MENU

29 de julho de 2012 - 11:46F1

Terra da Peste do Buda, 2

SÃO PAULO | Negócio vai ser rápido hoje, diferente dos mais de 100 minutos e 100 emoções deste GP da Hungria aí. Aconteceu o previsto, Hamilton dominou, segurou o ímpeto de Raikkonen que nem foi tão impetuoso assim, 25 pontos na conta e passa a régua. A corrida em si foi uma exceção quando a gente pensa em 2012 como um todo. Nada de relevante aconteceu. Aliás, seria relevante a F1 pensar em tirar férias no período olímpico. Só serviu para tirar as atenções das competições coubertinianas.

Hamilton largou direitinho e bastou. Abriu uma diferença boa nas duas primeiras voltas para que ninguém viesse lhe encher a paciência com a asa aberta. Foi o que fez para Grosjean, que se manteve à frente de Vettel – e se deste esperava, por estar na parte limpa, uma largada melhor, eis que o alemão perdeu o terceiro lugar para Button.

Dois que largaram bem foram Webber e Senna. O primeiro saltou, tal como canguru em Bathrush, de 11º para sétimo. Bruno passou Massa e tinha até tração e ação para brigar pela posição de Alonso na curva 2, mas freou 754 m com antecedência e acabou perdendo terreno para o próprio Webber. Viria o troco mais tarde.

Os boxes definiram tudo. Vettel tomou o terceiro de Button lá, Alonso perdeu o quinto para o então morno Raikkonen, Webber, Senna e Massa seguiam atrás, mas separados entre si. Na segunda, o Vodka Finlândia fez um trecho muito mais longo e foi ganhando tempo quando os demais começavam a se atrapalhar na mistura do bololô. Resultado: apareceu em segundo, emparelhando na saída dos pits com Grosjean. Quase se tocaram. Aí falaram algo no rádio pra ele, que soltou: “Kimincomoda?”, e seguiu para tentar caçar Hamilton.

Aí Kimi colou em Hamilton com rapidez e segurança, dando uma grande esperança para a vida noturna de Budapeste, e empacou. Fim. Resultado semelhante ao do Bahrein, com a diferença que lá foi Vettel o vencedor. Grosjean, assim, completou o pódio.

Vettel tentou até um bote no fim da corrida parando pela terceira vez e andando em ritmo de classificação, mas não funcionou. Aliás, a tática da Red Bull também foi chamar Webber três vezes para os pits. Depois viu na tela de sua telemetria: ERROR. Caiu atrás de Senna, que nem por um, hã, doce de coco sairia da frente dele. Bruno terminou em sétimo, pontuando pela sexta vez no ano – contra duas de Maldonado. Bom desempenho, sólido. Não há do que se queixar dele, enquanto Pastor tomou a sexta punição do ano, mais uma dessas viadagens absurdas dos comissários da velhaca FIA. Mas Pastor precisa rezar um pouco. A fama tem lhe feito mal.

Massa foi nono. Fez nada para ser oitavo, sétimo, sexto. Dois pontos mais, tem 25 no total. 25. A pontuação de uma vitória. Em 11 etapas. Não tem jeito, negada, Felipe não fica na Ferrari. Não dá para um piloto Ferrari ter isso como resultado. Não fecha a conta no balanço da equipe. Não traz lucro. Dizem até que a Ferrari está atrás de Kimi para que ele volte. Mas ao que parece, qualquer um que sente lá vai fazer algo mais produtivo em 2013.

Alonso aumentou mais um pouco a diferença no campeonato, 40 para o australopiteco (164 a 124) e vai lá curtir as férias sem muitos chiliques. A Red Bull precisa repensar suas estratégias e ver se esse Webber aí quer ser o que foi até o GP da Inglaterra ou o de 2012. Vettel se aproximou um pouco, 122, Hamilton tenta permanecer na briga, 117, Raikkonen vem na toada, 116. Pessoal precisa de um descanso, merecido. A quem vê, é só uma pausa para recarregar as expectativas para a segunda metade do campeonato. E também para esquecer este aborto automobilístico em solo húngaro.

