MENU

19 de junho de 2011 - 14:10Automobilismo brasileiro

Passo à frente

SÃO PAULO | Terminei de ver há pouco a estreia do Brasileiro de Marcas, pela TV, em Tarumã. Gostei. Há potencial no evento. É certo e sabido o montante de problemas que o automobilismo brasileiro carrega embutido. Isto é, para os padrões nacionais, da forma que a competição foi ajeitada — meio que às pressas, com adiamento da primeira etapa e tal —, é uma categoria que tem futuro.

Mas para ter futuro, precisa ser bem cuidada. Aí é onde mora o perigo. A princípio, ser bem cuidada significa dizer que não pode ser estragada. São três montadoras, e espero que elas realmente estejam envolvidas (Chevrolet, Honda e Ford), uma quarta está envolvida como equipe privada, digamos assim (Toyota), e outras tantas estariam engajadas. Ótimo. Assim, que CBA/Vicar trabalhe para que estas marcas não deixem o campeonato num futuro próximo. Quem sabe, vai que elas desenvolvam o motor e o carro em si. Seria ideal. Mas como a base é do TC2000, vamos de TC2000.

Também, que CBA/Vicar não encareça o campeonato e o transforme em outro celeiro de fortuna. Os preços hoje giram em torno de R$ 400 a R$ 600 mil. É menos da metade do que custa uma Stock Car, com um pacote que parece ser melhor. A exposição na TV é de uma hora, na Rede TV! — um VT com os melhores momentos da primeira corrida mais a segunda, de meia hora, ao vivo. Seriam 8 horas de transmissão por temporada. Se puser no papel, é até mais que a Globo mostra a Stock Car.

Falando em TV, me incomoda um pouco ver Carlos Col como comentarista. Não acho muito honesto, nem ético, ver alguém envolvido com a categoria falando dela. É incapaz, pois, de criticá-la, se algo de ruim acontece — como, por exemplo, a ideia ridícula de nossas categorias em colocar placas publicitárias de isopor ao largo da pista; ou ainda, omitir o nome da Toyota porque ela não é montadora oficial. Bernie Ecclestone comenta corridas na BBC? Randy Bernard vai à Versus ou à ABC para falar suas impressões sobre as provas da Indy? Há profissionais o suficiente para fazer comentários isentos — isso se, e somente se, a emissora for independente e não fizer parte de um pacote que adule o evento ou não ature ‘jornalistas-pagantes’, ‘profissionais’ já existentes no mundo de cá. 

 Ao fim e ao cabo, seriam necessários alguns ajustes, mas o passo está dado. E que continue à frente.

35 comentários

  1. André Peragine disse:

    Se vc estivesse na reta da Marginal veria o espelho d´água que se formou. Nazareth, 1998, a corrida ficou para o dia seguinte. Simples: Na Indy não trocam a segurança dos pilotos por um punhado de dólares. Sem condições (avaliadas pela direção de prova, que acho que conhece um pouco mais uma condição segura do que meia dúzia de jornalistas) a prova é adiada para o dia seguinte. E não se compara a tempestade que deu no Anhembi com a chuva de Montreal 15 dias atrás.

    • Victor disse:

      VM responde: André… Nazareth é oval, cara, a comparação não tem fundamento. Desculpe, entendo sua preocupação em comparar as situações, mas é ridículo não haver escoamento e condições de correr 3 horas depois de uma chuva.

  2. Savio Oliveira disse:

    Então, eu achei muito bacana o brasileiro de marcas. Corridas boas, bons pegas e especialmente os motores que são fantasticos. Bem que eles poderiam correr lá no Anhembi em 2012. Daria uma boa corrida.

  3. ANTONIO disse:

    Aquele Atila Abreu, que por sinal é o piloto mais feio da categoria, tomou um passadão por fora do piloto Juliano Moro, e foi um baita mau caráter, tocando na traseira e colocando em risco a vida de seu colega. Foi muito bem desclassificado. Aprende a andar de forma honesta, estrelinha da stock car, que nunca ganhou nenhum título de verdade. Parabéns CBA E VICAR pelo campeonato e carros especialmente os Honda e Ford muito bonitos.

