MENU

4 de abril de 2012 - 16:04Automobilismo brasileiro

Menino do Rio

SÃO PAULO | Cleyton Pinteiro, presidente da CBA, esteve reunido na manhã de hoje com as autoridades cariocas e fluminenses — dentre as quais o prefeito Eduardo Paes — para resolver a vida do automobilismo no Rio de Janeiro.

A assessoria da entidade informou que “nos próximos 30 dias será entregue um cronograma de construção do autódromo de Deodoro” e considerou a reunião como “positiva”.

Meses atrás, a CBA tentou invalidar o processo de licitação para as obras do Parque Olímpico na área onde se encontra hoje o autódromo de Jacarepaguá, absolutamente sem sucesso — e base legal, diga-se.

Aguardemos o início de maio para saber, na prática, o “sucesso” do encontro.

(Com Evelyn Guimarães, ainda não demitida)

5 comentários

  1. Tiago disse:

    Aqui em Foz do Iguaçu (PR) onde moro tem uma proposta de construção de um autódromo, dos bons é o que dizem. Segundo um jornalista local – Roberto Mafra – este autódromo receberia a etapa do Brasil do WTCC a partir de 2013 (ou 2014, não me lembro direito) em detrimento de Pinhais. A notícia é ótima, e bem possível de ser verdadeira, pois a ITAIPU “apóia” o projeto, dizem que o terreno já está definido e acertado e que já tem até layout da pista! Esperemos para ver!

  2. Marcão disse:

    Bom, tudo o que foi falado combinado acertado e “”conchavado” parece que só o que está conchavado vai valer…..
    Depois de vermos os sucesso que algumas categorias imprimem no autodromo do RIO fica a pergunta!!
    Será que Jacarepagua não dá retorno suficiente pra cobrir seus gastos…
    Á resposta é clara, simples e objetiva… É claro que da!!!
    Ainda mais depois de se aproveitarem de que ele está condenado nem parafuso gasto de dobradiça de portas os caras repoem…
    Tão ganhando uma baba em cima dessa de que vai ser demolido pra isso e pra aquilo outro…E Deodoro não sai mesmo nem agora nem depois… Tem um argumento da união que fala algo sobre terras do exército Brasileiro que só devem ser aproveitadas pela população quando se tratar de uma obra de interesse direto da comunidade local, ou intermunicipal.. A ex…hospitais, escolas técnicas, centros de aperfeicoamento profissional..
    Fora isso nada de se usar a bel prazer terrenos da união…
    Quer dizer, pra pista de corridas não pode!
    Ou será que pode??? Sr. governador do Rio de Janeiro????
    Tá feio isso ai, de sairem mentindo pra todo mundo!!!
    A repeito dos conchavos qual empreiteira está tão interessada naquele espaço???? E por que??? Tem um belo dum angu nisso tudo..
    Uns prometem uma coisa, outros falam outra, e o autodromo vai pagando a conta???
    Isso tudo ta sim igual a uma bela duma “”putaria””, uma verdadeira “zona” comandada pelo cafetão do governo do Rio….
    Ôôôô coisa feia isso tudo….

    • Henrique Gaudencio disse:

      Fala Marcão sou eu mesmo viu !!!rsrs

      Mais uma bolada que vão levar pra casa.
      E os autódromos que se lasquem!!!
      Quem vai perder eu não sei, mas eles nunca.
      É assim mesmo, uns perdem outros ganham e a vida vida segue.
      Automobilismo pra mim é uma religião e os autódromos são os templos.
      Estão acabando com nossos templos.

      • Marcão disse:

        Blz!!!!
        Automobilsmo “”pra nós”” é uma religião..
        Só que aquele, que conhecemos, não o de hoje em dia..
        Onde exploram “”desde o torcedor até o colaborador””
        Hoje em dia todos perdem até esses que estão acabando com o esporte.
        Eles visam apenas o lucro fácil, mas até esse estão perdendo.
        Tudo fruto da própria ganancia…
        Enfim , Henrique infelismente esse é o quadro, tá na hora de pintar a tela de branco e começar de novo….

  3. “Me disseram que o Autódromo de Deodoro estará pronto até 2014!” DA PÁSCOA, Coelhinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>