A várzea de rodas, 14

A

SÃO PAULO | Cá estou, acompanhando pela TV, algumas agruras que estão acontecendo, principalmente na Stock Car e o circuito de Brasília que é absolutamente inútil para qualquer prática de automobilismo, tirando o rali, e quem quiser entender melhor vai lá no Grande Prêmio. “Ah, você vai bater na Stock Car, que ela tem a ver com isso?” Tem, tem e muito. Tem porque uma categoria que bate no peito, estufada e linda como se acha, a melhor do Brasil, da América Latina, quiçá do universo que considera os asteroides e corpos celestiais que passam raspando em nosso planeta, tem fiscais, diretores e aspones muito bem contratados e suficientemente inteligentes para analisar e entender que não há absolutamente nenhuma condição de se correr ali. Que se chegasse ali depois das reformas, porcas e ridículas, e se averiguasse, com um mínimo treino, e verificasse que há um bueiro que se solta, que o cimento se desfaz, que a pista é um pasto e um canteiro de terra vermelha, linda, própria para o plantio.

Qual é o problema dessa gente que comanda a Stock Car de tomar uma decisão de cancelar a etapa, antes ou mesmo durante o fim de semana? Um papo entre nós, que ninguém nos leia: o campeonato aí até agora não arrumou um patrocinador principal depois que a Caixa e o Dudu, que preferiu ler, saíram. Eram 16 milhões de dilmas num período de três anos. Dias antes do começo da temporada, a empresa que oferecesse até um 1/3 ou 1/4 disso, levava. Nem isso conseguiu. Claro: TV fechada em sua maioria e esse subtratamento que ela mesma se dá explicam a ausência de interesse das grandes marcas deste mundo brasilis.

Mas vamos ao patamar acima, a CBA. O que cazzo faz essa entidade? Que cazzo faz esse presidente Cleyton Pinteiro? Eu sinceramente não sei. Alguém que vive o automobilismo brasileiro sabe me apontar uma benfeitoria que este senhor trouxe nos últimos quatro anos para ser comandante do esporte nacional? Será que ele sabe que houve uma reforma em Brasília? Será que ele sabe que aconteceu isso, uma destruição da área de escape das curvas 1 e 4 que impediam que os carros corressem apropriadamente sem que sugassem uma tampa enferrujada de boca-de-lobo ou que esfacelassem a parte acimentada? O que Pinteiro sabe de automobilismo? Ele sabe algo?

Então é assim: o governo libera uma verba para reformas suínas, e aí chamam uma empresa que não entende do negócio, e se aceita, assim, do mesmo jeito que fizeram a porcaria da reforma da chicane ali no Café em Interlagos com a pachorra de conseguir errar a zebra. E por que a federação do DF não faz nada? Ah, segundo ouvi aqui e ali, a federação do DF foi desfiliada. “Como assim?” É, desfiliada. Se a entidade local tivesse algum comando sobre isso, provavelmente não teve. A entidade de Napoleão Augusto Ribeiro e Dione Rodrigues de Souza estava sob suspeita por uma “eleição totalmente irregular”.

O negócio é sujo demais. É vergonhoso, não evolui, nem mesmo fica no patamar de descaso e descalabro. É um poço, lameado, descuidado, que também envolve o não autódromo novo do Rio de Janeiro, que por lei deveria sair enquanto Jacarepaguá fosse varrido do mapa, mas Pinteiro, a federação do Rio, a vida, só acompanham pelo noticiário, porque é lindo que esteja no noticiário, o noticiário é lindo, viva o noticiário, e porque nada podem fazer se o terreno tem campo minado e bombas e explosivos e mata protegida pela mesma lei, mas o noticiário ajuda.

Todos estes picas que não fazem pica nenhuma são responsáveis pela morte absoluta de um automobilismo, e os que antes se reuniram e bateram no peito para formar comissões e grupelhos e hoje nada fazem são igualmente coniventes pela precariedade da qual fazem parte. De longe, Felipe Massa se faz uma voz, depois que viu sua categoria morrer num país sem categoria: “Olha a reforma feita pelo autódromo de Brasília! Vergonha! Isso mostra o quanto temos de melhorar o automobilismo no Brasil. Viu, governo do Distrito Federal? Viu, CBA?”

A CBA não viu e nunca vê. É cega, surda, muda, deficiente, e cínica, torpe, néscia e revestida. Morta com seu aparelhamento — que não é barato — devidamente ligado.

