MENU

9 de dezembro de 2011 - 10:40F1

Restou um

SÃO PAULO | E deu Grosjean na outra vaga livre da Lotus, deixando os abastados Petrov e Senna na mão. Aliás, o que mais surpreende no comunicado da equipe é que os dois foram enxotados, no discurso indireto de Eric Boullier (“desejamos o melhor para eles no futuro”). É mais uma amostra daquele já falado desespero da equipe quando se viu sem Kubica e começou a dar vários tiros durante a temporada porque não havia como alguém sentar a bunda ali e desenvolver o errático carro de 2011.

Notem: em um ano só, a Lotus conseguiu terminar com a carreira de Heidfeld, mandar Petrov pro olho da rua picando seu contrato para o ano que vem e limando Senna. E a aposta dela para 2012 é em um piloto que tem dois anos de hiato na categoria e uma verve alcoólica aflorada e outro que a empresa em si demitiu no mesmo período e que resgatou colocando-o para fazer alguns treinos livres este ano. Tá todo mundo lôco, ôba.

E Brasilino Pacheco deve ter tomado um antidepressivo hoje. As chances já eram diminutas, mas como torcedor ávido e ainda com um resto de racionalidade que lhe restava, tinha noção de que Senna estava melhor que Barrichello na fita da F1. Não há mais para onde ir e o que fazer, enquanto titular, para 2012. A vaga da Williams é de Sutil, e qualquer outra notícia ou confirmação fora disso é zebra — por isso que a Force India e a própria Williams deram pra trás em seus anúncios durante o GP do Brasil; o dinheiro ainda deve estar para cair na conta jurídica de Grove; isto também mata a esperança de Rubens.

Pacheco, que não desiste nunca, ainda vê uma porta se abrindo na Toro Rosso, mas ali é reduto Red Bull. Alguersuari foi bem demais este ano, e a petrolífera Cepsa, que tem uma parte na equipe, é espanhola. Buemi e Ricciardo, no máximo Vergne, abocanham a outra. Então, o que fica para o ano que vem é só Massa e nada mais.

Petrov e Senna, fontes rígidas de patrocínios, vão ter de tocar a vida severina. O primeiro se entregou dias atrás: “Eu me considero um novato ainda”. Apamerda. Dois anos de F1, e o camarada me solta essa. O máximo que vai conseguir é encher a vida de Glock na Marussia para arrancá-lo de lá e fazer figuração na F1. O outro, coitado, ainda não teve a oportunidade propícia para mostrar o que pode — sete corridas, como um todo, é pouco. Que mire no próprio exemplo de Grosjean, posto no cadafalso assim que a Renault pôs Piquet para correr e parecia fadado ao limbo depois de, vejam só, sete corridas, e que soube se reconduzir à F1 vencendo a AutoGP e a GP2. Senão, há um mundo muito bom lá fora em que ele possa ser feliz.

118 comentários

  1. GuilhermE disse:

    Nem sempre é a grana?

    É verdade.

    Mas no caso do Grosjean, foi grana, sim.

    “Engraçado” é ninguém ter veiculado essa notícia no Grande Prêmio. De todo modo, olha o que disse o Alesi:

    http://www.eveningnews24.co.uk/sport/jean_alesi_hopes_romain_grosjean_kicks_off_french_f1_renaissance_1_1150511

    Destaque para: “No caso, a Total pagou mais”

    E agora, José?!

  2. luis fernando-rj disse:

    os brasileiros na f-1 são fracos e o que os jornalistas podem fazer? o brasil já foi protagonista e agora é um mero figurante.

  3. Ricardo Arcuri disse:

    Cada dia que passa a coisa toda ta mais estranha. Atualmente nem pilotos pagantes tem condiçoes de disputar uma vaga? O que ta acontecendo? O que ja tava errado ta piorando?

    Isso é prenuncio de uma revoluçao… mas no sentido de que as coisas como conhecemos irao mudar. Agora, como e por que…

  4. Anchor disse:

    Quando comecei a acompanhar a f1 havia a discussao de quem era melhor Piquet ou Senna. Hoje a discussao e sobre quem e o pior brasileiro da f1. Fazer o que nao sempre aparece um genio das pistas e ainda mais rico. Essa e a condicao para que o brasil tenha novamente um campeao de f1.

  5. Anderson disse:

    É Victor, é difícil ser um jornalista isento nesse país, vejo que infelizmente os brasileiros botaram em suas cabeças que temos que ser os melhores em tudo e não podemos admitir que fomos passados para trás por outra bandeira, seus comentários são ótimos, seu vocabulário é fácil de ser compreendido e não possui “os padrões Globo de televisão” que tem que ser sérios, sem nenhum tipo de lado cômico e sempre pensando nas palavras mais complicadas, buscando fingir que entende do assunto.
    Admiro muito o trabalho de todos os blogueiros do Ig, tanto você quanto o Flávio Gomes, vocês por tudo que acompanho na mídia brasileira, são os únicos que transmitem a real situação do automobilismo brasileiro, sem ter rabo preso com ninguém. No fundo todos sabemos que estamos em decadência, e se não for Felipe Nasr daqui a alguns anos, não vamos ter tão cedo um destaque na categoria máxima.
    Sei que você não dá uma importância para os comentários infelizes direcionados a você e os jornalistas do Ig e está certo nisso, temos que absorver aquilo que consideramos interessante para o nosso conhecimento, e o que não é, enfim, desconsideremos.

