MENU

30 de março de 2014 - 9:41F1

Aqui se faz, aqui Sepang, 3

SÃO PAULO | A corrida na Malásia ter tido como fato principal a questão da ordem de equipe da Williams denota o que ela foi para nossas vidas. O que significa dizer, primeiro, que errei. Foi uma prova tão chata quanto a da Austrália. E também não choveu. Hamilton venceu com uma tranquilidade digna de quem se entope de suco de maracujá com camomila. E Rosberg não teve dificuldades para ser segundo e manter sua liderança no Mundial.

Vettel perdeu duas posições nas primeiras voltas – para Rosberg e Ricciardo –, mas logo recuperou a do companheiro. Desde então, o pódio foi definido. Daniel seria quarto não fosse a presepada nos boxes. Não ter trocado o pneu dianteiro esquerdo e tê-lo destarrachado fez o australiano ser empurrado de ré, perder um bico e um pneu, tomar uma punição de 10s e mais uma para a corrida do Bahrein, 10 posições no grid. Tem ele de tomar a combinação maracujá/camomila para dar uma acalmada. Não tem sido fácil, coitado.

Mais atrás, Alonso ganhou de Hülk, em estratégia diferente, a quarta colocação. Aliás, os dois têm brigado demais desde a segunda parte da temporada passada. Virou a briga mais legal da F1. Pilotaços. Alonso faz o que dá com essa Ferrari mezza-bocca e Hülk, bem… deem a ele um carro decente, como a campanha diz. O moleque tem de brigar por vitória e título. Button ficou em sexto. Foi o que sobrou a ele, que andou por andar. Quase ninguém notou.

Quer dizer, notou no fim, né, com a questão lá que a Williams resolveu arrumar – para a cabeça. Bom, ao fato inicial: Massa vinha com muito mais ação para passar Button. Teve lá sua tentativa e, na hora de armar o bote na reta principal, tomou o traçado externo em vez do interno – onde dava para ter ido. Em sequências belas de xis, Button acabou ficando à frente e Massa não mais teve chance. Foi quando se aproximou Bottas, que tinha a tal ação para passar o companheiro. Foi quando veio a mensagem de que Valtteri estava mais rápido. “Passe”, disseram ao finlandês.

Na segunda corrida pela Williams, Massa teve diante de si uma decisão na carreira. Que já havia sido tomada há quatro anos, quando ouviu a famosa e fatídica frase naquele GP da Alemanha. Desde então, se prometeu a não mais abrir quando não tivesse a menor necessidade. Evidentemente, hoje, não tinha a menor necessidade. De abrir e de ouvir aquilo. É de uma insensibilidade e, sem eufemismo, de uma burrice atroz. Era um sétimo e um oitavo lugar. E se Felipe abrisse ao companheiro, esquece, camarada: o respeito que resta ia para o saco e para a cova. Passe, o caralho, e Massa botou a bilola à mesa. “Que desbocado”. É meu jeito, dsclp.

Massa tem uma certa sina em ouvir coisas desse tipo. E já que não precisa engolir mais sapos desta natureza nessa longa estrada da vida, com essa atitude de dar de ombros e fazer a linha Katia cega, talvez parem. Bem como talvez a Williams não gostasse de escutar que o carro dela não é nem fodendo o segundo melhor do grid. Terminar a corrida a mais de 1min20s de Hamilton não é coisa para quem se diz só abaixo da Mercedes. E não tem a desculpa da pista molhada, coisa nenhuma.

Enfim, lá na Williams, o negócio não deveria nem ser a discussão que Bottas pretende ou que a equipe ainda pode alegar. Chega um determinado momento na vida que a pessoa acalma e evita entrar em certas discussões ou brigas que, mesmo estando com a razão, não valem a pena. É muito provável que os avisos dados pelos engenheiros respectivos tenham partido de Claire Williams, que é relativamente nova no comando da estrutura. Criou um caso e uma tensão que deixa uma certa marquinha sem que precisasse.

