MENU

27 de julho de 2013 - 16:30F1

Magia magiar

SÃO PAULO | Ora, ora, e não é que a situação de três semanas atrás da Alemanha se repetiu na Hungria? Pois é: a Mercedes, rainha da pole-position, não dava indicação alguma de que faria dela o papel que se espera, e não era jogo de cena, e aí Hamilton vai lá e dá um créu em Vettel. Lá foram 0s103; agora, 0s038. Coisa pouca, que só serve na prática para o time prateado manter a sequência iniciada no GP da China.

Entre os ‘ring’s’ de Nürburg e Hungaro, a semelhança também está no fato de que a Red Bull é claramente superior. É bem capaz que Vettel amanhã, só pra seguir a similaridade, drible o lado sujíssimo da pista magiar e contorne a primeira curva à frente do inglês. Mas digamos que Hamilton mantenha a primeira posição: o calor de trocentos graus na escala Celsius e muito mais em Fahreinheit há de punir gravamente o conjunto carro/pneu. Considerando que cada piloto deve fazer no mínimo duas paradas, é numa delas que virá o famoso bote caso o alemão não resolva no braço a questão. Lewis já falou que, se vencer, será um “milagre”. Esse milagre só vai acontecer se Vettel abandonar.

O interessante é que o sabado está se tornando um Vettel vs. Mercedes, já que a Ferrari não faz cócegas e a Lotus ainda não tem aquele tchan para torná-la parelha nem em classificação nem em corrida constantemente. Rosberg só larga em quarto. Com a degração, a tendência é que Nico caia lá para o fim da zona de pontos. Esse é o domingo da Mercedes, que só foi exceção mesmo em Mônaco e na Inglaterra.

Grosjean em terceiro é uma surpresa e tanto. Aliás, é comum em Hungaroring que os segundos pilotos se deem melhor que os primeiros ou que zebrinhas aconteçam – tipo a vitória de Kovalainen, afe, de McLaren. Romain deve estar mordidinho que não conseguiu passar Vettel na Alemanha e, diante do fracasso, teve de ceder o segundo lugar a Räikkönen. Não parece que isso vá ocorrer amanhã dada a posição de largada e o desempenho que Kimi vem tendo na Hungria. Para tentar evitar o óbvio, a largada é fundamental, e estar na posição limpa é um claro ponto a favor.

Alonso, o poeta da F1 com suas frases caçadas de livros de auto-ajuda, usou uma expressão muito bonita para definir o seu quinto lugar: “Un grano en el culo”. Sabendo que as Mercedes vão para a fala, um terceiro lugar já é plausível. E seria legal vè-lo no pódio para homenagear as vítimas da tragédia do descarrilamento do trem de Santiago de Compostela. E também para acirrar a briga pelo vice. Acho que já tá bom.

Massa larga em sétimo na Hungria que dividiu sua carreira. Uma vitória lá seria “sensacional”, palavra que adora dizer. Seria, de fato. Marcante. Felipe nunca mais venceu ou largou na pole e nunca brigou propriamente pela vitória. Está de novo numa situação incômoda na vida e, também como já disse, precisa trabalhar mais a cabeça do que propriamente suas habilidades como piloto. É inegável e visível que, diante de uma sequência ruim, Massa se abala. Um resultado adverso põe as férias do brasileiro de novo no desespero – ano passado, trabalhou incessantemente no simulador. No cenário acima, dá para tentar beliscar o pódio se a Lotus de Grosjean andar pra trás.

Sei lá, mas o prenúncio é de uma corrida xexelenta e previsível. Ou eu que estou azedo hoje.

3 comentários

  1. Ags... disse:

    Caro Victor..Acho que o filippinho, or peppito, ou mesmo zacarias, já fez a cabeça…Ele vai mesmo é ficar de locutor, palpiteiro, e vai travar uma briga com barrica, ambos no colinho do gaga bueiro..Afinal só a Grobo quem vê o zacarais como piloto…Esse jovem , perdeu o busão do tempo..
    A mola que estampou o miolo do delevier boy da SF, lhe deixou assustado..
    Ele inclusive reclamou ao Uncle Berney, qu eos carros estão correndo muito…
    Que deve fazer alguma coisa para que o alemão bobo e Hamilton sejam penalizados, pq estão correndo muito…isso na opinião do pula pirata, zacarias massa…

  2. eduardo disse:

    Hungria e monaco são um pé no saco e tem gente que reclama de barcelona que pelo menos da pra ver os pilotos fazendo aquelas curvas no limite nestes pistas o maximo é ver um piloto mas lento segurar o resto formando um trensinho

  3. Marques disse:

    Você está azedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>