MENU

18 de maio de 2015 - 13:30F1

Red Bull e Audi

SÃO PAULO | De volta após um período de descanso, cá estou a limpar as traças e teias do blog. Só para não deixar em branco, a vitória de Rosberg na Espanha ainda não me convence de que esteja apto a disputar o título com Hamilton. Pelo campeonato que vem se desenhando, é mais plausível pensar que tenha se tratado de um mal fim de semana do inglês do que propriamente um início de recuperação do alemão.

Agora, a marra que Hamilton tem mostrado, todo paquitão e putão com um lema tipo ‘sou praieiro, sou guerreiro, tô solteiro, quero mais o quê?’… se não tirar o foco dele das pistas, OK, que aproveite mesmo, mas tem chamado a atenção essa tendência James Hunt das últimas semanas.

Bem, vai aí uma informaçãozinha a respeito da Red Bull. Depois de brigar publicamente com a Renault e ameaçar deixar a F1, fazer as pazes e logo depois voltar a reclamar veladamente e dizer que a única solução seria a Audi, a equipe energética está, sim, conversando com a montadora alemã para que pelamordedeus a salve na categoria. A apresentação das medidas que pretendem mudar a F1 — e que precisam ser ratificadas — mantêm os atuais motores além de 2017, mas num carro que seria visualmente modificado, o que já daria à Audi um bom tempo de trabalho e um motivo especial na nova fase da categoria.

Pois a formação da provável aliança já bate na empresa que vai passar a fornecer o uniforme da Red Bull em 2016. A Puma fechou um acordo para voltar a ser parceira dos rubro-taurinos numa tentativa de se reposicionar como marca esportiva e alcançar Nike e Adidas a partir da próxima temporada. E os desenhistas da Puma — que estiveram em Hockenheim para acompanhar a etapa de abertura do DTM — já têm um esboço da roupagem e do material da Red Bull com as quatro argolas e a cores da Audi, ainda mantidos em sigilo.

2 comentários

  1. Gustavo Segamarchi disse:

    Eu também acredito, que a Red Bull já deve ter acertado as contas com a Audi, pois a insatisfação com a Renault é tanta, que a Red Bull já jogou a toalha no campeonato desse ano. O contrato da Red Bull com a Renault vence no final de 2016. A audi vive negando a intenção de entrar na F1, mas porque ela contratou o Stefano Domenicali, então?

    A Audi dizia que só não não tinha entrado na F1, só porque o Ferdinand Piech não permitia, agora que ele está fora, a empresa está livre para ingressar na categoria.

    Em 2017, as mudanças mais relevantes serão os motores de 1000 HP(e talvez, Bi-Turbo) e os pneus mais largos(ou pneus de 18 polegadas). Assim a Audi já entra na F1 com o novo regulamento e então ela terá mais tempo para trabalhar em sua unidade de potência.

    Vamos aguardar, 2017, promete.

  2. Eduardo Gasparrini disse:

    Conheço a fonte dessa informação.. hahahahahaha

    Só diria, “Prosit”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>