MENU

24 de novembro de 2013 - 17:40F1

Fim de feira, 2

SÃO PAULO | Antes de falar da prova em si, recebo aqui os números da audiência ‘in loco’ e da TV. Alarmam.

As pessoas que foram ao autódromo são quase 67 mil, segundo a organização — é sempre um número questionável; havia uma série de vazios nas arquibancadas. De qualquer forma, é 4,5% menor que em 2012.

Os números são piores quando se trata dos telespectadores: segundo o jornalista Daniel Castro, a média da F1 foi de 12,4 pontos, chegando a empatar durante 15 minutos com a Record. Nunca uma corrida em Interlagos havia ameaçado tanto o reinado da Globo.

Vamos às comparações: em 2008, na decisão daquele belo campeonato, a emissora deu 33 pontos. Cada ponto à época representava 55 mil domicílios em São Paulo, o que significa dizer que 1,815 milhão estavam acompanhando a corrida. Daí chegamos à prova de hoje, com a atualização no Ibope de 62 mil domicílios/ponto, chegamos a 768,8 mil casas ligadas na Globo.

Isso significa dizer que estes mais de 20 pontos na queda no Ibope representam na prática 57,65% a menos das gentes vendo a prova em Interlagos pela TV.

42 comentários

  1. Danillo disse:

    Esta foi a primeira temporada completa que não assisti nada pela TV, mas vi todas as corridas em HD. Como não me interessa ver a transmissão da RGT, após o final da corrida, espero duas horas e baixo o arquivo com o pre race, race e post race da BBC Sports ou SkySports (ambas inglesas). Um show de transmissão e sem bairrismo para os britânicos.
    EU não dou ibope para a RGT. Sinto pelo Reginaldo, mas prefiro o Eddie Jordan ou o Martin Brundle.

  2. kurt disse:

    Não vejo nada demais. Tipico dos brasileiros. A maioria das pessoas que assistiram a final de 2008 nunca assistiu nada de corrida nenhuma (F1, Indy, Nascar, etc.). Assim como apareceram muitos “entendidos” de F1 quando em 2009 o Barrichello chegou a ter chance de titulos. A F1 não precisa destas pessoas. Quando o Schumacher se aposentou (primeira vez) perguntaram para o Bernie se ele estava preocupado com a queda de audiencia. Ele respondeu: “Quem assisti corrida só por causa do Schumacher, nunca foi realmente fã da F1. Quem realmente gosta de F1 vai continuar assistindo.” Simples. Se no Brasil, a falta de um brasileiro com chance de ser campeão reduz a audiencia, hoje tem mexicanos, venezuelanos, franceses, que não assistiam corridas. No futuro estes serão substituidos por outros (talvez outros brasileiros, caso a Williams volte a ser um carro de ponta). A base dos fãs da F1 continuará assim como o esporte. E como já disseram aqui, se o povão não quer passem A F1 só para a TV fechada. Povão brasileiro só conhece um esporte, o futebol.

  3. Mauro Sousa disse:

    A Globo ta colhendo o que plantou. Passou anos e anos pregando o conceito de que ‘só os pilotos brasileiros são bons’ e que ‘é o Brasil contra o mundo’… Agora, que não tem mais pilotos brasileiros com chances de ganhar um campeonato, vai perdendo audiência…. É incrível como a Lei do Retorno cabe, inclusive, à organizações corporativas. Decisões erradas levam a prejuízo….

    • Alexandre disse:

      É isso. Falou e disse. Acrescento, apenas, que as corridas de F1 se tornaram muito chatas. Os pilotos estão muito chatos. Essa história de estratégia de box enche o saco.

