MENU

17 de julho de 2013 - 11:02F1

Confronto direto

SÃO PAULO | Se a presença de Ricciardo — pronúncia Ricardo, se fosse aqui, Ricardinho — nos testes dos novatos como piloto da Red Bull já dava um fortíssimo indício de que o tororossiano está à frente do companheiro Vergne na busca pela vaga que vai ser liberada por Webber, o chefe da mais forte equipe da F1 tratou de transformar o champanhe do francês que estava guardado ali na adega em vinagre.

Questionado há pouco pela ótima Sky Sports se a briga havia se resumido a dois pilotos para o ano que vem, Christian Horner soltou duas importantes palavras a respeito do futuro do seu time: “Essencialmente, provavelmente”. É um belo de um “sim”, na verdade, que o dirigente não pode admitir com medo de morder a língua e jogar molho de pimenta. Vai que Ricardinho engate uma série de besteiras até o fim do ano e promova Vergne de novo — ou vai que Vergne já não tenha nenhuma chance, coitado.

Então a coisa funciona da seguinte maneira, abertamente, a partir de hoje: Räikkönen lidera a bolsa de apostas com larga vantagem e não precisa fazer treino nenhum na Red Bull porque todos sabem do que é capaz o farrista beberrão. Se Vettel não pôs lá uma cláusula de veto e realmente é amigo e não se opõe ao finlandês, vixe, pobre Daniel. Resta a Ricciardo sentar a bota e o pau nestes testes, liderar, botar uma diferença larga no segundo, no terceiro, em quem for, passar o maior número de informações e dados e esfregar ali na cara de todos eles que, sim, ali tem um candidato que quer fazer honrar a existência e a essência da Toro Rosso e seguir os passos do tricampeão a caminho do tetra.

Ricciardo tem de mexer com a cabeça dessa gente da cúpula que está pendente ao monossilábico “sim” de Kimi, o “sim” que ele há de dizer, abertamente. Aquele que Horner tratou de camuflar. Chegou o dia da página que vira para o australiano, aquela que mostra a que ele veio na carreira e na vida. Aquela que indica se está pronto para se transformar em astro da F1.

10 comentários

  1. Lozío Tazio disse:

    Nao entendo porqué os comentaristas/jornalistas brasileiros (inclusive o Galvão Bueno!) insistam em chamar o Ricciardo de “Ricardo”.
    Ricciardo é um sobrenomen Italiano, nao por nada Daniel é figlio de um Italiano emigrato na Australia vindo de Ficarra, cidade Siciliana nos arredores de Messina.
    Ricciardo é uma coisa (um sobrenomen Italiano), Ricardo é outra coisa (uma aportuguesação nada pertinente)
    Ricciardo em Italiano pronunciase mais ou menos come em portugues se pronunciaria a palavra “RITCHARDO”.
    Como se pronuncia o sobrenomen do Rubinho Barrichello? É ou nao é verdade que Rubinho faz questão de ser chamado “BARRIKELLO”? Pois é, este é o jeito certo de pronunciar o sobrenomen dele, que como o sobrenomen do Daniel é de origem Italiana, e por este motivo tem que ser pronunciado do jeito certo, sem ser distorcido, assim como os extrangeiros tem o dever de pronunciar corretamente os nomens/sobrenomen .brasileiros.
    Por favor, meus amigos, respeitem a pronuncia dos idiomas dos outros paises, e sobretudo dos nomens e sobrenomens extrangeiro.
    Muito obrigado,
    Tazio

    • Victor disse:

      VM responde: Simples: porque Ricciardo pronuncia ‘Ricardo’ pelo próprio, como explicado pelo Galvão e já há muito tempo pela imprensa – e não só daqui. Acho que encerra a queixa.

      • Lozío Tazio disse:

        Nao encerra nao,
        pois preciso lhe dizer que este jeito de distorcer a pronuncia dos nomens é indicador de faulta de cultura e, se o erro for feito pelo mesmo portador daquele nomen, faulta de raizes e memoria historica tambem.
        Este problema já relevei em muitissimos brasileiros descendentes de imigrantes italianos, que nao conseguem pronunciar direto o proprio sobrenomen! Se o Daniel Ricciardo cai no mesmo erro sinto muito por ele, e pelo jornalistas como Galvâo Bueno que não deveriam cair nessas armadilhas linguisticas.

        • Victor disse:

          VM responde: Cara, discute isso com a família do cara que é dono do nome. Enquanto isso, a pronúncia é ‘Ricardo’. Acho melhor que ‘sobrenomen’.

