MENU

5 de abril de 2014 - 16:14F1

Bem que Sakhir

SÃO PAULO | Tinha uma personagem na ‘Escolinha do Professor Raimundo’, o Sandoval Quaresma, que era assim: respondia a todas as perguntas impecavelmente e, na hora de tirar o dez, vinha com um absurdo imenso. A nota vinha baixa, e ele respondia: “Tava indo tão bem…”. O Quaresma de hoje na F1 é Lewis Hamilton. Porque de nada adiantou o camarada andar todos os treinos livres possíveis na frente, longe de tudo e de todos. Chegou no Q3, e Nico Rosberg fez uma voltaça, 1min33s185, e tirou a invencibilidade do companheiro em classificações.

Foram quase 0s3 sobre Hamilton, que vai ter de amargar o segundo lugar no grid. Fosse o apresentador do ‘Fantástico’, viria com aquela pergunta do que isso significa, a pausa de suspense e o nada como resposta. Pior que não vale muita coisa. Só uma, vai: Lewis larga do lado emporcalhado da pista, com restos de borracha e areia. Teoricamente, Nico contorna a primeira curva na frente sem sobressaltos.

Ricciardo, coitado de novo… o cara se esmera à toa. Se bem que já se sabia que teria essa punição, mas ver o moleque largando em 13º depois de um desempenho desse, sua pole interna, é duro. Deve ser atração da corrida na recuperação. E vai se encontrar ali com Vettel, que mal foi ao Q3. Aliás, é curioso vê-lo dando entrevista com a calma que só o desespero traz. A Red Bull não tem muito a fazer a não ser comer o toco da Renault.

Quem se deu bem foi Bottas, mais rápido que Massa, que parte em terceiro e do lado limpo. E como é um cara que tem boa largada, é até capaz de pular em segundo na frente de Hamilton. É com isso que eventualmente pode contar Rosberg — por algumas voltas e contos de réis.

Pérez em quarto. É, sim, uma surpresa, embora o mexicano esteja com uma Force India muito bem acertada e conhecedora de Sakhir, vide os treinos da pré-temporada. O que é esquisito é ver Hülkenberg em 11º, também beneficiado pela agrura riccardiana. Seu tempo foi pior no Q2 que no Q1, o que indica algum problema ou mesmo erro que as câmeras não captaram. Hülk é daqueles que hão de vir no bolo da remontada com as Red Bull.

Button e Magnussen, sexto e oitavo, tão ali por estar. Não devem fazer cócegas, puro palpite. O carro é lindão à noite, mas não se vislumbra que briguem pelo pódio. O mesmo acontece com Räikkönen e Alonso — este, então, já entregou os pontos; na Espanha, já tem quem diga que começaram as negociações para um retorno à McLaren em 2015, que a Honda quer, que a equipe quer, que Ron Dennis quer. “E ele vai?”. Sei lá, mas ele talvez queira…

Massa em sétimo. Bom, a Williams está bem melhor no Bahrein, como apontavam os estudos da pré-temporada. Felipe que não foi bem, mesmo, e reconheceu que deveria ir mais rápido. A questão é que o episódio da semana passada deu um faniquito em Bottas, e o moleque vai fazer do FW36 e suas tripas coração para jogar as indiretas de que ele pode, ele consegue.

Assim, que Massa se recupere e faça igual. Senão, ai das pulgas dele.

Escolados que estamos pelas duas primeiras corridas do campeonato, que não se espere muito da prova deste domingo. Apesar da baloubetzada de hoje, Hamilton pinta como favorito, mas Rosberg tem um baita apreço pelo Bahrein. A briga pode ser boa. Bottas deve ser o outrista no pódio. E o resto que se arrume pelos pontos, incluindo as Toro Rosso.

14 comentários

  1. Walter Borges disse:

    Pois é caro Victor… o Massa é um fenômeno mesmo. É claro que como brasileiro eu vou torcer pro cara e tals mas… ele fala muito, meu… como fala… tem que falar menos e fazer mais. Esta estória de a Williams ter pedido desculpas pra ele é uma clara verdade, mas sair por aí batendo no peito e revelando tal gentileza, é muita falta de bom senso, para dizer o mínimo. E ainda acrescentou que isto “não vai mais se repetir”.. ora Felipe, entre no carro e acelere mais que o Bottas. O cara quer ser piloto número 1, tem que vestir a camisa da equipe e trabalhar. Que cara mais egocêntrico!! Só quero ver a cara que ele vai fazer se o Bottas figurar no pódio de amanhã… aí como você bem disse, ai das pulgas e carrapatos dele… tem que amadurecer e cair na real. Está cada dia mais se tornando um anti-herói.

  2. Anchor disse:

    O Alonso deve estar um desanimo só, uma decisão errada que o faz ficar oito anos sem títulos mesmo pilotando em alto nível, as vezes até sendo o melhor sem o melhor equipamento. Pra ele não importa onde, mas numa equipe que faça um carro para ganhar o título. A Ferrari nunca acerta de verdade, queria a RedBull agora o carro que anda é a Mercedez…ir para Mclaren? Ron Dennis…Honda no primeiro ano…O negócio é ficar e ganhar a disputa interna com o Raikkonen o que já é muita coisa.