  4. Tiago Montoya disse:

    Posso afirmar com propriedade que essa foi a primeira temporada de F1 que não assisti nenhuma corrida desde o início da década de 90, nem VT algum, replays, melhores momentos, nada!
    A F1 é um esporte político demais, pilotos mandam em equipes, o Bernie criou seus latifúndios para plantação de verdinhas, um piloto competente como o Hulkenberg passando sufoco pra correr…
    Pra mim, mais do que nunca, a F1 é só mais uma categoria de automobilismo, e as pessoas glamourizam e mitificam tanto que parece até que a F1 é fofoca de missa…
    Vou continuar gostando da categoria, lendo sites, notícias, mas acompanhar “in loco” nem tão cedo, acho que onde rola poder, só o poder sobrevive e só o poder importa, o resto é faísca.

  5. Eu como acompanho a Formula1 a mais de 40 anos posso afirmar que são varios fatores 1) Ingressos carissimos no Brasil é umm dos mais caros do Mundo 2) O Bairro Interlagos esta ABANDONADO pela Prefeitura faz anos em volta virou FAVELA e o Publico da Formmula 1 é Classe AAA e não deseja ser assaltado 3) Desconforto geral para chegar ao Autodromo a Prefeitura isola a kilometros de distancia e não deixa chegar de carro só a pé ou de Onibus ..quem Classe AAA vai andar de Onibus ??? ou à pé ??? 4) Com passar dos anos os Prefeiitos proibiram vender camisetas Bonés o Kassab PROIBIU PROPAGANDAS NA CIDADE INTEIRA INCLLUSIVE NO AUTODROMO …isso é a MAIOR BURRIRRE do mundo a Formula 1 é feita de Marketing ..era muito gostoso ser os Patrocinadores decorarem as Avenidas e em volta no Autodromo …isso tudo acabou PARECE UM CEMITÉRIO ABANDONADO SÓ A PREFEITURA MONTA UM ESTANDE ENORME DO CET PARA MULTAR TODO MUNDO RIDICULO ! ! ! Esses prefeitos não entendem nada de Marketing ..só de roubar ou aumentar impostos ou multas ai são craques
    5) Por fim a propria Globo fez a PIOR CHAMADA DO MUNDO com aquele viideo Eu sou Interlagos mostrando a pista Ô COISA RIDICULA QUALQUER CRIANÇA FAZIA MELHOR
    Tem mais coisas …mas nenhum IDIOTA ESCUTA …então não vou falar mais desse jeito vai acabar e quem gosta realmente como Eu vai ter que assistir no Canada ou em Monaco ou em Austin e deixar DOLARES LA FORA afinal quem tem competencia merece e quem não tem que se ferre …

  6. Giovanni disse:

    Acho que a queda da audiência na F1 vai além da F1.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/como-a-internet-esta-arrebentando-a-audiencia-da-globo/

    Nos últimos 13 anos, praticamente TODOS os programas da Globo que ainda estão no ar perderam mais ou menos a metade da audiência! O Fantástico, Globo Esporte, Faustão, filmes, Jornal Nacional, novelas (exceto raras exceções, minisséries, F1 E ATÉ O FUTEBOL… Tudo caiu.

    Melhor do que comparar com 2008, a média da F1 em 2013 foi bem menor do que a de 2003, por exemplo. Se for analisar, os carros até 2008 usavam pneus com ranhuras e uma aerodinâmica muito mais eficiente do que a de hoje, e por isso dava pra contar nos dedos o número de ultrapassagens por corrida, todas eram feitas no box, quando um piloto parava numa volta diferente pra dar o pulo do gato, o Schumacher destruia tudo e todos, chegando a ganhar uma corrida com QUATRO paradas e mesmo assim, havia mais audiência!!! Então vem a pergunta:

    O que mudou?

    Basicamente, a evolução da internet!

    Hoje qualquer pessoa com acesso à internet, acessa o que quiser, na hora em que quiser, e o mais importante, em vídeos, com muito mais qualidade do que há 10, 12 anos, quando nem existia Youtube! Exemplo: antigamente uma pessoa até poderia preferir assistir filmes mais do que F1, mas como na hora da F1 o filme que passava no outro canal não era interessante para essa pessoa, ela acabava ficando com a F1. Hoje a pessoa digita o nome do filme que quer assistir na hora que quiser, inclusive na hora da F1.