23 comentários

  1. Juro que pensei que, depois do bom resultado em Monaco e a descoberta de um “acerto diferenciado no carro” (como foi dito na transmissão global durante a prova), Massa ou Passa pros mais cruéis, teria uma temporada mais regular. Aparentemente me enganei.
    Ta feia a coisa pro rapaz!

  2. Do Pandeiro disse:

    Victor, sempre leio seus “posts”, porque os acho hilários além de técnicos, ao mesmo tempo. E depois da corrida de domingo, me lembrei do que você escreveu num deles, mais precisamente em 13 de fevereiro deste ano. Aqui está, na íntegra, a reprodução: “Se os dois anos da ausência de Kimi não fizerem diferença alguma, temos aí um gênio do automobilismo. Com Schumacher e Villeneuve, dois campeões, o tempo fora da F1 foi fatal. Enquanto a temporada não começa para que se tire a prova, a única certeza que se tem é que Lotus e Raikkonen já vivem em lua-de-mel.” Então, pergunto: o homem é esse gênio mesmo?

  3. ECidade disse:

    Prezado Victor,

    Não tem nada a ver diretamente com o assunto, mas com a Warm Up nº 28. Se Alonso faz parte dos “cinco maiores”, ainda é cedo – por incrível que pareça – para fizer. Está no bom caminho. Mas, quanto à sua relação dos “cinco grandes”, Fangio, Senna, Prost, Piquet e Schumacher, faça-me um favor! Você gosta do bom licor das Terras Altas? Já ouviu falar em dois rapazes daquelas bandas? Sir James Clark e Sir Jackie Stewart? Na minha opinião, pela ordem, é Fangio, Clark, Senna, Stewart e Prost. Talvez trocasse Prost por Lauda – mais pela valentia do que pelo talento do austríaco. Bem antes de Piquet e Schumacher eu poria Moss – mesmo sem títulos.

    Uma abraço a todos, boa tarde.

    ECIdade – Brasília (DF)

  4. Sérgio Balbino disse:

    O povo entende pacas de automobilismo. Tirando o ótimo post do VM, os comentários são de “conhecimento” profundo, embasados em fatos reais e que… oh, WAIT!

  5. fabiogp5 disse:

    O Maldonado está colhendo o que plantou nessa primeira fase do Campeonato, Todos nós sabemos que o cara é arrojado, agora, sair distribuindo Panca pra todo que é lado? nem mesmo o mais ingênuo dos comissários da FIA passaria a mão em sua cabeça. O cara já vem de outros campeonatos distribuindo porrete para todo lado, então, o que pensar de um sujeito desse. Vamos ficar de olho porque a qualquer momento ele irá passar por cima de alguém. Anotem aí, comentaristas de plantões: – é ele, o cara a escorregar ladeira abaixo se continuar com essa performance. Prejuízo não paga caneco de Vitória, não.

  6. Carlos disse:

    Felipe Massa…se sua vida virasse um filme a trilha sonora mais adequada seria a Marcha Fúnebre do Chopin !!

  7. Mauricio disse:

    Acho que resumiu bem a situação: a Ferrari pode escolher aleatoriamente qualquer piloto do grid, que será melhor que Massa. Pior do que tá não fica.

  8. Fernando disse:

    Alonso aposentou o Massa para este esporte. Simples assim. Assim como aposentou Piquet. O Massa é um Barrichelo piorado, já que vai ficar correndo pelo dinheiro e já é o segundo piloto, então corra decentemente para ganhar pontos para a equipe e manter o emprego. Barrica ao menos mostrava que se não fosse o Schummy ele poderia tocar o barco. O Massa tá ACABADO. Não vai ficar na Ferrari e as outras equipes não vão contratar ele. Talvez ano que vem não vejamos NENHUM brasileiro na F1.

  9. Fernando Monteiro disse:

    Alonso vai fazer de tudo para Massa permanecer na Ferrari, quer dizer, já está fazendo. Principalmente se ele não for campeão este ano, o que é difícil. Se ele for campeão, não vai querer dividir o time com outro campeão, principalmente pela Ferrari, Raikonen, se não for campeão, mais ainda. Alonso é grande piloto e um grande mau carater também, aquele episódio na época de McLaren de pedir a mecânico para fuçar o carro do Hamilton porque estava tomando vareio de um novato não dá para esquecer, então acho que Felipe não é isso tudo, mas tambem não é tão ruím assim. Assim que o Espanhol chegou na Ferrari, no seu primeiro campeonato, no início, Massa andava na frente constatemente, chegou a liderar o mundial, mas derrepente desandou.Isso tem a mão do Asturiano. Pelo seu histórico, é mais do que provável, é fato.

    • greyhound disse:

      Acrescente-se : 1) A vitória em Cingapura, tramada com Briatore.
      2) O escândalo da espionagem na Ferrari
      3) A ultrapassagem sobre Massa na entrada dos boxes.
      Mau caráter é pouco.

  10. celso disse:

    A corrida não foi boa em relação às deste ano.
    Só de pensar que as corridas (no seco) eram assim, ou até bem piores até 2010…
    Estamos mal acostumados!
    Em 2009 ou 2010, por exemplo, uma corrida como esta seria considerada boa!
    As corridas eram definidas nos pits e a procissão seguia até o fim, sem alternativa nenhuma. Era muito sem graça!
    E eu achava legal, mesmo assim. Vai entender…

    Abraço!

  11. Ibisen Brito Gonçalves disse:

    Esqueceu de comentar que felizmente não teve o Galvão na narração da corrida para achincalhar Lewis, enquanto elogia um dos piores pilotos do grid, Felipe Massa.
    Ademais, vocês já repararam como a Globo é terrível para com os fãs de F1? F1 é a única área que não há espaço para que os telespectadores enviem seus comentários, pois eles sabem que nós torcedores de corrida somos um tanto diferente, e como não seríamos? ficamos quase 10 anos vivendo um martírio masoquista daquelas corridas pífias, como diria Paul Gauguin, corridas sem graça e banguela, mas, voltando ao assunto, eles sabem o quanto nós iríamos criticar Galvão e que não pouparíamos a falta de talento dos brasileiros!
    Só mais uma coisa, por que vocês não usam o DISQUS comment, é um excelente sistema de comentários que a gente pode usar várias redes sociais para comentar, assim facilita pra gente que fica logado nas mídias sociais e aumenta o alcance de vocês.
    Desculpem se fui um tanto petulante, mas gostaria de ver vocês melhorarem este espaço!
    Abraços

  12. eduardo disse:

    a estrategia do webber e do button foram erradas a do Vettel não numa pista que ninguem passa ninguem a unica chance era esperar que o pneu de alguem acabaçe o que aconteceu varias vezes na temporada quanto ao Webber apostar num piloto que brilhou em duas de onze corridas e so levou o carro nos pontos, algumas vezes de forma mediocre só uma parcela dos jornalistas bresileiros que não desite de torçer por ele

  13. Ano que vem o Felipe Massa ficará em casa cuidando do seu filho. É esse negócio de F1 passa a ser coisa do passado e nem sei se ele terá forças para há F Indy.

  14. MTP disse:

    Não sei como Hungaroring se mantêm no calendário. Quem sabe, com a futura entrada da Rússia, ela saia…

    • Adaílton disse:

      Se tiver chance, esteja lá em um final de semana de corrida, ou não, e conheça o paraíso.
      Pode sair Mônaco, mas a Hungria não sairá nunca.

      • Murilo disse:

        Monaco sair??? kkkkkkkkkkkkkkkkk
        De todas as pistas, a que tem cadeira cativa no calendario é Monaco com seus moradores nababescos que gastam rios de euro pro Bernie ficar feliz!!!

        Hungria pode ser um paraiso mas a pista é um inferno.
        Sem pontos de ultrapassagem, rachando. Essa já deu o que tinha de dar!!

        #Fora Hungria!!!

  15. Felipe Aldente disse:

    FORA MASSA…CHEGA DE FICAR FAZENDO PALHACADA AI NA FERRARI!!!

  16. roxxonvaldez disse:

    eta corrida budaempesteada, sono geral.

  17. Raphael Lobo disse:

    Massa já deu né. Seria melhor para Ferrari e a F1 um piloto jovem, arrojado e que quer mostrar serviço do que alguém que quer ficar fazendo migué até terminar o contrato. Fora Massa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>