  4. sandro disse:

    Até que enfim… está aí o que a maioria queria ver no automobilismo brasileiro, o CAMPEONATO DE MARCAS. Eu assisti muitas etapas do antigo BR de MARCAS onde as fabricas tinha seus carros com seus próprios motores e penso que o campeonato acabou por ter se tornado caro demais e com um tipo só de motores/cambio/freios as fábricas retornam com seus carros de verdade estéticamente com menos envolvimento financeiro. Hoje a maioria dos campeonatos está usando este sistema para poder se manter e não vejo nada de mais em as montadoras estamparem suas marcas neste tipo de carro, afinal é o modelo delas que está na pista (lata). FG você não gosta da estoque e etc e chegou a hora de vermos corridas com carros de verdade mas fiquei chateado por não ver na programação do GP a hora e a emissora que iria transmitir a corrida. Quero ver você pilotando um desses carros pois seria uma ótima idéia para uma grande cobertura e um ótimo retorno para o GP não acha?
    Assisti a corrida e achei muito boa para um campeonato que começou as pressas, já assisti corridas da Stock e TC 2000 ao vivo e confesso que este motorzinho 2.0 com seu ronco estridente é fantástico, precisamos ver caras novas pilotando, novas montadoras KIA (cerato) HYUNDAI, BMW, VW….. grid com no mínimo 36 carros. Vamos apontar os defeitos para que a organização venha a corrigi-los e para que o campeonato venha para ficar pois tem espaço para todos V8, 2.0, Formulas….. E tem mais quero ver corridas em Cascavel Pr, Goiania Go…. Como era lindo ver os passat, uno turbo, escort xr3 em Cascavel com aquele montão gente com as suas churrasqueiras espalhadas por todo o autódromo…. As corridas tem que dar retorno aos patrocinadores e aqui no Brasil isto só funciona montando tudo aquilo que se vê na Stock, camarote disso, daquilo, arquibancada com camiseta desta ou daquela empresa, corrida tem que ter público pra sobreviver. Alguem viu o campeonato novo da Mercedes? O Speed mostra a GT3 mas da pra contar quantas pessoas tem nas arquibancadas….. Parabéns a Vicar pela iniciativa e encham o grid de marcas por favor….

  5. Daniel disse:

    Brasileiro de Marcas não. Brasileiro de carrocerias.Tinha que ser igual ao Paulista de Marcas onde tem carro de todas as marcas, com cambio, motor e suspensão original. Outra, com este valor vão ser sempre os mesmos pilotos, que hoje correm na Stock , é ser ver a lista de inscritos. O que não são da stock é porque foram convidados para dar grid.

    • Alan Magalhaes disse:

      Poxa grande idéia. Gol bola, Fiesta antigo, Corsa e Ford Ka. As montadoras vão fazer fila para apoiar. Nada como uma opinião bem embasada feita por quem mostra entender muito de marketing esportivo. Vai ver que é por isso que o Paulista quebra recordes de público a cada etapa. Parabéns!

  6. gian_racer disse:

    os melhores comentaristas de automobilismo do brasil……..EDGARD MELLO FILHO E CLAUDIO CARSUGUI

  7. André Peragine disse:

    Só uma coisa Victor… Vc tb acha ridículas as placas de isopor na beira da Pista na Fórmula 1? Claro que não é a melhor coisa do mundo, mas não acontece só por aqui. Assim como a adiamento da F1 por causa da chuva que vc comparou com a Indy na semana passada. sabia que em Montreal, 2006, aconteceu a mesma coisa na Champ Car? Choveu e a corrida ficou para o dia seguinte. A prática é comum na Indy. Só procure se informar mais antes de fazer certas críticas. Criticar é bom, mas quando você sabe do que está falando.

  8. André disse:

    Acho que para uma categoria que acaba de nascer, a presença do Carlos Col como comentarista é muito positiva. Ele seria a pessoa que melhor entende tudo o que diz respeito a categoria, e informação precisa é algo que falta para o público que acompanha corridas.
    André / Piloto no http://www.f1bc.com

  9. Alan Magalhaes disse:

    É impressionante como tem gente para atirar pedra, sempre. E o pior, desinformados, alguns dizendo que os carros são tubulares, por exemplo. Vai ver o cara viu canos aparecendo nas janelas e achou que o carro é tubular. Tem gente dizendo que já nasceu morta, que é porcaria, que os motores, freios, pneus são iguais; blá blá blá. Não reclamavam tanto da falta de um Marcas, pois bem ele está aí, portanto, é hora de apoiar. Claro que ele tem seus pecados, mas o que é melhor, apoiá-lo para crescer ou criticá-lo até morrer. A Vicar comete seus erros – os de sempre – mas faz, e se faz, faz do jeito que achar melhor, quem não gosta que faça também e a supere. O pior é que a maioria caía de graças pela TC2000, que também tem motores iguais, mas no nosso Marcas caem de pau. Será que este pessoal não entende que um Marcas puro, carro contra carro, sem alterações de projeto, jamais vai dar certo? O DTM padronizou – e todo mundo baba nele – o V8 Supercars padronizou, a TC2000 padronizou, a TRV6 nasceu padronizada, o WTCC padronizou, o WRC padronizou, será que isso não dá uma pista? De minha parte, que trabalhei intensamente no antigo Brasileiro de Marcas e criei o Regional de Turismo no RS – ambas puras, carro contra carro – só dou os parabéns à Copa Petrobras de Marcas, que cresça e se desenvolva. Pecados? Ora, quem não os tem?