Logo Claire entende isso — se já não entendeu. É o preço do noviciado.

Magnussen e Kvyat foram de novo aos pontos, Kobayashi teve belíssimas brigas ali com Lotus e a Ferrari de Räikkönen, que desandou, e Bianchi e o danês estrearam o sistema de pontos da CET-FIA – ambas, para mim, injustas. Qualquer toquinho, agora, é um prato cheio para estes comissários que poderiam estar em casa dormindo ou dando um passeio qualquer.

Como nós nesta manhã.

Rosberg vai a 43 pontos e tem Hamilton mais atrás, 25. É bom que abram uma gordurinha boa nestas próximas duas corridas aí que Vettel não tá morto, não, para o resto do campeonato. E lá na Williams, tem uma receita boa para dar uma baixada na galera: maracujá com camomila.

42 comentários

  1. jose eduardo dragonetti disse:

    Victor lança a campanha : SOU PETROBRAS, NÃO MEREÇO E NÃO QUERO SER ESTUPRADA.

  2. Renann disse:

    Victor,

    saiu no grandepremio uma materia falando que a RedBull teve denovo problema no fluxometro e eles correram com ele desligado. Será que isso pode ter feito a equipe correr mais próximo das mercedes e levar uma vantagem?

  3. eduardo disse:

    Acho que tem sido muito oba oba qualquer piloto iniciante teria a mesma atitude,ja dizer nao para uma equipe que tem o poder de destruir a carreira de um piloto como a Ferrari e outra coisa,o Kyviat pilota suave e claramente ele esta sendo conservador e faz uma estreia na Torro melhor que os pilotos que o antecederam

  4. Arnaldo Paiva disse:

    Creio que todos fizeram uma corrida estratégica, ora acelerando, ora poupando o carro. Vale lembrar que são 5 corridas. O Hamilton não precisava poupar equipamento, já que na Austrália nem correu, portanto, podia sentar a bota. Rosberg garantiu pontos e no momento está tranquilo. Na briga Massa x Bottas, o novato precisa aparecer para ganhar espaço, por isso o tipo de corrida será sempre esse ” pra cima”. Massa, por sua vez, acelerou quando dava e poupou o carro no final. Tentou avançar para cima do Button e depois recolheu. Fez o certo e garantiu alguns pontos. Até o momento largou na frente as duas vezes, mas precisamos esperar o Barhein para termos uma noção de como será o desenrolar do ano.

  5. Alessandro disse:

    Tem lógica, Luiz Dahlem…

  6. Luiz Dahlem disse:

    Não vi ninguem comentar a economia de combustivel do carro do Massa em relação aos outros 10 primeiros durante toda a prova. Foi do começo ao fim sempre o mais economico. Não é difícil imaginar que se o motor tivesse engolido alguns quilos a mais teria entregue mais potência, ou não?

    • Eric disse:

      Luiz, vi os consumos de combustivel durante a prova e tambem nao entendia. Mas depois ficamos sabendo que os carros da Willians estavam super-aquecendo. Entao eles não podiam exigir mais do motor.

  7. william disse:

    A muitos anos que o Brasil está órfão de pilotos que realmente possam encher nossos olhos de alegria.
    Muitos do pilotos que hoje estão na formula 1 se inspiram ainda no verdadeiro piloto que era um gênio em qualquer que fosse a condição do carro e tempo.Esperar por chuva isso no minimo e algo ultrapassado.
    Eu tenho a verdadeira Formula para uma disputa emocionante,algo que o verdadeiro chefão da formula 1 ainda não conseguiu descobrir embora tenha muitos anos de estrada.
    Tenho apenas 30 anos,mas não deixo de ver a uma unica só corrida.