  6. Diego augusto Queiroz disse:

    Esse Brasilino Pacheco é seu alterego, certo?

  7. Osmar Tellos disse:

    O Bruno Senna com sua carreira de 12 vitórias, somando todas as categorias que correu, deveria buscar o seu lugar na Stock Cars. Assim, a viúva-mor Galbão Vueno pode continuar à falar do sobrenome, capacete amarelo, do arrepio que isto causa, blá…blá…blá…

    • Fernando Cruz disse:

      12 vitórias em 4 anos de categorias de acesso é pouco? Duas delas foram no Ferrari Challenge mas mesmo assim é mais do que muitos bons pilotos, que depois fizeram carreira na F1. Para um piloto que esteve 10 anos afastado das competições tem ainda mais valor.

      Tivesse ele entrado na Honda ou Brawn COMO TERIA MERECIDO e já tinha muito mais vitórias no seu CV. Ele ganhou corridas em três das quatro temporadas completas antes da F1 (2006, 2007 e 2008) e na F1, tendo o melhor carro (Brawn), continuaria a ganhar. Até Damon Hill, que fez muito menos do que o Bruno nas categorias de acesso, ganhou na F1 com o melhor carro.

  8. Barrichello vai embora, o nosso Senna vai tentar á Williams, se não der ele vai tentar uma nanica e o nosso Massa fica na Ferrari dominado por Alonso só que até o final do ano que vem, depois ele vai bater na porta da Williams.

  9. Daniel Dias disse:

    Títulos de Vitaly Petrov:
    - Lada Cup Russia (2001)
    - Lada Cup Russia (2002)
    - Russia Formula 1600 (2005)
    - Lada Evolution Russia (2005)

    Títulos de Bruno Senna:
    – Formula 3 Australiana (2006)

    Títulos de Romain Grosjean:
    - Formula Renault 1.6 Suíça (2003)
    - Formula Renault Francesa (2005)
    - Formula 3 Européia (2007)
    - GP2 Asia (2008)
    - Auto GP (2010)
    - GP2 Asia (2011)
    - GP2 (2011)

    Sem mais.

    • Renato F1 disse:

      E Kiko? Põe aí quanto tempo cada um dos três pilotos citados tem de temporada! Bruno queimou várias etapas que esses outros pilotos tiveram tempo para disputar! Deixem de ser cegos com os números! Analisem o contexto da situação, senão vão sempre cometer erros grotescos!

  10. foca disse:

    Kimi vai sofrer como Fisichella na Ferrari e tem grandes chances de não se adaptar, o Grosjeão não é lá muito melhor que Bruno muito menos que o Nelsinho, a não ser na cabeça dos que são contra os pilotos daqui que agora acham ele um grande talento que não teve sua chance…. é bizarro isso. Na boa mas ele ganhou na gp2 com folga pq o grid desse ano era ridículo, pareciam aqueles carrinhos de bate-bate em parque de diversões.

  11. Rafael disse:

    O Grosjean, apesar de ter feito uma fraca temporada em 2009, ganhou a GP2 fácil e no treino em Abu Dhabi foi melhor que Petrov e no treino aqui em São Paulo foi melhor que o Bruno. e Victor como está a situação do Rubinho na Williams ?

  12. Os coments aqui do Lado B, comunista, miserável e estranho estão supimpas e serelepes. Agora vou nos blogs Lado A, capitalistas, ricos e legais ver o que há de bom.

  13. André disse:

    Quanta choradeira e mimimi desses leitores, que só entram no blog mesmo quando ocorre uma catástrofe! Isso não é torcedor de Fórmula 1, é carniceiro sedento por brasileirinhos. Acham que o Bruno Senna merece uma vaga? Façam uma vaquinha e paguem a vaga dele então! Seus folgados!!

  14. Victor , só pra lembrar, o Vettel também não teve 7 corridas p/ agarrar a chance , teve 1(uma).
    É essa a diferença, quem acelera ,acelera e ponto final , o resto é conversa pra boi dormir, imagina um cara q acelera e tem a bala ,que é o caso de Bruno e Petrov , se acelerassem , ja estariam lá!
    Nada contra, muito pelo contrario, mas a realidade é essa!

    Abs!

  15. Acho que a Total, que usa as cores vermelha e branca, é que está bancando o GP, que tem uma cor preta só para disfarçar, a fazer esta “perseguição” contra o Bruno Senna. E se bobear, a pegada da francesada lá da Lotus é o pensamento socialista do Engels. Por isso que tem vermelho em tudo! Agora tudo faz sentido…

  16. gilles disse:

    Boa tarde, todo mundo indignado, isso e bobeira, com a crise mundial, sem os patrocinadores acaba F1, Futebol etcc, Se a equipes nao conseguirem dinheiro “acabou”.

    Nao existe o cara e fraco, quase todos que sentam num F1 sao pilotos, quero ver essa turma toda que ta reclamando, sentar na “bagaça” e fazer o setimo tempo em Spa.

