MENU

24 de outubro de 2011 - 15:20A várzea de rodas, Automobilismo brasileiro

A várzea de rodas, 3

SÃO PAULO | Vi de relance a corrida de ontem do GT Brasil em Campo Grande pela grita que se iniciou nas redes sociais, forma global de se mencionar o Twitter, pela exclusão de Daniel Serra e de sua Ferrari da corrida de ontem, após a direção de prova aplicar-lhe uma punição por um toque desleal, antidesportivo e calhorda no carro coirmão guiado por Claudio Ricci.

Os comissários optaram por um drive-through e, depois de três voltas, não viram a 458 entrar nos boxes. A direção, então, aplicou a bandeira preta ao filho de Francisco. Que continuou na prova e chegou em terceiro. Tempo mais tarde, o que a CBA fez? Revogou a punição. O vídeo que aponta a ‘culpa’ de Serrinha está no blog do floral Nei Tessari e é absolutamente claro e eu roubei, mesmo.

O trabalho da CBA e de seus comissários e seus serviços prestados são mais um oferecimento de ‘A várzea de rodas’, a linda novela do automobilismo brasileiro.

>> E me siga no Twitter: @vitonez.

25 comentários

  1. djalma fogaça disse:

    Pedro Branco,
    Primeiro não sei nem quem vc é, se é comissario desportivo, se é amigo de piloto ou é piloto,ou simplesmente um amante do automobilismo.
    Segundo, eu não acusei ninguém pois não tenho interesse algum nisso, aqui estou somente como um simpatizante do automobilismo e compartilhei a minha opinião , pois creio que vivemos em uma patria democratica.
    Em nenhum momento quis denegrir o mérito de quem ganhou, até pq sou admirador do piloto vencedor , mais do que o referido Vitor Genz q mal conheço.
    Dei a minha opinião, vendo e revendo a largada, mais uma vez ,insisto como apaixonado do automobilismo, e essa opinião ,acredito eu, quetenho o direito de me expressar, assim como vc,e eu respeito.

    Sobre conhecer regras ou não, vou me poupar de informar se sei ou não, acho que meus feitos como piloto ,falam por mim, mas não está aqui o piloto,e sim um amante desse esporte.

    Abs, e fique em paz!

  2. Pedro Branco disse:

    Muito lhe respeito como piloto. Porém, não posso me calar diante desta acusação torpe de que tomaram o Campeonato “na mão grande” do piloto Vitor Genz. O que vejo muito são os próprios pilotos, chefes de equipe, e até mesmo ex-pilotos, que simplesmente SEQUER CONHECEM REGULAMENTOS E LEIS DESPORTIVAS. E o resultado disso ? Muita bobagem se fala !!!! Dê uma olhadinha no Código Desportivo do Automobilismo sobre as regras de largadas lançadas e depois reflita sobre sua acusação, se é mesmo que vc. viu a corrida.
    Abraços,
    Pedro Branco.

  3. Maximo disse:

    fala pra mim q é brincadeira… por favor…

  4. Stock Car disse:

    Victor,

    Como leitor assiduo de seu blog, e como sei que vc sempre briga por um melhor automobilismo dentro do nosso pais, queria te comunicar um movimento que esta sendo formado pela Vicar e(ou) Rede Globo.

    Frequento as corridas de Stock Car e de GT3 (trabalho no meio há mais de 30 anos) e existe uma informação que alguns pilotos afirmam ser concretas, de que a Vicar esta novamente (tentou fazer isso ano passado) bolando uma forma de evitar que os pilotos da Stock Car corram em outra categoria que nao seja transmitida pela rede Glogo ou Sportv. Na verdade nos nao sabemos se isso parte da Rede Globo mesmo ou da propria Vicar, usando a Rede Globo sem querer dizer que partir dela. Vc, como jornalista, acho importante saber disso pq acho um absurdo que os pilotos que correm em outras categorias venham a ser impedidos de trabalhar. Dizem que nao seriam proibidos, mas sim “inibidos”, como por exemplo esse piloto teria que pagar mais caro na Stock Car do que outro que eh “fiel” a categoria. De repente teria que pagar pastilhas, discos de freio, pagar mais caro pelos pneus… Assim, a temporada ficando 200, 300 mil reais mais cara faria com que determinado piloto que ganhe 50, 100 mil reais por ano em outra categoria preferisse nao correr, pois nao valeria a pena. Se é a Globo que está fazendo isso, ela esta querendo fazer o mesmo que faz com seus atores, que nao podem aparecer noutra emissora. Mas esses atores recebem para isso, e nunca ajudou em nenhum centavo nenhun piloto a conseguir seus patrocinios. Creio que a Vicar está mesmo é preocupado com o crescimento de outras categorias.
    Enfim, eu nao sabia por onde te dar essa informacao, mas creio que com o seu conhecimento, vais conseguir saber desse movimento.
    Vamos tentar impedir que isso aconteca, seja com a CBA agindo, ou nao sei quem mais.. mas num pais que eh excasso de pilotos, impedi-los de trabalhar é realmente um absurdo.. nao achas?
    Abraço,
    Ruan