  7. Jonny'O disse:

    Na verdade tá chato mesmo, mas creio que se o Massa tivesse na pole e andando na ponta ou brigando por ela …….hum, sei não!

  8. Rogério Reis disse:

    O caminho das transmissões esportivas leva, inevitavelmente, a canais pagos especializados. Mesmo o futebol vem apresentando grande queda na audiência. Apenas mega eventos esportivos, como finais de campeonatos, olimpíada ou o Super Bowl vão ter espaço na TV aberta. Isso vem acontecendo no mundo todo.Quanto a presença de público no local, acho que o fato do campeonato estar decidido e a falta de um piloto brasileiro com alguma chance real pesa bastante para a pouca presença de público se comparada a outros GPs do Brasil. O Brasil precisa urgentemente de um ídolo na Fórmula 1, ou o esporte, que deu tantas alegrias ao país, será simplesmente esquecido por grande parte do povo brasileiro.

  9. Rennan disse:

    Vamos as diferenças de ibope do GP Brasil desde 2006

    2006 – 27
    2007 – 28
    2008 – 33(Recorde dos últimos 10 anos)
    2009 – 26
    2010 – 17
    2011 – 15
    2012 – 18
    2013 – 12(Perdeu pro Rodrigo Faro)

    Isso tá cheirando que a F1 deveria mudar de ares,ou ir pro Sportv ou Fox Sports,porque na TV a Cabo a transmissão é outro nível,ou ir pra internet na BBC Sport com o Brundle e o Coulthard narrando e comentando,e digo mais,em 2015 vamos ter que assistir F1 na TV a cabo ou na internet via streaming na FujiTV ou na BBC,se acharmos o site,porque a Globo sem Brasileiro brigando por título não passa F1,e esse ano a Globo deixou de passar F1 pra passar missa do Papa, é mole,e pensar que o maior ídolo do esporte do Brasil(Mais que o Pelé) era um piloto de F1,chamado Ayrton Senna da Silva,que fazia mágicas que até Deus duvidava,como pilotar 10 voltas só com 6a marcha e ganhar a corrida em Interlagos em 91,passar 5 em Donington Park na chuva numa pista que nem ponto de ultrapasagem tinha e na 1a volta,ou correr só com a 3a e 5a marcha em Monaco 90 e vencer,conseguir 65 poles positions,41 vitórias,3 mundiais e 2 vices entre 1985-93 tendo quase ganho uma vitória em Monaco com uma carroça chamada Toleman em 84,passando Lauda na Saint-Devote numa chuva torrencial,e quase levando a vitória,perdendo o título no tapetão em 89 e dando o troco em 90,em 94 antes de sabotarem o carro em Imola fez 3 poles com um carro que parecia uma máquina de lavar quebrada,contra um carro todo eletrônico da Benetton,e tendo funeral de chefe de estado com transmissão ao vivo pra muitos países,e dominando metade da programação inteira dos canais aqui no Brasil,e principalmente,ajudou muitas crianças pobres e necessitadas dando assistência médica e sem se expor,incluindo o Galvão Bueno(Que nunca iria voltar pra Globo se não fosse o Ayrton pedir pro Big Boss Marinho a volta dele na Globo senão ele iria sair da F1,pois sem a a narração e a companhia do Galvão,ele ia deixar a F1 e o Galvão hoje seria um Silvio Luiz da vida hoje,e se ele tivesse caráter,ele diria que se ele é alguém na vida,ele deve muito ao Ayrton,a verdade é essa!)……

  10. Levando em consideração que o campeonato já estava finalizado há 4 corridas atrás, vejo essa queda como algo muito normal.

  11. Joca disse:

    Pode ser por um comjunto de fatores, corridas chatas, um unico brasileiro,transmissões chatas, gente chata e talvez quem assiste hoje a F1 é quem realmente gosta de corrida.

