Nelsinho, Ganassi e De Ferran

N

SÃO PAULO | Há quase um mês, quando Nelsinho Piquet — em meio à explosão do caso da armação do GP de Cingapura do ano passado — viajou para os EUA, houve um encontro com Chip Ganassi.

Nelsinho já fora preparado por Juan Pablo Montoya dias antes. O colombiano falou da operação da equipe, que se divide entre a Indy e a Nascar. Falou bem, é claro. E Piquet ouviu Ganassi. E da conversa, pintou um convite para andar com o carro de turismo.

O brasileiro topou o teste, e só falta acertar os detalhes. Na semana que vem, dia 12, segunda, Nelsinho anda com o carro da Nascar Truck, equipe Red Horse, no circuito de Rockingham, junto com Vitor Meira. Nenhum dos dois vislumbra possibilidade de guiar pela categoria.

E não está descartada a chance de Nelsinho testar em breve o monoposto da Ganassi, muito pelo contrário. A Indy é a segunda prioridade do piloto. E além da Ganassi, a De Ferran, estreante em 2010, já iniciou contatos com Piquet. O grande problema deste cenário é o pai. Pelo acidente que teve em Indianápolis em 1992, Nelsão vê a Indy como uma guilhotina.

Sobre F1, Nelsinho chegou a dizer que cogita uma remota vaga na Toro Rosso. Muito improvável. A Campos é a única alternativa.

E no fim das contas, até que surgiu muita coisa diante do destino que lhe parecia fúnebre.

Sobre o Autor

17 Comentários

Deixe uma resposta para dcoelho Cancelar comentário

  • bom todo mundo merece uma 2º chance,eu to torcendo para o nelsinho volta para formula 1,as pessoas falam demas quem que não fez algo errado,as pessoa gosta de fala mal de julgar mas deixa essa pessoa que só ver os defeito do outro pra la..concerteza nelsinho vc vai voltar voçe voltar voçe mereçe..

  • Esse negocio da Nascar ou da Indy, o Nelsão vai fazer tudo que puder para evitar que o filho corra lá.
    O trauma pelo acidente em 1992 vai falar mais alto. Indy ou Nascar pro Nelsinho só mesmo em ultimo caso.
    Olha o Vitor Meira, ficou um tempão afastado das corridas pelo acidente em Indianapolis, tá voltando agora.
    Mudou os carros mas ainda é perigoso. Principalmente para um estreante.

  • Essas equipes estreantes da F1 precisam de gente que abra a carteira. Elas só deram a garantia de ter os recursos básicos pra alinhar os carros no grid. Mas para desenvolvimento, dificilmente tem alguma com grana suficiente (talvez a lavanderia Lotus, com dinheiro obscuro da Malásia…). Um piloto com sobrenome tradicional, experiência e com um belo reforço financeiro teria plenas condições de arrumar uma vaga. Nelsinho tem tudo isso.

  • Penso tb que a Campos não seria uma boa para o Nelsinho em termos de desempenho do carro!Pela GANASSI ELE ENTRARIA PELA PORTA DA FRENTE NA NASCAR OU NA Indy!Boa sorte para ele!

  • O lance da Toro Rosso foi em 2008. A equipe queria o Nelsinho para a temporada 2009 mas ele, infelizmente, decidiu ficar lá na Ruinault.
    O jornal Marca, espanhol, disse que Nelsinho estaria negociando uma vaga na equipe Campos. E que o Nelsão seria um dos acionistas da equipe.
    Mais um boato daqueles né?.

  • Não vejo logica nestes comentários que dizem que ele não fez por merecer um lugar na F1.. Quando tevecarro bom , sempre andou bem. Queiram ou não teve bons pegas na F1, um podio , e recentemente deu um belissima ultrapassagem por fora em Hamilton, de quem em 21 confrontos na GP2 – foi melhor em 11. Comparando-o com Grosjean , nem se fala.. Assim se destaques da principal categoria de acesso a F1 não servem ..quem servirá ? …..Bruno Senna..Di Grassi..duvido que qualquer um desses, na mesma situação de Nelsinho, fizesse melhor…

    Deixem de torcer contra o Kra..ele merece noca chance sim

  • A USF1 Já Falo Q dificilmente tera pilotos Americanos O Ano q vem. Quem Sab ele faz uma Visitinha lá em Charlotte,
    Confere c tem alguma coisa pronta e Fica Por Lá.
    Em Relação a Campos, O Nelsão solto, na entrevita q naum foi completa ao ar(Globo Vagabunda), q ele estaria conversando com eles. Qm sab no q vai dá. Oimportante é q para onde ele for, q c dediq ao maximo para mostrar q ele e o piloto q foi nas F3 e Gp2.

  • A Toro Rosso já confirmou os atuais pilotos pra 2010.
    Nelsinho Piquet não fez por merecer (estou falando de desempenho) um lugar na F1, mas ainda sim é um piloto de ponta, se ele conseguisse correr pela Ganassi seria muito bom pra ele

Por

O dono da bola


É jornalista, palmeirense, dinamarquês por opção e sempre pensou que ia ter de cobrir futebol antes de chegar ao automobilismo, que acompanha desde os 7 anos. E desde que se formou, está na Agência Warm Up e no Grande Prêmio, isso há mais de 13 anos. Neste tempo, foi colunista do iG, escreveu para 'Folha de S.Paulo', 'Lance!' , 'Quatro Rodas' e 'Revista Audi', foi repórter da edição brasileira da 'F1 Racing', cobriu F1, Stock Car, DTM, a Indy e quatro edições das 500 Milhas de Indianápolis, e outras categorias ‘in loco’. Agora também é comentarista dos canais ESPN. Conheceu cidades como Magdeburgo, São Luís, São Bento do Sul e Nova Santa Rita, traduziu um livro da Ferrari e já plantou um monte de árvores. Tem quem fale que seria um grande ator, mas ter ganhado o Troféu ACEESP 2011 como 'Melhor repórter' da imprensa escrita mostrou a escolha menos errada. Adora comida japonesa, música eletrônica e odeia ovo, ervilha e esperar. “Necessariamente nessa ordem", diz.
ASSINE O RSS

Arquivos

Categorias

Tags

Twitter

Publicidade

Facebook

Publicidade