Bia e a final da Indy Lights

B

SÃO PAULO | Tá lá na lista de inscritos para a prova final da Indy Lights em Homestead-Miami: carro 20, Sam Schmidt Motorsports, piloto TBA, to be announced.

Seria, normalmente, Bia Figueiredo.

Mas não é. E dificilmente será. Acontece que o orçamento estourou. Bia já não tem mais chance nenhuma no campeonato. E Sam Schmidt deve optar por um piloto que lhe traga a mola propulsora.

Bia viajou na noite de ontem de São Paulo para a cidade da Flórida. Vai conversar com o chefe, ou ex-chefe, sabe-se lá. De pilota titular virou última opção para o encerramento da temporada.

O que é bem, bem triste.

Sobre o Autor

8 Comentários

  • Acho incrível como essa menina não consegue um patrocínio de peso. Se bem que, com a mentalidade brasileira, talvez ela consiga algo se posar para uma revista masculina, ou se participar de um reality show. Mas guiando carros de corrida, não. Ela e outros bons pilotos acabam ficando no limbo. Triste isso.

    • Mais incrível ainda se você considerar que os empresários dela são o Augusto Cesário (da equipe de F3) e o ex-piloto André Ribeiro…

      Como é que ela não arruma patrocínio?

  • Que triste. Nossa, a Bia merece estar na Indy! Não poder participar da última etapa pode atrapalhar as chances dela, e que não são muitas já que o dinheiro vem primeiro. Basta ver algumas pessoas que nunca deveriam estar na Indy.

  • Acho que a Bia merecia uma chance na Indy, aquela categoria precisa de sangue novo. To cansado de ver pilotos como Ed Carpenter, Hideki Mutoh e Milka Duno enganando (essa última nem consegue enganar). O Mário Moraes melhorou bastante nesse fim de ano, o Rian Hunter Ray pareceu que ia mas não foi, está na hora de mudar um pouco pra variar.

  • Como é bem triste ver o ótimo Sergio Jimenez implorando por oportunidades, ver o Hover Orsi parado até há pouco tempo, o Carrapatoso com poucas oportunidades…
    Tanto piloto bom e zero de investimentos nestes talentos.
    Esse é o país da Copa e da Olimpíada, o país que mais saiu nos noticiários esportivos do mundo nos últimos dias mas coicidência ou não quando falamos de automobilismo falamos de: Acidente de Massa, perda de título pelo Rubens, trapaça de Piquet, autódromos “assassinados”, pilotos à pé, falta de público nas provas nacionais, debandada de patrocinadores, fechamento de equipes de tradição… tem algo de positivo pra se falar ???????
    Viva a CBA!! Viva Clayton Pinteiro!!

Por

O dono da bola


É jornalista, palmeirense, dinamarquês por opção e sempre pensou que ia ter de cobrir futebol antes de chegar ao automobilismo, que acompanha desde os 7 anos. E desde que se formou, está na Agência Warm Up e no Grande Prêmio, isso há mais de 13 anos. Neste tempo, foi colunista do iG, escreveu para 'Folha de S.Paulo', 'Lance!' , 'Quatro Rodas' e 'Revista Audi', foi repórter da edição brasileira da 'F1 Racing', cobriu F1, Stock Car, DTM, a Indy e quatro edições das 500 Milhas de Indianápolis, e outras categorias ‘in loco’. Agora também é comentarista dos canais ESPN. Conheceu cidades como Magdeburgo, São Luís, São Bento do Sul e Nova Santa Rita, traduziu um livro da Ferrari e já plantou um monte de árvores. Tem quem fale que seria um grande ator, mas ter ganhado o Troféu ACEESP 2011 como 'Melhor repórter' da imprensa escrita mostrou a escolha menos errada. Adora comida japonesa, música eletrônica e odeia ovo, ervilha e esperar. “Necessariamente nessa ordem", diz.
ASSINE O RSS

Arquivos

Categorias

Tags

Twitter

Publicidade

Facebook

Publicidade