  12. Andre disse:

    A comparação não é boa, você pegou os extremos, comparou uma corrida em 2008 com um brasileiro disputando o título em casa depois de 17 anos, com uma corrida de um campeonato já decidido, com um piloto que vem vencendo a 8 corridas, quando temos apenas um brasileiro na categoria. Se quiser comparar, 2011 x 2013 seria melhor.

    • Vettel disse:

      Exato…acho muito drama, e convenhamos que este fim de temporada estava chato até pra nós que amamos a F1! E nem o futerbozinho tem mais tanta audiência hoje em dia…

    • Ricardo Sarmento disse:

      Você disse tudo. As condições do campeonato em 2008 eram muito diferentes em comparação com 2013. O Massa daquele ano vencia corridas, tanto que chegou na última corrida com grandes chances e título e só o perdeu na última curva, praticamente.

  13. Diogo disse:

    A Fórmula 1 está perdendo audiência, mas é um evento altamente lucrativo para a Globo. Ela é a organizadora da prova e vende as cotas de transmissão a um custo bem alto. É o tipo de produto que serve para pagar coisas como o “Ixxxkenta” (Pânico mode ON), que é quem garante o Ibope da emissora.

  14. Felipe Garcia - F2G disse:

    Simples, passe para uma Fox ou ESPN e deixe quem gosta ver.

  15. Alex disse:

    É só aparecer um brasileiro disputando o título que esses números mudam!

  16. Marcelo disse:

    Se a Globo não passar mais Formula Um, azar do povão do canal aberto. Se não tiver mais F-1 em Interlagos, azar do Brasil, é um evento esportivo mundial a menos no país.

    A Formula 1 vai seguir seu rumo buscando audiência em outros países, um bom exemplo é a França, durante anos sem piloto de ponta e corrida no país, a Formula 1 continuou crescendo. E pra quem acha que ela não da retorno, Banco Santander esticou seu contrato com a Ferrari até 2017.Para cada Euro investido na categoria máxima do automobilismo, cinco novos aparecem nos cofres na instituição nascida em Cantábria.

    Nas últimas décadas o brasileiro(Galvão) vem esculachando muito a Formula 1 só porque o país não tem piloto vencendo campeonatos(e ainda colocam a culpa no esporte, é muita cara de pau). O destino da F-1 é o mesmo do motociclismo! Hoje quem quiser ver Moto-GP tem que gastar com internet ou tv a cabo(mesmo sendo pirata vc tem gasto com receptor pirata e atualizações). Brasileiro já não tem merda nenhuma de esporte a motor de alto nível no país, então, que a pátria de chuteiras continue com Galvão e essa merdinha de futebol…

    Palmas para a Alemanha que investem em sua gente, quando decidiram investir em pilotos visando título na F-1, fizeram bem feito, o resultado esta aí na pista. E tudo começou na foto abaixo:

    Olha a cara de alegria…
    http://4.bp.blogspot.com/-2nkaAFKG_Fk/UFXiwHpKn7I/AAAAAAAAADg/lh3CAW_9XM8/s1600/90nerce.jpg

    O legado de Schumacher esta em boas mãos com a nova geração…

    E pra quem mete o pau em pilotos “pagantes”, lembre-se, Fangio foi bancado pelo governo da Argentina da mesma forma que hoje Maldonado é bancado por seu governo. Só que o argentino sempre deu sorte de correr em times de ponta, Maldonado não teve essa chance.

