MENU

26 de setembro de 2010 - 12:34F1

Foi Maluf quem fez, 4

SÃO PAULO | Era Alonso ou Vettel. Essa McLaren aí é uma mentira. Não teve bote, nem sequer chance de ameaçar os dois primeiros. Então era Alonso ou Vettel. E com os dois andando no mesmo ritmo, forte e sem erros, era só na estratégia de boxes que o alemônico conseguiria superar o hispânico. A história da corrida foi decidida na volta 29, uma antes das paradas dos dois primeiros.

Foi ali que a Red Bull foi burra demais. Porque o homem da placa ali na beira da pista chegou e colocou a informação: PIT. A Ferrari teve 1min50s para se preparar calmamente, sem que a rival percebesse. Avisou Alonso e voilà!, o jogo do cerco estava feito. E Vettel também foi pouco inteligente. Já que tinha condições de dar mais uma volta, poderia ter percebido o movimento à esquerda para entrada nos boxes do rival e, naquele momento em que vinha mais rápido, tentar a superação no giro seguinte.

O que se viu, então, foi um comboio. Nenhuma tentativa real.

Atrás a corrida até que teve muito movimento. Começou com Heidfeld voltando com alguma raiva guardada da Force India, batendo nos dois carros. Sobrou para Liuzzi, que vai de mal a pior, e deve perder o cockpit para Di Resta — não duvidaria nas próximas corridas. Veio o safety-car, e Massa já tinha feito seu primeiro pit-stop, enquanto a gente ouvia que era quase uma dádiva celestial largar em último. Aí Massa subiu para 15º, 14º, sei lá, e empacou. Com o mesmo carro do vencedor da prova, não arriscou uma ultrapassagem sequer, e ainda foi conivente com a inércia de todos os pilotos que ficaram voltas e voltas preso atrás de um destemido e impetuoso Glock e sua Virgin que se recusou a abrir as pernas. De novo: é pouquíssimo para um piloto Ferrari. O único piloto das equipes grandes que não briga pelo título. Os rumores seguem de Kubica no seu lugar. São rumores, de fato. Mas as queixas não poderão vir se virarem fato.

Até porque Kubica fez um corridaço. Não fazia lá grande coisa até seu pneu furar. De sexto, despencou para 13º. Aí veio babando e passou um a um, Alguersuari, Buemi, de Petrov deu dó, Massa foi jantado, Hülkenberg não ofereceu resistência e com Sutil foi cruel demais, passando por fora na curva em que Hamilton tentou manobra semelhante após a saída do segundo safety-car com Webber e se viu putinho metros depois ao abandonar mais uma vez. 

O Hamilton de 2007 reapareceu. Se ele vinha mais maduro, até pela temporada adversa que teve no começo de 2009, jogou muito do campeonato fora em duas corridas. Lewis subestimou um Webber que, nestes tempos de incrível Hulk, jamais permitiria ser superado daquela forma, numa disputa de líder com o então vice-líder. Digamos que Hamilton tenha perdido 12 pontos em cada uma destas provas. Com mais 24 estaria com 206 na classificação, pimpão e na ponta. Fraquejou.

Webber foi o único dos ponteiros a tentar algo diferente. Assim que o SC entrou, foi para os pits para se livrar dos pneus macios e fez uma longa jornada com os duros. Partiu para cima de Kobayashi e de Schumacher, não arriscou com Barrichello e esperou que os rivais parassem para então subir para o terceiro lugar. É um Webber combativo, diferente, impressionante, que merece aplausos, um Webber que quase ninguém esperava se mostrar assim. Ainda que Alonso esteja em fase estelar, não se espera que o australiano vá esmorecer — ainda que não tenha experiência nenhuma de luta por títulos.

Button, cerebral e lorde, fez o que dava com a McLaren relegada à terceira força. Quarto lugar, aquele que conseguiu na largada, 12 pontinhos, e na base do vamovê para as quatro — ou seriam três? — etapas finais.

