MENU
Ayrton Senna

10 de abril de 2014 - 13:13F1

As imagens que ninguém vai ver

SÃO PAULO | Assisti há pouco ao Conexão Repórter, do SBT, que retrata os 20 anos da morte de Senna contados por Roberto Cabrini, o jornalista que informou ao Brasil a notícia da fatalidade, à época pela Globo. O documentário traz um ótimo apanhado do que foi aquele fim de semana, com entrevistas interessantes com gente do corpo médico que atendeu o brasileiro, com a família, a ex-mulher e Adriane Galisteu, além de trazer a intimidade que o repórter e o piloto tinham entre si — algo não forçado e que delineava respeito mútuo.

A parte que mais me prendeu se encontra da metade para a frente do programa. Cabrini comenta, citando várias fontes da F1, que há imagens pós-acidente da câmera on-board do carro de Senna, contrariando o que Ecclestone lhe disse na sequência da morte — de que a câmera havia sido desligada para filmar Schumacher.

Obviamente, um corte na transmissão não invalida as imagens que estão sendo registradas pelas demais. É como dizer que as câmeras só captam o momento exato que vai ao ar, invalidando o resto. Do contrário, não existiria replay ou demais ângulos de qualquer ultrapassagem, largada, etc.

O que se pensou por um bom tempo é que o impacto do acidente de Senna a 230 km/h no muro da Tamburello havia destruído o aparato. Não.

Sobre o fato, uma informação, corroborando o que Cabrini trouxe: no fim do ano passado, a P&G veiculou um comercial que mostra Senna contornando o S em Interlagos durante cerca de 7s para promover seu exclusivo e perene aparelho de barbear — a campanha, por sinal, foi feita com antecedência à data do 1º de maio a pedido da família. Para a composição do reclame, solicitaram à FOM o acesso às imagens de Ayrton como um todo. Foi neste contexto que se soube que há uma continuidade na transmissão. A Formula One Management, no entanto, não permitiu que ninguém a visse.

Muito provavelmente, a FOM nunca vai liberá-las. As cenas devem ser fortes demais. E talvez seja bem melhor assim.

Adendo 1: a FOM, a mesma, já retirou do YouTube o documentário…

55 comentários

  1. Mário Pravato Junior disse:

    Alguém sabe se esse documentário do SBT está disponível em algum lugar ainda?

  2. marcos disse:

    Mas se a justiça italiana agir como fez no caso do rindt.,eles liberou as imagens do corpo do piloto depois de 30 anos.,então daqui a 10 anos vamos ter alguma imagem do rosto dele.

  3. Christian S. disse:

    Sou fotógrafo e defendo o direito do fotógrafo de liberar ou não imagens que realiza de forma ferrenha. A decisão cabe ao fotógrafo. Porém, quando a imagem não agrega nada a informação e possui um caráter privado (como é o caso) acredito que jamais deveriam ser divulgadas e que efetivamente fosse proibido a divulgação das mesmas. O problema é que quem vai ter o poder de proibir, quem vai julgar o que pode e o que não pode ser divulgado? Acabaríamos em algo como a censura. Portanto defendo o direito da decisão caber ao fotógrafo, na falta de opção melhor.
    Estas imagens não agregam nada, tanto as fotos como o vídeo. Melhor deixar como está.

  4. Marcelo disse:

    É claro que as imagens on-board existem, assim como de outros ângulos, mas isso só vai ser liberado depois da morte de Frank Williams, Patrick Head, Adrian Newey(completo desaparecimento da equipe Williams na Formula Um), sem esquecer dele…Bernie Eccestone.

    Provavelmente as valiosas imagens estão guardadas em um dos cofres de Ecclestone, não existe bobo na F-1, daqui uns 40 anos as herdeiras do chefão da F-1 vão liberar as imagens, mas por uma boa quantia paga por alguma emissora.

    Quanto todos nomes envolvidos na morte de Senna desaparecer, as imagens vão aparecer…

    Bom lembrar, se ficasse provado em 94 que toda culpa foi da equipe de Frank Williams, seu time e membros envolvidos seriam odiados pelo resto da vida, principalmente entres os pachecos no Brasil. Isso seria péssimo para imagem da Formula Um, Brasil sempre deu ótima audiência para o mundial, e isso Bernie não quer perder de jeito nenhum…

  5. Thiago Sabino disse:

    Muita coisa interessante postada aqui, mas concomitantemente, o que tem de merda, não tá no gibi. Fica a cargo de cada um, a análise dicotomizada, do estrume, e do aproveitável.

    Quem tinha de ver isso, viu. Não diria que isso NUNCA vai ser veiculado. Depois do snowden, tudo é possível. Ou não?

    Mas, enquanto isso for ainda de certa monta, algo recente, dificilmente veicularão.

    E … pra que ver essas fotos? A troco de que curiosidade mórbida?

    Alguém aqui trabalha na FIA, no Comitê de Segurança, pra fazer uso dessas fotos?

    Obvio que tá na cara, que a solda ficou uma merda, que fizeram a “toque de caixa” pra poder arrefecer o ânimo do Ayrton – que já sabia que estava numa bomba sobre rodas , que o carro não ia andar e tal – , e que provavelmente deva ter sido o fator contribuinte principal do acidente.

    O Patrick Head deve saber muita coisa disso aí. Mas vai morrer e não vai falar um PIO disso…. vai pra tumba com detalhes fundamentais dessa meleca na barra de direção.

    A telemetria aprofundada disso deve haver, elaborar uma simulação do ocorrido não deve ser difícil, baseado em trajetórias, tempos, velocidades….

    Sei não. A elucidação dessa morte deve ser algo que vai custar muito caro a muita gente graudíssima, e que, por alguma conveniência, não deve ser divulgada.

    Mas uma hora aparece. Mais dia, menos dia.

  6. Jobson disse:

    Pelo que lembro, foi divulgado na época que além da quebra da barra de direção, também havia uma falha na pista, naquela curva onde o asfalto havia sido recapeado que “guiou” o carro ainda mais para a direita em direção ao muro, fazendo o bater naquele ângulo.

  7. Marcus Rocha disse:

    existe um video no youtube que mostra claramente que a barra de direção estaca com uma leve folga, da pra ver o compasso que o botão amarelo faz com diâmetros diferentes!
    https://www.youtube.com/watch?v=V8M7oWrjtx8

  8. Paulo disse:

    Pessoal,

    Quem não conseguiu assistir, tem o programa na íntegra para download aqui:

    http://www.degracaemaisgostoso.org/download-conexao-reporter-o-dia-que-nao-terminou-ayrton-senna-09042014.html

    Abs

  9. Tiago Viegas disse:

    É… essas imagens, se alguém de dentro da FOM as tem, devem estar na Dark Net ou Deep Web, mas eu não me aventuraria navegar por essas bandas…

  10. Augusto Cesar disse:

    .A causa foi a mesma do batida de ratzenberguer, no video se ve claramente que o aerofolio dianteiro saiu inteiro, e o bico do carro tambem, sendo apanhado por um fiscal de pista logo em seguida, muito estranho apos uma batida forte como foi, que acabou destruindo a lateral direita do carro nao tivesse tambem moido o aerofolio dianteiro, o carro perdeu pressao aerodinamica na frente, as rodas perderam o contato com o solo, e a batida nao poderia ser evitada.

    • André Marques disse:

      A causa foi a quebra da coluna de direção, como inclusive, mostra o programa do Cabrini. Isso foi coroborado por especialistas, e como não tenho espaço aqui, fica complicado dizer, mas se o Victor Martins quiser, e deixar, eu posso transcrever para ele e para o site, o que a engenharia (eu sou engenheiro mecânico) explica sobre o acidente e suas causas. Inclusive, desmente um documentário do National Geographic, que é extremamente falacioso.

    • Renato disse:

      Nossa, temos um perito aqui, hehehe. Amigo, já é comprovado e aceito por todos os envolvidos que a causa foi a quebra da coluna de direção.

      • augusto cesar disse:

        Tambem nao sou especialista, mas ficou muito estranho ver o carro com as suspensoes dianteira e traseira direita destruidas e o aerofolio e o bico sairem inteiros depois daquela pancada, e tambem nao me recordo de ter visto algum acidente causado pela quebra da barra de direcao, para mim e inedito, faz mais sentido perder a pressao aerodinamica na frente tornando o carro inguiavel. Talvez o Andre Marques pudesse esclarecer como o aerofolio e o bico escaparam ilesos, sendo recolhidos logo em seguida aparentemente intactos.

  11. Fábio Menegutti disse:

    As imagens post crash não me interessam muito. Mas nas imagens onboard divulgadas desde sempre, a filmagem pára um pouco antes do acidente.

    Existem imagens disponíveis até o momento do impacto??? Porque daí a questão da quebra da coluna é definitivamente confirmada com o volante girando e as rodas seguindo em outra direção.

    • Ives Lima disse:

      Exatamente. Caso se confirmasse a falha, logicamente o rojão sobraria feio pra Williams.

    • Fábio, no documentário produzido pelo NatGeo em 2004, fica claramente comprovado que, usando um dos botões da direção como referência, há um claro movimento lateral do volante, como se a barra de direção estivesse “mole”. Isso foi captado pela onboard.

    • André Marques disse:

      Não necessariamente, pois quando você tira a força do volante, as rodas, devido ao alinhamento (camber e caster) tendem a voltar para a posição central, ou seja apontando para a frente do carro. Por isso o carro da uma guinada brusca para a direita.

  12. CD disse:

    Caro Askjao,
    Qualquer que sejam as imagens do impacto nao mudaria a causa do acidente e tao pouco a causa da morte.
    Com relacao ao “o que levou o carro a nao fazer a reta Tamburello” foi muito bem explicado no programa e com detalhes que fazem parte do processo todo que envolveu a Willians. Realmente a barra se rompeu na uniao dos tubos de diametros diferentes, em funcao de fidiga da solda, nao apropriada para aquela correcao. veja com detalh as imagens e podera notar o volante posicionado de cabeca para baixo e parte da coluna para o alto, ao lado do monocoque, ainda com o cabo do radio pindurado.

  13. Notrya Annes disse:

    O que a câmera provavelmente terá mostrado:
    -Senna fazendo um movimento brusco com o braço para a esquerda, enquanto o carro se mantém em linha reta. Não se ouvirá um provável “meu deus” ou algo chulo, devido ao ronco ensurdecedor do motor e da freada.
    -No momento do impacto, as peças da suspensão dianteira do carro irão todas de uma vez contra a tela, e poderá se perceber uma peça pontiaguda entrando pela viseira, ainda que a cabeça de Senna esteja de costas para o vídeo.
    -Enquanto o carro se arrasta, Senna já está sem consciência, com sua cabeça balançando, e poderá ser vista a peça espetada na viseira e o sangue jorrando.
    -Com o carro já em inércia, a cabeça de Senna estará jogada para o lado, em movimentos convulsivos, e o capacete, na área em torno da viseira estará todo sujo de sangue. Foi essa a visão que fez com que Galvão Bueno, amigo pessoal do piloto, pensasse que ele ainda estivesse vivo.
    Realmente, ver algo assim seria extremamente desagradável e de um sensacionalismo desnecessário.

    • Ronaldo disse:

      Só uma observação: Se realmente tiverem essas imagens, provavelmente eles tem audio do rádio, então daria sim pra ouvir um provável “meu deus”

    • André Marques disse:

      Colega, alguns fatos:
      - A câmera onboard que grava as imagens, é do lado oposto ao do ferimento fatal que sofreu o Ayrton.
      - Não ficou nenhuma peça espetada na viseira, o que bateu alí foi um dos braços da suspensão, que com o peso todo, jamais tería como ficar cravada na viseira.
      - O carro em inércia tende a ter movimento, acho que você quis dizer sem inércia, e Galvão viu um único movimento, o último espasmo, após isso ele viu o que todo mundo viu e o que o mundo todo, exceto os médicos, viu.

    • Filipe disse:

      Aham que a câmera estaria funcionando depois da paulada.

  14. Victor, já derrubaram o video do youtube, rola outro link? :(

  15. Marcio Brito - Cwb disse:

    Victor, e quanto à explicação técnica do que concluiu a investigação sobre a causa da morte, que de forma bem simples e resumida foi apresentada no programa, vc acredita que foi aquilo mesmo? Ou seja, ele ficou com o volante praticamente na mão e impotente diante das circunstâncias? Um abraço. Márcio

    • Askjao disse:

      Marcio, é impossível determinar se a barra quebrou antes ou depois do acidente. Como disse o próprio Piquet em uma entrevista no RodaViva (procura no Youtube), além da hipótese da barra, deve-se considerar a quebra da suspensão, pneu furado e ainda a mais remota das possibilidades, a de um mal súbito do piloto. No meu ponto de vista, fico entre a quebra da suspensão e furo do pneu, já que naquela “curva reta”, o esforço na barra era mínimo, e se ela fosse quebrar, seria em uma curva onde a força G fosse bem maior.

      • Fábio Menegutti disse:

        Uma fratura não escolhe hora para terminar de romper. Poderia acontecer até com o carro em linha reta. O que explicaria de maneira simples e sem dúvidas se a barra quebrou antes do impacto seria justamente a imagem da câmera onboard alguns frames depois do ponto no qual a FIA/FOM parou, convenientemente, o vídeo.

      • Eltontoptec disse:

        A maldita barra de direção.

        É perfeitamente possível determinar se a barra se rompeu antes do impacto com o muro ou depois. Tanto quando um metal é submetido a uma ruptura por tensão e/ou tração e/ou torção (caso da quebra antes do impacto), ou então por compressão (caso da quebra no impacto), ficam evidencias físicas bem distintas. Não é necessário ter um laboratório CSI pra atestar a causa da falha do aparato. O que causa estranheza é a polícia forense italiana não conseguir determinar como ocorreu a quebra da barra. Mas nada disso faz diferença, ele se foi, deixemos então ele em paz.

      • Fernando_CWB disse:

        Amigo, mal súbito não foi. Lembro de assistir tudo ao vivo e na sequencia dos dias e meses, os documentários sempre traziam coisas novas. Numa dessas reportagens, mostrou-se que ao verificar a “black box” da FW-16, do momento aonde o carro muda de trajetória até a batida, Senna reduz 2 marchas muito rápido e aciona o freio do carro. Além do mais, as análises feitas na pista após a corrida, mostram que o carro ao sair da dela ficou muito instável e com o freio acionado os pneus fizeram marcas alternadas no chão, mostrando que realmente Senna tentou evitar o acidente.

      • André Marques disse:

        Errado colega. Falo como Engenheiro, e te digo: TEM SIM como determinar se o material rompeu antes ou depois do impacto. E no caso, duas importantes instituições, a pedido da justiça, constataram que a falha ocorreu antes da batida.

    • Gabriel Pena Catabriga disse:

      Pessoal, há um documentário do NETGEO, ou Discovery ou History channel, algum canal desse no youtube, que da bastante embasamento técnico sobre o que ocorreu, assisti e me convenceram que não foi a barra de direção, no carro haviam sensores que detectavam a força de esterçamento do volante, e caso a barra tivesse se quebrado os mesmos registrariam zero momento antes do acidente. E não aconteceu isso, os sensores detectaram torque até a batida. Na verdade acho que o carro da Willians estava tão ruim naquele ano que o mesmo ameaçou a sair de traseira o Senna tentou consertar e o carro virou de uma vez para o muro. Tem mais explicação técnica dentro disso mas procurem o vídeo.

      • André Marques disse:

        Este documentário é extremamente mentiroso e joga por terra tudo o que a engenharia ensina em universidades mundo afora. Não existe a mínima probabilidade de o que diz este documentário, ser verdade.

        Não existe nenhum sensor que detecta fadiga por stress, você tem de fazer uma inspeção por raio-x pra detectar isso colega, e não, os sensores fazem a leitura do esterçamento da coluna, mas da parte que ficou no carro, e não do volante em sí. Não existe saída de traseira nenhuma, foi uma quebra da coluna de direção, por fadiga de material, inclusive corroborado por duas análises em microscópios eletrônicos, uma da Universidade de Bologna e outra da Força Aérea Italiana. Qualquer estudante de qualquer engenharia que tiver a cadeira de materiais, vai saber dizer isso.

  16. Ricardo disse:

    E os Domingos ficaram com mais cara de Segundas!

  17. Victor disse:

    A ultima vez que essas imagens foram vistas, provavelmente, foi durante aquela série de julgamentos que só terminaram a poucos anos.

  18. lucas motta disse:

    será que mostram a barra de direção perfurando o crânio dele? caramba… :/

  19. Cuca Beludo disse:

    Acredito eu que o registro do acidente só deva existir até o momento que o carro se espatifou no muro. Até porque na hora que o carro ricocheteou deve ter destruido a camera onboard instalada.

    • Eltontoptec disse:

      Sei não… …a câmera ficava do lado esquerdo da barata, e o impacto foi do lado direito. Nas imagens do acidente, dá pra ver que a “asa”, logo abaixo do santo antônio que continha a câmera ficou intacta. E de qualquer forma pelo ângulo que ela filmava acho que não teria mostrado a lança entrar no capacete, que como todos sabem, foi do lado direito.

      Nesse vídeo fica claro que a câmera ficou intacta: aos 0:28 do vídeo, tapando o “R” de Rothmans
      http://www.youtube.com/watch?v=whzdrar6EJ8

  20. Gustavo disse:

    Sempre achei que essas imagens não deveriam ser divulgadas assim como as fotos do rosto do Ayrton, feitas pelo fotógrafo da Autosprint Angelo Orsi. Pelos relatos dos médicos que atenderam o Ayrton são imagens fortíssimas. Ninguém precisa ver isso.

    • Wagner Campos disse:

      Quem não quer ver que não veja. Mas divulgar, até pra que sane dúvidas à respeito do ocorrido, seria fundamental. Não falo tanto do rosto do Senna, pq isso realmente não faria bem a ninguém, mas me refiro as imagens do acidente, de dentro do seu carro.

      • Victor disse:

        VM responde: Quem tem de sanar dúvidas a respeito já viu.

        • Wagner Campos disse:

          Viu e n concluiu coisa alguma. Até hoje ninguém sabe de fato o q aconteceu. Na F1 há mtos interesses envolvidos, vc sabe bem disso. Sim, foi uma fatalidade a batida naquele ângulo ter feito a barra da suspensão entrar na viseira. Mas o q a provocou ninguém sabe ao certo. Só se sabe que ninguém foi culpabilizado. Se ninguém daqui de fora vai alterar o q já foi decidido, mais uma razão pra n terem tanto receio em divulgar as imagens.

          • André Marques disse:

            Tanto sabem que Patrick Head foi condenado. E sim, tem como saber precisamente o que aconteceu naquele dia, especialmente pra quem tem conhecimento técnico.

      • Gustavo disse:

        Acho que ninguém tem mais dúvidas sobre o que aconteceu. Como a câmera estava do lado oposto a batida deve ter filmado tudo : a suspensão entrando pela viseira, o sangue, os espasmos. Acho desnecessário divulgarem isso.

        • Wagner Campos disse:

          As dúvidas surgem justamente pela falta de clareza das informações, por receio na divulgação de imagens, etc. Não houve um corte de imagens do carro do Senna pro do Schumacher no momento do ocorrido. A transmissão mostrava as imagens de dentro do carro do Schumacher, quando houve o corte pra uma câmera externa que pegou o acidente. Ou seja, é uma desculpa ridícula dizerem q no momento da batida houve corte da camera onboard do Senna. Se precisaram de uma desculpa esfarrapada dessas pra justificar o pq n mostraram as imagens, fica a dúvida sobre o q aconteceu. Fossem honestos e dissessem q n divulgaram pra preservar a família, todos entenderiam.

      • JEFFERSON BUITRAGO disse:

        Sanar duvidas ? Que direito torcedores ou a mídia tem sobre as imagens de Senna morto? O ídolo é público.Mas o Homem é privado.Pertence aos seus familiares e amigos muito próximos.

        • Wagner Campos disse:

          Falei do acidente meu caro, n do corpo do piloto. Tô falando da imagem onboard, que não deve mostrar nada além do impacto e q n foi divulgada sob alegações mentirosas. Onde entra mentira, sobram questionamentos.

  21. Askjao disse:

    Não acho melhor não. Pelo contrário, acho que deveria ser liberada a imagem e qualquer outra coisa relacionado não só ao senna, mas também a qualquer outro evento. A causa da morte, todo mundo sabe, mas o que levou o carro a não fazer a “reta” tamburelo. Mas isso também nunca saberemos, pois ajuda a construir e manter viva a imagem de ídolo, e daqui a um tempo, de santo.

    • RafLi disse:

      Nao seja imbecil a imagem de idolo se deve ao talento unico como piloto e ao grande ser humano . E isso nada tem a ver com o fato de ninguem saber porque o carro deixou de fazer a curva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>