    Não vejo problemas em piloto ser apoiado pelo seu país, duro mesmo é quando uma nação(Brasil) se lixa para sua gente…

    Bom lembrar, Barrichello foi pagante por sete anos na Jordan e Stewart bancado pela Arisco, PepsiCo, Davene, Nokia e NET. Para se ter uma ideia, em 95 Rubinho trocou a forte Arisco pela gigante Pepsi, valor do patrocínio na época em torno de 3,5 milhões de dólares, uma fábula na época. E ainda tem gente que mete o pau em Maldonado por ser pagante por cinco anos, Rubinho foi pagante por sete e ninguém falou nada. Por mais talentoso que era, Senna só correu nas categorias de base na Europa graças ao apoio de dois bancos(Nacional e Banerj), sem isso jamais chegaria a Formula 1. Entenderam? Não basta talento em algum momento da carreira o piloto sempre vai depender de milhares(ou milhões) de dólares pra correr. Cabe ao seu país apoiar sua gente, Nelsinho Piquet teve apoio do pai até chegar a Formula 1(se fosse depender do país tava fodido), coisa normal no esporte. Chilton é bancado pelo pai e a pachecada desceu a ripa…quem pode mais chora menos, é assim que funciona no Planeta Terra.

    Existem esportistas no Brasil que mal tem um tênis para treinar, como vamos ter piloto de ponta na F-1 sem não há investimento? E não adianta meter o pau no esporte Formula Um, a culpa é de nós mesmos, de um país que não investe em sua gente.

    Brasileiro é folgado quer medalha de ouro no peito sem investir no esporte, isso não existe!!! Cielo só levou o ouro nas Olimpíadas porque foi treinar em alto nível no USA, e isso teve um altíssimo custo. Observe que nem com campeão olímpico o Brasil investe em natação(fica só no oba-oba da Globo elegendo Cielo a herói nacional, mas é isso que Cielo realmente quer para a natação?), mesmo caso foi o tênis com Guga no passado, vivemos de ilusões. O vôlei é forte porque tem apoio da Globo, sem ela adeus esse esporte no país.

    Na Formula 1 o Brasil só sabe “endeusar” o passado, mas a Alemanha esta se LIXANDO pra isso, pra ela o que interessa é o MOMENTO, e nisso ela vai muito bem obrigado!

    Aqui o que prevalece é o maldito futebol, os outros esportes que se fodam, então que seja assim. Que a Formula Um fique definitivamente em canal fechado, eu gosto do esporte Formula 1 e não dependo mais da Globo. Povão que só sabe falar mal merece ficar sem Formula 1 em canal aberto, bem feito!!!

    Brasileiro é extremamente “mente fechada”, merece se foder. E assim ficamos com a Educação Burra, Saúde doente e Segurança com muito medo.

    Não caiam em desespero, tudo vai ser compensado com o hexa(que já esta garantido) na Copa, que a pachecada faça seu carnaval com o Galvão! Cada povo tem o que merece…

    Como será que é viver na Alemanha, um lugar onde alemão investe em alemão? Melhor ainda, austríaco investindo em alemão ou vice-versa(pra quem não sabe, Alemanha e Áustria são nações irmãs, um coloca a mão no fogo pelo outro, isso desde os tempos de guerra). Dono da Red Bull, o empresário austríaco Dietrich Mateschitz apostou tudo em um jovem alemão no kart, Vettel já é história na Formula 1…

    Mateschitz devia apoiar Hülkenberg, esta demorando para Alemanha fazer 1,2,3 no pódio na Formula 1. Quem sabe em 2014, mas eles merecem, e o Galvão muito mais, que ele fique cagando caminhões de merda pelo Senna durante o hino alemão…

    Paizinho de Merda esse Brasil…

    • Francisco M disse:

      Então se manda. O Brasil não precisa de você.

    • Luiz disse:

      Falou tudo! No Brasil, tirando o futebol, só fará sucesso nos esportes as pessoas que tiverem alguma sorte de desenvolverem seu talento e poderem mostrá-lo ao mundo. Como você bem citou, o Cielo, o Guga, etc. Viram heróis nacionais, e depois que a boa fase deles passa, o esporte é esquecido. Vamos ver como será o futuro do MMA, se os brasileiros começarem a deixar de ganhar… Vai passar de “o segundo esporte mais popular do país” para mergulhar no ostracismo. Neste país, não se investe decentemente em qualquer esporte além do futebol.