    Abraços a todos.

  17. Alex U. disse:

    É quase impossível que isso aconteça, mas Barrica e Senninha deveriam ir pra Indy em 2012, que praticamente não terá corridas em ovais, a não ser nas 3 pistas tradicionais.
    Isso sem contar que, pelo menos, nas primeiras etapas, o equilíbrio entre as equipes deve ser grande, devido ao novo carro.

  18. foca disse:

    Vê lá nos States como o pessoal torce na NASCAR. Só pq é brega e tbm não pode?

  19. foca disse:

    Uai?! Futebol pode torcer, corrida não?

  20. Higor Wendrychowski disse:

    Há vida fora da formula 1.
    Não só de monopostos vive o automobilismo.

  21. Higor Wendrychowski disse:

    Sei que ninguém perguntou mas minha categoria preferida é o WTCC que NÃO tem brasileiros… e quando Caca Bueno resolveu dar uma voltinha não fez feio.

  22. Tucci disse:

    F1, pra ser boa, tem que necessariamente ter brasileiros correndo? Se fosse pra ver brasileiro correr não teria ido assistir a corrida no autódromo no ano passado, por exemplo. E não teria assistido corridas desde a morte do Senna.
    O problema da audiência da F1 não é falta de brasileiro. É falta de emoção. Já não é mais como antigamente…

  23. João Bergamotta disse:

    Este tal de Eric Boullier tem uma cara de gerente ruim, de chefe babaca, sei lá… Petrov que vá pra Marussia, que é bem pro nível de piloto fraco que é. Já Bruno, se não tiver algo como piloto reserva, deveria olhar para outras categorias e buscar algo pra fazer no ano que vem.

  24. Edu disse:

    Kimi e Grosjean são dois bons exemplos de pilotos que não deveriam mais estar no grid.
    O Grosjean só fez lambança em um passado não muito distante, nem na pista ele conseguia ficar durante uma volta completa; e o Kimi simplesmente foi dispensado pela Ferrari mesmo faltando 1 ano de contrato. Isso sem falar na dupla da Toro Rosso que, sinceramente, é fraca.

  25. wanderson disse:

    GROSJEAN X KIMI,NÃO SEI QUAL O PIOR DOS DOIS.A F1 A CADA DIA QUE PASSA FICA MENOS INTERESSANTE PRA NÓS BRASILEIROS.

  26. wanderson disse:

    grosjean x kimi, não sei qual o pior dos dois.vai ser a pior temporada da lotus.triste de nós que vamos perder a vontade por F1QI.FORMULA UM QUEM INDIQUE.

    • Luiz G disse:

      Kimi é excelente piloto.

      Não sei se ele é excelente em desenvolver um carro. É o que descobriremos nesta temporada.

      Depois de 2 anos afastado da tecnologia da F1, vai ser um milagre se ele voltar com grande performance.

      • Renato F1 disse:

        Kimi excelente??? Só se for com a vodca na mão! Ele passou um bom tempo na McLaren e não ganhou nada. Saiu e foi para a Se Ferrari e com as nádegas virada para a lua, ganhou o campeonato de 2007, muito mais pela esportividade da McLaren, que deixou seus dois pilotos disputarem o título dentro (e fora) das pistas do que por mérito (se Alonso e Hamilton estivessem na Se Ferrari naquele ano de 2007… teríamos uma grande marmelada!).
        Infelizmente, depois de perder Kubica naquele acidente, a Renault (ou Lotus, sei lá se já vale o novo nome) se perdeu junto!

  27. Gabriel Souza disse:

    Nossa, nunca vi tanta bobagem quanto nos comentários postados até o momento.

    Gente que não entende o mínimo do negócio. Fracos.

  28. O Nelsinho Piquet já convidou o Bruno Senna para correr na Nascar. Eu, se fosse o Bruno, iria.
    .
    Alguns ignorantes acham que Nascar é só ficar dando voltinhas no sentido anti-horário, mas é muito mais que isso.
    .
    Abraços!

    • Luiz G disse:

      Concordo plenamente, Fernando.

      NASCAR é um desafio ímpar e ainda há espaço para um piloto de 28 anos, como é o caso do Bruno, crescer lá dentro.

      Considerando a F1 de hoje, Bruno já está “meio velho”.

      Além disso, os Brasileiros já marcaram seu nome na F1. Acho que é hora de cavar novos espaços.
      Emerson abriu as portas na F1 e na F-Indy…..Piquet e Senna podiam abrir as portas da NASCAR.
      Seria fantástico!

  29. Marcelo disse:

    Leduard, uma coisa eu garanto … muitos sites vão morrer, pois se mantém às custas dos page views gerados por essas polêmicas (pode ver, aqui mesmo no GP os posts mais comentados sempre são os que falam do Rubinho). Sem ele na F1, é perda de faturamento na certa para o site.
    Eu acho que eles deveriam torcer para o Rubinho continuar, se não pelo patriotismo, pelo bolso.

  30. Rodrigo disse:

    Eu parto do principio que pra um piloto chegar na F1, tem que ser no mínimo vice-campeão da categoria de acesso. Sem tem patrocinio ou não, é consequencia.