  5. thiago marques garcia disse:

    Não tocou no carro da frente !! quando assim a ferrari amarela estava sem peneu já ow perdeu o ponto de freiada, e outra o carro de serra estaria marcado por um toque !!, vcs acham que um carro a mais de 200 km/h não ficaria uma marquinha qualquer ? até a marca das pedrinhas estão na frente do carro….

    • Nando Sato disse:

      Eu estava lá e repito: Tocou sim. E não estavam a 200 Km por hora, pois estavam entrando na curva que leva a parte de alta da pista, tinham acabado de sair de uma curva de 90º e estavam em 3ª marcha. Se eu te der um empurrão mesmo que de leve e vc estiver de costas vc desequilibra e dá um passo à frente. Agora se eu te der uma porrada vc cai desmaiado! Mas nos dois casos vc levou um toque! Dá para entender ou quer que eu desenhe!!!

  6. Nando Sato disse:

    O Daniel tocou sim o carro do Ricci .Ocorreu que por determinação do Sr. Valduga eles (comissários desportivos) são obrigados a tomar decisões dentro da corrida e não depois do podiun. Na torre eles tem apenas as imagens que vai ao vivo para decidir, alem do relato dos “bandeirinhas” que saindo do eixo São Paulo/Curitiba nem sempre é preciso! Os comissários presentes nesta etapa da GT só revogaram a exclusão da dupla do carro 19 em função de aceitarem ver as imagens da câmera onboard do carro do Daniel que mostra claramente que na entrada da curva o Ricci sai com seu carro ligeiramente fora do traçado e o Serrinha aproveita para sair de trás dele e aí há um pequeno toque na trazeira da Ferrari amarela. Então baseado nisso e em novo depoimento do Ricci, que no primeiro disse ter sentido um toque na traseira, resolveram revogar a decisão de exclusão. Não foi bom, mas na verdade os comissários foram coerentes nessa decisão e a dupla Serra/Longo ficou apenas com o prejuízo de não ter ido ao podiun e aparecido na televisão. Eu sou um critico constante da CBA e seus dirigentes, mas desta vez temos que concordar que os caras que estavam dirigindo esta prova peitaram as ordens do rei Valduga e do Bobo da Corte Cleiton Pinteiro, que até apareceu por lá no sábado, e chamaram para eles o mico da decisão que depois se mostrou equivocada. Em meus trinta anos acompanhando automobilismo de competição não me lembro de ter visto isto. Por outro lado o outro Bobo da Corte, Nei Tessari, tinha por obrigação descrever em seu site exatamente a verdade, pois teve acesso a esta historia que descrevi acima, sendo ele assessor de imprensa da Via Europa, equipe do Daniel do Chico Longo. Agora realmente se houvesse o toque da Ferrari Vermelha na Amarela e os comissários não tomassem nenhuma atitude de punição, hoje estariam sendo apedrejados por isso. O problema é que tem gente aqui com o mesmo problema do Felipão: Fala muito…. Fala muito!!!!

  7. Alexandre F. Souza disse:

    Não acompanho esta categoria, e vi as cenas acima pela primeira vez aqui. Não vi toque nenhum…

  8. Rafael Poliszuk disse:

    NÃO TOCOU, PORRA! Que automobilismo é este? Por isso deixei de lado tudo aquilo que fazia por gosto .. trabalhar com corridas no Brasil … já chega ! que bosta de CBA é esta?

  9. André disse:

    Pela imagem de TV fica dificil ver. O ideal seria uma direçao de prova com acesso as cameras onboard em tempo real. Nao existe isso nao?
    André / piloto no http://www.f1bc.com

  10. Flavio Tozzo Jr disse:

    A própria câmera on board deixa claro que não tocou.

    Assistí a corrida e não ví o serra pagando drive-through. Essa história de entrar nos boxes (já no final da corrida) e chegar em terceiro… alguma coisa tá errada aí! Dificilmente a master perderia a 458 entrando nos boxes!

    Por fim, mais absurdo que um erro dos comissários (o que até faz parte do jogo, como no futebol) é um piloto/equipe receber bandeira preta e continuar na pista! Isso sim é amadorismo, por mais que o piloto em questão seja Daniel Serra, piloto profissional (somado a outros 4 ou 5 que também dizem ser) que corre 10.000 corridas por ano em 100 caterorias diferentes.

