MENU

6 de setembro de 2014 - 13:13F1

Vendo Monza 87 único dono


SÃO PAULO
| Hamilton desencantou. E com estilo. Um sábado perfeito desde o TL da manhã, três partes da classificação lideradas, marra exposta, conquista e começo da vendetta. Levemente fortalecido e respaldado após do toque do GP da Bélgica, o inglês se sente em alta, e é nestas situações psicológicas que se dá bem. Rosberg não tinha muito que lutar diante do problema que afetou suas atividades e que foi resolvido com maestria pela Mercedes a tempo de poder disputar a classificação. O segundo lugar cai de bom grado e tamanho.

Não foi uma classificação das mais emocionantes, e a expectativa do Q3 era só para verificar se Hamilton perderia novamente para Rosberg na hora H. Mas tinha uns 0s2 ou 0s3 no bolso, e ficou com relativa tranquilidade com a pole que não vinha desde o GP da Espanha. A Williams ocuparia a segunda fila e a briga pela terceira tenderia à Ferrari e a McLaren. Só Magnussen, talvez, que não era esperado antes de Button e Alonso; ou que Räikkönen voltaria à velha forma desta temporada e soltasse flatos na farofa. Red Bull ali em oitavo e nono não chega a ser a maior das surpresas face o domínio dos abastados pelos motores Mercedes

Monza é um circuito fácil e não demanda muito do piloto, mas do carro, que trabalha em sua capacidade máxima em cerca de 70% da volta. E também não é, costumeiramente, uma prova que suscita emoções e ultrapassagens em cascata. Não desperta aquela empolgação de Spa-Francorchamps, por exemplo. A atenção de amanhã estará na largada: o quanto o pito dado após o incidente vai martelar na cabeça de Hamilton e Rosberg. O primeiro disse que não é ele que tem de se preocupar; o segundo soltou um “nada muda”. Tá bom… Se amanhã eles tiverem um mínimo encontro, Toto Wolff pega uma cinta de três pontas e dá sem dó neles. E não se duvide que lance no ar o desafio: pelo menos o vice cai fora da equipe.

Mas digamos que há um certo juízo ainda ali, e Rosberg principalmente não vai querer pagar pra ver. Há de contornar a primeira variante com toda a calma do mundo, nem que pra isso tenha de perder posição para os bons largadores da Williams. Faz lá sua corrida, dá uma baixada no fogo, e aos poucos toca a vida até que esqueçam o ocorrido na Bélgica. Hamilton, como diria o outro, é favoritaço à vitória. As Williams que briguem entre si pelo lugar que resta ao pódio. E tá mais que na hora de Massa mostrar serviço e descontar a goleada que vem sofrendo de Bottas.

Possivelmente na casa da Ferrari, Massa encontre um apoio extra. Porque o momento ainda é do brilhante finlandês.

1 comentário

  1. Eltontoptec disse:

    Hoje não teve flato na farofa, pro bem do “torneio” o luis poderia vencer amanhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>