  17. Brasileiro é poser d+ com relação à automobilismo. Vivem criticando a F1 pq p/ a grande “massa” é só isso que existe, enquanto rolam outras competições por ai. Se sair perguntando p/ os quase 2 milhões que assistiam a final em 2008 se ja viram alguma corrida de Marcas e Pilotos, 99% vai dizer que nunca ouviu falar disso. Mesmo sendo a competição mais divertida do automobilismo nacional.

  18. PedroL disse:

    O fato é que a F1 vem perdendo telespectadores ano após ano, em 2003 a média da temporada foi de 21 pontos, em 2013 a média será em torno de 8 pontos (SP), a pior da história.
    Essa baixa audiência da F1 não é exclusividade do Brasil, está ocorrendo no mundo todo, e são vários os fatores que contribuem para isso, por exemplo: Os novos circuitos da F1 projetados por Tilke possuem excesso de áreas de escape e poucos pontos de ultrapassagens reais, a introdução da asa móvel tornou as ultrapassagens banais, pouco emocionantes. A proibição do reabastecimento privou as velhas e magnificas estratégias que embaralhavam o grid, era um algo a mais nas corridas, pois sempre existiam as surpresas, ninguém sabia exatamente quem estava mais leve ou mais pesado, quem iria andar em ritmo de classificação ou quem iria ser mais conservador, e o melhor, qual estratégia daria certo no final das contas. Outro ponto negativo é o rigor dos fiscais, está ficando chato pra caramba.
    As transmissões da F1 no Brasil também estão deixando a desejar faz tempo, é preciso respeitar mais o telespectador e a própria F1, talvez voltar no tempo seja um bom começo, a F1 não é para ser engraçada.

  19. Daniel Cabron disse:

    Eu não entendo essa medição do ibope. Porque toma-se como base a audiência em São Paulo sendo que o país é enorme? Quando há eleições presidenciais não diz que certo candidato venceu em uma região mas em outra não? Tem que ter uma forma de medir a audiência nacional e não somente de São Paulo. E também toda a programação da TV aberta hoje está caindo. Vejam o caso das novelas. Hoje as pessoas tem mais direito de escolha. TV Fechada mas barata, internet, etc. Acho que a audiência de todos os programas tendem a diminuir.

  20. Vitor Souza disse:

    “Fim de feira”

    nome perfeito, e a audiência… bom, apenas reflexo de um publico alienado a torcer somente por brasileiros, e um campeonato de uma categoria que está ficando chata ate para os hardcore.. imagina pros ouvintes casuais

  21. LRonaldo disse:

    Cara, olhem quem fez a entrevista do pódio. E isso com o nosso emmo presente no autódromo. Sem mais.

  22. Leonardo disse:

    Acho que essa queda foi potencializada esse ano pelo fato com campeonato já estar decidido ( por isso eu nunca gostei da corrida ser no encerramento) e tambem pelo mesmo ter sido bem mais chato e previsível em 2013. Mas eu me incluo entre aqueles que pensam que a Globo não continuará transmitindo o campeonato por muito tempo. O que nós fãs temos que rezar é para que ele continue a ser exibido em algum outro canal, e não seja simplesmente renegado em virtude do custo.