  10. rodrigo botana disse:

    adorei a categoria , belos carros , lindos, mas ta aconteçendo com o marcas e pilotos a mesma coisa que aconteçe com a trasmissão do trofeo linea, são duas corridas por fim de semana e quero entender por que so uma é exibida desses dois campeonatos, se não poem exibir as duas corridas do fim de semana ,então façam uma corrida so, ridiculo a tv mostrar so uma corrida em vez das duas, mas adorei a volta do brasileiro de marcas e pilotos,adoraria ver o speedy chanell exibindo em vt as provas, pois o speedy mostra em vt a gt3 e as duas corridas ele mostra, qual a graça de ver um campeonato de duas corridas por fim de semana e so uma podermos assistir?

  11. João Ferreira disse:

    Não vi a corrida, mas espero que possam ser uma categoria que iguale as marcas e assim possamos competir igualmente…mas se são praticamente um TC2000 Brasileiro, poderiam juntar com os argentinos então….além de marcas, poderia ser uma competição com os hermanos….seria bacana…

  12. Bruno Brambila disse:

    Vai Pegar sim.
    Quem ve ao vivo apaixona. Com certeza em 2 aspectos ela impressiona:
    – Visual dos carros/performance
    – Fantástico barulho do motor.

    O som do motor é fantástico : Alto, estridente, imponente.
    Tive a oportunidade de ver os lineas e agora o marcas. O linea sendo turbo decepciona pela ausência de som. Imagine a F1 em 2013 sem barulho! O Bernie morre!
    A Stock car o barulho do V8 é grave , abafado e dissonante.

    Vejam o marcas roncar ao vivo, e protejam seus ouvidos quando ele sai do box.!

    Tenho certeza com a corrida de Marcas em SP, a categoria vai decolar definitivamente.
    Quanto a cada marca ter seu motor próprio, isto aumentaria muito os custos envolvidos. Imagine Neil Brown com Honda, Spiess Tuning com GM , sodemo e outros. O custo seria maior que o da Stock. E ela (sim a Stock) que se cuide!
    Parabéns Vitor por se possicionar de forma imparcial nesta nova fase do nosso automobilismo.

  13. Marcos Ferreira disse:

    Realmente não é um campeonato de marcas, pois toda a parte mecânica é igual para todos, inclusive a suspensão. Se cada marca corresse com o carro igual ao de rua, haveria uma disparidade, pois uma marca poderia ter uma suspensão melhor que a de outra marca. O único envolvimento das fábricas é com grana, o departamento de tecnologia delas não deve ter conhecimento dos carros.

    Acho que para ter o chamado apoio oficial, a fábrica tem que dar grana para a organização, e isso o pessoal da Toyota achou que não valia a pena.

    Campeonato de marcas serve para isso, para se desenvolver o produto da sua marca, e se esse desenvolvimento não existe, já que vem tudo pronto de fora, então não é campeonato de marcas, e sim somente um campeonato de pilotos.

    E outra, brasileiro não se identifica por marca, se identifica por corrida. Gosto muito dos produtos da Ford, mas não vou levar um bandeira deles quando for ver uma corrida, e nunca vi ninguém que faça isso no Brasil. E não vou comprar essa marca ou aquela por que ela venceu o campeonato. E você, compraria a marca do campeão ou do seu gosto pessoal?

    Quanto ao Col comentando, melhor ele do que o pessoal da Rede Globo. Pelo menos o cara entendo do negócio.

    A Vicar agora não é da familia Slaviero?

  14. Marcos Antonio Toledo disse:

    Também fiquei com o pé atrás quando ouvi os comentários do Carlos Cool espero que ele não puxe o freio de mão na hora em que a categoria embalar .

  15. Junior disse:

    Foi televisionado? Puts, porque não estava na grade de programação de corridas do Grande Prêmio?

  16. Dionisio disse:

    Ae Victor, 5 x O !!!

  17. Dionisio disse:

    A categoria vai pegar. Já se fala que a Montana vai deixar de existir no ano que vem, vai todo mundo pra lá. Agora o Col comentando não pode…

  18. Gabriel disse:

    Ainda sim é um campeonato muito caro para carros iguais.

