MENU

9 de junho de 2013 - 17:53F1

Salut, Gilles, 2


SÃO PAULO | Tirando o fato dos paredões que Alonso teve de atravessar para chegar em Vettel, foi tudo ao contrário. O GP do Canadá de hoje foi atípico: nenhum acidente, nada de safety-car e sem uma disputa propriamente dita pelo primeiro lugar, do qual o alemão não saiu nenhum segundo. Como faz sempre quando larga na frente, Seb impôs um ritmo forte nas primeiras voltas para evitar qualquer ataque assim que o DRS fosse permitido, e foi abrindo e abrindo a vida em cima das Mercedes, de Webber e do espanhol, que demorou a atacar.

Bottas, coitado, não durou três voltas ali para todos – tanto que terminou no lugar de sempre, 14º –, e com Vettel absoluto, as apostas nas ultrapassagens se debruçaram na queda de rendimento da Mercedes. Que não foi tão grande – e não tem como não dizer que o tal teste secreto não tenha ajudado a equipe. Rosberg só foi superado na metade do segundo trecho da prova tanto por Webber quanto por Alonso, e Hamilton só foi perder o segundo lugar para Fernando nas últimas voltas. Sim, terceiro e quinto para esta equipe que consumia pneus como um camelo ruminante é excelente.

No extremo oposto, a Pirelli ganhou um álibi ao ver que Di Resta levou 56 voltas para trocar seus pneus médios, e ainda andando em ritmo bom. Largando em 17º, era o que o escocês tinha a fazer – apostar em uma estratégia diferenciada –, mas a performance era tão boa com os pneus gastos que a Force India deixou para seu próprio piloto decidir quando deveria parar. Paul chegou em sétimo e garantiu mais bons pontos para a equipe em sua centésima aparição, virando o jogo em cima de Sutil, que começou arrasando na temporada e hoje tem a metade dos 34 pontos que seu companheiro tem. Sutil foi décimo depois de uma rodada e um drive-through.

O sexto foi Vergne, outro que começa a engatar uma sequência boa de resultados. Depois de ter conseguido seu melhor grid na vida, sétimo, o francês elevou a Toro Rosso a um ponto que não via desde o GP do Brasil de 2008, aquele, em que Vettel foi quarto. Ricciardo não foi lá muito bem e andou para trás hoje. Acontece.

Massa acabou em oitavo depois de um primeiro trecho de prova endiabrado, passando meio mundo, e apagado no segundo – em que a Ferrari errou na tática e deu-lhe pneus supermacios em vez de médios, atrapalhando sua evolução e empacando em Sutil – e novamente bom no terceiro, quando fez boa ultrapassagem em um apagadíssimo Räikkönen. Kimi, parece, levou o carro da Lotus só para garantir seu recorde igualado de 24 corridas nos pontos com Schumacher. Antes da metade da prova, já tinha tomado volta de Vettel, e não, não pode ser atribuído ao tempo perdido em sua parada. A Lotus andou mal demais.

Maldonado tornou a aprontar, tocando Sutil – este teve vida dura hoje –, mas não tanto quanto Van der Garde, uma toupeira que fechou Webber no grampo e o fez quebrar uma parte da asa dianteira e, depois, tocou em Hülkenberg. É fraquíssimo, tá lôco. E Gutiérrez, então, que sai dos boxes e bate? O que que a Sauber pretende com esse jovem? Nem vou dizer que isso é praga japonesa e mítica.

A Red Bull dominou, fato, mas estes 36 pontos que Vettel tem de vantagem para Alonso parecem até irreais pela temporada dos dois. Fato é que o alemão vai se aproveitando, fruto de sua capacidade absurda e sua constância de aproveitar cada oportunidade. E considerando que, depois das férias da F1, ninguém vai ligar para atualizações nos carros e tal, a gordura que Seb vai abrindo é imprescindível. Que a Ferrari melhore muito na classificação e que a Lotus não seja tão oscilante. Porque o jovem já está limpando o caminho para o tetra seja conquistado com calma tão inesperada quanto esta corrida mediana em Montreal.

11 comentários

  1. Igor disse:

    Nasr no lugar do Gutierros!!!!!

  2. Vapabuçu disse:

    Filho de peixe peixinho é! O canal “171″ não negou a raça e nem teve a decência de anunciar que só exibiria o GP em compacto. Lição dada, lição aprendida, confiança não se compra adquire-se, descrédito também.

  3. Crego Painceira disse:

    Ano passado, quando Choronso fazia o máximo de pontos q podia com um carro q não era o melhor (exceto na sua 3a vitória, q ele dominou completamente), ouvia-se a palavra genialidade em 11 de 10 comentários e resenha.

    Agora q Vettel faz o mesmo (a Red Bull só foi dominante nessa corrida, quer dizer, ele só foi dominante nessa corrida, já q o Webber, com o mesmo carro de outro planeta nem pódio pega), aí é piloto constante.

    PS: O comentário não é dirigido ao Victor, mas à imprensa em geral

  4. Fernando Sandrini disse:

    o famigerado VT já acabou e agora passa o VT do volei que passaram ao vivo hoje no horário da corrida….e deve ser completo, claro….
    Na programação do SPORTV2 está até as 22:30 como “Fórmula 1 GP do Canadá”.

  5. Fernando Monteiro disse:

    Belíssima pilotagem do Vettel, largando na frente não dá chance para o azar como grande tricampeão que é. Quando está em situação complicada em um corrida sempre procura fazer o máximo de pontos possíveis para acúmulo do campeonato. Embora o Alonso faça grandes corridas e obtenha grandes vitórias, eu não consigo torcer para um piloto que tentou de tudo para prejudicar Hamilton na época de McLaren, chegando a pedir ao Ron Dennis para “mexer” na carga aerodinâmica do carro do companheiro prejudicando seu desempenho. Como não conseguiu nada na McLaren jogou a merda da espionagem no ventilador e depois se fez de santo como sempre faz.. Jogo de equipe entre primeiro e segundo pilotos eu até aceito em se tratando de F1, mas querer trapacear seu companheiro de equipe dessa maneira eu não aceito, pois para mim é desonestidade. E os desonestos, embora ganhem, não merecem vencer. Alonso tem o péssimo hábito de desmerecer os feitos de Vettel “esquecendo” que ninguém na F1 é tricampeão por acaso.Também não entendo tantos elogios por grande parte da mídia motoesportiva quando a asturiano vence como se outros pilotos nada fossem. Espero que o Vettel seja campeão, embora ainda falte muitas corridas.

  6. Fernando Sandrini disse:

    o VT “na íntegra” que anunciaram ontem, está cheio de cortes….. bando de &¨% !!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. O Vettel está chegando lá, e se conseguir o Treta aos 26 anos, vai ser um feito pra lá de insuperável! Ainda tem muito campeonato pela frente, mas se o Alonso não esboçar logo uma reação, vai ficar difícil. O Bottas foi terceiro no Grid, mas fica impossível conseguir alguma coisa com aquela carroça Williams. O Massa fez sua corrida de sempre, e já está acostumado com isso! O Hamilton não deve ganhar o campeonato, mas deve ganhar o Rosberg! Se o Raikkonen bater o recorde de corridas seguidas nos pontos, vai ser em uma zona de pontuação esticada, fora da época do auge do Schumacher, e tudo indica que ele vai bater esse recorde com essa zona de pontuação grande de 10 pontuadores. A Globo está apostando tudo nessa seleção como salvadora da pátria junto com a máfia dos cartolas, e o torcedor do automobilismo no Brasil já é considerado morto junto com o Senna!

  8. Jose disse:

    Transmitir um GP completo e direto pela SporTV foi algo incompreensível, por parte da Globo. Ainda transmitindo jogo amistoso de uma seleção de futebol medíocre, sem qualquer adjetivo do passado. Vítor parabens pelo comentário do GP do Canadá 2013.

  9. Walter disse:

    Desceram o pau na Band quando ela não transmitiu a comemoração do Tony, ai a Bandsport mostrou o resto
    Agora a Globo não mostrou metade( não foi só a comemoração) da corrida, não deixo a Sportv mostrar e esta tudo bem ?????
    Indignação seletiva ???

    • Leonardo Costa disse:

      Veja como a Band transmite as outras corridas da Indy e compare com a forma como a Globo transmite as outras corridas da F1, e também há quanto tempo fazem isso.

    • luiz alberto disse:

      No Brasil qualquer esporte que não seja o futebol não tem prioridade alguma e não seria diferente já que o futebol de vigésima segunda colocação no ranking deve ser melhor que o piloto de segundo pelotão na F1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>