  8. voulembrar disse:

    Bottas disse: “tenho certeza que poderia passar a McLaren”… Eu acho que ele tinha tanta certeza disso quanto o Coyote sabia que poderia pegar o Papaléguas. Ele pegou massa desprevenido, preso em Button. Minha tese é que estava era blefando, não tinha carro para passar, mas tinha para bater em Felipe. O que ele está é desesperado e afim de procurar uma briga, de por a equipe para o lado dele. Como Felipe não é considerado mais um piloto excepcional, se ele não superar Felipe na Williams, já pode se aposentar. Como ainda não conseguiu até agora, ele atacou, para a “equipe” (Bottas deve ter alguém lá dele a seu favor) soltar aquela frase: “…É mais rápido do que você”, e mexer com Felipe. Porra, a mesma frase da Ferrari? Cá entre nós, isso foi combinado. Esse Bottas ou seu empresário são espertos. E pior que ele já conseguiu pelo menos provocar a desconfiança. Agora não resta mais nada do que Felipe chamar para o cacete! Briga de equipe já deve estar rolando, e cada um na sua, tentando esconder o jogo. Isso é péssimo para uma equipe que quer evoluir.

  9. Ótimo piloto e ótima pessoa.
    Fez o certo, o que tinha que ser feito.
    Deveria ter feito o mesmo na Ferrari.
    Um novo Felipe vem aí.

  10. Grande Felipe Massa.

    Ótimo piloto e ótima pessoa.
    Demorou mas fez o que tinha que ser feito.
    E que já deveria ter feito na Ferrari.

  11. Eduardo Martins disse:

    As pessoas tem memória curta. Em 2002 na Sauber o Massa desobedeceu a ordem de equipe e foi demitido ao final do ano. Na Ferrari ele obedeceu, mas quem não garante que não havia uma cláusula contratual impondo? Agora na Williams ele novamente recusou. Fato é que o Bottas não passaria o Button, afinal, não conseguiu sequer passa o Massa. Então, resumimos que até hoje o Massa recusou 2 vezes e só aceitou 1 na Ferrari.

  12. Vito disse:

    Victor,

    Inicialmente, parabéns pelos seus textos quanto a corrida de Sepang.
    Há duas noticias que não vi ninguém ainda fazendo uma conexão:

    http://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/massa-defende-decisao-de-ignorar-ordem-da-williams-e-pede-respeito-estamos-so-na-segunda-corrida

    http://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/williams-confirma-que-nasr-pilota-fw36-no-primeiro-treino-livre-para-gp-do-bahrein-na-proxima-semana

    A Williams ainda não disse no lugar de quem Nasr irá treinar!
    Aguardaram para ver quem tinha pior desempenho entre os titulares para fazer o anuncio? Ou quem sabe há uma grande batalha politica nos bastidores, como o Celso colocou no comentário acima?

    O que sei é que, no final da constas, reforça os seus argumentos (na coluna Opinião do site grande Prêmio) quando disse que foi realmente falta de sabedoria da Williams fazer o fatídico pedido por rádio.
    Se Nasr treinar no lugar de Bottas, pode dar um ar de “Massa é o 1° piloto”, pois desobedece ordens e ainda tem direito a mais tempo no carro.
    Por outro lado, se Felipe Massa der lugar ao seu xará, ficará uma forte impressão de punição por não cumprir as ordens.

    Ou seja, uma decisão já seria complicada de ser tomada, irá gerar ainda mais fofoca de padock quando for anunciada, tudo por conta das tais ordens de equipe.

    Abraços

    Vito (quase xará)

  13. sandro disse:

    Bela corrida do Koba que chegou a andar em 8º e mensão honrosa para o Chilton que terminou mais uma prova

  14. boca disse:

    Cara, teus pais de santo e videntes erraram tudo…

    Enfim, por mim, toda corrida até o fim desse ano poderia ser como foi essa de Sepang: Hamilton vencendo.

