MENU

28 de setembro de 2009 - 16:17F1

Os sinais do adeus

SÃO PAULO | Aí o Trulli, coitado, que tá na F1 há 26 anos-luz, conversa, ouve o discurso de que o orçamento será bem menor, que essa categoria gasta muito, que a vida é uma dureza, topa um salário menor, mas a Toyota faz um muxoxo.

Aí o Glock vai lá, faz uma corrida brilhante em Cingapura, chega em segundo, dá o melhor resultado do ano ao time, e a Toyota retribui, bonita e pimpona, com a notícia de que vai dispensá-lo no fim do ano.

É, acho que neste fim de semana a Toyota faz sua última corrida em casa pela F1.

20 comentários

  1. 2TForever disse:

    Victor, gosto do seu trabalho, espírito crítico e excelentes fontes de informações, não raro você dá vários “furos” aqui que não são especulativos, o que denota a seriedade com que você trata suas fontes, leitores e reputação, que são o esteio de todo bom jornalista.
    Como professor de Física que sou, entretanto, pediria que das próximas vezes, você colocasse aspas mesmo nos comentários menos formais, digamos assim. Não é patrulhamento, é que em um meio (internet) onde vemos nossos alunos escrevendo “naum, entaum, vc q tc?” e outros grunhidos, acho que valeria a pena colaborar conosco neste ponto. Em sala de aula, a confusão com anos-luz é uma das mais frequentes entre os alunos, por incrível que pareça! E não raro o professor é contestado, acredite se quiser, esta juventude chega na aula e fala ” ‘profe’, você está errado, o Blog Victal falou que anos-luz era…” Tempos loucos em que vivemos!
    Abraço!

  2. Bom, e há anos-luz a Toyota tem pegado os rumos errados… (eu sei, anos-luz é medida de distância, prestem atenção no resto do que está escrito).

    Estreou com pilotos pouco expressivos, colocaram equipe técnica de rali para fazer Fórmula 1, depois cortou o da Matta, que estava tentando fazer a coisa evoluir, contrataram o Schumacher errado (e por tempo demais), já li a respeito da forma administrativa japonesa atrapalhar a dinâmica dos trabalhos deles. Fora que colocaram uma montanha de dinheiro nessas situações que hoje se mostram equivocadas. Haja luta da gestão da equipe para mantê-la perante a fábrica…

  3. Carlos disse:

    Onde eu assino? Hahahaha. Concordo plenamente. Diante do cenário realmente a Toyota será a próxima. Toyota sem Honda, Mercedes sem BMW, Claudinho sem Bochecha. Qual a motivação para os sobreviventes continuarem? Será que outros vão debandar? Que tal a Toro Rosso? E eu que aguardava 28 carros no grid em 2010.

  4. Daniel Beltzasak disse:

    Ano-luz é unidade de espaço, e não de tempo.
    Refere-se, como o nome sugere, a distância que a luz percore em um ano.

  5. Bruno disse:

    Não foi o 3º pódio do ano para a Toyota ? (Trulli – Australia e Bahrein)

  6. Aliandro Miranda disse:

    Honestamente, a Toyota não fará falta.

    Como dizem as crianças, é uma equipe café-com-leite.

  7. Passou da hora de dispensar esses dois “pilotinhos” o Jarno já deu o que tinha que dar e Timo tem um momento brilhante a cada dez mil anos. Também acho que a Toyota deve sair após essa temporada mas muito por causa de sua dupla de pilotos que deve ser a mais fraca da F1

  8. Andre disse:

    sinceramente a corrida do Glock foi atipica, foi questao de sorte, o erro de Rosberg, os 10s perdido por Barrichello entre outros, eu acho que na situacao normal da corrida a posicao do gock era 4 ou 5 lugar…o segundo lugar foi meramente sorte em minha opiniao. Está certo a Toyota em dispensá-lo…se for continuar na F1 hora de sangue novo..Chega de Trulli tb ja esta ultrapassado em fim de carreira.

  9. Dionisio disse:

    Olá Vitor !
    Passei por aqui para te lembrar que o nosso verdão esta “anos luz” na frente dos já cansados seguidores.
    Abraco.

  10. Lucas disse:

    Entendo que esta não é a informação principal do post, mas o primeiro pódio da Toyota no ano foi com o Trulli na Austrália. Ele chegou em terceiro A FIA penalizou ele por causa daquele rolo com o Hamilton, e acabaram devolvendo a posição quando descobriram que inglês tinha mentido. Depois, o Glock ainda chegou em terceiro na Malásia e o Trulli voltou ao pódio no Bahrein, em terceiro.

  11. Jorge Roberto disse:

    Lí não lembro onde que, 85% das pessoas que são reprovadas em provas de vestibular, o são por não saberem interpretar um texto e consequentemente responder erroneamente uma questão. Resumo da ópera, este povo não sabe entender mesmo o principal da notícia dada. Ah, a Toyota, já vai tarde, não devia nem ter entrado. Se é por falta de adeus, tchau, ciao, bye, adiós, au revoir…

  12. Sidewinder disse:

    Da próxima vez, coloque a metáfora entre aspas, que aí sim, nós entenderemos. Huá,huá,huá…
    Quanto à Toyota deixar a F1, não fará diferença. Que se dedique mais aos Supra e Celica, que são esportivos excelentes.

  13. Dionisio disse:

    O assunto é TOYOTA ! Uma das maiores do mundo ! Em lugar nenhum me lembro de ter lido que os japoneses vão tirar o time de campo.

  14. Thiago disse:

    Anos luz é medida de distância

  15. Rafael Ramos disse:

    Anos-luz é unidade de comprimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>