Barrichello foi discreto, porém eficiente. Recuperou-se das duas posições perdidas na largada e chegou em sexto. São 39 pontos que pouco expressam sua ótima temporada. O X-Hülkenburg  poderia ter sido mais ousado, só seguiu Sutil e preferiu não ir para o vinagrete. Fez lá seus dois pontinhos. Daí os comissários resolveram brincar: puniram Sutil depois da prova por ele ter cortado a curva 7 e levado vantagem… na primeira volta! Aí os indianos, birrentos, dedaram que Hülk fez o mesmo e, oh!, punido! Então o que Massa não conseguiu em pista, obteve no tapetão: oitavo. E a Williams, que tem muito mais carro que a Force India, perde para os dalits em 4 pontos.

Kobayashi, o mito, foi do céu ao inferno em poucos segundos. Foi passar Schumacher e jogou o multicampeão pra fora. Logo depois, deu no muro da entrada ali de onde tem o estádio que já sediou os Jogos da Juventude, mas que alguns esperam para o mês que vem. Pior para Senna, que vinha logo atrás e não viu o carro ali parado, juntando-se aos cacos da Sauber. A praga do Bruno Mantovani é forte. Eu, hein. E a prova ainda teve o fogaréu na Lotus de Kovalainen, que vinha para os pits e resolveu parar na pista. No começo, achei que o finlandês estava louco. Mas depois vi que sua atitude fazia sentido: um carro naquele estado perto das pessoas e com combustível por perto poderia provocar um acidente terrível. Mandou bem.

A F1 parte para Suzuka, onde as coisas devem estar bem equilibradas. A McLaren tem histórico naquela pista, sempre vai bem. É talvez o match point dos prateados. Button não pode vir mais na toada e precisa partir para o ataque. E Hamilton, na mira do paredão, está à prova. A Red Bull ainda não pode pender para o lado de Webber porque Vettel ainda está no páreo. A Ferrari é toda Alonso e vai ter de arrancar de Massa um esforço para que tire pontos das outras. Campeonato bom demais, esse.

Compartilhar

29 comentários

  1. Fernando disse:

    A Williams tem muito mais carro que a Force India? Só se for de 3-4 corridas para cá. O resto do ano inteiro a Force India mandava ver nas Williams.

  2. Conrado Andrade disse:

    “O que se viu, então, foi um comboio. Nenhuma tentativa real.”

    Victor, meu camarada, essa frase me chamou muita atenção. Sou de uma época diferente… não peguei aquela época de ouro que vcs tanto falam. Mas gosto muito, faço pesquisas por hobby e entendo pq pensam assim…

    Existe uma série de vídeos no Youtube, entitulados “F1 Battle”. Tem uma briga em Imola, entre Alonso e Schumacher em 2005, fantastica, mais ou menos tipo a que vimos em Cingapura entre Alonso e Vettel (mais ou menos! em Imola, mais farpas). Existe um outro pega, tambem em Imola, entre Gilles Villeneuve e Didier Pironi (se não me falha a memória) em 1982. E tambem um, entre Ayrton Senna contra Michele Alboreto, tambem em Imola, em 1986.

    Todas as situações são brigas na mesma pista, com pilotos talentosos e carros equivalentes naqueles momentos. E é comparando esses vídeos que a gente tem uma noção do quão mais difícil/fácil é, fazer uma manobra de ultrapassagem, hoje em dia. Não se tem mais a embreagem, marcha na mão, pilotar com uma mão só… nada disso. Em compensação, as reações são extremamente mais rápidas; as retomadas; as frenagens… sinceramente não tem nem comparação. Até pequenos movimentos como tirar o carro do vácuo. O tempo de resposta é desprezível hoje em dia. Antigamente não era. Dava pra “trabalhar” com as margens de tempo de resposta (frenagens, reacelerações, até troca de marchas, etc).