    Isso eliminaria Petrovs da vida.

    Com relação ao Grosjean, foi o campeão da GD2, certo? Não acho ele grande coisa, mas foi campeão. Entao, partindo do meu raciocinio, teria por direito chance na F1 sim.

    • Zito disse:

      Interessante o seu ponto de vista. Hoje não adianta muito ser campeão da categoria escola sem ter um mínimo de grana.

    • Fernando Cruz disse:

      Petrov foi vice-campeão de GP2 em 2009, tal como o Bruno o foi em 2008. Não é por aí…

      Buemi é que nunca devia ter entrado em 2009 sendo apenas sexto na GP2 do ano anterior, enquanto o Bruno foi segundo. Mas se formos olhar só aos resultados na GP2 o Kobayashi também nunca devia ter entrado na F1, pois era apenas o 16.º colocado na GP2. Na verdade o japonês não fez melhor do que um tal Chandhok na categoria de acesso imediatamente anterior à F1.

  31. Marcelo disse:

    Parece que ser do contra dá audiência, e isso que mantém um site no ar, page views e comentários …
    Me parece estranho que em tudo as pessoas torcem para o Brasil (copa do mundo, olimpíadas, tênis, volei, basquete, etc.) mas os pilotos da F1 são execrados.
    Victor, se não é para torcer para quem não ganha, muda de time, porque o seu (nosso) Verdão não ganha nada faz tempo e só faz m…. o raciocínio procede, certo ?

    Abraços.
    Marcelo

  32. Luiz G disse:

    Bruno teve uma mini-chance na F1 para que os chefões pudessem analisar se ele tinha a mesma “magia” de seu tio Ayrton.

    Não tem.

    Não adianta dizer que teve pouca oportunidade e etc, porque Ayrton Mostrou serviço em sua segunda corrida de F1 com a velha Toleman. No mesmo ano de estréia, ainda fez 3 pódios.

    Bruno não fez algo parecido. Está fora.

    Espero que ele siga para a NASCAR como Nelsinho Piquet. Seria ótimo ter mais brasileiros por lá.

    • Rafael Vieira disse:

      Na verdade o tio dele não tinha nada de mágico não, ele simplesmente treinava muito e dedicava 100% de sua capacidade de ser humano nisso, inclusive revendo o programa Roda Viva de 1986, ele fala que só conseguiu chegar onde estava devido a ajuda da sua familia, que sempre o deu equipamento de ponta, senão dificilmente seria tão bom quanto foi.

      O cara além de gênio na pista, carisma ímpar, ainda tinha humildade de fazer certas revelações, que mais da metade do grid não contaria jamais. Pra completar morreu em uma pista guiando um carro da mesma equipe que ele fez seu primeiro teste.

      Resumindo, Ayrton foi Ayrton e ninguém mais fará o mesmo, triste quem esperou algo parecido vindo do Bruno.

    • Fernando Cruz disse:

      Ninguém de bom senso na F1 poderia pensar que o Bruno tem que ter a mesma “magia” do Ayrton. Mesmo assim mostrou serviço logo nas primeiras corridas em que entrou este ano, Spa e Monza. Um pódio estava fora de questão porque o Renault não dava para isso. Ele está fora apenas porque Grosjean dá mais garantias. O Bruno precisa de uma temporada completa para recuperar a consistência que já tinha na GP2 e perdeu por conta dos azares que teve (saída da Honda, falta de testes, etc.). O Grosjean já tem essa consistência, pois foi campeão na GP2 este ano por larga margem. No fundo foi o regresso de Raikkonen que deixou o Bruno sem espaço.

      Espero que ele não siga para a NASCAR, caso não fique na F1. Na F indy poderia lutar por vitórias muito mais cedo, enquanto na NASCAR teria de ir para uma das categorias inferiores (como o Nelsinho) e demoraria alguns anos até chegar à Sprint Cup.

  33. Leduard disse:

    Minha opinião a respeito do futuro do Brasil na F1: se apenas o Massa for confirmado para o ano que vem, corremos o risco de ficarmos sem nenhum representante brasileiro por lá antes mesmo da metade do campeonato. Se não mostrar serviço logo de cara, não tenho dúvidas de que será sacado da equipe bem antes do que imaginamos. Só espero que não acabem por isso as transmissões de F1 e nem os sites de automobilismo brasileiros.

  34. Rodrigo A gOmes disse:

    Simples assim : o Bruno não é bom o suficiente..corre com o sobrenome, já esta passado apesar dos 28 anos, tente outra categoria..DTM ..F1 nao dá..não é nenhum demérito, ou o pessoal acha ele é melhor que o Alonso…Brasil..Brasil..sem patriotada.

    • Fernando Cruz disse:

      Ninguém faz omoletes sem ovos. O Bruno, com a pouca experiência que tem, não tinha como mostrar uma boa consistência entrando tão tarde numa época. Ele é bom o suficiente mas teve muito azar e assim não dá. Encarar a realidade não é patriotada. Ele não é melhor do que o Alonso mas é melhor do que muitos que lá estão e tendo a oportunidade de desenvolver-se poderia tornar-se até um campeão. Damon Hill era um piloto mais fraco do que o Bruno e foi campeão, porque não ele?