Sobre o Autor

Victor

Jornaleiro, dinamarquês, bebum, calhorda, galhofeiro, mulambo e autor de selfies com urnas. Tô sempre no Grande Prêmio e às vezes na ESPN

32 Comentários

  • Frequento este autódromo desde os anos 1990. Fotografo profissionalmente lá, desde 2006. Já andei na pista a pé, de carro, de moto e de carona algumas centenas de vezes, pelo asfalto, pelo mato, pela brita, por fora e até de cima do famoso placar já a vi. Acho que conheço a pista melhor até do que muito piloto que vem todo ano correr aqui – mas nunca perdeu meia-hora para dar um rolê saudável pelas entranhas do traçado, até pq, se fizer isso, duvido que corra. Tampa de bueiro solta? Zebra ruim? Tão por fora… E os pedregulhos nas áreas de escape? E os cupinzeiros? E os remendos no asfalto? As rachaduras no meio das curvas? E as ondulações na grama? E as áreas de escape de barro batido, que quando molhadas não seguram sem um sujeito em pé? E eu nem falei do banheiro, restaurante, portaria, bilheteria, arquibancadas…
    Com todas (eu disse TODAS) as reformas que fizeram lá de 1990 até 2013, adivinhem o que melhorou entre zero e nada… Isso mesmo! Acertaram!
    E o Victor foi preciso em suas colocações a respeito do ego da categoria, seus dirigentes e sua assessoria de imprensa – essa eu também já aturo há um bom tempo. É a categoria mais badalada e paradoxalmente, a ÚNICA que eu fotografo exclusivamente por obrigação, quase sem nenhum prazer.
    Boa sorte para nós!

  • A Stock Car é uma piada. E esse ano a piada ficou completa porque veio o Rubinho e fechou o contrato com o circo. A categoria é ruim, salvo raras excessões (Caca Bueno ou Ricardo Maurício) os pilotos são ruins demais e MESMO ASSIM o Rubinho não consegue ganhar…..depois falam que é implicância…..

    Mas no geral, o automobilismo brasileiro infelizmente encontra-se falido. Há anos todo mundo reclama desse bosta de Pinteiro, mas ninguém faz nada. Se tivesse uma oposição forte, de pessoas interessadas em melhorar o automobilismo, não iríamos ter só jornalista criticando, teríamos pilotos boicotando etapas, equipes unindo-se pra dizer um basta contra o CBA e etc. Vemos isso? Vemos nada…..os pilotos da Stock são trouxas demais, fazem papel de ridículo na televisão guiando nesta porcaria e não reclamam, não erguem a voz contra. Por isso que esses bostas não passam nem perto da NASCAR por exemplo, em país que tem automobilismo organizado, não existe palhaçada.

    Só isso já mostra que piloto mesmo esses caras não são, tudo filhinho de papai que foi parar lá porque tinha dinheiro. Piloto de verdade, luta dentro e fora das pistas por seus interesses.

    To torcendo ano que vem pro Massa (Zacarias) integrar o time de palhaços da Stock, aí vai virar de longe o maior humorístico do Brasil!

  • É triste ver que o automobilismo brasileiro decaindo a cada ano. Infelizmente em um país que respira futebol, onde a cultura do automobilismo é criada apenas para os milionários e o futebol visto como esporte do povão……ou seja, o governo prefere investir milhares e milhares de reais em construção e reparos de estádios e destruir esses espaços feitos para o automobilismo, taí um exemplo do que fizeram em Jacarepaguá, mesmo porque a Copa do Mundo será aqui e as Olímpiadas também…….dai fica a pergunta: Imaginem só como será o investimento no automobilismo em 2014 até 2016???? Estou generalizando todas as categorias que a CBA atende…… daqui a pouco será necessário privatizar o esporte para não cair no esquecimento, onde cada categoria será patrocinada por um grupo ou empresa, incluindo os espaços “autódromos” pois se dependermos de qualquer investimento governamental será a decadência do esporte.

  • De fato voce tem razão em alguns pontos e muita coisa podia ser melhor….