    E o Alonso… PQP, ô sujeito pra ter sorte, nunca vi. Se é pra furar um pneu da ferrari, fura justamente o de Kimi. Se é pra ter um parafuso frouxo no pit stop, é do carro que terminaria na frente dele. E assim, continuam dizendo que ele vai tirando leite de pedra.
    Nada disso, ele tem é muita sorte!!

    • boca disse:

      Acrescentando que na primeira corrida, Hamilton abandonou, Ricciardo foi punido e Alonso ganhou mais algumas posições.

      • Wagner Campos disse:

        Lembram do Romário, habilidoso, goleador, mas que não fazia quase nada além de esperar as coisas acontecerem estando no lugar certo e na hora certa? Alonso faz o mesmo, de bobo não tem nada.

  15. Daniel Lemes disse:

    Se o Bottas estivesse TÃO veloz, teria passado Massa de qualquer jeito. O resto é chororô do finlandês. E duvido muito que ele passasse o Button em menos de 4 volta. Foi uma burrice estratégica feroz da Williams, só serviu para azedar de vez o clima dos pilotos.

    Mas é bom lembrar dos choramingos do próprio Massa também, quando foi atacado pelo Bottas no começo da corrida. Esses caras adoram pedir arrego via rádio, uma vergonha.

  16. Fabiano Pinheiro disse:

    Realmente Bottas tem “costa-quente” na Williams!
    Toto Wolf é acionista da equipe e nome forte na Mercedes e isso pode fazer uma diferença a favor do finlandês!
    Mas vamos tomar como exemplo a temporada de 87, quando Piquet estava em um time inglês com um piloto inglês diga-se “Mansell” e que nunca tido sido campeão mundial!
    Junte a isso o acidente que afastou Sir Frank Williams do comando da equipe e que apoiava o brasileiro.
    E o que o nosso grande Nelson fez?
    Rachou a equipe meu camarada!
    Infernizou o “Leão” fez de um tudo para desestabilizar seu companheiro de equipe, mecânico de um não botava a mão no carro do outro!
    Resultado, Piquet Tri-campeão mundial!
    #ficaadicafelipemassa

  17. A Mercedes segue dona do pedaço tendo a Red Bull como principal adversária. A Ferrari está seguindo sua Escrita como Coadjuvante sem assustar Ninguém no Pedaço! A Williams não consegue Brigar com Ninguém lá na Frente, mas já arranjou uma Briga dentro de Casa. O pobre Ricciardo está mais azarado do que nunca! O Vettel costuma superar Adversidades, e de Olho Nele!

  18. Adriano disse:

    Digo

    Victor,

    Não vi maldade na ordem da Williams. Acho que a equipe acreditava que o Bottas conseguiria ultrapassar o Button aquela altura da prova.
    Aposto que se fosse uma situação inversa dos pilotos na corrida o Bottas teria ouvido o mesmo recado pelo rádio.
    Eu te pergunto, hipoteticamente, numa situação contrária qual seria a nossa reação….

    • Roberto Anticoli disse:

      Não se trata de quem passa quem, isso ai é um esporte que depende de Homens para prosseguir não importa o quão a tecnologia evolua, e assim são esses homens que devem determinar quem faz o que na pista.
      Agora fica a pergunta que não quer calar, se esse Finlandês voador era tão rápido assim, por que não despachou o Massa e foi pra cima do Button??
      Sabe qual é a resposta?…por que seria muito mais fácil pedir pra mamãe…
      a Formula 1 agora é uma BOSTA! Nem são tão bom pilotos como se alardeia e as equipes são todas uma vendidas. mais nada a declarar.

    • Pedro Jungbluth disse:

      O time ainda afirmou publicamente que caso Bottas não conseguisse passar Button, pediria para ele devolver a posição. Se é isso mesmo, Massa vai obedecer na próxima. O que eu vejo é que a longo prazo, tudo importa é quem é mais rápido. Obedecendo ou não, nada muda.