  11. djalma fogaça disse:

    Oi Victor,

    eu achei q foi a melhor descisão q eles poderiam ter tomado, antes agissem sempre assim, se isso acontecesse no mini cooper na descisão em Brasilia, não iam tomar um Campeonato na mão grande como fizeram como Vitor Genz, q foi punido por queimar a largada e não queimou, se tivessem analizado depois da prova, iriam ver q erraram.
    O inaceitavel, é qdo não se admite o erro !
    Parabens aos comissarios !

    • Nando Sato disse:

      É bem isso Fogaça. Vc mesmo já deve ter sido injustiçado varias vezes em sua brilhante carreira. Principalmente no tempo da F Ford que nem televisão na torre eles tinham.
      Abraço meu amigo!

  12. Thiago Barbosa disse:

    Nos comentários a maioria está dizendo que o Serrinha não tocou, mas se tocou também não foi nada demais, só um raspãozinho no para-choques.

  13. Oscar Meyer disse:

    Acho um absurdo como tratam os clientes ( pilotos ) dessa categoria e esse campeonato e manjado, tudo para a dupla do “filho do dono”.

    Eu se fosse a dupla SERRA/LONGO juntava meus equipamentos e iria correr nos USA ou Europa, sai muito mais em conta. Iam se divertir muito mais e ter tratamento profiscional.

    O descaso e a falta de credibilidade e total. Essa CBA e uma vergonha !!
    Como se toma uma decisao dessas de um DRIVE TROUGH sem avaliar o caso..

  14. rafael disse:

    Eu vi a corrida, pior que na hora, na imagem mostrada na tv a coincidencia entre angulo de imagem e posicionamento dos carros foi ta grande que realmente pareceu que o Daniel tocou no carro de Ricci, só depois de uns 5 minutos mostraram outra imagem que mostrava claramente que não tocou.

    Bom, nao sou nem um pouco do time da CBA, alias quando imagino a cupula da CBA reunida decidindo algo me vem em mente o chavez, o kiko e a chiquinha bolando suas brincadeiras (zas).

    Nesse caso específico eu quase absolveria eles a não ser pelo fato de que comissarios nao podem tomar uma atitude dessas unicamente por um angulo de imagem, alias sempre deveriam ter o ponto de vista dos pilotos para sim poder tomar alguma decisao, assim como na f1.

    Nesse caso o chavez apanhou quase sem querer, mas ninguem tem paciencia com ele mesmo.

  15. rafael disse:

    Eu vi a corrida, pior que na hora, na imagem mostrada na tv a coincidencia entre angulo de imagem e posicionamento dos carros foi ta grande que realmente pareceu que o Daniel tocou no carro de Ricci, só depois de uns 5 minutos mostraram outra imagem que mostrava claramente que não tocou.

    Bom, nao sou nem um pouco do time da CBA, alias quando imagino a cupula da CBA reunida decidindo algo me vem em mente o chavez, o kiko e a chiquinha bolando suas brincadeiras (zas).

    Nesse caso específico eu quase absolveria eles a não ser pelo fato de q

  16. Jorge disse:

    Vi a corrida na integra e depois do suposto toque, deram varios closes na frente da ferrari do serrinha e estava intacta…

  17. Leonardo de Souza disse:

    Bem, com isso a gente vai ver um monte de piloto tomando punição com drive-trough (ou pior, Bandeira Preta) e continuar na corrida para conquistar um resultado e depois entrar com recurso para oficializar a sua colocação final, ou seja: abriram um precedente para mais erros e decisões equivocadas no futuro.

    • Valdner disse:

      É o que eu estava pensando também, veremos um show de carros na pista que não vão cumprir punições de agora em diante para depois reaverem a posição no tapetão. Veremos mais corridas que vão chegar ao fim sem saber se os pilotos terminaram na posição ou não. Podemos esperar a CBA e as categorias colocarem adendos no regulamento proibindo os recursos em caso de desobidiência dos pilotos e das equipes às ordens dos comissários durante a corrida, mesmo que elas sejam absurdas. Mais capítulos para essa novela chata e deprimente.

  18. Alexandre Scaglia disse:

    Surreal!!!!!!!!! Os comissários devem ser os mesmos que apitaram Argentina e Inglaterra em 86 e juram que o gol do Maradona foi de cabeça…

  19. Valdner disse:

    Hahahahaha, Daniel Serra nem tocou no carro da frente. Os fiscais estavam assistindo outra corrida na hora, acho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>