    600mil reais divido por 8 provas =75 mil reais por mês. Isso pq contei com 8 provas, pois a primeira não teve.

    Ainda é muito caro, com essa grana dá pra andar de Gt3 em supercarros com uma disputa verdadeira entre as marcas.

    Isso pq eu coloquei minha visão como piloto; se colocarmos pela visão do publico, acredito que superesportivos chamem mais atenção, pela beleza, e velocidade.

  19. Roni disse:

    Vitor,
    Gostaria de saber quem escolhe os pilotos? As montadores? Como pode a GM pegar Thiago Camilo, Thiago Marques, Britto e Atila Abreu? assim fica facil… sem duvidas serão os campeoes por montadores. Não te parece um pouco desleal?

    • Leonardo disse:

      Os melhores procuram os melhores times, ou os que tem mais afinidade, como Daniel Serra andando na equipe de seu pai, assim como Juliano Moro estava andando na equipe da MetalMoro..

  20. Fernando disse:

    Gostei muito da segunda etapa, corrida nao muito longa, televisionada integralmente e com excelentes disputas, sem contar os carros de verdade na pista, por favor CBA, não estrague essa comunidade, pq tem futuro para ser a PRINCIPAL categoria do Brasil.

  21. Joel Gayeski disse:

    Victor, essa porcaria já nasceu estragada.
    Campeonato de MARCAS com motores iguais?
    BRASILEIRO com freios, câmbio, motor e injeção importados???

  22. Leonardo disse:

    A prova in loco foi maravilhosa. Os carros amassam de verdade, portas amarrotadas e tetos amarrotados na comemoração são belos de ver.
    Os carros são carros, assoalho, teto, traseira de lata, originais de fábrica, inclusive alguns com a etiqueta da pressão dos pneus colada na coluna.
    Os motores roncam como um carro de corridas e o talento de alguns pilotos se sobressaiu. Na minha modesta opinião, Valdeno, Tiago Camilo, Daniel Serra e Rodrigo Miguel foram os nomes do final de semana.

  23. tom disse:

    Pois e, mais uma categoria que promete.
    So espero o futuro desta nao seja o mesmo e infeliz futuro de outras, ou seja: uma grande e perfeita zooooona!…

  24. Marcos Ferreira disse:

    Vejo aí dois pontos que podem prejudicar o crescimento do campeonato, vamos lá:
    1o) CBA (nem preciso explicar por que);
    2o) Organização da Vicar. Até que ponto ela deixaria o campeonato crescer e assim, ‘matar’ a Stock Car. Ou existiria uma forma dos dois campeonatos serem grandes e viverem juntos?

    Vitor, gostaria de fazer uma pergunta: Sendo os carros do BR de Marcas com as mesmas caracteristicas do TC2000 (motor o mesmo; suspensão acredito ser o mesmo modelo), seria um caminho para no futuro termos um campeonato sul americano de turismo?

  25. junio messias disse:

    eu so nao gostei do pateta do carlos col vim com historina de 30 carros te q ser 40

  26. EDU [email protected] disse:

    Gostei do que vi, mas o comentarista (dono da Vicar) deixou de esclarecer que os carros são tubulares e que os motores e câmbios são padronizados e não t~em nada das marcas participantes.. mero detalhe! Acho que aos poucos derruba a preferência pela Stock visto que os carros se parecem com os de rua…

    • Leonardo disse:

      Os carros não são tubulares, eu tinha esta impressão, e até um pouco de má vontade com a categoria, mas olhando eles nota-se apenas o subchassi dianteiro tubular. O assoalho, colunas, suporte do banco traseiro, colunas de porta-mala, tudo está lá.
      São bem mais carros do que tubulares.

  27. jmt disse:

    achei estranho que os carros estavam muito parecidos, acho q perde um pouco oq uma categoria de marcas quer nos passar.
    se a rede tv investir um pouco mais para melhorar a transmi,ao vai cair na graca do publico

  28. Thiers disse:

    Vi e gostei, e mesmo com somente uma etapa, já digo que é melhor do que a Stock Car, pois tem carros reais, com diferenças entre si, nos moldes do WTCC, onde tal pista tal carro pode ser melhor que os demais e vice versa, só precisa de um grid cheio e de mais marcas, gostaria de ver a Toyota oficialmente la, e porque não a Renault com o Fluence, a VW com o Jetta, só duvido que a Fiat colocaria seu Linea, por razões obvias… Gostei, vi e gostei e quero ver de novo, nas proximas etapas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *