MENU

15 de maio de 2009 - 16:08Blog Victal

Otazuísmo

SÃO PAULO | Aí que o dia, frio e natimorto, segue, e pinga na caixa de e-mail que o 15 de maio entra para a história do automobilismo. Fiquei preocupado; vai que tinha esquecido uma data importante. Mas não.

“Um dos mais antigos jornalistas do ramo comemora uma marca considerável. A uma semana de alcançar os 55 anos de idade, o paulista João Alberto Otazú, o ‘vovô do automobilismo do esporte a motor brasileiro’, completa 30 anos de atividades.”   

A grande cena que eu me lembro de Otazú foi num fim de semana da F3 Sul-americana e da F-Renault, 2006, se não me engano, e o espaço usado como imprensa era parte das cozinhas das equipes de F1, as salas que ficam no paddock em Interlagos.

Aí estavam alguns lá, e Otazú sentou-se próximo à porta, numa bancada. Tirou o laptop de sua indefectível mala, colocou a fonte na tomada e começou a dedilhar no teclado tal como um pianista fracassado. E eu concentrado nas notícias ou fazendo qualquer outra coisa, mas olhando fixamente para meu notebook. Repentinamente, com o rabo do olho, percebo um movimento uniformemente variado, que iniciou lento e depois aumentou com a ação da gravidade. A perna da cadeira de Otazú havia quebrado. E ele foi caindo, caindo, caindo, até que suas pernas ficassem para o ar, pedindo socorro pelo Otazú que preferiu se calar.

Zero ou uma pessoa foi ajudá-lo, o cabelo já desmanchado permaneceu daquele jeito, o olhar para a cadeira traíra e o riso contido — de quem assistiu à cena — que rolava abertamente. E Otazú sem perder a pose.

Gente boa, o Otazú. Mas gente velha, também.

6 comentários

  1. Alexandre Garrido disse:

    Como bancário no BB, você daria mesmo um bom bloqueiro de automobilismo…

  2. Mario Mesquita disse:

    Hoje em dia, 55 ainda é garoto, ô rapaz…

  3. Otazú disse:

    Oi Victor,
    Só agora lí o seu comentário. Não sabia que minhas pernas eram inesquecíveis! É cada uma! hahahaha.
    1abraço da carcaça velha, mas chassi, câmbio e motor zerado.
    OTAZÚ

  4. Felipe Mazorca disse:

    O “velho” mereceu a homenagem, hehehe.

  5. Zulu disse:

    Não entendi o comentário, gente velha me pareceu depreciativo.

    VM responde: Mas é cada uma…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>