  19. Adriano disse:

    Victor,

    Não vi maldade na ordem da Williams. Acho que a equipe acreditava que o Bottas conseguiria ultrapassar o Button aquela altura da prova.
    Aposto que se fosse uma situação inversa dos pilotos na corrida o Bottas teria ouvido o mesmo recado pelo rádio.
    Eu te pergunto, hipoteticamente, numa situação qual seria a nossa reação….

  20. Sam disse:

    Os comissários não estão muito exaltados? Achei exagerada a punição ao Mag, do Ricciardo já achei exagerado o Stop & Go, perder 10 posições no próximo GP então foi de lascar, e até do Bottas ontem na classificação achei um exagero. Sobre Massa a equipe errou em falar o que falou, mas tomar um “faster than you” do Bottas é por que tem coisa errada, fez uma corrida burocrática e pagou por isso no final. Williams foi desastrada no início da prova por segurar o ímpeto do Bottas (assim como a RBR fez com Daniel preterido por Vettel) e no final (não sei se por tentativa de compensar) se perderam ainda mais.
    O GP Da Malásia mais uma vez sai com polêmicas ordens de equipe (RBR e Mercedes o fizeram ano passado) e um GP abaixo do esperado.

  21. otavio disse:

    O pessoal reclama se deixa passar e reclama se ele segura!

    Massa mandou bem….Bottas acabou de pegar o onibus e ja quer andar na janela.

  22. Celso disse:

    Tenho um amigo que trabalha na Williams, que me disse que Toto Wolf da Mercedes, tem muita influencia dentro da equipe inglesa. Wolf está pressionando para a Williams dar status de 1o. piloto para Bottas, com Felipe servindo como uma espécie de ´tutor´, preparando o finlandes para pilotar na Mercedes em 2016. Inclusive, esse era para ser o papel de
    Maldonado desde a segunda parte do ano passado, porém o venezuelano não teria aceitado a função de coadjuvante e decidiu sair, mas antes alertou o Felipe por meio do filho do Todt (que é empresário de ambos).
    Segundo essa mesma fonte, que não quis se identificar, a Williams está rachada entre 2 posições: o diretor técnico Pat Symonds e Louise Evans, diretora financeira, apoiam Bottas e o plano de Toto Wolf. Do outro lado, Myke O´Driscoll, CEO e Mark Biddle, conselheiro, apoiam Felipe, dizendo que o ex-ferrarista é um piloto subestimado e se tiver apoio e status de 1o piloto ainda pode render tanto como em 2008. Quanto aos outros membros do staff, Patrick Head e Frank Williams não participam mais do dia a dia da equipe e Claire Williams tem uma postura neutra, tentando conciliar as diferentes posições, porque não quer se indispor com o pessoal da Mercedes e nem com o pessoal que apoia Felipe e as empresas brasileiras que investem na Williams.
    O que aconteceu hoje foi reflexo dessa disputa dentro da equipe. Pelo que me foi passado, entendi que o Felipe precisa andar sempre rápido e não ficar dando bobeira, do tipo ficar uma eternidade para passar um carros mais lentos como foi o caso hoje com as McLarens, caso contrário o Bottas vai engolir ele, porque o cara é bom e rápido!

    • AGS disse:

      Amigo, seu Info, esqueceu de dizer que o linguinha plesa, vai ser o cheff da cozinha da Williams, very soon budy,,,

    • Altair disse:

      Celso,

      Não seria Lee Harvey Osvaldo quem deu a ordem para Massa dar passagem ?
      E dizendo que se o Massa negasse ele mandaria a CIA sequestrar a mulher dele ????
      A coisa e muito mais simples pessoal :
      Toda equipe tem 2 pilotos e elas NATURALMENTE dão preferência sempre para o mais rápido !!!!
      Massa não era na Ferrari e até agora está mostrando que também não será na Willians
      Simples assim!
      Fico curioso como o blogueiros vão se portar com as ordens da Willians, será q demoníza-las como faziam com a Ferrari ????

    • Vito disse:

      Celso, realmente, faz muito sentido o seu comentário.
      É bem evidente (e lucrativo) o empenho de Toto em alavancar a carreira de Bottas (vide Bruno Senna e Pastor).
      Nas minhas conspirações, sempre achei que a Williams estava usando uma estratégia de lutador de boxe: arma-se a luta de um boxeador “mais experiente” para perder de um novato com potencial, o novinho ganha e os holofotes vão em cima dele.

    • Fábio Menegutti disse:

      Mas este é exatamente o problema do Massa. É especialista em ficar “empacado” atrás de carros mais lentos. Basta ver quantas vezes isto aconteceu nos últimos anos. Falta para ele aquele ímpeto que todo piloto de ponta na F1 tem: chegar e decidir. Usar dose extra de agressividade para ultrapassar sem perder tempo. Ele sempre acaba ficando acomodado e não passa ninguém do primeiro pelotão. E Bottas demonstrou na Austrália que parece estar muito bem neste quesito.

    • Eduardo Martins disse:

      Interessante o seu comentário, mas há alguns pontos que me fazem te questionar. A Williams quer voltar a ser grande, e se prestar ao papel de segunda equipe da Mercedes preparando o Bottas para eles seria pior do que abrir falência. Além disso, a Mercedes possui dois dos mais novos e mais talentosos pilotos da F1 com muita lenha ainda pra queimar. Por fim, o Bottas é muito bom sim, mas não tanto assim, afinal, o Massa está 2 x 0 nas classificações e ele não tinha carro sequer pra passar o Massa, o que dirá pra passa o Button.

    • zacarias disse:

      Esquisito a teoria de seu amigo. Porque o diretor técnico de um time vai querer criar um piloto para, em 2 anos, ele ir para um time rival??? Tipo, formar um funcionário que você sabe que vai para a empresa do concorrente!!! Não vejo sentido. Acho que seu amigo cheirou gasolina.

      • Celso disse:

        Será mesmo? É só ver o que a Williams vem fazendo nos últimos anos. Formaram o Rosberg e agora ele está na Mercedes! Formaram o Hulkenberg e deram-o de bandeja para a Force India! O mesmo poderá acontecer com o Bottas…

    • voulembrar disse:

      Quem disse que a Mclaren era mais lenta? tem o mesmo motor. E quem disse que Bottas pegaria Button? Bottas estava provocando, com alguém da equipe por trás daquela ordem. Tudo foi teatro da parte dele da equipe para desmoralizar Felipe. Ele pegou Felipe no ponto fraco, e aquela frase do rádio deixou isso claro, porque foi exatamente a mesma frase da Ferrari. Ele tinha o mesmo caro de Felipe, e não passou por isso mesmo.

      • Celso disse:

        As Williams estavam mais rápidas sim!
        Volta mais rápida:
        Button 1:46.039 (47); Massa 1:44.897 (44); Bottas 1:45.475 (31).
        Velocidade máxima:
        Massa: 324,50 (1º); Bottas: 320,60 (2º); Button: 308,40 (7º).

    • Razor disse:

      Primeiro vc diz que o cara é teu amigo, depois que a fonte “não quis se identificar”…é muita pataquada, amigo!

  23. AGS disse:

    VM…..Bons dias..
    Não quero ser pornográfico..mas..
    Bottas, poe tudo no Button do massa..
    Essa é a reportagem daqui há 3 provas..

    • Eduardo Martins disse:

      Duvido. Pra bater o Massa primeiro ele precisa aprender a se classificar melhor, depois ele precisa ter peito e carro pra conseguir passar o Massa na pista sem precisar de ordem de equipe. Só mesmo em sonho ele passaria o Button no ultimo domingo, se estava assim tão rápido deveria ter passado o Massa, mas nem ameaçou.

    • Pedro disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkk, boa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>