  23. espero que esse dia demore e muito

  24. Daniel Ramos disse:

    Olha a corrida de hoje, foi uma das melhores do ano, teve ultrapassagens sensacionais, teve confusão, pra mim foi a única e primeira corrida deste ano, que eu senti um frio na barriga vendo a corrida a cada ultrapassagem, a cada pit, e na punição fiquei com muita raiva (hehe). Fazia tempo que não sentia isso tudo numa única corrida. Essa corrida foi sensacional, na minha opinião, Interlagos é realmente mágico.
    Mas a questão da baixa audiência, na minha opinião têm certos fatores:
    1º-Nenhum piloto brasileiro se destacando, apesar da tentativa do Massa, muita gente achava que ele não ia conseguir ir pro o pódio, se não fosse a maldita punição da FIA, ele conseguiria o pódio.
    2º-Os carros estão menos competitivos, isto é fato, é chato ficar vendo uma corrida sem disputas, sem emoção, e com um único carro andando sempre na frente. Mas Interlagos foi diferente, mas porque os carros estavam todos preparados pra um dia de chuva torrencial, mas São Paulo surpreendeu novamente e trouxe um tempo seco, a pista sequinha, se não fosse por isso, ia ser a mesma F1 chata de sempre.

  25. Andre Arruda disse:

    Lembro-me que a Globo fazia um especial bacana, antes das corridas no Brasil, há uns bons anos atrás. Agora colocam aquele “Esquenta”. É para mudar de canal…. Pelamor…. Depois não reclamem que ninguém vê a corrida.

    • verdade, quando começou o esquenta troquei logo que canal, mas acho que não é por causa disso, acho que os brasileiro gostaria de ver um piloto brasileiro disputar o campeonato, ganhar, como ficou difícil, hoje tem menos interesse

      • Alexandre Carvalho disse:

        E tudo isso se explica pelo simples fato de que os brasileiros, de modo geral, não gostam de automobilismo, e sim da babaquice de “ver um brasileiro andando na frente ou vencendo”.

    • Ricardo Sarmento disse:

      Lembrou bem, tinham matérias bem legais antes da corrida nos anos anteriores. Lembro que em 2006 foi muito bom, com reportagens até sobre filmes de corrida.

  26. Eduardo costa disse:

    O contraro da globo, smj, vai até o final de 2015. A audiencia registrada é inquestionavelmente pífia para um evento esportivo do tamanho que a formula 1 é para tv aberta, porém bastante considerável para emissoras de tv fechada. Isso significa que não devemos nos assustar se em 2016 a formula 1 passar a ser transmitida por algum canal de tv fechada e inclusive fora do sistema globo (leia-se sportv). A Fox está de olho no mescado brasileiro de esportes faz tempo, está ai o canal fox transmitindo uma série de eventos que tradicionalmente passavam na globo, que não me deixam mentir.

    • Eduardo costa disse:

      *mercado

      • Diogo Garcia disse:

        O que também preocupa, pois se fizer com a F-1 o que faz com a Nascar…

        • Alexandre Carvalho disse:

          Se a F1 for para a Fox um dia, vai continuar sendo a mesma porcaria de transmissão. Mas com a internet aí, quem liga para isso. Existem diversos links que permitem acompanhar a transmissão ao vivo da TV inglesa, alguns com ótima qualidade de imagem, enquanto é possível também baixar o torrent com excelente imagem, para curtir depois.

    • O problema é que aí corre-se o risco de vermos a F1 num VT compacto porque durante o horário da prova a FoxSports passa o VT do jogo de abertura da segunda divisão do campeonato argentino.

      A Globo pode ter seus inúmeros problemas mas ela dá um ótimo respeito a F1. Mesmo a menina dos olhos do esporte da emissora hoje, o UFC é relegado para aquelas transmissões “ao vivo”. E eles nem passam o Card todo. A F1, ou mal ou bem, salvo na única corrida que bate com o futebol ou em caso de Papa, a corrida e o treino estão lá, inteiros. Mesmo quando a chuva atrasa a prova em horas.

      Então, estamos batendo muito na Globo, mas há de se ver que ela trata a F1 de uma forma diferenciada dos outros esportes que ela cobre, exceto o futebol.

  27. elphem disse:

    a F1 com essas regrinhas de comissários sem noção, está afastando o público que gosta de ver briga na pista, ultrapassagens e show de pilotos.

  28. paulo vitor disse:

    infelizmente consequencia disso é daki uns 10 anos nao ter mais formula1 na tv pra gente aki

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>