    Em 2005, no combate entre Schumacher e Alonso, dá pra ver o quanto mais dificil é de arrumar espaço, em comparação com o pega do Gilles com o Pironi na “época áurea” da F1. Mesma pista, dificuldades diferentes. Não melhor, nem pior: diferente. É tudo muito mais rápido. Muito. Particularmente gosto. Mas sinto falta das trocas e “retrocas” de posição. Hoje, se vc passa, vc vai embora.

    Falar que não houve nada, nenhuma tentativa real, na briga entre Vettel e Alonso, é desconsiderar o que cada um dos pilotos estavam fazendo na pista. O mesmo vale pro Massa que ficou preso lá atrás… e pro comboio todo. Na TV pode ser dificil de notar. Mas essas corridas que nos parecem “monótonas” na realidade é extremamente exaustiva pra um piloto. O trabalho de Vettel era o de forçar o erro de Alonso, visto que não era possível passar sem forçar uma situação perigosa, dada as circunstâncias do campeonato. Assim como Schumy tenta fazer em Imola. O (trabalho) de Alonso, manter a concentração até o fim, sem o menor vacilo – e é nisso que ele é fantástico. Só que Vettel não conseguia se aproximar, pq entra a turbulencia, a falta de aderência a partir de então, aquela performance que lhe dava a oportunidade de tirar vantagem, vai pras cucuias e a aproximação fica muito mais complicada.

    Essa corrida “monótona” foi extremamente interessante, na realidade… bem mais que Monza.

    Abraços

  3. Claudio José disse:

    “… a Red Bull foi burra demais.” “E Vettel também foi pouco inteligente.”

    Me desculpe, caro blogueiro, mas acho que quem está equivocado é você…
    O próprio Vettel avaliou que a decisão da equipe foi correta, devido aos pneus extremamente gastos. “Os pneus traseiros estavam quase acabando. Fiz o máximo que pude para ficar o mais próximo possível”, comentou. Ele ainda disse que, “ficando na pista, a vantagem de Fernando só aumentaria”.

  4. Felipe Fugazi disse:

    “…O estádio que já sediou os Jogos da Juventude, mas que alguns esperam para o mês que vem…”
    Como diria o outro…”Ô Loco meu!!!”

  5. A Red Bull não errou a estratégia. Se ficasse uma volta a mais na pista do que Alonso ele voltaria atrás da mesma forma. Basta ver como vinha sendo o desempenho do Button, que havia parado momentos antes e vinha virando 2s/volta mais rápido do que antes. Se ficasse mais duas ou três voltas na pista, o Vettel e o Alonso corriam o risco de perder a posição pras McLaren.
    A esperança seria que o Alonso tivesse um problema no pit ou que conseguisse passá-lo na pista com pneus novos.
    A primeira esperança não deu certo pois o Vettel conseguiu QUERER SAIR EM SEGUNDA MARCHA do box e acabou perdendo tempo nisso. A segunda esperança da RedBull tb não funcionou pq o Vettel não podia ficar muito tempo na cola do Alonso pq estava tendo superaquecimento nos freios.

    Stênio (Podcast ButecoRacing)

  6. Carlos disse:

    A pista não tem condições de ultapassagem? Não avisaram ao QWeber e ao Kubica os dois estão de parabens. É como disseram, falta determinação a maioria isto sim.

  7. Alexandre Garrincha disse:

    Ao sr. Guimarães: Se a melhor temporada de um piloto com 300 gps inclui brigar com um novato, errar boa parte das largadas e passar reto na curva, juntando o Alonso, então imagina as outras temporadas. Não sou viúva do Senna, longe disso. Bom, com todo respeito, fique com a tua opinião, continue venerando Barrichello. Quem sabe um dia sejas feliz. (ah, respondendo ainda sua afirmação: Alonso, Webber e, principalmente, Vettel, fizeram muito mais com carros piores, sendo novatos ainda. Hamilton realmente não sei, só dirigiu carro de ponta. Pesquise antes de desafiar.)

