MENU

27 de fevereiro de 2018 - 12:54F1

É uma fria

DXDYsu8W4AAd3rp

SÃO PAULO | A neve atrapalha os testes em Barcelona. Sim, neve.

Uma frente fria da Sibéria derrubou as temperaturas em toda a Europa. A partida da Juventus contra a Atalanta foi suspensa no último domingo em Turim porque havia uma camada de gelo no campo que impedia a bola rolar. Na Alemanha, temperaturas chegaram a -25ºC. Na Espanha, acabou não sendo muito diferente sobretudo no norte do país.

Mas mesmo se não tivesse a neve, o frio não é aliado nunca. E é mais uma que não dá para entender da F1.

No ano passado, lembro bem que pilotos e equipes reclamaram das temperaturas baixas. Com novos carros e novos pneus, sempre é difícil ter as melhores referências e análises. A aderência é baixa. Neste ano, para acrescentar ao recheio, tem um novo asfalto em Barcelona. Até Räikkönen reclamou do frio excessivo. E ninguém quer ter um acidente com um carro que acabou de nascer e, eventualmente, nem tem peças propícias de reposição.

A questão é: por que diabos a F1 insiste em fazer a pré-temporada em Barcelona? Não há uma mente brilhante que olhe ali para Sakhir — temperatura entre 18º e 22ºC nesta terça — e veja que se trata da melhor opção para todo mundo?

F1, minha filha, me ajuda a te ajudar.

6 comentários

  1. Leonardo disse:

    Mas a resposta está no próprio site do Grande Prêmio: custos. Fica muito longe das fábricas, tentaram no passado e reclamaram do deslocamento.

  2. Thiago disse:

    Mas perai..Sakhir não é naquele país autoritário, que maltrata sua população e que alguns anos atrás quase correu o risco de não ter corrida por conta de protestos? E o GP não disse, acertadamente, que era um absurdo a F1 fechar os olhos pra aquilo?

    Agora do nada virou um bom lugar pra se ter testes?

    • Victor disse:

      VM responde: Ao que me consta, não há mais protestos no país (Bahrein) – o que também não diminui que o país ainda deva maltratar sua população de alguma forma. Mas se o tema é ‘maltratar a população’ e ‘protestos’, a F1 deveria não correr mais no Brasil.

  3. Regis disse:

    Vitor, uma solução poderia ser fazer a temporada mais ou menos como fazem com os campeonatos de futebol pela Europa. Pré-temporada em setembro com início para valer em outubro. No inverno do hemisfério norte (novembro a fevereiro), poderiam concentar as corridas nos hemisfério sul (Brasil, Australia) ou lugares onde o inverno é ameno (Bahrain, Cingapura, Abu Dabhi, Mexico).

  4. Bruno disse:

    A MotoGP organiza testes coletivos em Sepang, na Tailândia.. Em lugares em que o clima nesta época está muito mais ameno. Cidade do México, Sakhir, Abu Dhabi, pra não fugir muito, são locais em que a F1 corre e que o clima está mais propício para este tipo de atividade.

  5. Victor disse:

    Já não foram para o Bahrain anos atrás e reclamaram dos custos e de muita areia na pista?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>