MENU

9 de abril de 2012 - 16:03F1

Bahrein desnecessário

Faltando pouco menos de duas semanas para GP do Bahrein, clima segue tenso (Foto: Al Jazeera)

SÃO PAULO | A foto é da TV Al Jazeera e representa o quanto continua perigoso para que a F1 saia da China para ir ao Bahrein na semana seguinte. Os organizadores do GP mantém a corrida firme, tal como FIA e FOM. Ninguém se manifesta contra publicamente, nenhuma viv’alma com personalidade suficiente para expor seus colhões e dizer que não vai àquelas terras para compactuar com sistemas políticos ou pôr em risco vidas. O The Guardian confirma que pelo menos uma equipe não quer participar da corrida e que aguarda um posicionamento — cancelamento — da federação-máter, agora a menos de duas semanas da data estipulada.

Enquanto isso, as equipes preferem trabalhar no anonimato e emitir dois tipos de passagens, uma para a Europa e outra para Manama, segundo o The Times. Se a princípio a tendência era que o GP voltasse a ser rifado do campeonato, a confirmação de uma etapa do campeonato de kart no Bahrein demonstra um sincero dar de ombros dos dirigentes. Numa linguagem clara, a FIA e a F1 estão pagando pra ver — e não é o dinheiro que o reinado barenita despeja na conta de Bernie Ecclestone.

A F1 não precisa do Bahrein. Nem em termos de competição nem por esta maldita grana sobre a qual adora se debruçar. A indiferença com que trata o episódio, e pela segunda vez, há de lhe doer. E ao que parece, num futuro bem próximo, com consequências que podem deixar manchas eternas nestas gentes que se cegam por cifras.

Aliás, vale ler no Esporte Fino a razão do conflito antimonárquico, ligeiramente diferente da onda árabe que levou à queda de ditadores e ainda provoca embates beligerantes naquela região do planeta, em explicação retumbante de Zé Antonio Lima.

PS: Será que Bernie e seus asseclas vão acionar legalmente o manifestante que fez do logo da F1 uma arte?

24 comentários

  1. R.CASAGRANDE disse:

    Eu sempre defendi, e vou continuar defendendo, a ideia do Ecclestone de amar o dinheiro e fazer de tudo por ele. Mas nesse ponto, eu discordo totalmente. Deixar de ganhar alguns milhões é válido quando há risco iminente para tantas pessoas como as envolvidas com a F1. Aliás, nem se fosse Spa ou Suzuka eu ia querer ver uma corrida assim. Imagina então a pista de Sakhir, que não passa de um tilkódromo de 5ª categoria.

  2. Fernando disse:

    Acho dificil a audiencia da F1 cair a zero…Quem sabe um dia…se a Vicar passar a oeganizar o campeonato…

  3. eduardo dragonetti disse:

    Guerra civil no Rio de Janeiro, corruptos em Brasilia e serial killers no SUS. TEM QUE CANCELAR F1, COPA E OLIMPÍADAS NO BRASIL. Ou não devemos misturar ESPORTE COM POLÍTICA.

    • Marco disse:

      Perfeito o seu comentário!!! O Bahrein é a bola da vez, todos com peninha do povo. Garanto que nossa polícia mata muito mais gente inocente por dia e ninguem fala em cancelar ao menos um jogo de truco, em protesto.

  4. Eric TK disse:

    Tio Bernie deve estar adorando essa repercussao toda, pois da mais audiencia pra F1. Fica todo mundo na expectativa.
    Quanto aos pilotos, a maioria teve de levar patrocinio pra correr, seria meio desconcertante se esforcar tanto pra conseguir uma vaga e decidir nao correr depois. Infelizmente a opiniao deles fica pra segundo plano, o negocio eh se apegar no discurso de que sao profissionais e tal, fechar o olho e ver no que da.