  8. Davi Ribeiro disse:

    Esqueçam Massa! Ele já se rotulou segundo piloto e ponto final! Alonso já conquistou a Ferrari e qualquer um que sentar ao seu lado vai ser segundo piloto. A equipe vai trabalhar para Alonso.
    Também detesto a empáfia do austuriano, mas ele é o cara! Tudo indica que vai ser campeão. Está forte psicologicamente e tem tudo para continuar assim até o final. E brigando com novatos – considerando o fato de Webber e Vettel nunca terem disputado um título -, ele é el fodoon!
    Só uma coisa me deixa de orelha em pé! Como a Ferrari, sem poder treinar, conseguiu transformar seu carro em vencedor de uma hora para outra? Hummmm…

  9. Jorge Hernam Valenzuela disse:

    O Bruno Senna não ia estreiar na Fórmula 1, este ano? Eu li em algum lugar…

  10. Olivio disse:

    Cara e Vetel e é um projeto que parece que nunca vai sair da prancheta. Só vive dando “mole” , diria que não tem garra pra partir pra cima quando pode.
    Nosso Massa…. É acho que levaremos ainda algum tempo pra ver um brasileiro Campeão!
    Abços.

  11. Pois é… por mais que tentem , o Massa é um excelente piloto e é só !!! Para o up grade onde estão Fittipaldi, Piquet , o pirotécnico do Sena e até mesmo o consistente do Barrichelo …. faltam muitos giros de motor e o famoso algo a mais … É simples , ou se têm…. ou simplesmente não se têm

  12. gilberto costa disse:

    stock car vai bem, obrigado. ninhuém, vê e só tem resultados contestados. que tiro no pé. globo tem exclusividade e não transmite.

  13. leandro oliveira disse:

    a diferença entre o genio e o piloto rápido estão nesses detalhes…esse 1:50 seg que o alonso teve foram cruciais para corrida.
    tá certo…sem carater nenhum…mas que o asturiano caminha para se tornar genio…isso caminha

  14. niko disse:

    Alonso será o campeão de 2010! e se bobear nem vai precisar dos 7 pontinhos que “roubou” do Massa!

  15. Paulo Ribeiro disse:

    Sugiro uma pesquisa no site para saber o que o torcedor pensa em respeito a Massa na Ferrari?

    O Massa deve permanecer na Ferrari em 2011?

    Uma eventual mudança de equipe não iniciaria uma nova fase em sua carreira?

  16. Até que o Maluf fez bastante no fds !

  17. Sacx disse:

    É tão fácil falar… Crítica ou opinião?

  18. Paulo disse:

    Anderson, sem querer ser chato, mas o Barichello é hoje o melhor dos brasileiros no grid. O Massa NUNCA teve a confiança da Ferrari. O Di Grassi é um bom piloto? Pode até ser, mas no mínimo para provar isso ele deveria andar na frente do seu companheiro de equipe (que por sinal também não é nenhuma maravilha). O Bruno tem o DNA Senna mas NÃO tem talento, não adianta, o DNA por si só não garante que o filho de um schumacher por exemplo, vá se tornar um campeão. Quanto ao Nelsinho, ele é o exemplo do que eu citei. Ele NÃO tem a personalidade do pai, e nas corridas de F3 e GP2 que você assistiu, ele tinha uma estrutura gigante só para ele, a começar pelas equipes próprias, e talvez tenha sido esse o maior erro em sua carreira.

    • Alexandre "Garrincha" - Florianópolis/SC disse:

      Massa pelo menos já esteve a alguns segundos de ser campeão. Rubinho nunca sequer liderou o campeonato, nem que seja por uma volta. O problema do piloto da Williams é a falta de combatividade, sempre teve dificuldades com um carro mais lento à frente. Nessas corridas onde corre sozinho, vai levando de boa, só que seu companheiro de equipe (novato) parece ter mais pinta de brigador, não demorará para deixá-lo pra trás. Massa já foi bem mais combativo, mas agora tá amolecendo também, é uma pena, mas ainda o acho mais piloto que Rubens (se bem que discutir “melhor brasileiro do grid” não vale muita coisa hoje em dia).

    • Guimaraes disse:

      Para esse Alexandre, idiota aí.Se não sabe nada sobre o esporte F1, cala a Boca.Se ainda tá nessa de viuvinha do Senna, vai passar muita raiva ainda.O Rubens é no meu conceito O MELHOR PILOTO DO ANO.Queria ver o Alonso, Hamilton, Vettel, conseguir o que ele Rubensm conseguiu com o motorzinho Cosworth.O Rubens está fazendo milagre, parece que esta temporada está sendo a melhor de toda sua carreira, podendo demontrar o qual competente e técnico é.Esse meu conceito é participado por 90% dos fãs da F1.O Rubens está demonstrando à todos os telespectadores do Casseta e Planeta que não é bem assim.

  19. ba disse:

    Não sei onde li (acho que foi num blog tipo o seu), mas a frase era assim “a F1 é momento. E ele é de Alonso.”
    Torrei a língua quando o chamei de fogo-de-paia…

  20. ethal disse:

    QUE LUGAR CHEGOU O PROST ?

  21. Oi Victor, para mim a corrida de Mônaco e essa de Cingapura e maravilhosa em relação as imagens. Da corrida fico triste que o Dick “Alonso” Vigarista tenha vencido. Este ano minha torcida vai toda para que o Campeão da Fórmula 1 seja para quem ainda não tem título, portanto acelera Vettel e Webber….

    Obs: E triste de torcer para os Brasileiros…a mídia especializada tenta fazer o Rubinho andar mais do que ele pode, ele poderia vir em 2011 para Stock Car logo né…fica tirando a vaga de novos pilotos.

    O Massa…bom depois que tirou o pé….nunca mais será o mesmo…seu destino na categoria…e o mesmo do Barrichello mas com tempo de validade bem mais curto.

    Do Di Grassi…bom piloto…vamos ver se arruma Dim dim se não perde a vaga….

    O Bruno Senna…realmente ele tem a torcida do MUNDO, mais vai ter que arrumar uma mala bem cheia de dinheiro para conseguir um carro melhor….se não…..

    Minha esperança e que o Nelsinho Piquet…tenha uma nova oportunidade e escreva um novo fim de sua história na Fórmula 1, e falo isso me baseando nas corridas que eu assisti na F3 e na GP2 e algumas na F1…..Volta logo Nelsinho….o Nelsão você tem que ajudar Tri-Campeão.

    Parabéns pelo trabalho Victor.

  22. ton disse:

    Webber será o campeão por merecimento, apesar da equipe trabalhar mais para o Vetel…

  23. Rafael Palacio disse:

    Victor,
    A príncipio eu também achei que a Red Bull errou na estratégia. Mas será que não ficaram com medo de um safety car estragar tudo?
    Por exemplo, Alonso para, Vettel abre uns 30 segundos, vem uma bandeira amarela, ele para e perde posição para todo mundo que já parou.

    Será que não foi essa a idéia?

  24. Marilia Compagnoni disse:

    Hahaha vc tb chama esse GP de Pingapura?

  25. Sanzio disse:

    Só quero ver se a tendencia prossegue e na próxima corrida Alonso e Vettel ficam a chupar os dedos, tipo o que aconteceu em Spa/Monza. Aí sim vai ser de pegar fogo o final de campeonato. e não terá Kova bombeiro que apague!

  26. Mauricio disse:

    Acho que vai ser difícil segurar o Alonso nesse fim de campeonato…no mais, achei que só eu tinha percebido o locutor dizer “…o estádio que daqui a 30 dias vai sediar a abertura da Olimpíada da Juventude…”.

  27. roxxon valdez disse:

    que corrida modorenta no mickey mouse de cingapura. deu sono. um bando de pilotos covardes sem arriscar nada. e ainda querem impor que alguém fez uma grande corrida. dá parar rir.o campeonato já terminou. a maioria corre só para cumprir tabela. as medidas para movimentar o esporte deram em nada. ainda por cima censuram os sites que tranmitem imgem via web. ficamos por conta dos esclerosados globais repetindo as memas velhas historinhas de 30 anos atrás. que tédio!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *