MENU

17 de dezembro de 2010 - 15:33F-Indy, Kart

+ Ganassi, + chance da Penske

FLORIANÓPOLIS | Uma Ganassi com quatro carros mostra força, mas pode, no fim das contas e do campeonato, ajudar a Penske em 2011. É o que avaliou Helio Castroneves, três vezes ganhador da Indy 500, mas que ainda persegue seu primeiro título na Indy, na coletiva de hoje no Kartódromo de Canasvieiras, Arena Sapiens, onde vai participar do Desafio de Kart pela primeira vez.

 A guerra branca e saudável que se estabeleceu nos últimos tempos entre as duas equipes de ponta da categoria viu a Penske anunciar uma série de patrocínios — três, precisamente: Shell, Meijer e AAA  — e a Ganassi contra-atacar com a duplicação de sua operação, passando a ter quatro carros — ou duas equipes com dois carros, como preferiu dizer Chip Ganassi.

O acréscimo de carros na casa do vizinho é um fator a ser considerado. Primeiro positivamente. “Sem dúvida é um grande investimento e a equipe terá um aumento de competitividade”, declarou Helio. Então, por outro lado. “Mas é importante falar que esse ano foi o primeiro ano que a Penske correu com três carros. Então, houve alguns erros de pit-stop e de estratégia. Nós já sabemos como aconteceu e vamos trabalhar nisso. Talvez, a Ganassi agora, com quatro carros, também passe por isso. E se com três carros já difícil, imagine com quatro.”

No ano que vem, além da dupla Dario Franchitti-Scott Dixon, a Ganassi  terá em sua equipe, digamos, satélite Graham Rahal e o estreante Charlie Kimball. A Penske vai manter o trio que tem o brasileiro e os australianos Will Power e Ryan Briscoe. “Em termos de velocidade, de desempenho, acho que não muda muito coisa”, continuou Helio. “Mas talvez em termos de estratégia e de execução, eles podem enfrentar certas dificuldades”, completou.

A Penske não vence um campeonato desde 2006, último ano da presença de Sam Hornish Jr. na equipe. De lá para cá, a Ganassi ficou com três títulos.

2 comentários

  1. João Ferreira de Souza Neto disse:

    O Hélio esqueceu de uma coisa, 4 carros da Ganassi é maior que 3 da Penske, com isso, a possibilidade da Ganassi aumentaram…..

    Apesar da Ganassi já fazer isso na IRL, na NASCAR e na Grand-Am, eles sempre se atrapalham quando tem muita gente, mas acho que desta vez a coisa vai…..e falando em Indy, a Andretti, nenhuma novidade???

  2. Daniel disse:

    Boa noticia, pois assim parece que o interesse na Indy está em uma ascendente. Uma outra equipe que merecia investimentos, devido a sua história, é a Newmann-Haas.

    Claro que os tempos são outros, mas aqueles carros pretos com o patrocinio da K-Mart ou mais recentemente com o da Chevron, fazem falta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>