    • Fernando disse:

      Aí é que tá. Os patrocinadores querem ver suas marcas expostas, mas seria interessante ver, por exemplo a Red Bull como uma marca que apóia terroristas? Não é legal ver uma marca estampada em algo usado para o mal, mesmo que não seja. Ou você acha que a American Airlines adorou a exposição que teve já que foram seus aviões usados no 11 de setembro?

      Se eu fosse um patrocinador, eu tiraria meu nome do carro nessa corrida. Claro que não sou, e os que são não farão isso, mas…

  5. Alexey Karpov disse:

    Não sou de desejar mal à ninguém, mas há momentos em que a gente percebe o quão desnecessárias são certas pessoas. Bernie Eclestone é alguém que com certeza ninguém sentiria falta se fosse vítima em um atentado terrorista lá mesmo no Bahrein. Seria livrar o mundo, a Fórmula 1, os pilotos , equipes e os espectadores de um câncer maligno. Um câncer de deve ser extirpado o quanto antes para não continuar matando aquilo que já foi um esporte digno um dia.

  6. Juliano disse:

    Eu acho que todos nós telespectadores também deveríamos boicotar esta corrida, não assistindo-a. Eu não irei assistir e torço para que todos também não assistam, fazendo a audiência desta F1 comandada pelos hipócritas da FIA cair a níveis jamais vistos. Adoro a F1, mas é para um motivo justo. Se isto acontecer (audiência zero), vai dar o que falar na mídia do mundo inteiro. O Bernie Eclestone deita e rola em cima dos lucros em circuitos horríveis. Vamos boicotar esta corrida gente!!! Não assistam!!!

  7. Mauricio disse:

    É bem provável que tente processar.

    Se bem que o desenho ficou bonito pacas. Uma arte e tanto. O Tio Bernie devia usar este emblema para a F1 no Bahrein.

    Tirando as piadas, acho que o esporte não devia ser usado como arma politica. Devia ser neutro. No caso da F1 o que esta sendo feito é apenas garantir que um contrato milionário seja efetivado, um negócio… Puta que o pariu. Mas que negócio é esse!

  8. Felipe Menhem disse:

    Victor, sobre a grana e Bernie Ecclestone, estou lendo a biografia dele e dá a impressão de que cada centavo interessa pra esse velho e que sempre acha que está acima de qualquer coisa.

    Se eles realmente forem, vai ser uma merda federal.

  9. Tiago disse:

    Complicado demais essa corrida (?) no Bahrein. É difícil de falar da personalidade dos pilotos, eles recebem salários astronômicos e são funcionários de uma empresa, desta forma, devem fazer o que os chefes querem! Ou você simplesmente ia falar para seu chefe que não iria a tal lugar por que acha muito perigoso, ou porque não concorda com a política daquele lugar? Os caras são profissionais, e como sabemos, há MUITA grana envolvida nesta F1, deixar um piloto de participar de uma etapa por convicções próprias, ou para mostrar que tem personalidade é assinar sua demissão ou mostrar para as empresas que não é um bom funcionário. Vale aquela velha máxima: “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

    Você deve ter estudado o dicionário hj hein, que textinho cheio de palavras difíceis!
    hahaha

    • EUDEMAR LAFORGA disse:

      O governo barenita vai gastar uma grana nesta brincadeira de esconder a merda embaixo do tapete vermelho, para dizer que está tudo em ordem, e que ninguém correrá riscos de vida no Bahrein!
      Todos estão amarrados a contratos entre si, e o que prevalece é a força que o dinheiro tem, sobre a vida ou morte!
      Mas acho que cancelarão esta etapa da F1, o risco é muito grande, para o circo da F1. Lá eles são capazes de tudo para mostrar que tem uma opinião e a defendem, mesm que morram por isso. Nós, ocidentais, não temos esta determinação, quando corremos risco de vida.

  10. Eduardo disse:

    O Hill veio a público falar da besteira que seria correr lá, ou tu acha o Hill um poca bosta, sem autoridade?

    Ao meu ver, ao menos foi o único ex-piloto que falou algo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>