    Acompanho esse blog há algum tempo mas vejo que você sempre ataca o automobilismo como um todo em suas diversas esferas, os pilotos “não tem culhões”, a CBA “ninguem presta, só gente”, a Stock ” uma merda”, a Truck “outra merda”, a Vicar “uma empresa que não sabe administrar a Stock”, a Bandeirantes “uma merda”, etc etc etc….
    Criticas são boas e essencias para as evoluções e melhorias.
    O que seria interessante seriam ideias e propostas, um jornalismo melhor e com mais conteúdo.
    Voce critica tudo e todos. E voce? É bom ? Como podemos melhorar as coisas?

    Concordo com varios pontos e problemas ressaltados na materia mas a Stock Car é uma categoria interessante e bastante competitiva apesar da sequencia de titulos do Caca Bueno, em algumas classificações até 30 carros no mesmo segundo, isso não é em qualquer categoria e voce sabe disso.

    Carlos

    • VM responde: Mais uma vez, repito: sei bem o modus operandi da categoria, as pessoas que ralam e os maus frutos. Não sou organizador de provas e não participo de grupos para formação de um automobilismo melhor. Assim, não é minha função propor e apontar soluções. Há gente que tem de cuidar disso. Eu faço a minha parte: sou jornalista, dou informações e emito minhas opiniões. Se você não tem esse senso de discernir o papel de cada um, lamento. O meu trabalho, faço com o maior profissionalismo possível: isento e independente.

      Outra coisa: se fosse preciso dar ideia ou proposta, não é necessário eu dizer que cuidar de autódromos e fazer obras é algo que deve ser dado na mão de quem sabe fazer. Isso é óbvio. Já aconteceu em Interlagos. Agora, em Brasília. Qualquer ser minimamente inteligente sabe.

      E nunca, nunca falei que a Truck é uma merda. Porque não é. Se acompanha o blog, não invente.

  • Discordo do começo, tá culpando os errados, o que é apenas uma maneira de isentar os eais culpados. Como um fiscal vai saber que o cimento desmancha e o bueiro solta? Se até na F1 com todas as inspeções da FIA já aconteceu do asfalto do Canadá se desfazer… ou a Indy com o asfalto sem aderência.
    Tem coisas que só colocando o carro na pista. E quem fez que sabe que fez fora do padrão. Então precisa ter multa prevista bem pesada para quem faz a obra, tem que ter um engenheiro responsável, não é assim “a culpa é da Stock”

    • VM responde: Aliás, se você não discordar… enfim, uma pena que você não tenha lido tudo, sobretudo onde digo que tinha de ter posto um carro na pista. É difícil pra alguns interpretar e entender. Ou simplesmente ler. Não vou explicar aqui de novo. Tenha boa vontade de ler sem começar sempre discordando.

  • Podemos creditar à CBA a morte do automobilismo brasileiro. Obrigado pinteiro. Nomeado ou eleito por jagunços, não importa. Manteve todo mundo de mãos atadas, amordaçou pilotos, mecânicos, engenheiros, ninguem falou nada. Ninguem fez nada. Piloto desclassificado por atacar zebra, faça-me o favor!!!!VAI PRA CASA PINTEIRO!!!!, papa defunto do automobilismo brasileiro.

  • Se estes fracassados(estes da Lixocar eu me recuso a chamar de pilotos) tivessem ao menos vergonha na cara e “aquilo roxo”, não largariam amanhã.
    F*&¨-se a Vicar que é um lixo tanto quanto a “categoria” que administra.
    Agora ainda punem 14 fracassados porque atacaram zebra da curva 1. E o pior é que os fracassados concordaram com quem impôs esta “regra” !!!!
    Quanto ao ocorrido… eu venho dizendo aqui e no blogo do FG que o automobilismo nacional está morto, só não admitiram ainda….

  • Sabe porque não é a melhor categoria do mundo????
    Porque eles não usam a bolha do melhor hatch-coupe do universo: Hyundai Veloster!!!!!

  • Na foto aparece de costas um Sr. com camisa azul com logo da CBA…Esse sujeito chama Vilnei Piroca…Representante da CBA com esse nome e não teve “culhões” pra cancelar a prova por falta de segurança…Mais o que???