      Mas claro, se não tiver uma oportunidade (uma época completa com um carro decente) terá de optar por uma outra categoria.

  35. EduardoRS disse:

    Que duplinha bem sem graça essa da Renault.
    Duvido que o Kimi volte a ser o Kimi pré-2007. Ele não tá nem aí pro mundo.
    E o Grosjean é meia-boca. Nada além do que são Petrov e Senna.

    Falando em Senna, se ele quiser voltar pra F1 é bom ele achar uma equipe boa na GP2 e tratar de ganhar o campeonato na primeira tentativa. Senão, pode se divertir em outro lugar (GT, WTCC, e afins). O Petrov, a única coisa boa que ele fez na vida foi segurar o Choronso em Abu Dhabi em 2010. De resto, é fraco.

    Tou pra dizer que até o fim de 2012 não teremos mais brasileiros no grid. Se o Massa continuar nesse tranquinho a Ferrari manda ele passear até o GP de Monza. Depois, em 2013, teremos entretenimento garantido com o MMA/UFC/PQP ao vivo, e as corridas da F1 transmitidas em VT as 2 da manhã.

    • Renato F1 disse:

      Avisa para a Renault (ou Lotus, não sei se mudou) que o Schumacher demorou para se adaptar às novas regras da F1. Quanto tempo eles acham que o vodqueiro vai precisar para se adaptar??? Cinco minutos com uma garrafa na mão!!!

  36. nilton disse:

    Opa não concordo que o carro da Renault era errático não, começou muito bem com dois pódios, só que não tinha mais o Kubica para orientar.
    Se for ver pelos resultados do Heidfeld ele não mereceria dispensa, mas o fato foi que ele não conseguiu conduzir o time.
    Eu acredito que o Kimi vai fechar a boca de todos, ele tem conhecimento e vai fazer um bom trabalho na Renault, Grosjean melhor do que Bruno e Petrov com certeza ele é.
    Fico com o relator, esta vaga da Willians não tem outro que não seja Sutil.
    Chora Viuvada e pachecada, na cama que é lugar quente!!!

    • Alan disse:

      Ainda tento entender porque a Force India iria de dois novatos.
      Di Resta e Hukenberg nunca farão a mesma quantidade de pontos que um bum piloto experiente. É fato, lembrem-se de que o companheiro do Sutil era o Fisichella, responsável pelo único pódium da equipe.
      Fisichella não era nenhum gênio, mas era experiente, e sabia aproveitar e tirar tudo do carro, coisa que nem Hulkenberg nem Di Resta poderão fazer.

      Basta ver a dupla da Sauber, só fez algo quando tinham o melhor carro do meio do pelotão…

      Force India não vai dispensar o Sutil, podem anotar. Nem ele seria doido de sair por conta própria pras carroças da Williams.

    • Renato F1 disse:

      Kimi fechar a boca de todos e fazer um bom trabalho? Ele vai é abrir a boca de todos, para tomar uma dose de vodca, como bem disse Vettel, e fazer um bom trabalho… nas festas depois das corridas!!!

  37. Giovanni disse:

    Democracia é isso!!!!!!!!! No site warmup é assim, vc tem que falar bem dos caras, eles não aceitam criticas. Adoram criticar os outros mas não gostam de criticas. Talvez por isso que os caras de lá é que ganham um milhão!!!!

  38. amilton disse:

    KKKKKKKK …… como é divertido ler estes comentários. Até parece que os pilotos pagam seus salários no final do mês. Acorda pachecada!!!!!O negócio é assistir a Sprint Cup da Nascar!!!! Eita competição boa de verdade!!!

  39. Ricardo Braga disse:

    No dia que a F1 não tiver um brasileiro a Globo abrirá os cofres para não perder a audiência, o que já vem acontecendo a muito tempo depois que o Barrichello e o Massa fizeram, que foi manchar o automobilismo brasileiro, onde deixaram seus companheiros de equipe passarem para ganhar as respectivas corridas. O Brasil precisa de uma equipe na F1, pois só assim para os pilotos daqui terem oportunidades hoje na F1. A Espanha está aí com a HRT, Malásia com a Caterham, Russia com Marussia, India com Force India e a Austria com a Red Bull que é hoje a melhor equipe do grid. As empresas aqui se gabam de a crise não terem afetados, logo porquê a Petrobrás não investe como fez no passado na Williams. Porque não compra toda a estrutura da Toyota, que está aí ainda viva e ninguém a adquire, onde eles tem o melhor tunel de vento de todas e dar inveja a muitas equipes grandes. Para os jovens daqui terem oportunidades na F1 e o país tornar ter um campeão nesse esporte só tendo uma equipe como fez a Red Bull.

    • Felipe Mazorca disse:

      Brincadeira dizer que Massa e Barrichello mancharam o automobilismo brasileiro. E a Red Bull não investui na F1 para dar possibilidade a austríacos… E você sabe quanto custa para manter uma equipe de F1? Não é só comprar uma estrutura antiga e colocar carros na pista…

      A solução para o esporte não é comprar uma equipe ou uma vaga, mas sim investir e levar a sério o automobilismo nacional. Ou seja, a CBA precisa se tornar uma entidade ativa e cumprir o seu trabalho. Assim poderemos voltar a ter protagonistas e mais participantes na F1 e em outras categorias importantes no mundo.

    • Jackie Tequila disse:

      Que tal uma equipe Globo, então, Prezado Sr. Braga? Já pensou em ver o Galvão fumando no pit wall, como chefe? E o Burti como engenheiro de pista, falando no rádio e traduzindo ao mesmo tempo para os pilotos? E nas coletivas, depois das vitórias, os brasileiros diriam em coro: “Globo e você, tudo a ver!”.

    • Fulano Bueno disse:

      Cacá Bueno está prestes a entrar na F-1, na Hispania.

  40. Digo Pacheco disse:

    E eu acho que ele vai andar melhor que o Kimi.
    Será? Pelo menos ele tava nos monopostos.
    Abração Victor

  41. DiO disse:

    CHUUUUUUUUUUUUUUPA!!!! VIÚVADA!!!

  42. Rafael Vieira disse:

    Vemos as petroliferas sendo peças chave nas negociações. A Petrobrás está investindo forte na base e imagino que no momento certo tratá algum brasileiro de muito expressão a tona, pois de todos os atuais, o único que eu ainda acreditaria seria em Lucas DiGrassi, que foi o único a não ter um carro mediano para guiar, pois Rubens e Massa já foram, quem sabe em outra categoria, Bruno mesmo com grana não ficou na Renault, dando sinal que o desempenho foi mediano, então só Lucas mesmo, ou quem sabe nos próximos anos Nasr, Foresti e afins.

    • Renato F1 disse:

      Cara, não seja tão pessimista com um piloto cuja carreira não começou direito! Vejamos como exemplo o Jenson Button. No começo, achavam que ele não pilotava direito, que era garotão, que não iria chegara lugar nenhum. Só chegou ao título de 2009 e um dos melhores campeonatos dele em 2011. Muito masi maduro, não ganhou este ano porque o casamento (ou seria suruba?) do trio Vettel-Red Bull-Newey foi excepcional!

      Dêem oporunidade ao garoto para ver a que veio! Não estou dizendo que é um novo Ayrton (já aprendi que ninguém é igual a ninguém), mas para quem queimou tantas etapas por iniciar (ou melhor reiniciar) a carreira tarde e sofreu com a perda do tio justamente num carro de F1, merece uma melhor avaliação!

  43. Frank disse:

    É parece que a lotus vai ter uma dupla bem limitada pro anoque vem.
    Kimi a 2 anos fora entrando com poucos testes, e o frances substituto de brasilero chegando de novo.

  44. @MarceloSCamara disse:

    Entre Petrov, Bruno e Grosjean, a melhor opção seria…. Sutil. Pena que ele esbofeteou o cara da Genii e fechou portas.

  45. Edgard disse:

    Entrei ainda pouco no reduto-mór pachequista, daquele comentarista gordinho do site da platinada e a fúria dos ditos ‘entendidos’ que misturam F-1 com time de futebol (e pricipalmente seleção) estava implacável, era quase unânime o comentário que o $$$$ venceu o talento nato – como coisa que carregar sobrenome e não conseguir mostrar competência fosse talento – além do fato de omitirem/esquecerem que o sobrinho tinha dois caminhões de dinheiro a mais do que o escolhido.
    Isso tudo além do fato de que o cara, ao andar em 2 treinos livres agradou a cúpula mais do que os outros dois pilotos da equipe…
    Faz algum tempo, li em um blog português de automobilismo que na verdade a mudança de Heidfeld para sobrinho era puro marketing, para a equipe capitalizar e se preparar para 2012. Tô achando que o blogueiro não deu bola fora não…
    Pra finalizar, o que vai ter de pacheco dizendo que mais uma vez as manhãs de domingo foram arruinadas, que não temos mais motivos pra assistir a F-1 pela ausência de brasileiros e o escambau, não vai ser pouco. Como vc mesmo disse “Apamerda”.

    • Lincon Sousa disse:

      Perai… eh bom deixar claro que além do apoio da Total que é um dos principais patrocinadores da equipe, o Grojean teve um ano excelente na GP2, mostrou capacidade satisfatoria para se adpatar ao carro nos treinos livres de Abu Dhabi e Brasil – tendo inclusive tempos melhores que os de Senna se não me falha a memória -portanto se mostrado extremamente capaz de assumir a vaga… é bom lembrar que o Senna não teve a chance que deveria… concordo com o que disse o Victor, ele precisa de mais tempo… o cara não teve carreira.

    • Vitor disse:

      Edgard,

      Mas é claro que isso acontece por lá, olha a reportagem sobre o assunto na Globo.com:

      http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/2011/12/romain-grosjean-desbanca-bruno-senna-e-sera-titular-da-lotus-em-2012.html

      Em nenhum momento fala que Bruno tinha patrocínio (e mais do que Grosjean), só fala do dinheiro Francês e Russo.

      Distorcem a realidade e geram esse tipo de torcedor, que não conhece a verdade e é manipulado pela grande mídia.

      Depois reclama que perdeu audiência. Talvez não perderia se valorizasse o esporte e não “brasileiro ganhando”.

      Abraço.

      • Edgard disse:

        …ou como diria o locutor oficial: “éééé, amigo…”.
        Hehehe, abraço.

        PS.: eu até tento entender, pois a cultura futebolística por aqui manda em tudo, mas xingar os outros por não ser pachequista e ufanista, interpretar a corrida como se fosse o mundo contra os brasileiros (ou só esses prestassem)…pelamor…

    • Renato F1 disse:

      Depois de ler vários comentários aqui, já acrescentei essa nova palavra (apamerda) no dicionário do meu computador!

  46. pedro@snp.com.br disse:

    Vcs do Grande Prêmio são muito estranhos. Torcem contra os brasileiros sem perceber que a F-1 sem brasileiros vai diminuir o nosso interesse pelo esporte e por consequência a audiência não apenas da emissora que transmite as corridas, ms tbm dos sites. Ms sem problemas vcs devem ter uma enorme massa de franceses que leem o site todos os dias.

    • victor disse:

      VM responde: Tem outros sites aí pra você ir torcer junto com eles. Pra frente, Brasil.

      • pedro@snp.com.br disse:

        Vou mesmo, pode ter ctza. Meu amigo vcs são iguais a Globo: a diferença é pra quem q torce. Eles a favor, vcs contra. Jornalismo meu caro tem que ser imparcial. o q passa longe do GP.

        • victor disse:

          VM responde: Plim-plim.

          • Eduardo Gasparrini disse:

            Globalização, agente vê aqui!

          • Felipe Mazorca disse:

            Victor, me ajuda a entender: não torcer pelos brasileiros e não fazer textos pachequistas é ser contra os pilotos tupiniquins?

          • victor disse:

            VM responde: Na cabeça de Brasilino Pacheco isso não entra.

          • Rodrigo disse:

            Nossa, que viagem deste leitor.
            Sou um dos caras que mais defendem o Ayrton. Mas o Bruno… é fraquissimo. O Massa, infelizmente nao é o mesmo depois do acidente. E o Barrichello, sempre tomou decisões erradas ao longo da carreira e hoje paga por isso.

            A stuação do Brasil estar capeganda na F1, é simples. Passe na CBA e veja o abandono. Ou será que a culpa é de um site ou blogueiro?

          • Thiago RC disse:

            Não estou vendo torcida pró ou contra brasileiros. Infelizmente essa é a realidade de nosso automobilismo. Não somos mais seleiro há muitas vidas e nada acontece aqui em nossa pátria amada para sequer tentar reverter o caos.

            Portanto tratem de irem se acostumando com a idéia de ver a F1 em 2013 por algum canal pago da TV detentora dos direitos de transmissão no Brasil. Pelo menos não haverá Galvão Bueno narrando.

        • Rafael Vieira disse:

          Pedro,

          Na verdade o GP é o comunista dos meios de comunicação do esporte a Motor. Se vc prestar atenção no quadro de profissionais que o forma, nenhum deles esta atualmente atuando em um meio de comunicação de ponta (Globo, Band, JP), então as vezes os comentários soam um pouco rebelde, mas os caras tem conhecimento e ao menos Opinião, sem ficam em cima do muro.

          Procure em algum lugar algo que eles elogiam, pois só vejo eles tacarem pedras, uma hora são nos pilotos brasileiros, depois na CBA, depois na Stock, depois na FIA, outrora na Globo, e assim vai, essa é a vida dos Lado B da imprensa Brasileira.

          • victor disse:

            VM responde: Lado B, comunista… é sexta-feira…

          • Felipe Mazorca disse:

            Pessoas que não sabem o que é fazer jornalismo sério e isento…

          • Rafael Vieira disse:

            Como dizia um outro programa esportivo qualquer: “Eu si divirto”. Me surpreende o nível de argumentação da rapaziada. rsrs

          • Flavio Gomes disse:

            Dos meus comunistas, cuido eu.

          • Jackie Tequila disse:

            Não dá nem para falar nada sobre esses caras. Às vezes tenho a impressão de que são pessoas que são pagas por forças malignas dos grandes meios de comunicação para entrar em blogs que não tem rabo preso com ninguém e executar o papel de trolls. Não sabe o que é um troll? Bem, o verbete da Wikipedia para “troll” diz que “um troll, na gíria da internet, designa uma pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão, provocar e enfurecer as pessoas envolvidas nelas”. Mas não confunda com o sentido original da palavra troll, que se refere a criaturas antropomórficas do folclore escandinavo.

        • Luciano Georg disse:

          E eu também vou, quando começa a subir para cabeça e que a pessoa se torna arrogante, a ponto de dizer : Se não gosta vá para outro lugar.
          Tal como vendedores, vcs. precisam de leitores no site, pois indiretamente são eles que pagam seus salários.

