Made for USA

M

SÃO PAULO | Mais um giorno corrido. Vamos lá. Além daqueles seis pilotos que devem fazer parte da temporada completa da Indy — HCN, TK, MM, RM, VM (não eu, óbvio) e BF —, um sétimo negocia e um oitavo está visando a Indy Lights.

Mario Romancini, segundo me disse Marcus Lellis, pode correr pelo menos a etapa brasileira. E Nelson Merlo negocia com algumas equipes da categoria de acesso, de acordo com uma coruja visionária.

Sobre o Autor

6 Comentários

  • Caro Victor Martins,, preciso mandar um e-mail para vc,, qual o seu por favor …………..
    Estamos sabendo também que o grande Gil de Ferran está tentando colocar um time na categoria,,, o grande premio o entrevistou,,, então eu gostaria de saber sobre os custos de uma temporada na Indy,, de uma equipe completa com 02 carros,, de um carro durante a temporada etcs,, quanto um piloto Brasileiro que muda de categoria por exemplo e vai para os EUA correr na Indy precisa levar em patrocinios.??
    valeu,, T+

  • Eu olhei pro RM e pensei “será que… É ELE?!”. Aí depois eu me lembrei do Raphael Matos e fiquei meio aborrecido, hehehehehe.

    RM esse que, mesmo com 50 anos, sempre tá lá procurando alguma coisa pra fazer na Indy. No ano passado, tava lá em Indianápolis.

    E Nelson Merlo merece coisa melhor.

Por

O dono da bola


É jornalista, palmeirense, dinamarquês por opção e sempre pensou que ia ter de cobrir futebol antes de chegar ao automobilismo, que acompanha desde os 7 anos. E desde que se formou, está na Agência Warm Up e no Grande Prêmio, isso há mais de 13 anos. Neste tempo, foi colunista do iG, escreveu para 'Folha de S.Paulo', 'Lance!' , 'Quatro Rodas' e 'Revista Audi', foi repórter da edição brasileira da 'F1 Racing', cobriu F1, Stock Car, DTM, a Indy e quatro edições das 500 Milhas de Indianápolis, e outras categorias ‘in loco’. Agora também é comentarista dos canais ESPN. Conheceu cidades como Magdeburgo, São Luís, São Bento do Sul e Nova Santa Rita, traduziu um livro da Ferrari e já plantou um monte de árvores. Tem quem fale que seria um grande ator, mas ter ganhado o Troféu ACEESP 2011 como 'Melhor repórter' da imprensa escrita mostrou a escolha menos errada. Adora comida japonesa, música eletrônica e odeia ovo, ervilha e esperar. “Necessariamente nessa ordem", diz.
ASSINE O RSS

Arquivos

Categorias

Tags

Twitter

Publicidade

Facebook

Publicidade