  3. R/T disse:

    e o Alonso no FP 3 chamando o Kimi de “Salvador da Pátria”, hein ?
    peli jeito a coisa desandou na Scuderia

  4. Marcio disse:

    Com certeza vão mexer no regulamento para 2015, a turma de maranello deve estar buzinando alto na orelha do Jean Todt as ameaças de sempre, se retiar da F! e coisa e tal e chorando para o Tio Bernie alegando “prejudicar” o esporte, logo eles que são referência em ética esportiva, não fizeram um carro a altura? Cada um com os seus problemas…

  5. eduardo disse:

    A Red Bull e a Ferrari nao tem motor para competir com a Mercedes,a Willians e a Mclarem sao rapidicimas de reta assim como a Force India mas nao tao equilibradas nas curvas,a Mercedes tem o pacote completo e sera dificil ser alcancada ate o fim da temporada,para a corrida o Mercedes que largar melhor vence e aposto que sera comun na corrida ver as Red Bull rapidas colocando de lado no inicio da reta e chegar na freada meio carro atraz

  6. RenatoS. disse:

    Se o Raikkonen começar a andar, aí é que o Alonso vai mesmo. Pior pro Magnussem, porque se ele for, irá com status de 1º.

  7. Victor disse:

    Do jeito que o Alonso da uns azares na vida, ele sai da Ferrari e a equipe contra o Newey e o tira o Brawn da aposentadoria de uma vez só.

    • Victor disse:

      (…) contrata*…

    • Marcio disse:

      Eu diria até mais, quem também deve mudar de ares se a usina da Renault não reagir logo vai ser o Vettel, Já o Massa está mudou a cara para aquela expressão “2013″, ele está em jogo, sabe disso, o Tio Frank não costuma ficar fazendo graça com piloto, para demitir não pensa muito não e acho que o Felipe falou demais antes da hora (tá certo que a equipe deu uma escorregada na casaca da banana feia na Malaysia), mas a Williams não costuma ser muito tolerante com esse tipo de episódio de muito fala e pouca ação…gostaria do comentário do nosso querido Victor.

    • Goeoge SZ disse:

      E pensar que o Alonso se ofereceu para a Red Bull.
      Se tivesse ido, seria o mesmo que Senna, quando se ofereceu (só faltou matar um para ir) para ir para a Williams em 94 e quando começou o campeonato viu que o carro não era mais o melhor.

  8. Erick Breder disse:

    Essa punição ao Ricciardo é das mais injustas que eu já vi.

    Claro que já era sabido da punição desde a Malásia, mas o cara já tinha sido punido na corrida com um drive through, e é punido perdendo mais 10 posições no grid, num erro que claramente foi cometido pelos mecânicos e não por ele? Que dessem uma multa para a equipe ou algo assim. Duas punições para um mesmo erro é algo descabido na minha opinião, ainda mais quando a culpa, como visto, nem é do piloto.

    A FIA tá de palhaçada faz tempo, mas parece que ela gosta de se auto superar. Cada ano uma punição ou alguma invenção ainda mais ridícula.

    Não vou nem entrar no mérito desse tal fluxometro aí.. que já rendeu uma punição ao mesmo Ricciardo, e que sem querer advogar para lado A ou B, por si só não deveria nem existir.

    Que limitassem apenas a quantidade de combustível no tanque.. ora. Talvez até ajudasse a melhorar as disputas na corrida. As equipes poderiam configurar algumas opções de consumo de combustível, entre eles um de alto consumo que desse mais desempenho aos carros, e que poderia ser usado quando um piloto estivesse tirando vantagem de um concorrente na tentativa de uma ultrapassagem na corrida, por exemplo. Sabendo, obviamente, que não poderia fazer isso o tempo todo (então teria que saber o momento certo de usar isso), com o risco de faltar combustível no final.

    • eduardo disse:

      Na Nascar um piloto 31 voltas atrazado deu em dois pilotos de forma abisurda e nao aconteceu nada,na fresca F1 o Riccardo para o carro antes do pneu soltar nao pondo perigo para ninguem e e punido

    • Marcio disse:

      Concordo contigo, esse negócio de Drive through é uma babaquice, o cara é punido com 10 segundos…até ai beleza, vai para o boxes, tem de desacelerar, parar 10 segundo, retornar para pista…então a punição não são de 10 segundos. E outra o cara pagou a punição lá na Malasia, acabou…está prejudicando o rapaz que está apresentando uma ótima performance, visto a usina da Renault e a politicagem e agora toma mais 10 posições???? para com isso…então ou paga na Malasia ou paga no Bahrein…eu acho que esse Drive through devia ser acrescentado no tempo final do cara no fim da corrida e pronto, se for grave, toma punição para corrida seguinte. O que acham?

    • Walter Borges disse:

      Pois é Erick. Eu acho que o fluxômetro tem que existir se ele funcionar 100 por cento. Do jeito que está, é palhaçada. Está arranhando a imagem da Fórmula 1. Só pra aproveitar, eu acho essa discussão sobre o barulho do motor uma falta de assunto sem tamanho. Se o motor é V6, o barulho tem que ser V6, ora bolas… o resto é falta do que fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>