MENU

18 de agosto de 2009 - 10:29F1

O anúncio da Renault

SÃO PAULO | A Renault levou oito dias, talvez esperando o resultado já esperado do recurso impetrado na Corte de Apelações da FIA, para comunicar que Nelsinho Piquet não fazia mais parte da equipe.

O comunicado, emitido às 9h no horário inglês, cita três vezes o nome do brasileiro. Diz que foi “liberado das obrigações do time com efeito imediato” em um “acordo mútuo” para “o melhor interesse de ambas as partes”.

Flavio Briatore só agradeceu a Piquet “por sua contribuição” no ano e meio em que esteve na Renault e “deseja para ele o melhor”. Nenhum ataque, nenhuma menção a nada do que Nelsinho falou na semana passada, estranhamente uma postura bem sossegada e tranquila, não condizente com a postura do dirigente.

Quando sair do armário do comunicado em si, durante o fim de semana, deve vir alguma coisa. Se não vier, o zunzunzum que eu ouvi de que muita coisa no ventilador pode ser revelada é o motivo para o cala-a-boca de Briatore.

Fato consumado, a verdade é que Romain Grosjean entra para a equipe no pior momento possível. Primeiro porque o carro não é lá essas coisas, e se for, o é só para Fernando Alonso. Segundo porque Grosjean, piloto de mediano para ruim, não atravessa uma fase das melhores na GP2. É só pegar a tabela de classificação e verificar: nas duas primeiras rodadas duplas, o franco-suíço fez 31 pontos. Nas quatro seguintes, apenas 14. Terceiro: o que tem de nego secando este rapaz…

Outra verdade é que Lucas Di Grassi, que passa a ser o reserva da Renault, se reveste da obrigação de ganhar o título da categoria de base da F1, tendo de descontar uma diferença de 17 pontos para o ascendente alemão Nico Hulkenberg. A Renault, vale lembrar, é quem toca a GP2…

O futuro de Nelsinho é que é uma incógnita, por ora. Mas dificilmente não estará em alguma equipe em 2010. O interessante será o desenrolar das negociações e a forma com que o pai Nelsão vai se envolver, agora como empresário oficial ou possivelmente com a função de dirigente no time escolhido.

7 comentários

  1. Clenio A. Vilela disse:

    Tudo que eu gostaria de falar sobre Renault / Piquet / Grosjean, o Conrado Andrade já colocou. Agora, que a corrida de Valência vai ser interessante, isso vai… Luca Badoer, Jaime Alguersuari e Romain Grosjeam em uma pista nada facil… e mais Kova e Naka sob pressão!

  2. Pedro Migão disse:

    Torcerei contra este rapaz até a última gota do meu sangue.

    Eu entendi mal ou o Briatore teve de ficar quieto porque, como se diz aqui no Rio, “deixou na reta” ?

  3. Jorge Costi Knoll disse:

    Grosjean, é outra vedete, e o que ele fez contra o outro piloto no acidente do treino do GP2 não é admissível. O erro foi dele, e jogou a culpa sobre o outro piloto que não tem a mesma notariedade que a mídia deu ao francês. Teve ainda a complescência dos fiscais de pistas, que injustamente conderam ao outro, e não Grosjean, por seu erro. Ele já chega na F-1 com toda a aintipatia possível, e tomara que se dê mal.

  4. Jorge Costi Knoll disse:

    – Torcerei sim contra Renault, contra Grojeain, e até contra Alonso, tudo por não fechar com F.Briatore, que é uma vedete. Pena que o Di Grassi, o Lucas, estaeja nas mãos deste dirigente inescrupuloso, o qual não mede seus atos para conseguir seus intentos. Torcerei para o Badoer, que susbtitui o Felipe, e também para Rubinho Pé no Chão, para que supere a sua má fase, e Brawn dê mais valor a ele, que é um excelente acertador de carro. Ademais, não aceito que a Fia tenha acolhido o recurso da Renault, pois quando as equipes serão chamadas as responsabilidades pelos acidentes em pista, ainda mais por negligência de sua parte.

  5. JC Simonassi disse:

    Acredito que esse anúncio que já era esperado e contribui com a sua informação da saída da Renautl da F1. A contratação desse francesinho é pra jogar pra torcida doméstica francesa antes de sair de cena.

    Agora qto ao tratamento dado ao Nelsinho, dá a impressão que ele foi contratado a contra gosto, inclusive do Briatore. Um bom exemplo disso foi qdo o Nelsinho chegou em segundo na Alemanha (o melhor resultado da equipe até então) e falando a imprensa o Nelsinho comentou que o Briatore tinha ido embora sem falar com ele depois da corrida e que só se falaram por telefone porque um dono de um time de futebol (acho que da Juventus de Turim) encontrou com Nelsinho num restaurante a noite e ao cumprimentá-lo ligou no mesmo momento pro Briatore e passou o telefone pro Nelsinho !!!

    Uma situação no mínimo estranha !!!
    Abraço
    JCS

  6. Tiago S. disse:

    Acho que Grosjean pode até se dar bem, o Alonso fez a pole na última prova, parece que o carro deu uma melhorada. Mas não levo em conta o atual momento da GP2, pra falar a verdade no ano passado ele também não fez muita coisa lá, não acho que ele seja a melhor opção da GP2 atual, tem lá uns 3 nomes melhor que ele.

    Eu acho que ele está dando sorte porque vai ter muitos poréns à seu favor, pela temporada em andamento, por não ter tempo de conhecer o carro, etc e tal e, terá outra chance com certeza no ano que vem. Do mesmo modo que o novado ai que eu ainda não decorei o nome, que caiu de paraquedas na F-1.

  7. Conrado Andrade disse:

    Belo post!

    Creio que a Renault realmente precisava de um francês no time. A pressão que NAP teve de lidar, veio desde a primeira corrida no ano passado. Em 3 corridas, a ameaça de demissão no meio da temporada era praticamente iminente. É como se houvesse alguma coisa por trás dos panos, querendo abrir vaga pro francês, desde o começo.

    Não concordo que seja o pior momento da equipe. Pior é o começo, quando se pilota o Segundo carro, do carro original que ainda está crú e em desenvolvimento. Agora, Romain, vai pegar uma Renault evoluída daquela que era no começo do ano.

    O francês ganha meia temporada pra esquentar; pra correr sem pressão alguma sobre seus ombros.

    O brasileiro, estreou direto na pindaíba.

    Pra mim é muito clara a diferença de tratamento e é por isso que julguei absolutamente injusta e patética a demissão do NAP da Renault. Não era só em relação ao Alonso. É em relação direta mesmo.

    E uma das coisas que vai incomodar, vai ser ver o francês fazendo corridas decentes com este carro. A injusta comparação vai ser feita por todos e por diversos patamares de avaliação.

    O que posso dizer, é que não vejo a hora de ver o NAP correndo a vontade na F1. É aí que ele vai deslanchar, pois o muleque é muito bom.

    abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *