Tagcorrida

S18E02 Bahrein 3

S

SÃO PAULO | Vamos ao resto. Gasly. Fez uma corrida dele. Viu por um binóculo quem estava à frente, mas livrou uma interessante distância para os que o perseguiam: a Haas de Magnussen, a Renault de Hülkenberg e a McLaren de Alonso. Três carros que facilmente seriam mais rápidos que o da Toro Rosso, mas que demonstram a força de um casamento que só sofreu um revés na Austrália e nada mais. Um ponto...

S17E09_AUT2

S

SÃO PAULO | Era impossível ter um repeteco do que aconteceu duas semanas atrás, mas o GP da Áustria foi dureza. Coisas do ofício, fazer o quê? Não houve briga alguma entre as posições principais, e Bottas triunfou tão tranquilamente quanto sua outra vitória na F1, na Rússia. Mas os desempenhos em si comprovam um novo cenário nesta volátil temporada. No começo do ano, a Mercedes tinha um carro...

S17E01_AUS03

S

SÃO PAULO | É legal ver Vettel e/ou uma equipe que não a Mercedes ganhando? É. É legal também ver a forma com que ganhou, controlando a corrida, com um carro decente e não só meramente porque Hamilton ficou encaixotado atrás de Verstappen? Também é. Mas é só. Por mais que se controle a expectativa e até mesmo se adote um pensamento pessimista para que a decepção não seja grande, a nova F1 é um...

Austin Powers, 2

A

SÃO PAULO | A taça de 2014 está entregue. O conservadorismo de Rosberg aliado ao erro no acionamento do sistema de recuperação de energia no momento do ataque de Hamilton acabaram com as chances do alemão na temporada. Desde seu ato em Spa-Francorchamps, a casa de Nico ruiu. Sua temporada lembra muito a de Webber em 2010 – começo impressionante, queda no fim. A diferença é que o australiano à...

Vendo Monza 1987 único dono, 3

V

SÃO PAULO | Não tinha como Hamilton não vencer em Monza. E não, não tem qualquer traço de conspiração na frase anterior, como logo a turma que vê sempre algo estranho embutido sugeriu nas redes sociais. O inglês foi constantemente mais rápido que Rosberg durante todo o fim de semana na Itália, e em uma pista em que defender a ultrapassagem com as artificialidades disponíveis dos carros é uma...

Bar Celona, 2

B

SÃO PAULO | No jornalismo das ‘hard news’, é comum que o profissional que esteja cobrindo um evento ao vivo comece a fazer o relato e/ou sua manchete com relativa antecedência a seu final para que, em questão de minutos ou segundos, esteja disponível ao leitor. É normal – e irritante – quando, então, o curso das coisas mude no fim. E apesar de Rosberg ter se aproximado nas voltas derradeiras, a...

Bem que Sakhir, 2

B

SÃO PAULO | Como é bom queimar a língua e os dedos que vaticinavam que nada podia se esperar da corrida d’hoje no Bahrein. Se bem que, na verdade, ninguém cogitava que esta prova na noite das Arábias fosse tão espetacular. Eu me peguei pensando desde quando não se via algo de tamanha magnitude. Brasil 2008? Brasil 2012? Teteia pura, soltou Evelyn Guimarães na redação. Chuchu beleza, definiu...

Aqui se faz, aqui Sepang, 3

A

SÃO PAULO | A corrida na Malásia ter tido como fato principal a questão da ordem de equipe da Williams denota o que ela foi para nossas vidas. O que significa dizer, primeiro, que errei. Foi uma prova tão chata quanto a da Austrália. E também não choveu. Hamilton venceu com uma tranquilidade digna de quem se entope de suco de maracujá com camomila. E Rosberg não teve dificuldades para ser segundo...

National Speed Austin (NSA), 2

N

SÃO PAULO | A Humilhação – Parte 8. Um filme de terror para os demais. O cara não dá chance para ninguém. É meio acachapante. Ou totalmente. É largar e ir embora. Isso é Vettel. Tá bom. Webber não largou mal, não. Foi até no mesmo ritmo de Vettel. A questão é que Grosjean largou bem demais e até poderia ter conseguido pular na ponta se não tivesse feito um movimento de seguir o alemão na...

X’Abu, 2

X

SÃO PAULO | É, foi aquilo que se imaginava: Webber largando mal, Vettel contornando a primeira curva tão soberano quanto o pai do Félix e adeus. Mas, assim, adeus bem dado. Teve quem perguntasse pelo Twitter se seria possível dar uma volta no segundo colocado. Seria uma UMILIAÇÃO enorme, tipo não entender o texto irônico do Antonio Prata d’hoje. Olha, o fim do campeonato é chato por si só numa...

Índia seus cabelos, 4

Í

SÃO PAULO | O GP de Cubatão na Índia tendia algum interesse por conta da estratégia diferenciada dos quatro caras que largaram com os pneus médios. Mas o principal deles, Alonso, se estrepou logo na primeira curva, junto com outro desta laia, Webber. A parte direita de sua asa dianteira ficou em lascas, e um novo encontrão segundos depois, com Button – terceiro da lista outrista –, pôs fim a...

Pura Cinga, 2

P

SÃO PAULO | A enfadonha corrida de Cingapura pode ser resumida em dez tópicos e nada mais, como diria o outro lá: 1) A bobeada na largada de Rosberg, que tomou a ponta e abriu demais na curva 1, permitindo que Vettel retomasse o primeiro lugar. 2) O salto de Alonso de sétimo para terceiro, decisivo para que conseguisse mais um resultado impressionante com uma Ferrari fraca. 3) O ‘Whaaat? For What...

Mamma Bruschetta, 3

M

SÃO PAULO | Olha… Foi difícil, amigos. Manter-se acordado, não se distrair, ficar sem tomar um café, buscar a palavra certa na palavra-cruzada ou jogar bilboquê. Não tem muito o que extrair da corrida de Monza porque ela foi justamente como o imaginado em termos de resultado, mas com esta pitada considerável de marasmo. Porque foi assim: Massa largou muito bem e jantou Webber e Hülkenberg e...

Weissfudden, 2

W

SÃO PAULO | Houve um momento da corrida na Alemanha em que pulou um comentário na TL do Twitter, creio, mais ou menos assim: “Imagina se Nürburgring fosse um circuito em que desse para se ultrapassar”. Enquanto a prova rolava, sem de fato muitas mudanças de posições, pensei a respeito. E apesar de até agora não chegar a uma conclusão definitiva sobre a afirmação, há um contexto embutido que...

O dono da bola


É jornalista, palmeirense, dinamarquês por opção e sempre pensou que ia ter de cobrir futebol antes de chegar ao automobilismo, que acompanha desde os 7 anos. E desde que se formou, está na Agência Warm Up e no Grande Prêmio, isso há mais de 13 anos. Neste tempo, foi colunista do iG, escreveu para 'Folha de S.Paulo', 'Lance!' , 'Quatro Rodas' e 'Revista Audi', foi repórter da edição brasileira da 'F1 Racing', cobriu F1, Stock Car, DTM, a Indy e quatro edições das 500 Milhas de Indianápolis, e outras categorias ‘in loco’. Agora também é comentarista dos canais ESPN. Conheceu cidades como Magdeburgo, São Luís, São Bento do Sul e Nova Santa Rita, traduziu um livro da Ferrari e já plantou um monte de árvores. Tem quem fale que seria um grande ator, mas ter ganhado o Troféu ACEESP 2011 como 'Melhor repórter' da imprensa escrita mostrou a escolha menos errada. Adora comida japonesa, música eletrônica e odeia ovo, ervilha e esperar. “Necessariamente nessa ordem", diz.
ASSINE O RSS

Arquivos

Categorias

Tags

Twitter

Publicidade

Facebook

Publicidade