  • Olá

    Acredito que o seu post cometeu vários pequenos erros juntando tudo num mesmo saco.
    Vou comentar somente o que me compete.
    O circuito de Brasília NÃO é absolutamente inútil para qualquer prática de automobilismo. Acredito que vc não conheça o dia a dia do autódromo e sua tradição. Já recebemos vários tipos de corridas aqui. Concordo que necessite de reformas para melhorias, mas isso é uma outra história. Do lado do autódromo tem uma obra de 1,6 BILHÕES de REAIS (novo estádio para a copa).. então isso ninguém nunca vai entender !!
    O autódromo faz parte de um centro desportivo. Temos junto do autódromo, um estádio, um ginásio, natação , kart e tínhamos uma bela pista de motocross que foi eliminada por causa da reforma do estádio.
    Qualquer evento brasileiro que vem para cá temos recorde de bilheterias e fica muito fácil escrever uma coluna distante de Brasília e misturar federação , confederação, CBA, Stockcar, automobilismo mundial e tudo mais.
    O fato é que ouve um problema e tenho certeza que será corrigido para amanhã. E tenho certeza que amanhã teremos o autódromo cheio , pois para uma corrida de stock car temos que chegar por volta das sete, oito horas da manhã…
    E para conhecimento, amanhã ainda teremos um outro evento mundial que é o GP Brasil de Fórmula Naútica e é esperado uma grande platéia…. Geralmente a stock car beira os 30;40 mil , mas o GP da naútica mais uns 40 mil .. então , mesmo com toda as distorções que temos seja política, econômica e financeira, o automobilismo brasiliense é uma prova concreta de uma legião de apaixonados pelo esporte é que praticam mesmo na sua dificuldade. E tem platéia e seguidores há vários anos…
    Não sou político, nem faço parte de nenhuma federação ou confederação, mas faltou o fato principal de uma boa matéria. Presenciar, ouvir e relatar o fato. E principalmente ser imparcial. Não é por causa da “fome mundial” que o automobilismo nacional está com problema .. Não estou defendendo nenhuma lado da história.. Vcs esquecem que o mundo inteiro esta em crise … Pilotos de ponta reclamam da falta de patrocínio e são poucos que são profissionais e vivem do esporte. A sua grande maioria é fruto da paixão e esforço pelo esporte !! Esse história toda esta parecendo um almoço dominical italiano, que todos falam alto e ninguém entende nada !! Relatar as mazelas do mundo é fácil o difícil é entender e fazer mudar .. O Brasil é uma equação que ningúem consegue entender, mas não é falando mal do circuito da minha cidade que vai resolver alguma coisa, principalmente com a tradição que temos aqui.
    E por incrível que parece, nessa confusão do automobilismo brasileiro, o único novo brasileiro com chance de chegar na F1 bem preparado é brasiliense !!! E foi fruto de irmãos que vivem do automobilismo e é conhecido pela sua competência e história no automobilismo.
    O circuito de Brasília tem um dos melhores traçados do país e é o único que sobrevive ano após ano , mesmo passando por todas essas intemperes.
    Nunca houve um relato em outra corrida de algum problema .. A Formula Truck é um exemplo que sempre que vem faz uma mini reforma e o autódromo esta sempre bacana para as corridas.. E são carros beeeemmm mais pesados .. Todos sabemos que precisa de melhorias, mas fazer um fato isolado um estopim para exaltar outro problema achei um pouco demais !!
    Para mim , aconteceu um problema e tenho certeza que será remediado para a corrida amanhã !!

    Att

    Dynastes N. Marinho

    • voce é analfabeto funcional ? O Victor martins não atacou o publico, atacou o fato de que foi feita uma reforma porca que custou alguns milhões e que está colocando em risco a integridade dos pilotos, se voce e os 40 mil tontos que pagaram para ver esse show de horrores estão satisfeitos com essa situação é outro problema…

    • O Anta, (acho melhor não ofender os animais), o RETARDADO, assim como nossos “ilustres” políticos que dizem que trabalham em prol do povo brasileiro, você parece que não leu o texto ou como nosso amigo anteriormente você é BURRO (não gosto de ofender animais, mas não acho outra palavra). Acorda mane, como pilotar um carro em alta velocidade e não poder encostar numa zebra, pelo uma vez na vida vai andar de Kart, pra ver que diferença faz contornar uma curva apoiado numa zebra e na próxima volta tente contornar sem apoiar na zebra e vaja a diferença, pra depois vir digitar estas “merdas” todas…

    • O problema é somente um. Se não tivessem alterado as zebras que estavam do mesmo jeito há quase 40 anos não teria problema algum. Agora que se dispõe a alterar alguma coisa tem que procurar conhecimento técnico para executar direito e não colocar grelha de uso residencial numa pista de corrida.

