teríamos um novo elemento na Stock: a emoção criada pelos que criarem táticas suicidas, chegando ao final da corrida com um suspiro de gasolina no tanque, com o risco de pane seca a poucos metros da chegada, coisa que não se vê por aqui.
      Um corrida sem pitstops e sem estratégia em um circuito como Salvador será resumida a uma grande procissão onde bastará assistir à largada e à bandeirada final.
      Uma coisa que os brasileiros ainda não aprenderam com a NASCAR foi transformar uma “simples” corrida de carros em um espetáculo. Isso atrai não só o torcedor que entende de corridas, mas também aquele que gosta de um belo show.

  11. Guto disse:

    Tomara que agora a stock emplaque , quero ver como vai ser esse novo sistema de pontuação , se copiar o da formula 1 será que fica consistente ? Gostaria mesmo e de ver a stock nos mesmo formato da v8 supercars com duas corridas por etapa algo parecido com o campeonato de marcas .

    • Glauter disse:

      Concordo plenamente com você! O problema é que deixaram um poder de decisão grande demais para a emissora responsável pela transmissão, e um sistema de duas etapas por final de semana de corrida não encaixaria na programação.
      Até o horário de 9h30 foi definido nitidamente para não atrapalhar a “belíssima” programação dominical da RGT.

  12. luiz lourenço dos santos disse:

    há anos,que a stock car precisava de uma guinada,bem,eu espero que isso,não fique só na promessa e que a coisa engrene de uma vez por todas e deixe de virar uma palhaçada como foi este ano que infelizmente,quem levou o campeonato em matéria de lambança e desorganização no campeonato foi a (cba)ela sim,fez uma tremenda nojeira em matéria de punição,julgamento,decisão e acima de tudo,arcar com as responsabilidades de uma entidade que se diz que é um orgão de respeito e pelo andar da carruagem,não se posicionou de uma maneira mais séria e competente para tomar decisões sérias e drasticas perante seus associados.

  13. junio messias disse:

    hahahahahahahahahahahahahahaha so isso rgt nao me faça rir

  14. André disse:

    Só o horário que tá ruim demais. Poderia ser as 13:00 ou 14:00 a corrida. Ninguém vai acordar pra ligar a TV, quanto mais pra ir até os autódromos.

    • Michelle disse:

      Concordo que esse horário é complicado… poderia muito bem mesmo ser as 13 ou 14h, seria bom para as outras categorias, para o público e até mesmo para pilotos e equipes, eu acho… maaas… enfim

  15. cleverton disse:

    para mim o q + prejudicou a stock foi a Globo e o pior é q a organização aceitava a interferência.

    • Gil disse:

      Cleverton! Voce ta redondamente enganado, pois se nao fosse a Globo, a Stock car estaria na merda, nenhum piloto de la seria tao conhecido como é agora e nao teira 20%, talvez nem 10% do publico que tem hoje.
      Basta ver a Copa Petrobras de Marcas que é promovida pela VICAR a mesma que organiza a Stockcar e q nao teve quase ninguem de publico neste final de semana em Curitba (04/12/2011), e ainda cometeu a falcatrua de obrigar torcedores os poucos torcedores q estavam na arquibancada no final da reta do autodromo, a se agruparem na frente da linha de chegada pra parecer q tinha um bom público.

  16. Fernando disse:

    CBA? Cooperar? AH VÁ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>