          • Lozío Tazio disse:

            Já fui discutido, pelo Joe (o pai do Daniel) e a Grace (a mãe) a pronuncia certa é “Ritchardo”, e “Ricardo” é apenas uma alcunha.
            Ricardo alcunha, Ricciardo (pr. ritchardo) nomen de familia.
            Mas me desculpe mesmo se chatei vc com esta discussão, mas assim como vc Brasileiros prezam pela vossa Brasilidade, nos Italianos prezamos pela nossa Italianidade, e assim como os Brasileiros nos Italianos tambem não gostamos quando pessoas que nao conhecem o nosso idoma querem ditar lei no jeito de pronunciar palavras ou nomens legitimamente Italianos.
            Por isso o nomen de familia do Daniel vai continuar ser Ricciardo (ritchardo) pelo menos até que ele consiga na justiça a mudança do sobrenomen para “Ricardo” com um “c” só e sem a “i”.
            Enquanto isso a pronuncia certa continua sendo “Ritchardo”, que vc e Galvao Bueno gostem ou não.

          • Victor disse:

            VM responde: Ricardo. Abs.

  2. Mario Cordeiro de Menezes Neto disse:

    Alguém reparou que o tempo do Ricciardo foi melhor que o do Vettel, aliás foi o melhor de todos os dias de testes. Certeza que estará na Red Bull ano que vem, essas especulações do Raikonnen são bobagem e o pessoal de imprensa sabe bem disso, ele tem participóção na Lotus, todo mundo falou sobre isso quando ele assinou o contrato em 2012, agora fingem que esqueceram para dar matéria. Raikonnen e Vettel na Red Bull? Se o Vettel não tinha uma cláusula com o “código de conduta” como este blog mesmo garimpou e descobriu com o Senna e o Piquet, pode ter certeza de que ela já está lá na renovação do contrato que ele assinou este ano.
    A gente vê fotos direto do Raikonnen com o patrocínio da Red Bull quando ele corria de Rally, mas ele não havia assinado com a Lotus, então essas imagens são só para especular, além do mais a Red Bull não vai querer pagar o que o Raikonnen pede é só se lembrar o desfalque que ele deu na Ferrari por conta da rescisão do contrato e a negociação com a Lotus, todo mundo acha ele desligado mas o cara é um puta de um negociador e a Red Bull já é uma equipe campeã com um super piloto, não precisa de confusão entre os pilotos. Peço licença ao blogueiro para colocar minha previsão para 2014:
    Red Bull: Vettel e Ricciardo
    Ferrari: Alonso e Massa / Kobayashi / Hulkenberg (depende do desempenho do Massa)
    Mc Laren: Button e Perez / Hulkenberg (esse mexicano não tem ambiente na Mc Laren)
    Lotus: Raikonnen e Grosjean / Hulkenberg
    Toro Rosso: Antonio Felix e Vergne / Kobayashi
    Mercedes : Hamilton e Rosberg (esse um injustiçado botaram dois campeões para fazerem sombra para ele e ele deu pau nos dois)
    Williams: Bottas e ? (não sei se a Venezuela vai continuar enfiando mais dinheiro nessa draga, com certeza será a próxima equipe a ser vendida para um grupo grande)
    Force India; Sutil e Di Resta
    Sauber: Sergey e Maldonado?
    Marussia: Bianchi e quem pagar mais (Razia?)
    Caterham: quem pagar mais guia o carro (bom carro para o Gutierrez)

  3. Paulo disse:

    Considerando que o Vettel é o 1º piloto, seria mais iviável o Ricardo que o Kimi.

    Afinal, o cachaceiro da Finlândia nunca teve perfil para ajudar ninguém a ganhar nada, e não vai trocar o posto que tem na Lotus por essa situação. Juntando os prós e os contras é capaz da equipe preferir um Webber jovem, que ajude a marcar pontos, ande perto (vez por outra na frente do Vettel) que um outro piloto pra disputar o título.

    Agora se eles não querem essa primazia para o Vettel ou querem ver dois pilotos brigando por título, aí o estoque de vodka já foi encomendado,

  4. Ele chegou mandando bem nas categorias de base. Mas não mostrou nada de genial na F1. Quem sabe não chegou a hora dele. Senão, vai procurar outra equipe….

  5. Zé Maria disse:

    Mordendo antecipadamente a minha língua, mas o australiano não tem bala na agulha para ser o companheiro do Tião.
    Pode ser o Mr. Simpatia e tal, mas é apenas mais um dos vários que já deram as caras pela categoria.
    Zé Maria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>