  • É o fim….
    É por causas dessas e outras que o nosso automobilismo está cada vez mais indo para o espaço. Em pouco tempo não teremos representantes em categorias importantes pelo mundo. Agora é torcer para que nada de grave aconteça nesta prova da “estoque” no fim semana.

  • Essa Stock é um LIXO !!! Organização pífia , 40 minutos de corrida é piada .
    O carros parecem aqueles bate-bate de parquinho kkkkk Partes do carro ficam pendurados podendo causar acidente ou machucar a platéia e ninguém faz nada !!!!
    Só pilotos frustrados pra correr nessa M …

    • Bob, concordo com vc em genero, numero e grau, o que um dia foi o automobilismo, hoje está longe. todo glamour da stock cars foi para o ralo, na verdade essa categoria é mais uma vitrine de mercadorias e pessoas, tudo é figuração, tudo é badalação e guerra de quem tem mais!!! cada palavra que vc escreveu eu assino embaixo. realmente o automobilismo chegou ao pior nivel possivel, já trabalhei nessa categoria, e era muito bacana, disse Era, mas na virada de 2000, quando apareceram os gaiolas, tudo melou, alguns que eram mediocres pilotos, trocaram os macacões por ternos alinhados e caros, começaram a comandar o espetáculo, e tudo virou especulação, comprar vaga para poder correr, nossa , isso foi o cumulo, sem comentários,pois se continuar vou colocar aqui os maiores adjetivos a eles. mas cada um sabe onde põe seu nome em jogo. abraço a todos os que concordam comigo..

  • E os pilotos profissionais, sabem o que eles são? Uns bundões. Acho que tem medo, não falam nada, não dão declarações para a imprensa (e quando falam a imprensa não divulga … claro que estou excluindo o GP dessa afirmação), eles até fazem suas reuniões, reivindicações, mas no geral, são uns bundões, que ficam calados. Com medo que a CBA apreenda suas licenças? Que apreendam e que mandem a Confederação enfiar a “carteirinha” no cu. Várias federações esportivas no Brasil já “racharam” e que a CBA rache, que crie-se outra coisa, para que o automobilismo renasça, porque o automobilismo da CBA está atolado na lama, até o pescoço e de lá não vai sair, nem com tração nas 4 rodas.

  • Não são apenas os profissionais do automobilismo brasileiro que estão em decadência… Alguns “fãs” também… Ora o que tem a ver o Cacá Bueno? Hhahaha

  • o autódromo de Brasília é um playground para meninos ricos fazerem seus “track days” como os carrinhos que ganharam dos papais. E só…

  • Nunca entendi por quê alguém prefere assistir a Stock, com “carros” de tubos e fibra de sei lá o quê, todos iguais, do que a GT3, com carrões de verdade, que, em tese, deveria ser a mais atraente para o público! Mas por aqui é assim mesmo, pois chamam até a Truck de fórmula…

  • Quem vai querer patrocinar uma categoria que se acha profissional, corrida de 40/50 minutos é piada !!! em circuitos de 5a. !!! pra ter que aguentar o Bueno se achando !!!!

    acaba logo com esta categoria e pronto… talvez surja algo melhor…

Por Victor

O dono da bola


É jornalista, palmeirense, dinamarquês por opção e sempre pensou que ia ter de cobrir futebol antes de chegar ao automobilismo, que acompanha desde os 7 anos. E desde que se formou, está na Agência Warm Up e no Grande Prêmio, isso há mais de 13 anos. Neste tempo, foi colunista do iG, escreveu para 'Folha de S.Paulo', 'Lance!' , 'Quatro Rodas' e 'Revista Audi', foi repórter da edição brasileira da 'F1 Racing', cobriu F1, Stock Car, DTM, a Indy e quatro edições das 500 Milhas de Indianápolis, e outras categorias ‘in loco’. Agora também é comentarista dos canais ESPN. Conheceu cidades como Magdeburgo, São Luís, São Bento do Sul e Nova Santa Rita, traduziu um livro da Ferrari e já plantou um monte de árvores. Tem quem fale que seria um grande ator, mas ter ganhado o Troféu ACEESP 2011 como 'Melhor repórter' da imprensa escrita mostrou a escolha menos errada. Adora comida japonesa, música eletrônica e odeia ovo, ervilha e esperar. “Necessariamente nessa ordem", diz.
ASSINE O RSS

Arquivos

Categorias

Tags

Twitter

Publicidade

Facebook

Publicidade