      • Victor, esse aí também acha que a Globo deveria patrocinar o Bruno Senna para colocá-lo na Mclaren… #Apaporra… rs

    • Guto Colvara disse:

      Não nos confunda com Galvão Bueno, assistimos Fórmula 1 pela paixão ao esporte independentemente de quem esteja pilotando, sempre foi e sempre será assim… acordar na madrugada para torcer para o Rubinho chegar no Q3 ? ou até mesmo entrar na zona de pontuação? acho que não…

      • Bruno Favoretto disse:

        “Acho que não…” hahahahahahahahaha

        Nêgo acha que só acompanhamos os blogs, principalmente os “lados B” (se é assim que se convencionou chamar quem faz jornalismo de qualidade sem ufanismos patriotas), porque tem brasileiro correndo. Pelo amor… Acompanhamos o esporte, se tem brasileiro nele, beleza, se não, beleza também!!!

    • Mas vai defender o que nesses pilotos brasileiros??? Um tomou couro do Alonso o ano todo; o outro é o Rubens, o sempre aceitável segundo piloto; e o Bruno é dedicado e tudo, mas é um piloto fraco. Como defender a brasileiraiada?
      Que se dane a audiência na TV, em sites, ou sei lá mais o que, a gente que gosta de F-1 quer ver os melhores lá, seja alemão, português, brasileiro ou marciano.

    • MotorBR.com disse:

      pois eh, a vaga ter ido pro Groselha eh culpa do Victor!

      Vamos torcer e fazer pensamentos positivos, botar charuto na encruzilhada para ajudar os nosso compatriotas a andarem mais rapido! …e nao darem passagem aos seus “numero um”.

      aff!!

    • Felipe Fugazi disse:

      Cara, torcedor de verdade, assiste a F-1 INDEPENDENTE de ter piloto da sua nacionalidade correndo ou não.
      E no caso dos brasileiros, INFELIZMENTE ele não torce pelo piloto, clube ou seleção.
      Torce pelas vitórias do seu piloto, clube ou seleção.
      Se não houverem pilotos brasileiros no grid em 2012 ou 2013, acho até melhor, porque isso vai fazer uma separação entre o “joio e o trigo” no que se refere a pseudo-torcedores.
      Os que amam corridas, acompanham F-1, LMS, DTM, carrinho de rolemã…não importa.
      São aqueles caras que ficam crise de abstinência nessa época do ano…não tem corrida…
      E pra finalizar, acho que o comentário final no post a respeito do Bruno Senna imitar o gesto do Grosjean é o melhor que ouvi ou li hoje.
      O cara foi lá no FIA GT, na AutoGP e na GP2 e refez a carreira.
      Boa sorte a ele que no final das contas, me parece melhor do que o Bruno ou o Vitaly.

    • André Escobar disse:

      Nós acompanhamos a F1. Se tiver Brasileiro melhor. Se não tiver, vou acompanhar do mesmo jeito!

    • Lotus Renato disse:

      Depois de conhecer todos esses figuras do Grande Prêmio descobri pq o Ayrton (Senna) foi morar em Angra. Essa imprensa paulista é recalcada demais. Além do mais, se julgam “experts”. Lamentável. Me diz aí, quem esses caras pensam que são?

  47. Ricardo Braga disse:

    As empresas daqui não ajudam e dá nisso aí… Em 2013 o Massa não ficará na Ferrari, onde a sua carreira só vai cair para equipes pequenas de 2014 em diante. Como aqui ninguém tem apoio, aposto a dizer que em 2016 não teremos pilotos brasileiros na F1, em que a grana hoje é que decide quem irá pilotar um carro de F1, o que é uma pena, pois temos um talento aí que pode ser o novo campeão da F1 no futuro que é o Felipe Nars, mas parece que esse aí do jeito que vejo como andam contornando a carreira do garoto, onde os seus representantes não decidiram ainda em que categoria ele vai correr, se é a Gp2 ou World Series e que os testes dessa categoria já começaram e ele ainda nao testou em lugar nenhum. O automobilismo brasileiro esta decadente a muito tempo e os pilotos brasileiros estão escassos o que é fato. A única salvação seria ter uma equipe totalmente brasileira na F1, onde já tem países com menos expressão que o brasil nesse esporte que já estão lá como Espanha, Russia, Malasia, e India.

    • Roberto Mota disse:

      Quem seria louco de fazer uma equipe,depois de sofrer o que os irmãos Fittipaldi sofreram,na década de 70/80??É o fim do Brasil na F1,sorry guys…

  48. Ulisses Rodolfo disse:

    Mas nem para piloto reserva Senna e Petrov não servem?

    • Fernando Cruz disse:

      Piloto de reserva numa F1 sem testes é quase nada e entrar a meio também já vimos que não dá. Dá para mostrar potencial (e o Bruno mostrou) mas não dá para mostrar consistência, sobretudo depois de quase três anos sem poder evoluír quase nada, por conta dos azares que teve – saída da Honda, Brawn pronto muito tarde, fim dos testes e vagas leiloadas para os mais endinheirados. Pena que os patrocínios da OGX e da Gilette não tivessem aparecido mais cedo (em 2009 para entrar na Brawn, ou o mais tardar em 2010, para entrar numa Renault desde o início em vez de entrar numa HRT), pois seria agora um piloto muito mais desenvolvido.

      Bruno Senna precisa de uma temporada completa para recuperar a consistência que já tinha ganho na GP2. Não sendo na Lotus nem na Wiliiams a melhor alternativa é a meu ver a F Indy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>